Adax

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaAdax
Mendesantilope 1402.JPG

Estado de conservação
Status iucn3.1 CR pt.svg
Em perigo crítico (IUCN 3.1) [1]
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Artiodactyla
Família: Bovidae
Subfamília: Hippotraginae
Género: Addax
Rafinesque, 1815
Espécie: A. nasomaculatus
Nome binomial
Addax nasomaculatus
(de Blainville, 1816)
Distribuição geográfica
Addax nasomaculatus distribution (IUCN 2015).png

O adax (Addax nasomaculatus) é um mamífero artiodáctilo da família dos bovídeos, outrora espalhado pelas regiões desérticas no norte da África, do oceano Atlântico ao rio Nilo.

Provido de longos cornos anelados desenvolvendo-se em espiral. Próprio das regiões de deserto, possuindo cascos largos e arredondados, bem adaptados à marcha sobre a areia. A sua cor é amarelada, com cabeça e pescoço negros, sendo a cauda e as patas brancas.

Classificação[editar | editar código-fonte]

É o único representante do género Addax da sub-família Hippotraginae.

Distribuição[editar | editar código-fonte]

Hoje encontra-se em grande risco de extinção, restando poucos exemplares no Sudão, no Chade, no Mali, na Mauritânia e na Nigéria. Contudo, no dia 27 de junho de 2010, o zoológico de Brasília, no Brasil, divulgou que conseguiu montar um banco genético de genes de animais mamíferos, o maior da América Latina. Neste banco, têm-se o sêmen e embriões de mamíferos americanos, para futura perpetuação das espécies. O banco genético contém dados não só de animais mamíferos americanos, mas também de outras regiões do planeta, inclusive do adax. Dessa forma, o adax não será de todo extinto. No Brasil, o Zoológico de São Paulo possui exemplares deste antílope em exposição no recinto dedicado à planície africana.

Dieta[editar | editar código-fonte]

O adax se alimenta preferencialmente de gramíneas. Na falta dessas pode comer acácias e outras leguminosas.

Hábitos[editar | editar código-fonte]

O adax é um animal gregário. Hoje em dia são encontrados em pequenos grupos vagando pelo deserto em busca de comida. Antigamente era possível que as manadas contivessem mais de mil animais. O bando é liderado por um macho mais velho e contém tanto machos quanto fêmeas.

O adax tem hábitos noturnos e crepusculares. Durante o dia ele se protege do calor repousando em covas rasas que escava na areia do deserto.

Referências

  1. (em inglês) IUCN SSC Antelope Specialist Group (2008). Addax nasomaculatus. 2008 Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN. IUCN 2008. Obtido em 13 November 2008. Database entry includes justification for why this species is listed as critically endangered and the criteria used.
  • WILSON, D. E., REEDER, D. M. eds. (2005). Mammal Species of the World: A Taxonomic and Geographic Reference. 3ª ed. Johns Hopkins University Press, Baltimore, Maryland, 2.142 pp. 2 vol.
  • Antelope Specialist Group 1996. Adax nasomaculatus. IUCN 2007 IUCN Red List of Threatened Species. Acessado em 24 de janeiro de 2008.
  • Nova Enciclopédia Portuguesa, Ed. Publicações Ediclube, 1996.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Adax
Ícone de esboço Este artigo sobre artiodáctilos, integrado no Projeto Mamíferos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.