Partido Conservador do Canadá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Partido Conservador do Canadá
Conservative Party of Canada
Parti conservateur du Canada
Líder Erin O'Toole
Presidente Scott Lamb
Fundação 2003
Sede Ottawa,  Canadá
Ideologia Conservadorismo
Conservadorismo liberal
Liberalismo económico
Espectro político Centro-direita[1] a direita[2]
Antecessor Aliança do Canadá
Partido Progressista Conservador do Canadá
Membros (2020) 269 000
Afiliação internacional União Internacional Democrata
Afiliação europeia Aliança dos Reformistas e Conservadores Europeus (parceiro regional)
Senado
21 / 105
Câmara dos Comuns
121 / 338
Cores Azul
Página oficial
Site

O Partido Conservador do Canadá (em inglês: Conservative Party of Canada; em francês: Parti Conservateur du Canada) é um dos maiores partidos políticos do Canadá, tendo sido fundado em 2003, resultante da fusão da Aliança do Canadá e do Partido Progressista Conservador do Canadá, sendo o principal partido da Direita no país.[3] O seu atual líder é Erin O'Toole[4], eleito em 2020 e tendo mais de 259.000 membros.[5]

O atual Partido Conservador é o descendente de diversos partidos conservadores e de direita que existiram ao longo da história no Canadá,[6] como o Partido Conservador do Canadá que durou até 1942 e que liderou diversos governos nacionais.[7] A partir de 1942, o grande partido de direita foi o Partido Progressista Conservador do Canadá, que chegou, pela primeira vez, à liderança do governo canadiano em 1957[8] e, a partir daí, liderou diversos governos até ao início da década de 1990.[9] Em 1993, os históricos progressistas conservadores sofreram uma derrota humilhante, sofrendo com o forte resultado do novo partido de direita, o Partido Reformista do Canadá.[10] Em 2003, os dois partidos de direita uniram-se, dando origem ao atual Partido Conservador,[3] que segue uma linha próxima do liberalismo económico, a favor da descentralização, uma posição dura em crimes e, por fim, defensor de uma imigração controlada.

Liderados por Stephen Harper, os conservadores rapidamente se tornaram um partido influente na política canadiana, conseguindo chegar ao poder em 2006, apenas 3 anos depois da fundação do partido,[11] e, por fim, em 2011, conseguir a sua primeira absoluta.[12] Em 2015, o partido voltou à oposição, 9 anos depois, sofrendo uma clara derrota frente ao forte ressurgimento do Partido Liberal do Canadá, que levou à demissão de Stephen Harper.[13]

Ideologia[editar | editar código-fonte]

O Partido Conservador histórico identificou-se fortemente com o Império Britânico e teve como objetivo moldar as instituições políticas canadianas depois que as políticas britânicas se opuseram ao Partido Liberal que favorecia o nacionalismo canadiano e a independência política da Grã-Bretanha, bem como políticas económicas continentalistas, como livre comércio e maior integração com os Estados Unidos, em vez de maiores laços políticos e económicos com o Império Britânico e depois com a Commonwealth. A reversão ocorreu sob a direção de Brian Mulroney, quando o partido enfatizou as forças de mercado na economia e alcançou um marco no acordo de livre comércio com os Estados Unidos em 1988. O Partido Conservador geralmente defende corte de impostos, um governo menor, maior descentralização dos poderes do governo federal para as províncias, com base no Acordo Lake Meech e nos valores religiosos e culturais tradicionais.[14]

Em termos de política externa, o Partido Conservador propõe reduzir em 25% a ajuda do Canadá para o desenvolvimento dos países mais pobres do mundo. Os conservadores também querem "fortalecer os laços com países com visões semelhantes", como Japão, Índia e Israel; por outro lado, denunciam vários países, incluindo Rússia, Coreia do Norte e Irão, como "antagónicos e hostis aos interesses e valores canadianos". O partido também defende a transferência da Embaixada do Canadá em Israel de Tel Aviv para Jerusalém, de acordo com a decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e a suspensão da contribuição do Canadá para a Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina no Próximo Oriente[15]

Às vezes, o partido é considerado pelo seus críticos como sendo muito semelhante ao Partido Republicano dos Estados Unidos e ao Partido Conservador do Reino Unido, mesmo que existam diferenças em muitas questões e os partidos só estejam alinhados com a participação no fórum internacional de partidos políticos conservadores, a União Democrática Internacional.

Declaração política[editar | editar código-fonte]

A declaração de política do Partido Conservador é dividida nas 23 áreas seguintes[16]:

  • Papel do governo
  • Responsabilidade do governo
  • Reforma Democrática
  • Federalismo aberto
  • Assuntos Fiscais
  • Desenvolvimento Económico
  • Comércio
  • Transporte
  • Meio Ambiente
  • Saúde
  • Política social
  • Assuntos Aborígenes
  • Justiça Criminal
  • Comunicações
  • Celebrando a diversidade do Canadá
  • Património e Cultura Canadiana
  • Agricultura
  • Pescas
  • Imigração e Refugiados
  • Relações Exteriores
  • Defesa e Segurança Nacional
  • Democracia forte - desenvolvimento contínuo de políticas

As políticas incluem[16]:

Fações internas[editar | editar código-fonte]

Historicamente, o partido tem-se divido em duas grandes fações, que datam da fundação do Canadá[17]:

Uma outra fação importante é intitulado de:

Resultados Eleitorais[editar | editar código-fonte]

Eleições legislativas[editar | editar código-fonte]

Data Líder CI. Votos % +/- Deputados +/- Status Notas
2004 Stephen Harper 2.º 4 019 498
29,63 / 100,00
99 / 308
Oposição Oposição Oficial
2006 Stephen Harper 1.º 5 374 071
36,27 / 100,00
Aumento6,74
124 / 308
Aumento25 Governo Governo minoritário
2008 Stephen Harper 1.º 5 209 069
37,65 / 100,00
Aumento1,38
143 / 308
Aumento19 Governo Governo minoritário
2011 Stephen Harper 1.º 5 832 401
39,62 / 100,00
Aumento1,97
166 / 308
Aumento23 Governo Governo maioritário
2015 Stephen Harper 2.º 5 600 496
31,89 / 100,00
Baixa7,71
99 / 338
Baixa67 Oposição Oposição Oficial
2019 Andrew Scheer 1.º 6 149 432
34,34 / 100,00
Aumento2,45
121 / 308
Aumento22 Oposição Oposição Oficial

Referências

  1. André Blais; Jean-François Laslier; Karihine Van der Straeten (2016). Voting Experiments. [S.l.]: Springer International Publishing. pp. 25–26. ISBN 978-3-319-40573-5 
  2. Freedom House (2016). Freedom in the World 2015: The Annual Survey of Political Rights and Civil Liberties. [S.l.]: Rowman & Littlefield Publishers. p. 130. ISBN 978-1-4422-5408-4 
  3. a b «Conservative Party of Canada | political party, Canada». Encyclopædia Britannica (em inglês) 
  4. «Erin O'Toole elected new opposition Conservative leader in Canada». BBC News (em inglês). 24 de agosto de 2020. Consultado em 17 de setembro de 2021 
  5. «259,010 eligible to vote in Conservative leadership race». CBC News (em inglês) 
  6. Harrison, Trevor W. «Conservative Party». The Canadian Encyclopedia (em inglês) 
  7. «Quebec History». faculty.marianopolis.edu. Consultado em 26 de junho de 2017 
  8. «The Federal Elections of 1957 and 1958 - Diefenbaker Canada Centre - University of Saskatchewan». www.usask.ca (em inglês). Consultado em 26 de junho de 2017 
  9. Clippingdale, Richard T. «Joe Clark». The Canadian Encyclopedia (em inglês) 
  10. «Reform Party». www.canadahistory.com. Consultado em 26 de junho de 2017 
  11. Heard, Andrew. «2006 Canadian Election Results». www.sfu.ca. Consultado em 26 de junho de 2017 
  12. «Kanada: Konservative erringen Sieg: - WELT». DIE WELT. Consultado em 26 de junho de 2017 
  13. Dehaas, Josh (19 de outubro de 2015). «Stephen Harper resigns as Conservative leader». CTVNews (em inglês) 
  14. https://web.archive.org/web/20120302121454/http://www.conservative.ca/party/founding_principles/
  15. https://www.lemonde.fr/afrique/article/2019/10/02/canada-en-cas-de-victoire-face-a-trudeau-les-conservateurs-veulent-reduire-l-aide-internationale_6013900_3212.html
  16. a b «Policy Declaration» (PDF). Conservative Party of Canada. Consultado em 21 de junho de 2018 
  17. a b c Alain-G. Gagnon; A. Brian Tanguay (2016). Canadian Parties in Transition, Fourth Edition. [S.l.]: University of Toronto Press. p. 122. ISBN 978-1-4426-3470-1 
  18. RON DART. «Red Tory». The Canadian Encyclopedia. Consultado em 6 de outubro de 2014 
  19. «Why jews were red tories». Canadian Jewish News. 4 de março de 2015. Consultado em 8 de agosto de 2019 
  20. Hutchinson, Brian, "The overlooked Tory: The candidate you don't hear about in the Fry-Robinson showdown", National Post, January 12, 2006
  21. Legislative Assembly of Ontario, Transcript of Debates (Hansard) May 14, 1992 [1]
  22. «Ontario Liberal leader takes aim at incoming premier». CBC News. 25 de março de 2002. Consultado em 11 de fevereiro de 2018