Google Maps

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Google Maps
Proprietário(s) Google
Gênero Mapas
País de origem  Estados Unidos
Idioma(s) multilíngue
Lançamento 8 de fevereiro de 2005 (17 anos)
Desenvolvedor Google
Endereço eletrônico maps.google.com

Google Maps é um serviço de pesquisa e visualização de mapas e imagens de satélite da Terra gratuito para navegadores, iOS e Android fornecido e desenvolvido pela empresa estadunidense Google.

Atualmente, o serviço disponibiliza mapas e rotas para a maior parte dos países, incluindo rotas para viagens de carro, bicicleta, avião, transporte público e a pé. Disponibiliza também imagens de satélite, fotografia aérea e imagens interativas em 360º (Street View) do mundo todo, com possibilidade de zoom na maior parte, incluindo grandes cidades, como Nova Iorque, Paris, São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Fortaleza entre outras. Nos Estados Unidos, o Google fez uma parceria com órgãos públicos, que incluirão as ferrovias e seus cruzamentos com vias e rodovias ao Google Maps.[1][2] Uma função similar promete informar quão movimentada uma linha de trem ou metrô está,[3] também é possível obter essas informações para linhas de ônibus em países selecionados.[4]

Juntamente com o lançamento da versão brasileira do Google Maps, a empresa introduziu o Local Business Center, ferramenta que permite com que qualquer empresa faça seu cadastro e seja então encontrada no Google Maps por qualquer usuário. No cadastro as empresas podem preencher seus dados cadastrais, horário de atendimento, formas de pagamento, logotipo e fotos, sendo necessária confirmação do cadastro através de uma ligação telefônica, videochamada, SMS, e-mail, vídeo ou carta.[5] Também é possível fazer verificação instantânea e em massa.[5]

Com uma Conta Google, já é possível destacar as suas próprias rotas, pontos e áreas, gerar comentários e compartilhar os respectivos links de acesso ao mapa criado. Também é possível gerar um arquivo KML para integração com o Google Earth.[6]

Desde julho de 2015, o Google Maps sincroniza as pesquisas realizadas no computador para smartphones e tablets Android e iOS. O usuário deve realizar a pesquisa e selecionar a opção 'Enviar para o dispositivo'. Ao abrir o aplicativo no celular (com a conta Google logada), a rota estará disponível.[7]

Em 9 de novembro de 2015, o Google anunciou uma atualização para o aplicativo – inicialmente disponível apenas para usuários da plataforma Android – que possibilita o download de um determinado mapa, para uso 'offline', sem necessidade de internet.[8] A nova versão do aplicativo também funciona em modo avião, mas o smartphone deve ter, pelo menos, 400 MB de espaço livre na memória do Android, para que o aplicativo salve os dados de 'modo offline', também é possível salvar os mapas em cartão SD (opcional acima do Android 6.0).[9] Além do Android, a função também está disponível para iOS.[10] O modo offline não está disponível para rotas de transporte público, bicicleta ou a pé; Informações sobre o trânsito, trajetos alternativos ou orientações de faixa também não podem ser utilizados sem conexão.[10] Em regiões, idiomas e casos específicos pode não ser possível baixar uma área no mapa 'offline'.[10]

Mapeamento da Lua[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Google Moon

O Google Moon permite visualização da Lua em 8 opções de zoom. É possível ver toda face da Lua, bem como consultar (através de marcadores) onde pousaram os módulos das missões da NASA que foram à Lua (Apollo 11, Apollo 12, etc.).[11] Disponível para Google Earth.

Mapeamento de Marte[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Google Mars

Em 2009, foi lançado também o Google Mars, onde se pode consultar alguns detalhes da superfície de Marte através de imagens obtidas pelas sondas Spirit, Opportunity e Mars Reconnaissance Orbiter.[12][13][14][15][16] Disponível para Google Earth.

Uma experiência em Realidade Virtual para smartphones, de dados coletados pelo Curiosity, lançada junto à NASA também está disponível.[17]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Google Maps exibirá ferrovias nos EUA - PSafe Blog». Consultado em 13 de julho de 2015 
  2. «Google Maps starts showing railroad crossing alerts during navigation». 9to5Google (em inglês). 3 de março de 2021. Consultado em 13 de agosto de 2022 
  3. «Google Maps will show you how packed your train is so you can avoid crowds on your commute». CNBC (em inglês). 21 de julho de 2021. Consultado em 13 de agosto de 2022 
  4. «Google Maps will now help you avoid bumping into sweaty strangers on the bus». CNBC (em inglês). 27 de junho de 2019. Consultado em 13 de agosto de 2022 
  5. a b «Saiba como verificar sua empresa no Google». Google Support. Consultado em 13 de agosto de 2022 
  6. «Importar dados de mapa em KML para o Google Earth». Google Support. Consultado em 13 de agosto de 2022 
  7. «Google Maps salva as pesquisas realizadas no PC para o Android». Consultado em 24 de julho de 2015 
  8. «Atualização faz Google Maps ficar mais parecido com o Waze - PSafe Blog». PSafe Blog. Consultado em 10 de novembro de 2015 
  9. «Google Maps offline funciona mesmo sem internet - PSafe Blog». PSafe Blog. Consultado em 16 de novembro de 2015 
  10. a b c «Fazer o download de mapas off-line e navegar por eles». Google Support. Consultado em 12 de agosto de 2022 
  11. «Google Earth ganha recurso Moon, para quem quer conhecer a Lua em 3D». MacMagazine. 20 de julho de 2009. Consultado em 13 de agosto de 2022 
  12. «Google lands on Mars». ZDNet (em inglês). 12 de março de 2006. Consultado em 13 de agosto de 2022 
  13. «NASA and Google bring Mars to PCs everywhere». New Scientist (em inglês). 13 de março de 2006. Consultado em 13 de agosto de 2022 
  14. «O que é Google Mars? Veja imagens da superfície de Marte». Tecmundo. Consultado em 9 de abril de 2022 
  15. «NASA, Google Unveil Mars in 3D». Space.com (em inglês). 2 de fevereiro de 2009. Consultado em 13 de agosto de 2022 
  16. «Find pics and track the rovers in Google Mars». The Planetary Society (em inglês). 11 de fevereiro de 2010. Consultado em 13 de agosto de 2022 
  17. «Access Mars: A WebVR Experiment». accessmars.withgoogle.com. Consultado em 13 de agosto de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]