Google+

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Google+
Google Inc.
Google+ logo.png
Slogan O compartilhamento da vida real, repensado para a web.
Requer pagamento? Não
Gênero Rede social
Cadastro Sim
País de origem Estados UnidosEstados Unidos
Idiomas Mundo
Lançamento 28 de junho de 2011
Desenvolvedor Estados UnidosGoogle Inc.
Proprietário Estados UnidosGoogle Inc.
Página oficial plus.google.com

Google+ (às vezes abreviado G+, pronunciado Google Plus) é uma rede social mantida pelo Google Inc.. O serviço foi lançado em 28 de junho de 2011, em uma fase de testes por convite. No dia seguinte, os usuários existentes foram autorizados a convidar amigos, que estão acima de 18 anos de idade, ao serviço para criar suas próprias contas.

Construída para agregar serviços sociais do Google, como Google Contas, Google Buzz e Picasa Web, também introduz muitas características novas, incluindo Círculos (grupos de amigos), Sparks (sugestões de conteúdo), Hangouts (chat por vídeo) e Huddles (chat em grupo).[1] É dita como a maior tentativa da Google de abater a rede social Facebook[2] , que tem no momento, mais de 1 bilhão de usuários.[3] Ainda em período de testes fechados, alcançou 10 milhões de usuários.[4] O lançamento foi realizado em 31 de julho de 2011.[4] Atualmente o Google+ tem mais de 250 milhões de usuários e teve seu visual totalmente reformulado.[5] As pessoas mais seguidas no Google + são as cantora pop Lady Gaga e Britney Spears, em 2013.

Introdução[editar | editar código-fonte]

O serviço foi lançado como um "teste de software" através de convites somente em junho de 2011.[6] No início, os convites logo foram suspensos devido a uma "demanda insana" para novas contas.[7] Em 20 de setembro de 2011, o Google+ foi aberto a todos com 18 anos de idade ou mais velhos, sem a necessidade de um convite.[8] Mais tarde, a rede social foi aberta para um faixa etária mais jovem (+13 anos nos Estados Unidos e na maioria dos países, +14 na Coreia do Sul e na Espanha e +16 nos Países Baixos) em 26 de janeiro de 2012.[9] [10]

O Google+ integra serviços sociais (como o Google Profiles) e introduz novos serviços identificados como Circles, Hangouts e Sparks.[11] É dita como a maior tentativa da Google de abater a rede social Facebook[2] que atualmente possui mais de 750 milhões de usuários[12] . O Google+ é considerada a quarta rede social da empresa, seguindo o Google Buzz (lançado em 2010, descontinuado em 2011), o Google Friend Connect (lançado em 2008, descontinuado em março de 2012) e Orkut (lançado em 2004, agora totalmente operada pela subsidiária Google Brasil).

Em novembro de 2011, o Google+ foi integrado no processo de criação da conta para outros serviços do Google, como o Gmail.[13] De acordo com a análise independente do seu crescimento em dezembro de 2011, o local foi a adição de um número estimado de 625.000 novos usuários por dia, que podem totalizar 400 milhões de membros até o final de 2012.[14] [15]

História[editar | editar código-fonte]

O serviço foi lançado em 28 de junho de 2011 apenas para convidados. No dia seguinte, os usuários convidados foram autorizados a convidarem amigos que tinham mais de 18 anos de idade[16] para criarem suas próprias contas. Este foi suspenso no dia seguinte devido a uma "demanda insana" para as contas.

Em 14 de julho de 2011, o Google anunciou que o Google+ tinha alcançado 10 milhões de usuários apenas duas semanas após o lançamento de uma fase experimental "limitada".[17] Após quatro semanas de operação, a rede social atingiu 25 milhões de visitantes únicos.[18] Baseado numa pesquisa realizada pela ComScore, o país com maior número de membros foi os Estados Unidos, seguido pela Índia.[19] Em outubro de 2011, de acordo com Larry Page, o serviço atingiu 40 milhões de usuários;[20] E, depois de quase três meses de operação, atingiu 50 milhões de usuários;[21] e até o final do ano o Google+ obtinha 90 milhões de usuários.[22]

Em 6 de agosto, cada membro do Google+ tinha 150 convites,[23] mas em 20 de setembro de 2011, o Google+ foi aberto a todos que se declararem obter mais de 18 anos de idade ou mais velhos, sem a necessidade de um convite.[24] Depois que o Google+ veio a público, os menores de 18 anos de idade não foram autorizados a se inscrever na rede social.[25]

No lançamento inicial, as contas do Google Apps não poderiam ser usadas no Google+, devido à falta de suporte para o Google Profiles.[26] [27] [28] Em 27 de outubro, o Google anunciou que o Google+ agora poderia suportar os usuários do Google Apps (se o usuário administrador do domínio tiver habilitado o serviço).[29]

Apesar de registar um crescimento elevado nos Estados Unidos e na Europa, o Google+ ainda permanece indisponível na China.[30]

Em menos de um dia, o Google+ foi disponibilizado para iPhone se tornou o aplicativo gratuito mais popular na App Store.[31]

Os primeiros a adotarem o Google+ têm sido principalmente membros do sexo masculino (71,24%). A faixa etária predominante (35%) é entre 25 e 34.[32]

Uma pesquisa aponta que 13% dos adultos norte-americanos tornaram-se membros do Google+. É projetado pela rede social que ela consiga aumentar este número para 22% em um ano.[33]

Em 7 de novembro de 2011, o Google lançou o Google+ Pages (+Páginas), o que permite que as empresas se conectem com os fãs de uma maneira similar às páginas do Facebook. Essas empresas receberão contas corporativas para iniciarem o compartilhamento de informações sobre si mesmo e convidar outras pessoas para se juntarem à conversa.[34] [35]

Em 26 de janeiro de 2012, o Google abriu a rede social para adolescentes. O limite de idade já tinha sido 18, mas o vice-presidente de Gestão de Produtos do Google, Bradley Horowitz, anunciou no Google+ que os usuários podem agora ser tão jovens quanto os de 13 anos.[36]

De acordo com a Experian Hitwise, uma empresa de pesquisas da Internet, o número de visitas do Google+ nos Estados Unidos ultrapassou 49 milhões durante o período de um mês que termina 11 de dezembro de 2011, aumento de 55% em relação ao período de um mês que termina 11 de novembro de 2011.

Em 7 de dezembro de 2012 a rede social alcançou a marca de 250 milhões de usuários cadastrados, sendo que 135 milhões destes são ativos. [37]

Recursos[editar | editar código-fonte]

O Presidente Obama respondendo a perguntas sobre o Estado da União, representada pelos cidadãos na primeira entrevista completamente virtual da Casa Branca. Transmitido ao vivo no site oficial da Casa Branca e na página da mesma no Google+ em 30 de janeiro de 2012, 17h30min.[38]
  • Circles - permite aos usuários organizar contatos em grupos de partilha, em vários de seus produtos e serviços. A interface de arrastar e soltar permite que os usuários em grupos de sua escolha. Através de "Streams", os usuários podem ver as atualizações daqueles em seus círculos, semelhante ao "Feed de notícias" do Facebook. A página inicial permite que os usuários postem atualizações, fotos e vídeos, e compartilhem sites[39]
  • Hangouts - são lugares usados ​​para facilitar grupo de bate-papo de vídeo (com um máximo de 10 pessoas participando de um Hangout único em qualquer ponto do tempo). No entanto, qualquer pessoa na web pode potencialmente se juntar ao "Hangout" se possuir a URL original[39]
  • Sparks - é um front-end para o Google Search, permitindo que usuário possa identificar tópicos que podem estar interessados ​​em compartilhar com os outros[39]
  • Instant Upload - é específico para dispositivos móveis Android, que armazena fotos ou vídeos em um álbum privado para compartilhar mais tarde[39]
  • Huddle - é um recurso disponível para Android, iPhone e dispositivos SMS para se comunicar com círculos[39]
  • Jogos - reune jogos em HTML5 e Adobe Flash, que podem ser jogados gratuitamente. As notificações dos jogos ficam restritas a uma área, não se misturando as "Streams". Alguns jogos disponíveis: Angry Birds, Zynga Poker, Bejeweled Blitz, Crime City e Dragon Age Legends[40]
  • Eventos - é um recurso que reúne todos os eventos de seus círculos, como festas de aniversários e outros e que é sincronizado com o Google Agenda[41] . Ao criar um evento no Google+ você pode convidar pessoas para participar, comentar sobre o evento e adicionar fotos em uma página que é criada para esse evento em particular. Você pode ainda ligar o "modo balada" no aplicativo do Google+ para que todas as suas fotos, durante a realização desse evento, sejam enviadas, junto com as fotos dos outros participantes, diretamente para a página desse evento no Google+.
  • Comunidades - um recurso que o Google reviveu do Orkut tendo mesmas funções e ainda podendo iniciar discussões, publicar no Stream, compartilhar para seus Circulos, planejar eventos, iniciar um Hangout, criar sua própria comunidade de forma pública ou privada, tudo de forma rápida e fácil.

Maior impacto[editar | editar código-fonte]

A introdução do Google+ teve impacto no projeto de pesquisa do Google na web de serviços, devido à reformulação gráfica por Andy Hertzfeld. [42] Houve refinamentos ao lado de especulação de um impacto muito maior quando o Google+ está totalmente implantado, [43] incluindo alguns redesenhos do Google Maps, Gmail e Google Calendar.[44] Talvez as maiores mudanças virão para o Picasa Web Albums:[45] [46]

  • Após alguém marcar, eles recebem uma notificação e podem ver a foto no álbum e afins
  • Para novos álbuns, um álbum de algum usuário é compartilhado com outras pessoas
  • Os álbuns de certo usuário são compartilhados e podem ser identificados e re-compartilhados por outros usuários
  • Fotos de até 2048×2048 pixels e vídeos até 15 minutos não irão contar para a cota de armazenamento de 1 GB para os usuários do Google+ (que é 800×800 pixels para usuários não-Google +), criando "virtualmente ilimitado" de armazenamento para usuários móveis[47]

Censura[editar | editar código-fonte]

No mesmo dia do lançamento do site, várias agências de notícias informaram que o Google+ foi bloqueado na China.[48]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Site Oficial do Google+ http://plus.google.com/
  2. a b The New York Times, "Another Try by Google to Take On Facebook", 28 June 2011 http://www.nytimes.com/2011/06/29/technology/29google.html?_r=1
  3. Facebook, "Statistics". https://www.facebook.com/press/info.php?statistics
  4. a b Google+ alcanzó los 10 millones de usuarios, pero casi todos son hombres (em espanhol). CNN (15 de julho de 2011). Página visitada em 16 de julho de 2011. "Larry Page, presidente ejecutivo de Google, anunció que la red social de la compañía alcanzó los 10 millones de usuarios a pesar de encontrarse en el periodo de prueba y acceso limitado mediante invitaciones. [...] El 31 de julio se espera que la red esté disponible para todo el público y ese será el día en que también empezaremos a ver si Google+ puede derrocar a Facebook, la red más popular y próxima a llegar a los 700 millones de usuarios."
  5. Tudo sobre a nova aparência do Google+.
  6. Facebook's Newest Challenger: Google Plus. Página visitada em 29 June 2011.
  7. Shaer, Matthew (30 June 2011). Looking for a Google+ Invite? Either Get Comfortable – Or Get Crafty. The Christian Science Monitor. Página visitada em 30 June 2011.
  8. Boutin, Paul (20 September 2011). Google+ for Everyone – What You Need To Know. Gadgetwise (blog of The New York Times). Página visitada em 12 October 2011.
  9. Bradley Horowitz: Google+: new safety enhancements, now available for teens
  10. Age requirements on Google Accounts
  11. Official Google+ Website. Página visitada em 30 June 2011.
  12. "Facebook Statistics", BBC News, 6 July 2011. Página visitada em 6 July 2011.
  13. Google doubles Plus membership with brute-force signup process, Ars Technica, January 22, 2012
  14. Google+ may reach 400 million users by end of 2012, The Los Angeles Times, December 27, 2011.
  15. Google+ surpasses 62 million users, C-net, December 28, 2011.
  16. Madaras, Michelle (28 July 2011). Google Is Newest Addition to Social Network. The Reporter. Página visitada em 12 October 2011.
  17. Google+ Grows to 10 Million Users. CNN (14 July 2011). Página visitada em 15 July 2011.
  18. Wasserman, Todd (2 August 2011). Google+ Hits 25 Million Visitors; Users Are Spending More Time There [STUDY]. Mashable. Página visitada em 29 August 2011.
  19. Google+ Draws 25 Million Visitors in a Month, ComScore Says (3 August 2011).
  20. Larry Page's Google earnings remarks
  21. Boom. Time To Reach 100 Million Users – Google+'s Is Listed as 88 Days, Marques Brownlee Says (26 September 2011).
  22. Google Announces Fourth Quarter and Fiscal Year 2011 Results
  23. 150 Google Plus Invites. Ghacks.net (6 August 2011). Página visitada em 23 August 2011.
  24. Boutin, Paul (20 September 2011). Google+ for Everyone – What You Need To Know. Gadgetwise (blog of The New York Times). Página visitada em 12 October 2011.
  25. "Error: Underage", Google+ page, accessed 20 October 2011
  26. Google Should Launch Google Premier. The Next Web. Página visitada em 23 August 2011.
  27. Google+? Still a Minus for Google Apps Users - Blogcritics Sci/Tech. Blogcritics.org. Página visitada em 23 August 2011.
  28. Google Apps and Google+ (aka When Will We Get Google Profiles??) – Google Apps Help. Google. Página visitada em 23 August 2011.
  29. Google+ is now available with Google Apps. Google. Página visitada em 27 October 2011.
  30. Wauters, Robin (29 June 2011). China Is Already Blocking Google +. TechCrunch.
  31. Tsotsis, Alexia (4 January 2011). Google+ Now The Top Free App in the Apple App Store. TechCrunch. Página visitada em 21 July 2011.
  32. Mitchell, Jon (1 August 2011). Who Used Google Plus First? Male Geeks from the US [Infographic]. ReadWriteWeb (blog). Página visitada em 29 August 2011.
  33. 12:24 AM ET. "Google+ May Pass Twitter Among U.S. Adults Online", Bloomberg, 5 August 2011. Página visitada em 29 August 2011.
  34. November 7, 2011, Khan, Azam, http://socialtimes.com/google-launches-business-pages_b83409
  35. Google+ Pages: All you need to do to make your blog famous on this new Social Network. Blogominded.
  36. Google+ opens up to teenagers http://www.brecorder.com/it-a-computers/single/638/206/1148646/
  37. Google+ tem 135 milhões de usuários ativos http://www.noteshared.com/2012/12/google-tem-135-milhoes-de-usuarios.html
  38. President Obama Hangs Out With America, The White House, January 30, 2012.
  39. a b c d e M.G. Siegler (28 de Junho de 2011). Google+ Project: It’s Social, It’s Bold, It’s Fun, And It Looks Good — Now For The Hard Part. TechCrunch. Página visitada em 2 de Julho de 2011.
  40. Games in Google+: fun that fits your schedule (em inglês) (11 de agosto de 2011). Página visitada em 18 de agosto de 2011.
  41. Agora podemos criar eventos no Google+.
  42. Inside Google+ — How the Search Giant Plans to Go Social. Página visitada em 2011-07-02.
  43. Boulton, Clint. "Google Redesign Backs Social Effort", 1 July 2011. Página visitada em 1 July 2011.
  44. Google Operating System: Preview Gmail's New Interface
  45. Google Operating System: How Google+ Transformed Picasa Web
  46. Techwhack: Changes on Google Picasa Web for Google Plus users
  47. Techie Buzz: Google Offers Virtually Unlimited Storage on Picasa Web Albums for Google+ Users
  48. Arthur, Charles. "Google+ 'blocked in China'", guardian.co.uk, June 30, 2011. Página visitada em July 1, 2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]