Foursquare

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Foursquare
Requer pagamento? Não
Gênero Rede social
Microblogging
Cadastro Público
País de origem  Estados Unidos
Idioma(s) Inglês, Português, Espanhol, Italiano, Francês, Japonês, Alemão, Coreano, Russo, Japonês, Turco, Tailandês, Indonésio
Lançamento 11 de Março de 2009
Posição no Alexa 2 203 () e 2 379 ()
Desenvolvedor Dennis Crowley, Naveen Selvadurai, Harry Heymann, Nathan Folkman, Mike Singleton
Endereço eletrônico pt.foursquare.com

Foursquare é uma rede geossocial e de microblogging que permite ao utilizador indicar onde se encontra, e procurar por contatos seus que estejam próximo desse local. O aspecto lúdico vem do fato de ser possível acumular distintivos relativos a lugares específicos, um pouco como os autocolantes dos anos 70.

A aplicação funciona em iOS, Android, Windows Phone, Blackberry e Symbian. Os mapas utilizados pelo Foursquare são provenientes do OpenStreetMap[1].

História[editar | editar código-fonte]

O serviço Foursquare foi criado em Nova Iorque em 2009 por Dennis Crowley, Naveen Selvadurai, Harry Heymann, Nathan Folkman e Mike Singletonau e o seu primeiro logo foi desenhado por Mari Sheibley[2].

Dados pessoais e segurança[editar | editar código-fonte]

O serviço Foursquare recolhe dados pessoais sobre os utilizadores, por meio de check-ins na plataforma, e compartilha com outros usuários adicionados na lista de amigos. O serviço é baseado no compartilhamento da localização por vontade própria dos seus utilizadores, que também podem acrescentar fotos, comentários e marcar os amigos no check-in.

Funcionamento[editar | editar código-fonte]

O método de utilização é feito via aparelho móvel (celular/telemóvel, smartphone, ou outro similar) no qual a pessoa cadastrada acessa o aplicativo ou site e ativa, de acordo com sua localização, a checagem e identificação do local onde está via GPS (a operadora precisa ter o serviço disponível, e o aparelho precisa ter a ferramenta/programa e os recursos necessários ativados para tal), informando pontos de referência de localização geográfica cadastrados na base de dados do serviço. O usuário pode ainda compartilhar sua localização com outras pessoas, via Facebook ou Twitter. Há também a opção de realizar um check-in privado, que fica registrado no perfil do usuário, mas não pode ser visto pelos amigos na plataforma.

A base de dados do Foursquare é criada pelos próprios usuários. O serviço conta ainda com usuários que moderam os lugares, editando as informações de forma a seguir um padrão de visualização. Esses usuários são conhecidos como Superusuários ou SU´s. Os SU´s são escolhidos pelo Foursquare após passarem por testes de conhecimentos sobre o Guia de Estilo.

Características do jogo[editar | editar código-fonte]

Para cada local registrado em um check-in, pontos são acumulados. Estes pontos geram dois rankings de classificação: um no qual participam você e sua rede de contatos; outro que participam você e todos os usuários da sua cidade.

Para os critérios do jogo, quanto mais vezes você frequentar um lugar, melhor. Se você for o usuário que mais acessou determinado local no período de 30 dias, torna-se prefeito daquele local.

Também é conferido uma espécie de troféu para os usuários mais ativos, que levam em consideração critérios como hábitos e frequência de acesso aos locais mantidos pelo serviço.

O sistema de classificação é reiniciado a cada semana, estimulando as pessoas a dar continuidade nas atividades ligadas ao jogo.

Apesar de ter um sistema de classificação que incentiva a disputa similar a um jogo, aos poucos, os próprios usuários começaram a usar o Foursquare como um guia cultural e gastronômico de cidades. Em entrevista ao Wall Street Journal, David Crowley, cofundador e CEO da empresa, declarou que o app conta com milhares de usuários que o acessam com a intenção de consumir informações oferecidas por ele[3]. Cada local (ponto turístico, loja, serviço, etc.) pode ser votado pelos usuários, e a média das notas é exibida em sua página, servindo como um indicador que varia de 1 a 10.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

O Foursquare passou a marca de 1 bilhão de atualizações[4] de dados de entrada de usuários em diferentes locais no mês de setembro de 2011.

Em dezembro de 2010, o CEO da empresa, Dennis Crowley, anunciou que o serviço é utilizado por cerca de 5 milhões de usuários[5]. Em dezembro de 2011 o serviço atinge o triplo desse número[6].

Em outubro de 2018, o número de check-ins registrados na plataforma era de 12 bilhões[7]. 105 milhões de localizações diferentes, em 190 países, estão cadastradas no serviço.

Swarm[editar | editar código-fonte]

Em maio de 2014, a empresa criadora do Foursquare lançou o Swarm, novo aplicativo específico para a utilização dos recursos do jogo. Os recursos foram divididos, e a parte relacionada ao guia de locais, avaliação, fotos e comentários, ficou no app Foursquare, enquanto toda a parte de check-in, marcação de amigos, pontuação e ranking, distintivos e prefeituras, migrou para o novo aplicativo.

Concorrentes e Serviços similares[editar | editar código-fonte]

  • Gowalla, primeiro concorrente, comprado pelo Facebook e encerrado em 2012.[8]
  • Google Local Guides, comunidade global onde os usuários escrevem comentários, publicam fotos, respondem perguntas, adicionam ou editam lugares e verificam fatos no Google Maps.
  • TripAdvisor, site de viagens estadunidense que fornece informações e opiniões de conteúdos relacionados a lugares, hospedagens, restaurantes, entre outros.
  • Yelp, rede social em que os usuários compartilham informações e experiências com restaurantes, hotéis, bares, praças, eventos e demais estabelecimentos em um roteiro de viagem.[9]
  • Falando de Viagem, rede social brasileira de viagens em que os usuários podem interagir com viajantes, com quem poderão trocar informações, dicas e até mesmo planejar uma viagem juntos.[10]
  • Plyce, serviço de geolocalização via celular ou telemóvel, com partilha de fotos e microblogging.
  • Identi.ca, que o reproduz, mas diferente no fato de assentar em soluções open source
  • Kekanto, rede social e guia dos melhores lugares.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]