Emojli

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Emojli
Desenvolvedor Tom Scott, Matt Gray
Plataforma N/A
Lançamento 29 de agosto de 2014 (8 anos)
Versão estável N/A
Sistema operacional iOS e Android
Licença N/A
Estado do desenvolvimento Descontinuado

Emojli foi um aplicativo para iOS e Android, cuja proposta era que nomes de usuário e mensagens trocadas através do aplicativo podiam conter apenas emojis.[1][2][3]

História[editar | editar código-fonte]

Tom Scott e Matt Gray foram inspirados a criar o aplicativo após ver o sucesso de Yo e o lançamento de caracteres emoji pela Unicode Consortium.[4][5] Durante uma palestra no Electromagnetic Field Festival, os desenvolvedores disseram que o aplicativo foi criado em grande parte como uma piada, mas que, por ocasião do lançamento, 70 mil nomes de usuário haviam sido reservados.[6] O aplicativo foi lançado em 29 de agosto de 2014. Depois de cobertura da imprensa, os desenvolvedores começaram a receber ofertas por capital de risco.[7]

Dado o custo e esforço de manter a aplicação, os desenvolvedores encerraram o app em 30 de julho de 2015.[8]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

O back-end do aplicativo foi codificado por Scott em PHP e MySQL, e o front-end foi concebido e programado por Gray em HTML, CSS e JavaScript.[6] A dupla comentou que encontrou dificuldades pela falta de suporte a emojis nos navegadores da web, e pela variação do suporte dos sistemas operacionais móveis. Todo o trabalho sobre o aplicativo foi feito no tempo livre dos desenvolvedores e levou um pouco mais de um mês.[9] Uma versão para Android foi lançada em 30 de janeiro de 2015.[10]

Referências

  1. Tweedie, Steven (29 de agosto de 2014). «You Can Now Try Out The Ridiculous Emoji-Only Messaging App, Emojli» [Você pode agora experimentar o ridículo aplicativo de mensagens apenas-emojis, Emojli]. Business Insider. Consultado em 2 de setembro de 2014 
  2. Sola, Katie (29 de agosto de 2014). «Emoji-only App Debuts, Nixes Words for Tiny Pictures» [Aplicativo apenas-emojis debuta, cancelando palavras por imagens pequeninas]. Mashable. Consultado em 2 de setembro de 2014 
  3. Stampler, Laura (1 de julho de 2014). «New, Totally Inevitable Social Network Will Let Users Communicate Only Via Emoji» [Nova, totalmente inevitável rede social deixará usuários se comunicarem apenas via emojis]. Time. Consultado em 2 de setembro de 2014 
  4. Gray, Sarah (2 de julho de 2014). «An emoji-only social network: Ridiculous ... or brilliant?» [Uma rede social apenas-emojis: ridículo... ou brilhante?]. Salon. Consultado em 2 de setembro de 2014 
  5. Solon, Olivia (30 de junho de 2014). «Emoji-only social network Emojli is the new Yo» [Rede social apenas-emojis é o novo Yo]. Wired UK. Consultado em 2 de setembro de 2014. Cópia arquivada em 31 de agosto de 2014 
  6. a b Turk, Victoria (1 de setembro de 2014). «The Creators of Emojli: 'Don't Build an App'» [Os criadores de Emojli: "Não faça um aplicativo"]. Motherboard. Vice. Consultado em 29 de setembro de 2021 
  7. Scott, Tom; Gray, Matt (2 de dezembro de 2015). «The End of Emojli: The Post-Mortem». Youtube. Consultado em 12 de dezembro de 2015 
  8. Emojli (10 de junho de 2015). «Emojli on Twitter: "Emojli is closing on 30th July. For more info and to download your old messages, please visit emoj.li; thank you and goodbye!"» [Emojli no Twitter: "Emojli está fechando em 30 de julho. Para mais informações e baixar suas mensagens, favor visitar emoj.li; obrigado e adeus!"]. Twitter (em inglês). Consultado em 29 de setembro de 2021 
  9. Scott, Tom; Gray, Matt (30 de agosto de 2014). «Emojli: Behind the Scenes and Why You Should Never Build An App» [Emojli: Bastidores e por que você nunca deveria fazer um aplicativo]. YouTube. Consultado em 29 de setembro de 2021 
  10. Emojli (30 de janeiro de 2015). «Emojli on Twitter: "Our Android app is available! It should work on most recent devices."» [Emojli no Twitter: "Nosso app para Android está disponível! Deverá funcionar nos dispositivos mais recentes."]. Twitter. Consultado em 29 de setembro de 2021