BranchOut

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
BranchOut
BranchOut logo.svg
Proprietário(s) Censia
Fundador(es) Rick Marini
Lançamento 2010; há 10 anos
Posição no Alexa Aumento 1,851,336 (2020)[1]
Endereço eletrônico www.branchout.com
Estado atual Ativo

BranchOut foi um aplicativo do Facebook desenvolvido para encontrar empregos, trabalhar em rede profissionalmente e recrutar funcionários. Foi fundada por Rick Marini em julho de 2010 e era, em março de 2012, o maior serviço de rede profissional no Facebook.[2][3][4][5]


História[editar | editar código-fonte]

O BranchOut foi lançado em junho de 2010 como um aplicativo do Facebook. Rick Marini, fundador e CEO da SuperFan, recebeu uma ligação de um amigo perguntando se ele conhecia alguém em uma empresa em particular. Marini sabia que ele tinha uma conexão mútua, mas não conseguia se lembrar da pessoa especificamente.  Ele não conseguiu encontrar a conexão pesquisando no Facebook e perguntou se o Diretor de Engenharia da SuperFan poderia criar um widget para realizar a tarefa.[6][7]

Em julho de 2010, Marini lançou o BranchOut.[3][8]

Em setembro de 2010, a BranchOut anunciou uma rodada de financiamento da Série A de US$ 6 milhões liderada pela Accel Partners , Floodgate e Norwest Venture Partners, com investimentos adicionais de fundadores e executivos do Napster, Facebook, WordPress e Google.[9][10][11][12][13]

Em janeiro de 2011, a base de usuários do BranchOut cresceu um fator de 25, passando de 10.000 para 250.000.[14]

Em maio de 2011, o BranchOut listou 3 milhões de empregos em aberto (provenientes da Indeed.com) e 20.000 estágios e estava ativo em 60 países e está disponível em 15 idiomas.[15][16]

Apesar de arrecadar um total de US $ 49 milhões, os usuários do BranchOut caíram e a empresa foi relançada como um aplicativo de 'bate-papo no local de trabalho'.[17]

Estrutura do site[editar | editar código-fonte]

O BranchOut é um aplicativo gratuito do Facebook que permite aos usuários criar perfis profissionais que incluem seu histórico de trabalho e educação (informações pessoais, como álbuns de fotos e atualizações de status, não estão incluídas nesses perfis). Depois que o usuário instala o aplicativo, é exibido um painel que mostra os relacionamentos corporativos do usuário.[18][19][20]

O BranchOut possui três tipos de produtos empresariais para candidatos a emprego e recrutadores: anúncios de emprego, CareerConnect e RecruiterConnect.  O recurso de anúncios de empregos sociais permite que as empresas publiquem anúncios de emprego em suas páginas de fãs no Facebook e permite que candidatos a emprego se candidatem a vagas em aberto.[21][22][16]

O BranchOut gera receita a partir de postos de trabalho e soluções empresariais.[10]


Referências

  1. «branchout.com Competitive Analysis, Marketing Mix and Traffic». Alexa Internet. Consultado em 29 de fevereiro de 2020 
  2. Needleman, Rafe. «BranchOut making SEO push with vanity URLs». CNET (em inglês). Consultado em 29 de fevereiro de 2020 
  3. a b «BranchOut Unlocks The LinkedIn In Facebook». TechCrunch (em inglês). Consultado em 29 de fevereiro de 2020 
  4. Geron, Tomio. «BranchOut Launches Recruiter Tool For Searching Facebook». Forbes (em inglês). Consultado em 29 de fevereiro de 2020 
  5. «BranchOut, rede social dentro do Facebook, já tem 20 milhões de conexões». O Globo. 29 de agosto de 2011. Consultado em 29 de fevereiro de 2020 
  6. Constine, Josh (23 de agosto de 2010). «BranchOut Offers Better Career Networking on Facebook; Plus, a Q&A with Founder Rick Marini». www.adweek.com (em inglês). Consultado em 29 de fevereiro de 2020 
  7. Carter, Sam (13 de dezembro de 2011). «Entrepreneur: Interview with BranchOut founder Rick Marini». Consultado em 29 de fevereiro de 2020. Cópia arquivada em 13 de dezembro de 2011 
  8. «10 Hot Startup Sectors for New Business Ideas in 2012». Entrepreneur (em inglês). 29 de novembro de 2011. Consultado em 29 de fevereiro de 2020 
  9. «Facebook Job-Hunting App BranchOut Raises $6 Million From Accel And Super Angels». TechCrunch (em inglês). Consultado em 29 de fevereiro de 2020 
  10. a b Boyd, E. B. (18 de fevereiro de 2011). «Baked In: BranchOut Lets You Manage Your Climb Up the Ladder From Within Facebook». Fast Company (em inglês). Consultado em 29 de fevereiro de 2020 
  11. «BranchOut Social Jobs Site Grabs a Yahoo Exec». AllThingsD (em inglês). Consultado em 29 de fevereiro de 2020 
  12. «Rhodri Marsden: Maybe we do need yet another social network?». The Independent (em inglês). 29 de junho de 2011. Consultado em 29 de fevereiro de 2020 
  13. O'Dell, Jolie. «Facebook Job Search App Gets $6M in Funding». Mashable (em inglês). Consultado em 29 de fevereiro de 2020 
  14. «BranchOut Grew 25x In January, Going From 10K To 250K Monthly Users (TCTV)». TechCrunch (em inglês). Consultado em 29 de fevereiro de 2020 
  15. «Exclusive: BranchOut Raises $18M For Facebook-Focused Professional Network». TechCrunch (em inglês). Consultado em 29 de fevereiro de 2020 
  16. a b Fisher, Lauren (12 de julho de 2011). «BranchOut: A young pretender or a serious contender in the Linkedin game?». The Next Web (em inglês). Consultado em 29 de fevereiro de 2020 
  17. «Failed Professional Network BranchOut Pivots To Workplace Chat». TechCrunch (em inglês). Consultado em 29 de fevereiro de 2020 
  18. «Video: 'BranchOut:' Find Work on Facebook». ABC News (em inglês). Consultado em 29 de fevereiro de 2020 
  19. Lewis, Hilary (15 de agosto de 2010). «Facebook app for job hunters». New York Post (em inglês). Consultado em 29 de fevereiro de 2020 
  20. Ingram, Mathew (20 de julho de 2010). «Should LinkedIn Be Afraid of BranchOut and Facebook?». gigaom.com (em inglês). Consultado em 29 de fevereiro de 2020 
  21. Constine, Josh (11 de maio de 2011). «Q&A: BranchOut Founder Rick Marini on How It Raised $18M for a Facebook Professional Network With 6,000 Daily Users». www.adweek.com (em inglês). Consultado em 29 de fevereiro de 2020 
  22. Geron, Tomio. «BranchOut Nabs $18 Million For Facebook Business Networking». Forbes (em inglês). Consultado em 29 de fevereiro de 2020 


Links externos[editar | editar código-fonte]