Stream de atividade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Um stream de atividade é uma lista de atividades recentes realizadas por um indivíduo, geralmente em um único site. Por exemplo, o Feed de Notícias do Facebook é um stream de atividades. Desde que o Feed de Notícias foi lançado, em 6 de setembro de 2006,[1] outros sites importantes disponibilizaram recursos semelhantes para seus próprios usuários. Desde a proliferação de streams de atividades em sites, houve apelos para padronizar o formato para que os sites possam interagir com um stream fornecido por outro site. O projeto Activity Streams, por exemplo, é um esforço para desenvolver um protocolo de stream de atividades para organizar atividades em aplicativos sociais da web.[2] Vários sites importantes com recursos de stream de atividades já abriram seus streams de atividades para os desenvolvedores usarem, incluindo Facebook e MySpace.[3][4]

Embora o stream de atividades seja de redes sociais, hoje em dia ele se tornou uma parte essencial[5] do software de negócios. O software social corporativo é útil em diversos tipos de empresas para organizar sua comunicação interna e atua como um complemento à intranet corporativa tradicional. Softwares de colaboração como Jive Software, Yammer e Chatter oferecem stream de atividades como um produto separado. Ao mesmo tempo, outros fornecedores de software, como tibbr, Central Desktop e Wrike, oferecem stream de atividades como parte integrante de sua solução de software de colaboração.[6][7]

Os streams de atividades possuem duas variações diferentes:

  • Feeds genéricos: todos os usuários veem o mesmo conteúdo no stream de atividades.
  • Feeds personalizados: cada usuário obtém itens personalizados, bem como uma classificação personalizada de cada elemento do feed.

Sites notáveis com fluxos de atividade[editar | editar código-fonte]

Softwares notáveis[editar | editar código-fonte]

  • Eureka Streams
  • Ektron CMS400: NET Release 8.0 adiciona streams de atividades ao seu pacote de software social[11]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Michael Arrington (6 de setembro de 2006). «Facebook Users Revolt, Facebook Replies». TechCrunch. Consultado em 11 de julho de 2010 
  2. «Atom Activity Base Schema (Draft)». Activity Streams. Consultado em 11 de julho de 2010. Cópia arquivada em 14 de março de 2010 
  3. Juan Carlos Perez (27 de abril de 2009). «Facebook opens up 'activity stream' to external developers». Computer World. Consultado em 11 de julho de 2010 
  4. Juan Carlos Perez (9 de dezembro de 2009). «MySpace Opens Activity Stream to External Developers». PC World. Consultado em 11 de julho de 2010 
  5. «The Modern User Experience for the Enterprise and the Web» (PDF). Oracle.com. Janeiro de 2011. Consultado em 25 de junho de 2012 
  6. «Forrester research». www.tibco.com 
  7. David F Carr. «Yammer, Chatter, Tibbr Ranked Top Social Activity Streams». Information Weekdate=May 18, 2012 
  8. Juan Carlos Perez (27 de abril de 2009). «Facebook opens up 'activity stream' to external developers». Computer World. Consultado em 11 de julho de 2010 
  9. «Salesforce.com Heralds The Activity Stream - Chatter Comes out of Beta». ReadWriteWeb. 22 de junho de 2010. Consultado em 11 de julho de 2010. Cópia arquivada em 26 de junho de 2010 
  10. «Traction TeamPage 5.0 Delivers Integrated Social Networking and Collaboration with New Generation Interface Technology» (Company press release). 15 de junho de 2010 
  11. «Release delivers eMarketing Suite and builds on CMS400.NET's social software platform» (Company press release). 9 de novembro de 2009 

Links externos[editar | editar código-fonte]