Spotify

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Spotify
Spotify.svg
Desenvolvedor Spotify Ltd.
Plataforma Microsoft Windows, Mac OS X, GNU/Linux (.deb),[1] iOS, Android, Palm, Windows Phone, Symbian OS
Lançamento 7 de outubro de 2008 (5 anos)
Versão estável 0.8.2.610 (13 de março de 2012; há 109 semanas e 3 dias[2] )
Idioma(s) Inglês, espanhol, francês, português
Gênero(s) Streaming
Licença Proprietário
Estado do desenvolvimento Ativo
Página oficial Página oficial

Spotify é um aplicativo usado para reprodução de músicas por meio de streaming em computadores com sistemas operacionais Microsoft Windows, Mac OS X e Linux e em dispositivos móveis como Symbian, iPhone, iPad, Android e BlackBerry. Permite escutar e comprar música pesquisando por artista, álbum ou listas de reprodução criadas pelos próprios usuários. O programa foi lançado em 7 de outubro de 2008 no mercado europeu enquanto sua aplicação em outros países foi realizada ao longo de 2009.[3] A versão oficial para iPad foi lançada em 2 de maio de 2012.[4] O serviço foi lançado em fase Beta no território brasileiro no dia 6 de janeiro de 2014. [5]

A empresa, que tem sua sede em Estocolmo, Suécia, assinou acordos com as gravadoras Universal Music, Sony BMG, EMI, Hollywood Records e Warner Music entre outros.[3] O serviço tinha em 15 de setembro de 2010 quase 10 milhões de usuários.[6] Em março de 2012 estava com cerca de três milhões de usuários pagos nos países disponíveis dos quais cerca de 375.000 na Espanha.[7]

História[editar | editar código-fonte]

Spotify vem sendo desenvolvido desde 2006 pela empresa Spotify AB com base em Estocolmo na Suécia.[3] A empresa foi fundada por Daniel Ek, ex-CTO de Stardoll, Lorentzon e Martin, co-fundador da TradeDoubler. A empresa matriz está localizada na Inglaterra, e tem sede em Estocolmo.[8]

O serviço é estruturado por três tipos de contas ou usuários.[9] Um deles é sobre o pagamento e os outros dois são gratuitos. Os usuários que têm contas gratuitas são divididos em grátis, aqueles que concederam por meio de convite e ter consumo ilimitado em troca de publicidade e aberto, que foi lançado através de seu próprio site e disponíveis 20 horas por mês.[9] O usuário tem acesso para faixas de várias gravadoras, ambas multinacionais como rótulos independentes, com uma lista expandiram com frequência. As faixas podem ser encontrados através de busca por artistas, títulos, álbuns, gêneros, ano de publicação.

Prêmios[editar | editar código-fonte]

O serviço foi premiado na décima sexta edição do Webby Awards, como site mais importante.[10]

No Brasil[editar | editar código-fonte]

Em março de 2013, saiu uma nota na internet dizendo sobre a Spotify ter aberto vagas em São Paulo, com isso, poderia acarretar a uma entrada do serviço no país. Em setembro de 2013 foi anunciado a chegada do serviço ao Brasil, mas não foi falado sobre a data de chegada. Em 19 de Dezembro de 2013, o Spotify começou a fase de testes no território brasileiro. Pra quem utiliza o serviço por proxy de outros países, já é possível ver propagandas em português, falando sobre artistas brasileiros.

O Spotify está em fase de testes somente para usuários convidados desde o dia 6 de janeiro de 2014 mas não se sabe quando será liberado a todos. Há boatos que o serviço chegará ao país no dia 20 de Maio[11] . A principal causa dos atrasos é a falta de patrocinadores no serviço, sendo só a Fiat e Heineken com contrato fechado.

Em Portugal[editar | editar código-fonte]

O serviço entrou em funcionamento em fevereiro de 2013.[12]

Referências

  1. Spotify presenta una versión para Linux (em espanhol). El País (13 de julho de 2010). Página visitada em 2 de maio de 2012.
  2. Spotify - Download.com (em inglês). CNET. Página visitada em 2 de maio de 2012.
  3. a b c COMUNICADO: Spotify anuncia acuerdos de licencia y su próximo lanzamiento (1) (em espanhol). elEconomista.es (7 de outubro de 2008). Página visitada em 2 de maio de 2012.
  4. Sol (2 de maio de 2012). Spotify lança aplicação para iPad (em português). Sapo.pt. Página visitada em 2 de maio de 2012.
  5. Karla Soares (7 de janeiro de 2014). Lançamento do Spotify Brasileiro (em português). globo.com. Página visitada em 8 de janeiro de 2014.
  6. Duncan Geere (15 de setembro de 2010). Spotify hits 10 million users and 10 million tracks (em inglês). wired.co.uk. Página visitada em 2 de maio de 2012.
  7. Spotify elimina el límite de escuchar la misma canción cinco veces al mes (em espanhol). RTE (30 de março de 2012). Página visitada em 2 de maio de 2012.
  8. Background information (em inglês). Spotify.com. Página visitada em 2 de maio de 2012.
  9. a b Spotify: "para poder ofrecer música gratis, tenemos que ponerle límites". Europa Press (14 de abril de 2011). Página visitada em 14 de abril de 2011.
  10. Google+, Spotify e Facebook ganham a 16ª edição do prêmio Webby. France Presse. G1 (1 de maio de 2012). Página visitada em 2 de maio de 2012.
  11. Spotify libera acesso a alguns usuários brasileiros. Vitor Caputo. Exame.com (15 de abril de 2014). Página visitada em 17 de abril de 2014.
  12. Serviço de música Spotify chega a Portugal. Público (11 de fevereiro de 2013). Página visitada em 30 de março de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Informática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.