Google Stadia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Google Stadia
Stadia logo.svg
Stadia Wordmark.svg
Desenvolvedor(es) Google
Tipo(s) Serviço de jogos eletrônicos por subscrição
Lançado 2019
Plataforma(s) Google Chrome
Website stadia.com
stadia.dev

O Google Stadia, conhecido em seu desenvolvimento como Projeto Stream (em inglês: Project Stream), é um serviço de streaming de jogos eletrônicos em desenvolvimento pela Google.[1][2] Uma vez que o jogo é hospedado nos servidores da empresa, somente o seu feedback visual é transmitido para o computador do jogador, através do navegador Chrome.[3]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

O Project Stream foi o primeiro sinal anunciado pelo Google de interesse em produtos de videogame,[4] porém já haviam rumores da empresa trabalhar em um serviço chamado Project Yeti desde pelo menos 2016. O Google também contratou o executivo da indústria de jogos Phil Harrison e foram vistos recrutando desenvolvedores durante eventos do setor em 2018.[5] O principal diferencial do Project Stream de serviços anteriores, como o OnLive, GeForce Now e PlayStation Now, é a sua capacidade de ser executado em qualquer navegador Chrome de desktop, em vez de plataformas de jogos específicas. O serviço usa o hardware gráfico AMD Radeon.[4]

O Google anunciou o serviço em outubro de 2018 e, logo depois, abriu convites para os testadores beta com acesso ao jogo Assassin's Creed Odyssey.[4][6] Os jogadores podem solicitar acesso e aqueles que atingiram um mínimo de velocidade da Internet podem executar o jogo em seus navegadores Chrome.[7] Aqueles que participaram receberam uma cópia gratuita do jogo quando o beta expirou.

Jogos[editar | editar código-fonte]

Estão planejados, para serem lançados no Stadia, três títulos:[8]

Assassin's Creed Odyssey e Doom Eternal deverão ser lançados com resolução 4K, rodando a 60 frames por segundo e contendo suporte a HDR.[9][10] Além disso, um desenvolvedor de primeira parte liderado por Jade Raymond, chamado Stadia Games and Entertainment, desenvolverá jogos adicionais para esta plataforma.[8]

Recepção[editar | editar código-fonte]

O Google Stadia foi revelado durante a Conferência de Desenvolvedores de Jogos (Game Developers Conference) de 2019.

Durante sua versão beta, o serviço recebeu impressões iniciais positivas dos revisores, superando expectativas e fazendo com que o streaming de jogos aparecesse como uma alternativa viável aos jogos de PC. Os revisores relataram que o serviço de streaming tinha baixa latência e sentia como se o jogo estivesse sendo jogado localmente. Dependendo da velocidade do wi-fi, no entanto, o jogo às vezes reduzia a resolução da tela ou atrasava. Um teste da The Verge não encontrou problemas de atraso em uma conexão ethernet com fio e ocasionais interrupções em uma conexão wi-fi compartilhada. No entanto, mesmo em uma conexão com fio, o fluxo não era emitido na resolução 4K e, ocasionalmente, ficava confuso com artefatos de compactação. O revisor relatou a melhor experiência no Chromebook Pixel do Google. O Polygon detectou a compactação de áudio do serviço.

O Ars Technica observou que a sequência de login do Project Stream era muito mais simples que a de outros serviços.

Pré-lançamento[editar | editar código-fonte]

O serviço Stadia teve início ainda em 2019, sendo disponível em três países (Canadá, Estados Unidos e Reino Unido) e em nações membros da União Europeia (neste primeiro momento).[7][11] O serviço tem acesso gratuito e uma assinatura, no gratuito é necessário comprar todos os jogos e resolução máxima de 1080P 60FPS e som estéreo, já na paga ainda é necessário comprar porém existe acesso gratuito a certos jogos, e a resolução chega a 4K 60FPS e som 5.1 surround.

Países[editar | editar código-fonte]

Lista de países onde o Stadia será disponibilizado
País Data de disponibilidade
Alemanha Novembro de 2019
Bélgica Novembro de 2019
Canadá Novembro de 2019
Dinamarca Novembro de 2019
Espanha Novembro de 2019
Estados Unidos Novembro de 2019
Finlândia Novembro de 2019
França Novembro de 2019
Itália Novembro de 2019
Irlanda Novembro de 2019
Noruega Novembro de 2019
Países Baixos Novembro de 2019
Reino Unido Novembro de 2019
Suécia Novembro de 2019

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Junqueira, Daniel (19 de março de 2019). «Stadia: tudo sobre a plataforma de streaming de games do Google». Olhar Digital - O futuro passa primeiro aqui. Consultado em 19 de março de 2019 
  2. Pinheiro, Jessica (19 de março de 2019). «Stadia: Google anuncia sua nova plataforma de streaming de games». The Enemy. Consultado em 19 de março de 2019 
  3. Machkovech, Sam (9 de outubro de 2018). «Google's Project Stream: That's really a full Assassin's Creed in my browser». Ars Technica (em inglês). Consultado em 19 de março de 2019 
  4. a b c Ciriaco, Douglas (19 de março de 2019). «Google anuncia Stadia, a sua plataforma de streaming de jogos». TecMundo - Descubra e aprenda tudo sobre tecnologia. Consultado em 19 de março de 2019 
  5. Amadeo, Ron (1 de outubro de 2018). «Google announces "Project Stream"—a "test" of game streaming in Chrome». Ars Technica (em inglês). Consultado em 19 de março de 2019 
  6. Goslin, Austen (8 de outubro de 2018). «Streaming Assassin's Creed Odyssey in Google Chrome is surprisingly great». Polygon (em inglês). Consultado em 19 de março de 2019 
  7. a b Loureiro, Jorge (19 de março de 2019). «Stadia é a plataforma de videojogos da Google». Eurogamer.pt. Consultado em 19 de março de 2019 
  8. a b Thier, Dave (20 de março de 2019). «All 3 Games Confirmed For Google Stadia». Forbes (em inglês). Consultado em 24 de março de 2019 
  9. Capel, Chris J (24 de março de 2019). «You can thank Doom Eternal for most of Stadia's features». PCGamesN (em inglês). Consultado em 24 de março de 2019 
  10. Farokhmanesh, Megan (19 de março de 2019). «Doom Eternal is coming to Google's cloud gaming service, Stadia». The Verge (em inglês). Consultado em 24 de março de 2019 
  11. Ferreira, Victor (19 de março de 2019). «Stadia no Brasil? "Temos planos para outros mercados", diz chefe da plataforma». The Enemy. Consultado em 19 de março de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre jogos eletrônicos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.