GV

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
GV
Tipo Subsidiária
Indústria Capital de risco
Fundação 31 de março de 2009[1]
Fundador(es) Bill Maris
Sede
Pessoas-chave Bill Maris (CEO)
Holding Alphabet Inc.
Website oficial gv.com

GV, anteriormente Google Ventures, é uma arma de investimentos de capital de risco da Alphabet Inc. e fornece capital semente, risco e crescimento para novas empresas de tecnologias. A empresa atua de forma independente e procura investir em empresas que possam ter futuro, em diversas áreas como em Internet, software, hardware, biotecnologia e cuidados de saúde.[2]

O grupo foi criado no em 31 de março de 2009 com cerca de 100 milhões de dólares em forma de capital de investimento.[1] Em 2012, esse compromisso foi elevado para 300 milhões de dólares por ano, e o fundo tem 2 bilhões de dólares sob a sua gestão.[3] Em 2014, o grupo anunciou um investimento de 125 milhões de dólares para investir em startups europeias promissoras.[4][5]

A GV tem escritórios em Mountain View, São Francisco, Nova Iorque, Cambridge e em Londres.

História[editar | editar código-fonte]

A GV foi fundada como Google Ventures em 2009.[6] Em dezembro de 2015, a empresa foi renomeada como GV e introduziu um novo logo.[7]

Modelos de serviços[editar | editar código-fonte]

A GV foi uma das primeiras empresas de capital de risco que empregou o modelo de serviços de capital de risco. Ela fornece as empresas do portfólio com acesso a ajuda operacional depois de se fazer um investimento financeiro.[8] Parceiros em tempo integral do GV trabalham com empresas da carteira de concepção e gestão de produtos, marketing, engenharia e recrutamento.[9]

A GV desenvolveu, um processo de projeto intenso de cinco dias, chamado de Design Sprint, o que ajuda as startups a resolverem problemas rapidamente.[10][11]

Notas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Schonfeld, Erick (4 de abril de 2009). «The Google Ventures Cheat Sheet» (em inglês). TechCrunch. Consultado em 15 de abril de 2009 
  2. «GV». gv.com (em inglês). Consultado em 16 de dezembro de 2015 
  3. «Exclusive: Google Ventures beefs up fund size to $300 million a year» (em inglês). Reuters 
  4. Oscar Williams-Grut (28 de outubro de 2014). «Bill Maris interview: Google Ventures into Europe». The Independent (em inglês) 
  5. «Google Ventures invests in Europe» (em inglês) 
  6. «Press». GV (em inglês). Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  7. «Google Ventures Launches Rebranding Initiative». PYMNTS.com (em inglês). 7 de dezembro de 2015. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  8. «Will Google disrupt venture capital?» (em inglês). Fortune 
  9. Manjoo, Farhad. «Google's Creative Destruction» (em inglês). Fast Company 
  10. «How Google Ventures does rapid prototyping 'design sprints' with its 170 startups» (em inglês). VentureBeat 
  11. «Inside A Google Ventures Design Sprint» (em inglês). TechCrunch 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]