Google Tradutor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Google Tradutor
Proprietário(s) Google 2015 logo.svg
Requer pagamento? Não
Género Tradução automática
Registo Opcional
País de origem Estados Unidos Estados Unidos
Idioma(s) 133 idiomas
Utilizadores + de 200 milhões de pessoas
Lançamento 28 de abril de 2006 (16 anos)
Número de acessos 19,24 Visualizações Diárias por Visitante (Aumento 3,27%)
Posição no Alexa Estável 1º (05 de setembro de 2015)
Programador Google 2015 logo.svg
Endereço eletrônico translate.google.com
Estado atual Ativo

O Google Tradutor é um serviço virtual gratuito da subsidiaria Google da Alphabet Inc. de tradução instantânea de textos e websites. A empresa introduziu o software em 2006, inicialmente suportando apenas os idiomas inglês e árabe. Quatro anos depois, em 2010, foi lançado um aplicativo para o sistema operacional Android e, em 2011, para o iOS. O serviço é compatível com 133 idiomas diferentes.[1][2][3][4]

Lançado em abril de 2006 como um serviço de tradução automática estatística, ele usava documentos e transcrições das Nações Unidas e do Parlamento Europeu para coletar dados linguísticos. Em vez de traduzir os idiomas diretamente, ele primeiro traduz o texto para o inglês e depois gira para o idioma de destino na maioria das combinações de idiomas que coloca em sua grade,[5] com algumas exceções, incluindo catalão-espanhol.[6] Durante uma tradução, ele procura padrões em milhões de documentos para ajudar a decidir quais palavras escolher e como organizá-las no idioma de destino. Sua precisão, que foi criticada e ridicularizada em várias ocasiões,[7] foi medida para variar muito entre os idiomas.[8] Em novembro de 2016, o Google anunciou que o Google Tradutor mudaria para um mecanismo de tradução automática neural – Google Neural Machine Translation (GNMT) – que traduz "frases inteiras de uma vez, em vez de apenas parte por parte. Ele usa esse contexto mais amplo para ajudá-lo descobrir a tradução mais relevante, que então reorganiza e ajusta para ser mais como um humano falando com gramática adequada".[9] Originalmente ativado apenas para alguns idiomas em 2016, o GNMT agora é usado em todos os 133 idiomas da lista do Google Tradutor em maio de 2022.[10]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Carvalho, Lucas (21 de dezembro de 2018). «Google Tradutor: como funciona, dicas e tudo o que você precisa saber». Olhar Digital. Consultado em 5 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 22 de dezembro de 2018 
  2. 835reads (9 de fevereiro de 2010). «Google to Break the Language Barrier With Android Translator». Search Engine Journal (em inglês). Consultado em 23 de outubro de 2020 
  3. «Google Translate ganha versão para iOS». Tecnoblog. Consultado em 23 de outubro de 2020 
  4. Statt, Nick (26 de fevereiro de 2020). «Google Translate supports new languages for the first time in four years, including Uyghur». The Verge (em inglês). Consultado em 15 de janeiro de 2022 
  5. «How GT Pivots through English». Teach You Backwards (em inglês). Consultado em 18 de março de 2022 
  6. «Catalan to Spanish translations». Teach You Backwards (em inglês). Consultado em 18 de março de 2022 
  7. Hofstadter, Douglas (30 de janeiro de 2018). «The Shallowness of Google Translate». The Atlantic (em inglês). Consultado em 18 de março de 2022 
  8. «Evaluation Scores of Google Translate in 107 Languages». Google Docs. Consultado em 18 de março de 2022 
  9. «Found in translation: More accurate, fluent sentences in Google Translate». Google (em inglês). 15 de novembro de 2016. Consultado em 18 de março de 2022 
  10. «Compare Translate Features for Each Language - Google Translate». translate.google.com. Consultado em 18 de março de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre software é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.