Língua rukiga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Rukiga
Outros nomes:lukiga, chiga
Falado em: Uganda Uganda
Total de falantes: 1,5 milhões
Família: Nigero-congolesa
 Atlântico-Congo
  Volta-Congo
   Benue-Congo
    Bantóide
     Meridional
      Bantu-estreito
       Central
        J
         Nyoro-Ganda
          Rukiga
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---
ISO 639-3: cgg

A língua rukiga (também chamada lukiga ou chiga) é uma língua africana intimamente relacionada ao runyankole falado pelos povos banyankore, banyakole ou ankole, como são conhecidos.

É uma língua bantu dos Grandes Lagos Africanos falada por cerca de 2,3 milhões de pessoas na região oeste de Uganda, particularmente nos distritos de Kabale, Kanungu, Kibaale, Kisoro, Ntungamo e Rukungiri. Está intimamente relacionado à língua nkore (Nyankore), que também é falado por muitos falantes de Kiga. Alguns lingüistas classificam Kiga e Nkore como dialetos de um único idioma chamado chamam de Nkore-Kiga.

Nomes[editar | editar código-fonte]

Kiga também é conhecido como Bachiga, Bahororo, Bakiga, Chiga, Ciga, Nkore, Nkore-Kiga, Oluchiga, Orukiga, Rukiga ou Ruchiga.

Dialetos[editar | editar código-fonte]

Os dialetos incluem: RuNyaifwe-Hororo, RuSigi, RuNyangyezi e RuHimba. Kiga é ensinado nas escolas e usado na literatura e jornais e no rádio. Uma versão padronizada de dilaects ocidentais, conhecida como Runyakitara, é ensinada em universidades e usada online

É semelhante à língua ancolé, tendo 84-94% de semelhança lexical com a mesma,[1] e sendo consequentemente pensada por alguns autores como o mesmo idioma, ancoré-kiga.[2]

Rukiga, a língua nativa do povo bakiga, desenvolveu-se no decorrer dos séculos como uma língua oral. Foi na segunda metade do século XIX que o rukiga passou a ser uma língua escrita, os primeiros materiais impressos em rukiga também datam dessa época.

Usa uma forma do alfabeto latino sem as letras C (isol.), L, Q, X. Usam-se as formas Ch, Ny, Ts

Características[editar | editar código-fonte]

Em comum com as outras línguas bantas, o lukiga/rukiga possui um sistema de classes substantivas no qual o gênero é indicado por prefixos. Pronomes, adjetivos, e verbos refletem o gênero do substantivo aos quais se referem. Alguns exemplos de classes de substantivos:

  • mu - pessoa, e.g. mukiga = habitante da terra dos bakiga
  • bu - terra, e.g Bukiga = terra dos bakiga
  • lu/ru - língua, e.g. lukiga/rukiga = língua dos bakiga
  • ba - povo, e.g. bakiga = o povo bakiga
  • ki – costumes e tradições, e.g. kikiga, (às vezes pronunciado) kichiga, ou chiciga descreve a religião e os costumes comuns ao povo bakiga. Às vezes os bakiga são chamados de chiga por povos que não entendem as regras lingüísticas em relação aos prefixos.

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. «Nyankore». Ethnologue 
  2. «Nkore-Kiga». Ethnologue 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências


Ícone de esboço Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.