Língua camba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Língua quicamba)
Camba (Kikamba)
Falado(a) em: Quênia, Tanzânia, Uganda
Região: Machakos, Kitui, Makueni, e colinas Shimba
Total de falantes: 3,9 milhões (2009) + 600 mil com 2ª língua
Família: Nigero-congolesa
 Atlântico-Congo
  Volta-Congo
   Benue-Congo
    Bantoide
     Meridional
      Banta
       Banta Nordeste]
        Thagiicu
         Thagiicu Leste
          Camba (Kikamba)
Escrita: Latina
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: kam
ISO 639-3: ambos:
kam — Kamba
dhs — Dhaiso (Thaisu)

Camba' /ˈkæmbə/,[1] ou Kikamba, é uma língua Banta falada por 4 milhões de Cambas]], principalmente no Quênia, assim como milhares de pessoas em Uganda, Tanzânia, e em outros locais.

Dialetos[editar | editar código-fonte]

No Quênia, o Camba é geralmente falado em quatro condados Machakos, Kitui, Makueni e Kwale, com seus dialetos. O dialeto Machakos é considerado a variedade padrão e tem sido usado nas traduções. O outro dialeto importante é Kitui.[2]

Camba tem semelhanças lexicais com outras línguas bantas, como Quicuia Meru, e Embu.

Dance song. Male solo. Akamba. Machakos. 1911–12.
Dance song. Machakos. Akamba. 1911-12

Os Museus Nacionais Suecos da Cultura Mundial mantém gravações de campo da língua Camba feitas pelo etnógrafo sueco Gerhard Lindblom em 1911–12.[3] Lindblom usou cilindros fonográficos para gravar músicas junto com outros meios de documentação por escrito e fotografia. Ele também colecionava objetos, e mais tarde apresentou seu trabalho em The Akamba in British East Africa (1916)

Escrita[editar | editar código-fonte]

A forma do alfabeto latino para uso pelo Camba não apresenta as letras B, C, D, F, H, J, P, Q, R, X. As vogais podem ser duplas, as vogais I e U podem ter as formas ĩ/î e ũ/û

Fonologia[editar | editar código-fonte]

Consoantes[editar | editar código-fonte]

Labial Dental Alveolar Palatal Velar
Oclusiva (b) t (d) k (ɡ)
Africada tʃ (dʒ)
Fricativa β ð s (z)
Nasal m n ŋ
Lateral l
Semivogal labial ɥ w
central (ð̞) j
  • /tʃ/ ocorre como resultado da palatalização entre /k/ antes de /j/.
  • Nas posições pós-nasais, os sons /t, k, s, tʃ/ tornam-se sonoros como [d, ɡ, z, dʒ]. A fricativa sonora /β/ torna-se então uma oclusiva sonora [b] na posição pós-nasal.
  • O som semivogal palatal /j/ é tipicamente articulado na frente da boca, de modo que é interdental como [ð̞] ou alvéolo-palatal como [j̟]. Ao preceder uma consoante, no entanto, é sempre ouvido como um deslizamento palatal regular [j].[4]

Vogais[editar | editar código-fonte]

Anterior Central Posterior
Fechada i iː u uː
Meio Fechada e eː o oː
Meio Aberta ɛ ɛː ɔ ɔː
Aberta a aː

Amostra de texto[editar | editar código-fonte]

Pai Nosso 9. Voyaai ta ũũ ĩndĩ: ‘Asa waitũ ũla wĩ ĩtunĩ, 10. ĩsyĩtwa yaku nĩyĩkumw'e; 11. ũsumbĩ waku nĩwũke; kwenda kwaku nĩkwĩkwe kũũ nthĩ o tondũ kwĩkawa ĩtunĩ. 12. Tũnenge kĩla mũthenya lĩu ũtwĩanĩe. 13. Tũekee mavĩtyo maitũ, o tondũ tũmaekeaa ala matũvĩtĩasya. 14. Ndũkatũlikye matatwanĩ; ĩndĩ ũtũvonokye kuma kwa Ũla Mũthũku.’[5]


Português

9. Assim, portanto, orai: Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome. 10. Venha o teu reino. Seja feita a tua vontade assim na terra como no céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje. 11. E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores. 12. E não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal, porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém.[6]

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Laurie Bauer, 2007, The Linguistics Student’s Handbook, Edinburgh
  2. Yasutoshi Yukawa (25 de agosto de 1984). «On the Nature of the Accent of Kamba Nouns». Senri Ethnological Studies. 15. 131 páginas 
  3. «Historier från samlingarna | Newly digitized 100-year-old recordings bring African song and dance to life». samlingar.varldskulturmuseerna.se (em inglês). Consultado em 13 de junho de 2018 
  4. Roberts-Kohno, Rosalind R. (2000). Kikamba Phonology and Morphology. [S.l.]: Ann Arbor: UMI 
  5. Bible
  6. [ 15. https://www.bible.com/bible/1/MAT.6.KJV]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Mwau, John Harun (2006). Kikamba Dictionary: Kikamba-English, Kikamba-Kikamba, English-Kikamba. ISBN 9966-773-09-6.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]