Grandes Lagos Africanos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Grandes Lagos Africanos
Localização
Coordenadas 8° S 35° E
Localização África oriental
País  Etiópia
 Quênia
Tanzânia
Uganda
 República Democrática do Congo
Ruanda
 Burundi
 Zâmbia
Malawi
 Moçambique

Os Grandes Lagos Africanos são um conjunto grandes lagos de origem tectónica, localizados na África oriental, que incluem alguns dos lagos mais profundos do mundo. A maior parte destes lagos foi formada há cerca de 35 milhões de anos no Rifte Albertino — um dos ramos da formação geológica Grande Vale do Rifte —, que abrange a Etiópia, Quénia, Tanzânia, Uganda, Ruanda, Burundi, República Democrática do Congo, Zâmbia, Maláui e Moçambique.

Juntos, compõem um dos ecossistemas aquáticos mais importantes do mundo em termos de serviços ecossistémicos, biodiversidade e ciclagem do carbono.[1]

São os seguintes os Grandes Lagos Africanos (de sul para norte):

Os lagos Vitória, Alberto e Eduardo vertem suas águas no rio Nilo Branco. O lago Tanganica e o lago Quivu desaguam no rio Congo, enquanto que o lago Niassa deságua no rio Zambeze. O lago Turcana (Rudolfo) é endorreico.

Além dos citados, incluem-se no grupo os lagos Bangweulu, Muero, Rukwa, Kyoga, Eyasi e Natron.


Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Loiselle, Steven; Cózar, Andrés; Adgo, Enyew; Ballatore, Thomas; Chavula, Geoffrey; Descy, Jean Pierre; Harper, David M.; Kansiime, Frank; Kimirei, Ismael (3 de abril de 2014). «Decadal Trends and Common Dynamics of the Bio-Optical and Thermal Characteristics of the African Great Lakes». PLOS ONE (em inglês) (4): e93656. ISSN 1932-6203. PMC 3974808Acessível livremente. PMID 24699528. doi:10.1371/journal.pone.0093656. Consultado em 6 de julho de 2021