Lago Rukwa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Lago Rukwa
O lago em imagem de satélite
Localização
Coordenadas 8° S 32° 25' E
País Tanzânia
Características
Tipo Lago alcalino
Altitude 793 m
Área * 800 a 3 000 km²
Bacia hidrográfica 81000 km2
Afluentes Rungwa, Lupa, Songwe, Momba
Lago Rukwa está localizado em: Tanzânia
Lago Rukwa
Localização na Tanzânia
* Os valores do perímetro, área e volume podem ser imprecisos devido às estimativas envolvidas, podendo não estar normalizadas.

O lago Rukwa é um grande lago endorreico de água salgada localizado no sudoeste da Tanzânia, o quarto maior em área no país. Alcalino, o lago Rukwa fica entre o lago Tanganica e o lago Malawi, a cerca de 793 m de altitude, num vale de rifte que prolonga o lago Malawi e segue a direção sudeste-noroeste, encaixado numa depressão paralela ao vale do Rifte. Quase metade da sua área de cerca de 2600 km2 está integrada na Reserva de Caça de Uwanda.[1]

O lago tem grandes variações de área ao longo do tempo, devido à variação de caudal dos afluentes e à baixa profundidade do próprio lago. Em 2007 tinha cerca de 180 km de comprimento e 32 km de largura média, dando cerca de 5760 km2 de área.[2] Em 1929 tinha apenas 48 km de comprimento, e em 1939 128 km de comprimento por 40 km de largura.[3] O lago poderá ter sido mais elevado e ter ligado os lagos Tanganica e Malawi, pois antigas linhas de costa sugerem uma data de final de extravasagem para o Tanganica de há cerca de 33 milhares de anos.[4]

A parte norte do lago, pouco habitada, está localizada na ecorregião do miombo, com uma grande presença da mosca tsé-tsé, o que explica a baixa propensão para a instalação de aldeias. Por outro lado, a grande presença de Brachystegia, espécie predominante no miombo, com grande potencial nectarífero, permite o desenvolvimento da apicultura tradicional. Além disso, ao longo da costa do lago, as populações cultivam principalmente tabaco para geração de renda e milho para consumo direto.[5] A sul do lago há uma grande área de mineração de ouro, que é feita com técnicas artesanais, e que o governo tanzaniano tenta limitar devido aos sérios danos que causa em termos de erosão e danos às poucas estradas na região.[5]

O primeiro explorador ocidental a vê-lo terá sido John Hanning Speke, em 1858.[6]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Rukwa Uwanda Game Reserve». Utalii Travel and Safari. Consultado em 29 de outubro de 2010 
  2. Google Maps. «Google Maps, Lake Rukwa». Consultado em 6 de fevereiro de 2007 
  3. Encyclopædia Britannica Online/Lake Rukwa
  4. Lévêque, Christian (1997). Biodiversity Dynamics and Conservation: The Freshwater Fish of Tropical Africa. [S.l.]: Cambridge University Press. p. 110 
  5. a b «Lake Rukwa Basin». Consultado em 2 de abril de 2016 
  6. Utalii Travel & Safaris. «Lake Rukwa». Consultado em 5 de março de 2020 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]