Língua curda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Curdo (كوردی, Kurdî)
Falado em:  Turquia
 Irão
 Iraque
 Síria
 Geórgia
 Azerbaijão
 Armênia
Líbano
Região: Oriente Médio
Total de falantes: 25.000.000
Posição: 57
Família: Indo-europeia
 Indo-iraniana
  Iraniana
   Ocidental
    Noroeste
     Curdo
Escrita: Alfabeto árabe modificado (no Irã e Iraque), alfabeto latino modificado (na Turquia e na Síria) e alfabeto cirílico modificado (nas ex-repúblicas soviéticas)
Estatuto oficial
Língua oficial de:  Iraque
Regulado por: nenhum
Códigos de língua
ISO 639-1: ku
ISO 639-2: kur

Áreas onde o curdo é falado como língua materna

O curdo (کوردی, Kurdî) é o nome do idioma indo-europeu falado pelos cerca de 25 milhões de curdos[1], povo que habita a região geocultural do Curdistão, que inclui partes do Irã, Iraque, Síria e Turquia[2].

O curdo pertence ao subgrupo noroeste das línguas iranianas, que por sua vez pertencem ao ramo indo-iraniano da família linguística indo-europeia. Os idiomas mais próximos do curdo são o balúchi, o gilaki e o zazaki, todos também pertencentes ao ramo noroeste das línguas iranianas. O persa também é aparentado ao curdo, embora pertença ao ramo sudoeste destes idiomas.

Apesar do número expressivo de falantes, o uso do curdo sofre diversas ameaças, tendo sido até mesmo proibido na Síria. Na Turquia, sabe-se de casos em que pessoas foram punidas por utlizar caracteres da escrita curda.

História[editar | editar código-fonte]

O curdo é originado da mesma língua iraniana que deu origem ao persa médio. Uma das hipóteses é que ele tenha sido influenciado pela língua meda, ou língua dos medos, antigo povo que entre 800 a.C. e 300 a.C conquistou toda a região do atual Curdistão[3].

Todavia, não existem registros escritos da língua curda antes da islamização da região, no século VII. O Meshaf Resh, texto sagrado do yazidismo, uma antiga religão curda, escrito em uma forma arcaica de curdo sententrional (kurmanji), representa o texto mais antigo em curdo que se tem notícia.

Atualmente, não existe uma única e verdadeira língua curda, mais sim três variedades de "curdo" que evoluíram paralelamente, no norte (Turquia), centro (Iraque) e sul (Irã) do Curdistão.

Dialetos[editar | editar código-fonte]

Há três dialetos importantes da língua curda, relacionados com sua distribuição geográfica[4]:

  • O dialeto curmânji ou curdo sententrional - falado principalmente pelos curdos na Turquia e na Síria;
  • O dialeto sorâni ou curdo central - falado principalmente no Curdistão iraquiano;
  • O dialeto pehlewani ou curdo meridional - falado principalmente no oeste do Irã.

Além dos três dialetos, há diversos subdialetos, tais como o Laki, o Badînî, o Kermanshahi.

Comentando sobre as diferenças entre os dialetos curdos, Kreyenbroek esclarece que, em algumas direções, curmânji e sorâni são tão diferentes um do outro como inglês e alemão, dando como exemplo que o curmânji possui gênero gramatical e finais casuais, enquanto o sorâni não, e considera que a referência ao sorâni e ao curmânji como "dialetos" de uma língua é suportada apenas pela "sua origem comum... e o fato de que esta convenção reflete o senso de identidade étnica e unidade dos curdos."[carece de fontes?]

Tipologia[editar | editar código-fonte]

A língua curda é uma língua que apresenta o sistema de caso do tipo ergativo-absolutivo.

Ortografia[editar | editar código-fonte]

Por questões políticas, o uso do curdo não é unificado, refletindo-se até mesmo na sua forma escrita. Existem três ortografias para o idioma, nos alfabetos latino, cirílico e uma versão modificada do alfabeto arábico

No Curdistão iraquiano, utiliza-se o alfabeto latino, conjuntamente com as áreas curdas na Síria e na Turquia. No Irã utiliza-se o alfabeto arábico e, nas regiões curdas pertencentes a áreas da ex-União Soviética, o curdo é escrito com caracteres cirílicos.

Vocabulário[editar | editar código-fonte]

terra = erd
céu = esman
água = av
fogo = agira
homem = mêr
mulher = jin
comer = xwarin
beber = vexwarin
grande = mezin
pequeno = piçûk
noite = ṣev
dia = roj

Referências