Língua parta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Parto
Falado em: Média (atual Irã)
Total de falantes:
Família: Indo-europeia
 Indo-iraniano
  Iraniano
   Iraniano ocidental
    Iraniano do noroeste
     Parto
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---
ISO 639-3: xpr

A Língua parta (Pahlawānīg), também chamada de pálavi arsácida, é uma língua extinta, falada originalmente no nordeste do Irã, numa antiga região conhecida como Pártia. Foi o idioma oficial do Império Parta (248 a.C. - 224 d.C.).

Alguns traços do parta ainda são possíveis de serem identificados na moderna língua arménia[1], no qual grande parte do vocabulário foi formado por empréstimos do parta, por meio da Dinastia arsácida da Arménia.

Extinção[editar | editar código-fonte]

Em 224, Artabano IV, governante local, foi deposto por Artaxes I, que fundou a quarta dinastia iraniana e segunda persa, o Império Sassânida. O idioma parta não foi extinto de imediato, mas foi sendo deixado de lado aos poucos e acabaram restando apenas algumas escrituras da era sassânida.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Lecoq, Pierre (1983). «Aparna». Encyclopedia Iranica. 1. Costa Mesa: Mazda Pub