Artaxes I

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde abril de 2017). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Artaxes.
Artaxes I
Rei de reis
Efígie de Artaxes num dinar de seu reinado. Sobre sua coroa usa o penteado chamado corimbo
xá do Império Sassânida
Reinado 224-fevereiro de 242
Consorte de Denaces
Anosaces
Tiesmaces
Cornanzem (?)
Antecessor(a) Artabano IV
Sucessor(a) Sapor I
 
Descendência Sapor I
Mirxa
Artaxes
Artaxes (?)
Artaxes (?)
Perozes
Narses (?)
Roductes
Morte fevereiro de 242
Pai Pabaco
Mãe Rodaces
Religião Zoroastrismo

Artaxes I, Artaxerxes I, Artaxares I ou Artaxer I[1] (cujo nome deriva do persa médio Arđaxšēr, "o que tem a Ordem Divina como seu reino") foi um rei da Pérsia e fundador do Império Sassânida. Reinou de 224 a 241.

Αρταξαρ

Biografia[editar | editar código-fonte]

Artaxes descendia de uma linhagem de sacerdotes zoroastristas que governava a província da Pérsia. Seu avô paterno foi Sasano, o grande sacerdote do Templo de Anaíta; historiadores posteriores dariam à dinastia reinante da Pérsia a designação sassânida. O pai de Artaxes, Pabaco, depôs o rei da Pérsia (vassalo do Império Parta) e assumiu o trono. O próprio Artaxes subiu ao poder na Pérsia em 208, após rebelar-se contra seu irmão Sapor.[2]

A expansão do reino da Pérsia pelos territórios vizinhos atraiu a atenção de Artabano IV, Grande Rei do Império Parta, suserano de Artaxes. Artabano avançou contra a Pérsia em 224 mas foi morto em batalha, em Hormizdegan. Artaxes, então, anexou as demais províncias da Pártia. Foi coroado, em 226, xá de xás, encerrando 400 anos de domínio parta e dando início a quatro séculos de governo sassânida.

Artaxes e seus sucessores estabeleceram um vasto império baseado em Firuzabade (naquela época conhecida como Gor), que alcançava as fronteiras do antigo Império Aquemênida a leste do rio Eufrates. Sucedeu-o seu filho Sapor I.

Família[editar | editar código-fonte]

Artaxes era filho de Rotaces e Pabaco ou Sasano (dependendo da tradição).[3] No Feitos do Divino Sapor, Sapor I cita Denaces como sua esposa.[4] Artaxes teve possivelmente seis filhos: Sapor I, que cogoverna consigo entre 240-242 e sucedeu-o desde 242;[5] Mirxa, o de Mesena;[6][7] Artaxes, xá da Carmânia; Artaxes (?), xá de Adiabena;[8][9][10] Perozes, o patrocinador de Maniqueu;[11] Artaxes, xá do Sacastão;[12] Narses;[13] e Roductes, filha de Anosaces, possível esposa sua. Cornanzem e Tiesmaces, também mencionadas nos Feitos, foram consideradas por alguns estudiosos como outras de suas esposas.[14][15][16][17]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Artabano IV
(xá arsácida)
Xá do Império Sassânida
224-242
Sucedido por
Sapor I

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Curtis, Vesta Sarkhosh; Alram, Michael; Daryaee, Touraj; Pendleton, Elizabeth (2016). The Parthian and Early Sasanian Empires: adaptation and expansion. Oxônia e Filadélfia: Oxbow Books 
  • Frye, Richard Nelson (1984). The History of Ancient Iran. Munique: C. H. Becksche Verlagsbuchhandlung 
  • Gardner, Iain; Beduhn, Jason D.; Dilley, Paul (2014). Mani at the Court of the Persian Kings: Studies on the Chester Beatty Kephalaia Codex. Leida: Brill 
  • Garthwaite, Gene R. (2008). The Persians. Malden, Massachusetts; Oxônia; Carlton, Vitória: Blackwell Publishing 
  • Gignoux, Philippe (1994). «Dēnag». Enciclopédia Irânica 
  • Lukonin, V. G. (1983). «Political, Social and Administrative Institutions: Taxes and Trade». In: Yarshater, Ehsan. The Cambridge History of Iran 3 (2) - The Seleucid, Parthian and Sasanian Periods. Cambrígia, Londres, Nova Iorque, New Rochelle, Melbourne, Sidnei: Cambridge University Press 
  • Jornal de História Indiana Vol. 13-14. Universidade de Alaabade, Utar Pradexe: Departamento de História Moderna Indiana. 1935 
  • Ort, L. J. R. (1967). Mani: A Religio-historical Description of His Personality. Leida: Brill 

«Čašmag, Herrin [bānūg] [ŠKZ I 14]» (PDF). 2018d 

«Narseh, Prinz [wispuhr] [ŠKZ I 17]» (PDF). 2018e