Língua coreana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Coreano (한국어S, 조선말N)
Pronúncia:hangugeoS, chosŏnmalN
Outros nomes:한국말 hangukmalS
Falado em:  Coreia do Sul
Coreia do Norte
 China
CEI
Total de falantes: Cerca de 78 milhões[1]
Posição: 13
Família: Coreánica
Escrita: hangul (alfabeto coreano), hanja (caracteres chineses, usados raramente)
Estatuto oficial
Língua oficial de:  Coreia do Sul
Coreia do Norte
 China (Yanbian, Changbai)
Regulado por: na Coreia do Sul: Instituto Nacional da Língua Coreana
na Coreia do Norte: Instituto de Pesquisa da Linguagem da Academia de Ciência Social
na China: Comissão Reguladora da Língua Coreana
Códigos de língua
ISO 639-1: ko
ISO 639-2: kor
ISO 639-3: kor
Map of Korean language.png

A língua coreana (na Coreia do Sul, 한국어/韓國語 RR: hangugeo, na Coreia do Norte, 한국어/韓國語, RR Chosŏnmal) é um idioma do leste asiático falado por cerca de 77 milhões de pessoas.[2] É membro da família das línguas coreânicas e é a língua oficial e nacional dos dois países localizados na península da Coreia: a Coreia do Norte e a Coreia do Sul, com diferentes formas oficiais padronizadas que são usadas em cada país. É também uma das duas línguas oficiais da Prefeitura Autônoma de Yanbian e do Condado Autônomo de Changbai, na província de Jilin, na China. Também é falado em partes da ilha russa de Sacalina, da Ucrânia e da Ásia Central.[3][4]

Linguistas históricos e modernos classificam o coreano como um idioma isolado;[5][6] no entanto, há alguns parentes extintos que, juntamente com o próprio Coreano e a língua Jeju (falada na Província de Jeju e considerada um tanto distinta) formam a família das línguas coreânicas.[7]

É uma língua aglutinante com o sistema de escrita chamado de hangul, que é um alfabeto fonético. O alfabeto coreano tem 19 letras consoantes e 21 letras de vogais. No entanto, em vez de serem escritas sequencialmente como as letras do Alfabeto latino, as letras hangul são agrupadas em blocos, cada um dos quais transcreve uma sílaba. Cada bloco silábico consiste em 2-6 letras, incluindo pelo menos uma letra de consoante(incluindo o símbolo para nulo) e uma vogal. Os caracteres sino-coreanos chamados de hanja, apesar de não serem utilizados na vida diária, são importantes nos estudos históricos do coreano.

Classificação linguística[editar | editar código-fonte]

Não há um consenso entre os linguistas sobre a classificação do idioma coreano, e por isso é freqüentemente classificado como um idioma isolado. Entretanto, há certos indícios de que tenha um parentesco mais distante com as línguas altaicas, devido às numerosas semelhanças gramaticais e a fenômenos como a harmonia vocálica. Por este motivo apresenta grande similaridade com a língua japonesa, com partículas idênticas (ga, ka, e), formação gramatical igual: sujeito-objeto-verbo. A língua coreana possui maior diversidade sonora que a língua japonesa. Apesar de numerosos empréstimos do chinês, é consenso entre os linguistas que o chinês e o coreano não têm parentesco linguístico.

Testes de proficiência em língua coreana[editar | editar código-fonte]

Assim como outras línguas, há um teste que avalia os conhecimentos de língua coreana realizado em diversos países. O teste é conhecido em inglês pela sigla TOPIK, e é realizado uma ou duas vezes ao ano, dependendo do país.

No Japão, há ainda um teste chamado hangul noryoku shiken (teste de proficiência em hangul). Apesar do nome, esta não é uma avaliação acerca somente da escrita coreana, e sim da língua coreana de um modo geral.

Teclado em hangul

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Korean». Ethnologue, 14ª ed. Consultado em 17 de outubro de 2009. Arquivado do original em 12 de fevereiro de 2007 
  2. «Summary by language size». Ethnologue (em inglês). Consultado em 22 de julho de 2019 
  3. Hölzl, Andreas,. A typology of questions in Northeast Asia and beyond : an ecological perspective. Berlin, Germany: [s.n.] ISBN 9783961101023. OCLC 1065536323 
  4. «Державна служба статистики України». www.ukrstat.gov.ua (em ucraniano). Consultado em 22 de julho de 2019 
  5. Song, Jae Jung, 1958- (2005). The Korean language : structure, use and context. Abingdon, Oxon: Routledge. ISBN 0203390822. OCLC 252816226 
  6. Campbell, Lyle; Mixco, Mauricio (2007), "Korean, A language isolate", A Glossary of Historical Linguistics, University of Utah Press, pp. 7, 90–91
  7. Hölzl, Andreas,. A typology of questions in Northeast Asia and beyond : an ecological perspective. Berlin, Germany: [s.n.] ISBN 9783961101023. OCLC 1065536323