PlayStation 4

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
PlayStation 4
PlayStation 4 logo and wordmark.svg
PS4-Console-wDS4.png
O PlayStation 4 com o controlador DualShock 4
Desenvolvedor Sony Interactive Entertainment
Fabricante Sony[1]
Foxconn[2]
Família do
produto
PlayStation
Tipo Consola de videojogos
Geração 8ª geração
Lançamento
  • AN 15 de Novembro de 2013[3]
  • EU 29 de Novembro de 2013[3]

Outras regiões: ver nota [nota 1]

Preço
inicial
US$399,99; 399,99; £349,49; R$3,999;[12] AU$549; ¥39,980
Unidades
vendidas
40 milhões
(a 22 de maio de 2016)
Unidades
distribuídas
43,5 milhões (a 30 de junho de 2016)
Mídia Blu-ray, DVD
Sistema
operacional
Orbis OS (baseado em FreeBSD 9)[13]
CPU 8-núcleos CPU AMD x86-64 (semi-personalizado)
(integrado com APU)
Processador secundário de baixo consumo (para tarefas em segundo plano)[14][15]
Capacidade de
armazenamento
Disco rígido de 500GB/1TB[16] (pode ser alterado, suporta SSD)[17]
Memória 8 GB GDDR5 (unificado)
256MB DDR3 RAM (para tarefas em segundo plano)[14][15]
Exibição
Gráficos AMD Radeon GPU (semi-personalizado)
(integrado com APU)
Controladores DualShock 4, PlayStation Move, PlayStation Vita
Câmera PlayStation Camera (externa)
Conectividade Rede sem fios 802.11 b/g/n, Bluetooth 2.1, USB 3.0, Ethernet 10/100/1000
Serviços
on-line
PlayStation Network
Dimensões 275mm × 53mm × 305mm[3]
Peso 2,8 kg[3]
Retrocompa-
tibilidade
Playstation 2[18][19]
Planeado suporte em nuvem via PlayStation Now/Gaikai
(detalhes)
Antecessor PlayStation 3
Página oficial Página Oficial PlayStation

A PlayStation 4 (em japonês: プレイステーション4, Hepburn: Pureisutēshon Fō?, oficialmente abreviada como PS4) é uma consola de videojogos produzida pela Sony Interactive Entertainment, sucessora da PlayStation 3 e a quarta como parte da série PlayStation. Foi anunciada em Fevereiro de 2013 durante uma conferência de imprensa da Sony em Nova Iorque, num evento conhecido como "PlayStation Meeting 2013" que tinha como objectivo descobrir "O Futuro da PlayStation". Foi lançada na América do Norte a 15 de Novembro de 2013, na Europa e América do Sul a 29 de Novembro de 2013 e no Japão a 22 de Fevereiro de 2014. A PlayStation 4 é a primeira consola da Sony a ser oficialmente e legalmente editada na China desde a PlayStation 2, depois do levantamento da proibição que durou 14 anos. A PlayStation 4 compete directamente com a Wii U da Nintendo e com a Xbox One da Microsoft, como uma das consolas da oitava geração.

Afastando-se da arquitectura Cell da sua antecessora, a PlayStation 4 é a primeira da série da Sony que apresenta arquitectura x86, mais especificamente uma Unidade de Processamento Acelerado AMD x86-64, uma plataforma amplamente usada e comum em muitos dos PCs modernos. A ideia é fazer com que o desenvolvimento de jogos de vídeo seja mais fácil para a consola, atraindo uma ampla gama de grandes e pequenos produtores. Estas mudanças destacam o esforço da Sony para melhorar as lições aprendidas durante o desenvolvimento, produção e lançamento da PlayStation 3. Outros recursos de hardware notáveis da PlayStation 4 incluem 8GB GDDR5 de memória, um leitor Blu-ray mais rápido e um GPU que consegue um desempenho de 1.843 TFLOPS/s. A Sony refere-se à PlayStation 4 como "a consola mais poderosa do mundo"[20] e, em conversa para a revista Edge, vários produtores de videojogos descrevem a diferença de desempenho entre a PlayStation 4 e a Xbox One como "'significativa' e 'óbvia'".[21]

A consola permite vários métodos de interactividade com outros serviços e aparelhos incluindo; a PlayStation App, uma aplicação que melhora e expande a interactividade com a consola usando aparelhos iOS e Android; o Remote Play, que permite activar a PlayStation 4 à distância para continuar a jogar num segundo ecrã via PlayStation Vita ou dispositivos Xperia; o PlayStation Now, um serviço de computação em nuvem baseado em Gaikai, que oferece videojogos e outros conteúdos em stream. Pela incorporação de um botão de partilha (SHARE) no novo comando, o DualShock 4, faz com que seja possível exibir conteúdo que está a ser jogado e transmitido ao vivo aos amigos, ou mesmo partilhar jogos através da característica ‘Share Play’, desta maneira a Sony planeia colocar assim mais foco nos aspectos sociais da consola.

Foi muito bem recebida pelos críticos e pelos consumidores com as análises a destacarem o design, o novo DualShock 4 e o hardware. As críticas recaíram sobretudo sobre o pequeno número e a qualidade de jogos disponíveis no lançamento que, apesar do preço competitivo, são um fraco incentivo para comprar a consola. Um sucesso comercial, a PlayStation 4 vendeu mais de um milhão de unidades nas primeiras 24 horas e em maio de 2016, já tinham sido vendidas mundialmente mais de 40 milhões de consolas.

Em setembro de 2016, a Sony revelou dois novos sistemas, revisoes do hardware da PlayStation 4: a versao “slim” que corresponde a um design menor do sitema original; e a versao "Pro" com um GPU melhorado e o CPU com frequência de relógio aumentada para suportar jogos na resolução 4K.

História[editar | editar código-fonte]

A PlayStation 4 e os seus acessórios em exposição durante a E3 de 2013.

De acordo com Mark Cerny, arquitecto-chefe do sistema, o desenvolvimento da oitava geração de consolas da Sony, a PlayStation 4 (PS4), começou em 2008.[22] Menos de dois anos antes, a PlayStation 3 tinha sido lançada oficialmente, depois de meses de atrasos relacionados com problemas na produção.[23] O atraso colocou a Sony quase um ano atrás da Xbox 360 da Microsoft, que já estava próxima das 10 milhões de unidades vendidas quando a PlayStation 3 foi lançada.[23] Jim Ryan, CEO da PlayStation Europa, disse que a empresa nipónica queria evitar repetir o mesmo erro com a PlayStation 4.[24]

Em 2012, começaram a aparecer rumores de que a Sony estava a enviar kits de desenvolvimento para produtores de jogos, que consistia num PC modificado executando o chipset AMD Accelerated Processing Unit (antes AMD Fusion).[25]

No início de 2013, a Sony anunciou que um evento conhecido como "PlayStation Meeting 2013" realizar-se-ia em Nova Iorque a 20 de Fevereiro de 2013, com o objectivo de descobrir "O Futuro da PlayStation".[26][27] A PlayStation 4 foi anunciada oficialmente durante o evento.[28][29] Foi revelado detalhes sobre o hardware da consola e discutidos alguns dos novos recursos que iria apresentar.[30][31] Também foram mostradas imagens em tempo real de jogos em desenvolvimento, bem como algumas demonstrações técnicas.[32] A Sony deu mais informações sobre a PlayStation 4, bem como mostrou o aparelho, a 10 de Junho de 2013 durante a E3 de 2013.[33]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

A data de lançamento da PlayStation 4 assim como outras informações, foram confirmadas durante a conferência de imprensa da empresa na gamescom em Colónia, Alemanha a 20 de Agosto de 2013.[27][34] A consola foi lançada a 15 de Novembro de 2013 nos Estados Unidos e Canadá, seguindo-se mais lançamentos a 29 de Novembro.[35] No final de 2013, a PS4 foi também lançada em mais países europeus, asiáticos e sul americanos, antes do lançamento no Japão a 22 de Fevereiro de 2014.[4][3][5]

A PlayStation 4 é a primeira consola da Sony a ser oficialmente e legalmente editada na China desde a PlayStation 2, depois do levantamento da proibição que durou 14 anos.[11][36] A Sony finalizou as negociações com o Governo chinês em Maio de 2014 por forma a vender os seus produtos nesse território, com a PS4 a ser o primeiro a ser lançado. Kazuo Hirai, chefe executivo, disse: “O mercado chinês, apenas pelo seu tamanho, é obviamente um grande mercado com potencial para os produtos de videojogos ... Acho que podemos ter o mesmo sucesso que tivemos noutras partes do mundo com a PS4.”[37] Com lançamento inicial previsto para 11 de Janeiro de 2015, a Sony, devido a várias razões, optou por riscar dos planos a data previamente definida. Uma das fontes do Reuters disse que uma dessas razões é a negociação prolongada com as autoridades chinesas. O lançamento naquele território foi a 20 de Março de 2015.[10]

Data Pais
15 de Novembro de 2013 Canadá, Estados Unidos[35]
29 de Novembro de 2013 Alemanha, Argentina, Austrália, Áustria, Bélgica, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Dinamarca, Equador, El Salvador, Espanha, Finlândia, França, Guatemala, Holanda, Irlanda, Itália, Luxemburgo, México, Noruega, Nova Zelândia, Panamá, Peru, Polónia, Portugal, Reino Unido, Rússia, Suécia, Suiça[35][38]
13 de Dezembro de 2013 África do Sul, Arábia Saudita, Bahrein, Bolívia, Emirados Árabes Unidos, Eslováquia, Grécia, Hungria, Kuwait, Nicarágua, Oman, Paraguai, Qatar, Republica Checa, Turquia, Uruguai[3][39]
17 de Dezembro de 2013 Coreia do Sul, Hong Kong (China), Macau (China)[5][40]
18 de Dezembro de 2013 Taiwan[7]
19 de Dezembro de 2013 Singapura[5]
20 de Dezembro de 2013 Malásia[5]
6 de Janeiro de 2014 Índia[8]
9 de Janeiro de 2014 Indonésia[41]
14 de Janeiro de 2014 Filipinas, Tailândia[9]
22 de Fevereiro de 2014 Japão[4]
20 de Março de 2015 República Popular da China[10][11]
A anunciar Bulgária, Cazaquistão, Croácia, Eslovénia, Estónia, Islândia, Letónia, Lituânia, Roménia, Sérvia, Ucrânia[3]

Hardware[editar | editar código-fonte]

As tecnologias encontradas na PlayStation 4 são relativamente semelhantes às dos computadores, o que provavelmente irá tornar mais fácil[42] e menos caro para os produtores criarem jogos, já que a arquitectura lhes será mais familiar.[43][44][45]

Especificações técnicas[editar | editar código-fonte]

A PlayStation 4 usa um processador desenvolvido pela AMD em cooperação com a Sony. Combina uma unidade de processamento central (CPU) e uma unidade de processamento gráfico (GPU),[46] assim como outros componentes, como um controlador de memória e um descodificador de video.[47] O CPU consiste em dois módulos quad-core Jaguar, num total de oito núcleos x86-64.[48][49] De acordo com a Sony o CPU da PlayStation 4 é dez vezes mais rápido do que aquele encontrado na PlayStation 3.[50][51] A unidade de processamento gráfico (GPU) é composta por 18 unidades de computação baseadas na próxima geração da AMD Radeon de 800 MHz,[52] para um total de 1152 processadores em stream, resultando num desempenho máximo teórico de 1,843 TFLOPS/s, fazendo dela a consola mais poderosa do mercado.[50][53][46] A memória GDDR5 do sistema utiliza uma interface de 256-bit, cronometrado a 5.500 MHz,[52] capaz de 176GB/s de largura de banda,[53][54] e de ler a uma frequência de relógio máxima de 2.75 GHz (5500 MT/s).[55][56] A consola contém 8 GB de memória GDDR5,[34][57] 16 vezes mais do que a encontrada na PlayStation 3, e é dita como sendo bem-vinda pelos produtores,[42] procurando dar à consola uma longevidade considerável.[58] Inclui também um chip secundário personalizado que lida com as características de descarregar, carregar e sociais.[59][60] Este chip permite que o sistema possa perfeitamente descarregar jogos em segundo plano, mesmo quando o sistema está desligado (em modo de espera).[61] A consola também contém um módulo de áudio, que suporta conversa enquanto se joga assim como "uma enorme quantidade" de streams de audio para se usar em-jogo.[62]

O leitor óptico lê discos Blu-ray a 6xVAC (velocidade angular constante) para uma velocidade de leitura máxima de 27MB/s – três vezes mais rápido que na PlayStation 3, que tem velocidade máxima de 9MB/s.[58][63] Para aumentar a capacidade de leitor a óptica, a PS4 inclui uma característica de hardware on-the-fly Zlib, um módulo de descompressão, permitindo uma largura de banda real superior, enquanto que ao mesmo tempo, a consola irá continuamente guardar dados no seu disco rígido, até lendo dados mesmo quando um jogo não está activo no leitor óptico, formando parte da estratégia da Sony PlayGo.[62][64] Apesar da consola apoiar saída de resolução 4K para fotos e vídeos, não se espera que os jogos possam ser processados ​​nessa resolução,[46][65][66] acreditando-se que 1080p seja a resolução máxima para os jogos da PlayStation 4.[58][66] Inclui uma unidade de disco rígido inicial com 500GB de capacidade,[46][53][67] que pode ser aumentado pelo utilizador.[68] A consola também suporta armazenamento no formato SSD.[17] Uma nova versão com 1TB de capacidade foi lançada a 15 de Julho de 2015 na Europa e nalguns territórios PAL.[16]

A PlayStation 4 conta com a conectividade de rede sem fios 802,11 b/g/n Wi-Fi, bem como ligação Ethernet (10BASE-T, 100BASE-TX and 1000BASE-T,[53][46] duas entradas USB 3.0 e Bluetooth 2.1.[53] Uma porta auxiliar também está incluída para a ligação com a PlayStation Camera, uma câmara digital que detecta movimentos, introduzida inicialmente na PlayStation 3.[53][46] O sistema virá empacotado com um auricular, que pode ser ligado ao DualShock 4.[46][69] Para as opções de saída existe o HDMI e o áudio S/PDIF óptico.[53] A PlayStation 4 não tem saídas analógicas de video/audio.[70]

A PlayStation 4 tem a característica de "modo suspenso". Este modo coloca o aparelho num estado de baixo consumo, permitindo aos jogadores retomar o jogo no imediato assim que a consola é de novo "acordada". Também consegue fazer transferências de conteúdo e actualizações do sistema operativo enquanto está neste modo.[71][72] O modo ficou disponível com a actualização 2,50.[73]

Sistema operativo[editar | editar código-fonte]

O software do sistema PlayStation 4 é um firmware actualizável e o sistema operativo da PlayStation 4.[74] O sistema operativo nativo da PlayStation 4 é o Orbis OS, que é uma bifurcação da versão 9.0 do FreeBSD, lançado em 12 de Janeiro de 2012.[13][75][76] A consola tem dois API's gráficos, um de baixo nível, o GNM, e outro de nível alto, o GNMX.[77] O PlayStation Shader Language da Sony foi introduzido na PlayStation 4.[78][79]

Outros componentes incluem Cairo, jQuery, Mono e WebKit.[76][80] O Software Development Kit é baseado em LLVM e clang.[81]

Controladores[editar | editar código-fonte]

Ver artigos principais: DualShock e PlayStation Move
Os comandos PlayStation Move

O DualShock 4 é o controlador principal da PlayStation 4, com preços $59 US/$59 CA/€59/£54.[82] É semelhante ao DualShock 3, a conexão com a consola é via Bluetooth 2.1 + EDR.[83] O DualShock 3 não será compatível com a PlayStation 4.[84] O DualShock 4 está equipado com vários recursos novos, incluindo uma base táctil de dois pontos na parte da frente do controlador, que pode ser clicado.[69] O controlador irá suportar a detecção de movimento por meio de um giroscópio de três eixos juntamente com três eixos de acelerómetros que contêm vibração melhorada.[69][83] Inclui uma bateria de lítio-ion recarregável mas não-removível,[85] capaz de armazenar 1.000 mAh.[69] O projecto experimental pesava 210g (7,4 oz), tem dimensões de 162 × 52 × 98 mm (6,4 × 2,0 × 3,9in), e tem um suporte de plástico e borracha para aumentar a aderência.[85][83] O exemplar mostrado no evento da revelação da PlayStation 4 era de um produto "quase final".[45] O DualShock 4 é o primeiro controlador PlayStation da Sony oficialmente compatível com Windows.[86]

O controlador dispõe de várias ligações de saída. Um conector estéreo (conector TRS de 3,5mm), vai permitir a ligação de um auricular de ouvido, para permitir ao utilizador falar e ouvir áudio simultaneamente.[83] Uma entrada microUSB e uma entrada de extensão também estão incluídas.[69] Pode ser recarregado via microUSB através de carregador em separado ou na consola (mesmo quando esta está desligada).[69] Inclui também um altifalante mono.[69]

O DualShock 4 tem os seguintes botões: o botão PS, o botão SHARE, o botão Opções, d-pad (direccionais), os botões de ação (triângulo Playstation-Button-T.png, círculo Playstation-Button-C.png, cruz Playstation-Button-X.png, quadrado Playstation-Button-S.png), botões de ombro (R1/L1), gatilhos (R2/L2), dois joysticks analógicos com botão clicáveis (L3/R3) e uma base táctil de dois pontos.[69] Estas mudanças marcam vários diferenças do DualShock 3 e de outros controladores anteriores da PlayStation. Os botões START e SELECT foram fundidos num único botão OPÇÕES.[69][85] Um botão de SHARE (partilha) irá permite aos jogadores fazer uploads de vídeo a partir das suas experiências de jogo.[69] Os joysticks analógicos e os gatilhos foram redesenhados com base em opiniões recolhidas junto dos produtores,[69] apresentando agora uma superfície mais côncava, similar ao comando da Xbox 360.[85]

O DualShock 4 tem uma barra de luz que exibe várias cores diferentes. A barra é usada para indicar qual o jogador, alertar mensagens críticas, como energia baixa,[69] ou nas interacções com os jogos.[87] A barra de luz não pode ser desligada,[88] pode no entanto ser modificada para vários padrões de intensidade.[89] O comando também interage com o acessório de câmara; o anexo de câmara externa percebe o movimento e a profundidade utilizando a barra de luz do controlador, com base na tecnologia existente já usada no PlayStation Move.[83] A barra de luz foi desenvolvida para o projecto de realidade virtual da Sony, o Project Morpheus.[90] A PlayStation 4 oferece suporte para os comandos PlayStation Move.[83][91]

PlayStation Camera[editar | editar código-fonte]

A PlayStation Camera.

A PlayStation Camera é um dispositivo para a PlayStation 4 que detecta movimentos. Inclui duas câmaras de 1280 × 800px. As lentes operam com uma abertura de f/2.0, com 30 cm de distância de focagem, e um campo de visão de 85°.[69] A configuração da câmara dupla permite diferentes modos de operação, dependendo do aplicativo de destino.[92] As duas câmaras podem ser utilizadas em conjunto para a profundidade de detecção de objectos dentro do seu campo de visão,[93] semelhante ao Kinect da Microsoft.[94] Alternativamente, uma das câmaras pode ser usada para gerar a imagem de vídeo, com a outra a ser utilizada para rastrear o movimento.[95]

A PlayStation Camera conta com um microfone de quatro canais,[69] que ajuda a reduzir o ruído de fundo e pode ser usado para emitir comandos de voz.[92][96] Tem o tamanho de 186 × 27 × 27 mm (7,3 × 1,1 × 1,1in) (largura x altura x profundidade), com um peso de 183g (6,5 oz).[69] Grava vídeo em formatos RAW e YUV (descomprimidos).[69] A PlayStation Camera liga-se à PlayStation 4 através de uma entrada auxiliar na consola.[69]

Sendo um acessório opcional, a PlayStation Camera é vendida em separado da consola,[97] com preços US$59/€49/£44.[82]

Realidade virtual[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: PlayStation VR

A 19 de Março de 2014 a Sony revelou o "Project Morpheus", um aparelho de realidade virtual para a PlayStation 4 com um visor de resolução de 1080p e 90º de ângulo de visão. Project Morpheus não é o produto final e ainda está em desenvolvimento, sem confirmação da data de lançamento e preço.[98] Durante o TGS 2015 a Sony revelou que o nome oficial do projecto é PlayStation VR.[99] Durante a Game Developers Conference de 2016 a Sony revelou que PlayStation VR tem lançamento previsto para Outubro de 2016.[100]

Software e serviços[editar | editar código-fonte]

Logótipo da PlayStation Network.

A PlayStation 4 trabalha num sistema operativo de nome "Orbis OS" que é utilizado actualmente no protótipo usando um FreeBSD 9 Kernel.[13] Apesar da PS4 não exigir uma ligação à Internet para funcionar, a Sony disse que PlayStation 4 é muito mais rica se ligada online.[101] A PlayStation Network (PSN) permite aos jogadores acesso a uma variedade de serviços, a partir da PlayStation Store, incluindo os serviços Music Unlimited e Video Unlimited.[53] Durante a E3 2013 foi revelado que a Sony Pictures está a criar um plano de programação original para a PlayStation 4.[102] Os clientes podem pesquisar títulos na PlayStation Store e descarregar jogos via Gaikai para testá-los,[53] quase instantaneamente.[103]

O serviço PlayStation Plus é necessário para jogar multijogador online.[104][105] uma politica nova nas consolas PlayStation. Jogos free-to-play, como por exemplo Warframe, Blacklight: Retribution, PlanetSide 2 ou DC Universe Online podem ser jogados sem subscrição, e as funções assíncronas, como tabelas de liderança online, estão também disponíveis para serem consultadas.[106] No entanto, como é necessário subscrever ao serviço para multijogador online noutros títulos, a Sony não permite no sistema palavras passes dos editores.[107] A Sony espera tornar a PlayStation 4 mais simples e imediata, para além de querer evoluir nos serviços oferecidos ao longo da vida da consola.[108]

Imagem do software do sistema da PlayStation 4, mostrado durante a conferencia de 2013.
A interface do utilizador, o “PlayStation Dynamic Menu”.[72][109][110]

A interface do utilizador foi completamente remodelada e o XrossMediaBar existente na PlayStation 3 foi retirado.[109] Com o nome PlayStation Dynamic Menu,[72] a interface é agora semelhante à da PlayStation Store na altura do anúncio.[109][110] O ecrã inicial da PlayStation 4 também tem conteúdo personalizado dos amigos.[34][110] O perfil do utilizador para os jogadores foi melhorado, mostrando a actividade recente, nome completo, troféus desbloqueados entre outros detalhes.[111]

A PlayStation 4 conta com vários serviços fornecidos por terceiros, como o Netflix ou o Amazon Instant Video, disponíveis a partir da interface.[112] Em adição, enquanto se usa um jogo é possível fazer várias tarefas, como usar um browser.[53] Na altura do seu lançamento a consola tinha disponível onze aplicações na América do Norte: Amazon Instant Video, Crackle, Crunchyroll, EPIX, Hulu Plus, NBA Game Time, Netflix, NHL GameCenter LIVE, Redbox, VUDU e YuppT.[113][114][115] Um serviço de TV online em nuvem, com o nome PlayStation Vue, começará os testes beta em Novembro de 2014 nos Estados Unidos.[116]

A partir de um microfone ou através da PlayStation Camera, os utilizadores podem controlar o interface com comandos de voz.[117][118]

Multimédia[editar | editar código-fonte]

A PlayStation 4 não suporta leitura de CDs, mas ficheiros MP3, ou a partir de servidores DLNA e de USB pode-se ler usando a aplicação Media Player.[119]

Navegador de internet[editar | editar código-fonte]

A PS4 inclui um navegador de internet baseado em WebKit, diferente da PS3 que usava um baseado em NetFront. O navegador da PS4 é baseado no moderno núcleo WebKit como o Google Chrome e o Apple Safari, e como resultado, dá-lhe uma pontuação impressionante em teste de HTML5, colocando a consola à frente de todas as outras.[120]

Segundo ecrã e streaming[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: PlayStation App

Há a possibilidade de outros aparelhos em "segundo ecrã" interagirem com a PlayStation 4. Os dispositivos companheiros (smartphones, tablets e a PlayStation Vita) podem inclusive "acordar" a PlayStation 4.[121] Um aparelho Xperia ou a PlayStation Vita, podem ser usados como dispositivos de segundo ecrã que podem passar vídeos em stream directamente da consola para o dispositivo móvel,[122] permitindo assim que o jogo possa ser jogado remotamente.[122] A Sony espera que grande parte dos jogos para PlayStation 4 possam ser jogados na PlayStation Vita.[53] Os produtores poderão acrescentar controlos específicos para a Vita via Remote Play.[45] Em Maio de 2013 foi confirmado que a Sony obriga o Remote Play Vita em todos os jogos para PlayStation 4, excepto os que fazem uso da câmara estereoscópica, a PlayStation Camera.[123] A Sony está a desenvolver uma aplicação que permitirá usar a característica Remote Play no PC/Mac.[124]

A PlayStation Vita TV suporta compatibilidade Remote Play com a PlayStation 4, permitindo aos jogadores fazer stream de jogos PS4 numa outra televisão ligada à PS Vita TV. Também irá permitir aos usuários fazer stream de conteúdo de serviços de video como o Hulu ou Niconico, assim como ter acesso à PlayStation Store.[125][126][127][128]

Com a aplicação PlayStation App, a Sony implementou características para usar num tablet, smartphone ou noutros dispositivo portátil, para interagir com a PlayStation 4,[129] similar à Xbox SmartGlass para Xbox 360.[130] A PlayStation App ficou disponível para os aparelhos iOS e Android[53] a 13 de Novembro de 2013 na América do Norte e a 22 de Novembro na Europa.[131] Os jogadores podem usar esta aplicação para várias funções incluindo comprar jogos PlayStation 4 e descarregá-los para a consola, ver vídeos ao vivo de jogos em stream e ver mapas dos títulos PlayStation 4.[53][131]

Características sociais[editar | editar código-fonte]

"A integração Ustream com as consolas PS4 colocará os jogadores num novo campo de média. Terão a habilidade de realizar, produzir e participar nas suas produções de videojogos, simplesmente por ser (ou não!) um excelente jogador. Visto desta maneira, a PS4 será como aquilo a que se chama uma box de TV por cabo, nós na Ustream somos os que damos os serviços de cabo, e o jogador será o actor."[132]
–Brad Hunstable, co-fundador da Ustream.

"Social" foi um dos cinco grandes princípios que a Sony falou durante o anuncio da PlayStation 4.[108] Apesar da consola incluir um grande leque de conteúdos sociais, estes são opcionais e podem ser desactivados.[108] Os jogadores podem usar o seu nome real para que os seus amigos saibam quem eles são, além de um apelido (nickname) para os jogos online, onde o anonimato é importante.[133]

Com a versão 3.00 do firmware, usuários do Playstation 4 agora possuem a habilidade de criar comunidades baseadas em interesses comuns como jogos, gêneros e mais. Comunidades incluem um painel de mensagens com discussões gerais, capturas de tela dos jogadores e a habilidade de se juntar à conversas de chat ou jogos.[134]

Partilha[editar | editar código-fonte]

O controlador DualShock 4 inclui um botão de partilha (SHARE).[53] Pressionando esse botão, o jogador pode percorrer os últimos minutos de um jogo para seleccionar um vídeo apropriado para partilhar. O vídeo pode ser carregado directamente da consola, seja para websites como o Twitter, YouTube ou Facebook ou para outros usuários da PlayStation Network.[135] A 10 de Dezembro de 2013 o botão "SHARE" era o responsável por mais de 20 milhões de minutos de jogo ao vivo, contabilizando um total de 10% de toda a actividade no Twitch.[136]

Transmissão ao vivo[editar | editar código-fonte]

Os jogadores podem ver ao vivo títulos que os seus amigos estão a jogar através do interface da PS4, com a ajuda de câmaras entre-jogos e de microfones incorporados. Com o nome SharePlay,[137] os jogadores podem assistir, dar opiniões e ajudar os amigos a transpor obstáculos e transmitir ao vivo os seus próprios jogos através de serviços como o Ustream, youtube, Twitch e Niconico,[138][139][140] permitindo que os amigos comentem e vejam através de outros navegadores de Internet e dispositivos.[53]

Share Play[editar | editar código-fonte]

A característica ‘Share Play’ (introduzida com a actualização 2.0 em Outubro de 2014),[141] permite aos usuários convidar um amigo para se juntar ao seu jogo via streaming, mesmo que ele não possua o jogo. Os usuários podem dar o controlo total do jogo ao amigo convidado, ou participar num jogo multijogador local como se este estivesse fisicamente presente. Share Play necessita de uma subscrição PlayStation Plus, e só pode ser usado uma hora por cada sessão.[142][143]

Jogos[editar | editar código-fonte]

Ver anexo: Lista de jogos para PlayStation 4
Jogos PlayStation 4 que venderam, ou que foram distribuídas pelos menos um milhão de cópias
Jogo Unidades vendidas
Killzone: Shadow Fall 2.1 milhões[144]
Driveclub 2 milhões[145]
Bloodborne 2 milhões[146][147]
Infamous: Second Son 1 milhão[148]
The Last of Us Remastered 1 milhão[149]

Jack Tretton, chefe-executivo da Sony Computer Entertainment of America (SCEA), afirmou que os jogos para a PlayStation 4 têm preços desde $0,99 até $60,00,[150] não marcando por isso um aumento de preços em relação à geração anterior.[151] Em conversa com o site IGN, o CEO da Sony Computer Entertainment Europe, Jim Ryan, declarou que, mesmo com a "tendência crescente do consumo digital", o Blu-ray será o "principal veículo de distribuição nos grandes jogos na PS4."[152] Os jogos na PlayStation 4 não são bloqueados por regiões.[153]

Em resposta às preocupações em redor da possibilidade de medidas de DRM para diminuir as vendas de jogos usados (em particular, as politicas DRM inicialmente previstas para a Xbox One, que continham essas restrições), o CEO da SCEA Jack Tretton, explicitou em discurso durante a conferencia de imprensa da Sony na E3 que "não há restrições" nas revendas ou trocas nos formatos físicos para os jogos PS4, enquanto que Scott Rohde, chefe de produção dos produtos de software, disse que a Sony também estava a planear desaprovar as chaves online, ao afirmar que as politicas foram desenhadas para serem "amigas dos consumidores, dos retalhistas e dos publicadores." A consola também não exige uma ligação permanente à Internet para validações constantes via online.[154][155][156][157][158][159][160]

A companhia espera facilitar a produção de jogos por parte de produtores independentes na PlayStation 4,[44] Durante o evento E3 2013, a Sony revelou que permite aos produtores auto-publicarem os seus títulos na PlayStation Network para PlayStation 3, 4 e PlayStation Vita.[161] Os produtores também poderão usar o PlayStation Blog e as contas Twitter e Facebook da Sony para promoverem os seus jogos para a PS4.[162] Se for solicitado pelos produtores, a Sony também poderá fornecer feedback opcional para os jogos que estejam em produção.[162] Também foi anunciado que pelo menos dez títulos de produtores independentes seriam lançados para PlayStation 4 até ao fim de 2013.[163] A Sony confirmou que todos os seus estúdios internos bem como todos os estúdios de terceiros, já estão a trabalhar na PlayStation 4.[164][165]

O sistema conta com a possibilidade de transferência de conteúdo digital, incluindo jogos completos, semelhantes ao que já está disponível para PlayStation Portable, PlayStation Vita e PlayStation 3. Todos os jogos de retalho para PlayStation 4 podem ser transferidos online,[151][61] assim como todos terão demonstrações gratuitas.[103][166] Em adição será possível ao jogador aceder à sua colecção de jogos digitais em qualquer consola PlayStation 4, fazendo ligação à conta onde foram comprados.[167]

PlayGo[editar | editar código-fonte]

Quando é seleccionado um título em formato digital, apenas uma porção dos dados do jogo será transferida para o sistema antes de se poder iniciar (e.g. o primeiro nível), enquanto as partes restantes estão a ser transferidas enquanto se joga, reduzindo o tempo de espera. Se os usuários preferem jogar directamente a partir do disco Blu-Ray, o PlayGo irá instalar os dados do jogo no disco rígido, reduzindo o tempo de carregamento (loading). Tal é conseguido devido ao processador em segundo plano do sistema. Similarmente, as actualizações do sistema são descarregadas em segundo plano, perfeitamente, sem interrupções.[168]

A PlayStation 4 também tem tecnologia que avalia as tendências, incluindo títulos que o jogador poderá gostar mais, e depois, em segundo plano e automaticamente, descarregar uma percentagem pequena desses jogos, mesmo em modo espera, para salvar tempo.[34]

Retro-compatibilidade[editar | editar código-fonte]

Ver também: Gaikai

O hardware da PlayStation 4 não consegue ler nativamente títulos da PlayStation 3,[169][170][171] consequência de se mover de uma arquitectura Cell da PlayStation 3 em favor de x86-64 para a PlayStation 4. A PlayStation 4 também não suporta títulos PlayStation 3 no formato PlayStation Network.[169][170][171] Como uma solução de longo-prazo, a Sony está a considerar emulação ou opções em nuvem para os jogos da PlayStation Network para PS4 e Vita, através do Gaikai (que a Sony adquiriu em Julho de 2012). No que diz respeito ao suporte nativo, Shuhei Yoshida da Sony Worldwide Studios disse "suporte nativo, não, obrigado."[171] O Gaikai já é usado pela consola como apoio ao Remote Play.[19][172][173]

Em Novembro de 2015 foi confirmado pela Sony que a companhia está a trabalhar num emulador para puder utilizar jogos da PlayStation 2 na PS4.[18]

PlayStation Now[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: PlayStation Now

Em Dezembro de 2013, Andrew House disse que a Sony planeava lançar o serviço Gaikai para a PlayStation 4 durante os primeiros meses de 2014, com lançamento europeu em 2015.[174] Durante o Consumer Electronics Show e 7 de Janeiro de 2014, a Sony revelou o PlayStation Now, um serviço em nuvem para os jogos PlayStation.[175] O serviço irá inicialmente permitir aceder a jogos PlayStation 3 na PlayStation 4, comprar jogos individualmente ou através de uma subscrição.[175] A Sony refere que é recomendável que os jogadores tenham uma ligação em banda larga com velocidade mínima de 5Mbps, para conseguirem ter aquilo que é considerado como um "bom desempenho."[176] O serviço entrou numa fase beta fechada em Janeiro de 2014,[177] e em beta pública no dia 31 de Julho de 2014.[178] O lançamento oficial do serviço ocorreu a 13 de Janeiro de 2015.[179]

Títulos de lançamento[editar | editar código-fonte]

Foram editados vinte e dois títulos aquando do lançamento da PlayStation 4,[180] incluindo os exclusivos Killzone: Shadow Fall,[181][182] Resogun[180] e Knack;[183] e os multiplataforma como Call of Duty: Ghosts,[184][185][186] Battlefield 4,[186] Warframe,[187] FIFA 14,[180] Injustice: Gods Among Us Ultimate Edition[180] e Assassin's Creed IV: Black Flag.[188]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Pré-lançamento[editar | editar código-fonte]

"É claro que a PlayStation 4 está sendo conduzida com a colaboração entre o Oriente e o Ocidente [...] Os produtores estão totalmente envolvidos, activos, a discutir e fazer coisas muito boas em colaboração."

— Mark Rein, Epic Games[189]

A recepção à consola foi muito positiva, tanto por parte dos produtores como dos jornalistas. Mark Rein da Epic Games elogiou a arquitectura "aumentada" do sistema da Sony, descrevendo-o como "uma peça de hardware fenomenal".[189] John Carmack, programador e co-fundador da id Software, também comentou o design "a Sony fez escolhas espertas de engenharia",[190] enquanto Randy Pitchford da Gearbox Software expressou satisfação pela quantidade de memória de alta velocidade existente na consola.[191] A Eurogamer chama à tecnologia de gráficos da PS4 "impressionante" e uma grande melhoria sobre as dificuldades que os produtores encontraram ao produzir para PlayStation 3.[58]

Ted Price, president e CEO da Insomniac Games, disse: "Como parceiro da Sony já de alguns anos, temos gostado muito da tecnologia das consolas ao longo das décadas e parece que a PS4 irá continuar com essa tendencia. O mundo da produção para as consolas querem sempre mais poder, mais memória, mais capacidade, tempos de carregamento mais rápidos... a Sony mostrou-nos que ter esses melhoramentos com esta nova consola. No entanto nós na Insomniac adoramos criar novos IP's, e o que parece realmente bom é a tecnologia Gaikai, que permite aos jogadores experimentar IP de consola em vários tipos de aparelhos."[192]

Depois da conferencia de imprensa da Sony na E3 2013, a IGN escreveu que a PS4 e os seus jogos são "bons", enquanto que a atitude em relação ao preço é o mais "correcto". A IGN concordou com a Sony sobre se "te interessas por jogos, comprarás uma PlayStation 4".[193] O disco rígido da PlayStation 4 por ser removível e actualizado também teve direito a elogios por parte da IGN, com Scott Lowe a comentar que essa decisão dá à PS4 "outra vantagem" sobre a Xbox One, que tem um disco rígido inacessível.[194]

A GameSpot também refere que a PlayStation 4 é "a escolha do jogador para a próxima geração", referindo o preço, a inexistência de DRM restritivo, e o mais importante, o esforço da Sony para "conhecer os seus consumidores" e por "respeitar a sua audiência" como factores principais.[195] O editor da GameSpot Tom McShea escreveu que "ao dizer não ás restrições aos jogos usados e ao sempre-online que a Microsoft tão orgulhosamente está a implementar na Xbox One, a Sony elevou a PlayStation 4 como a consola a agarrar durante a época festiva."[196]

Preço no Brasil[editar | editar código-fonte]

A 17 de Outubro de 2013 a Sony anunciou que a PlayStation 4 irá custar no Brasil R$3,999.[197] Foi explicado por um representante da Sony Brasil que a razão é sobretudo devido às elevadas taxas de importação feitas pelo governo brasileiro,[198] que segundo o estimado, representam cerca de 60 a 70% do custo.[199] Mark Stanley, director geral da Sony para a América Latina, lançou um comunicado a 21 de Outubro no que diz respeito ao preço da consola, revelando que as taxas e impostos de importação do governo brasileiro equivalem a 63% do custo (R$2,524),[200] atualmente o console já é montado no brasil tendo seu preço reduzido para R$2600,00 em um primeiro momento.[201]

Pós-lançamento[editar | editar código-fonte]

A PlayStation 4 recebeu criticas favoráveis por parte dos analistas. Scott Lowe da IGN deu a pontuação de 8.2/10 e elogiou o design, o DualShock 4 e a integração social, mas no entanto criticou o facto do sistema ter um software em que falta algumas características e que o hardware estava muito em desuso, mais especificamente a base táctil do DualShock 4.[202] A IGN comparou a Xbox One com a Playstation 4 em várias categorias, permitindo aos leitores do site votar naquela que preferiam. A PlayStation 4 ganhou em todas as categorias, e a IGN deu à consola o ‘Prémio Escolha do Público’.[203]

O The Gadget Show fez uma análise positiva elogiando muito o Remote Play. O DualShock 4 também foi elogiado, principalmente pelos novos botões gatilho e os comandos direccionais. No entanto a consola foi criticada por necessitar de uma subscrição no serviço PlayStation Plus para aceder ao multijogador online, e por não ter suporte de leitura de média fazendo notar que esta não consegue ler ficheiros a partir de um dispositivo externo.[204] Peter Brown da GameSpot também fez uma análise positiva da consola. Elogiou o design e o controlador que foi "reinventado para melhor". Refere que, ao contrário do lançamento da PlayStation 3, a Sony acertou em quase tudo desde o início com a PlayStation 4. Brown também referiu que o foco nos videojogos é aparente e que nesse aspecto a consola tem vantagens claras no desempenho, quando comparada com a Xbox One. Criticou o facto de não ter suporte para a ultima versão Wi-Fi e não ter outras características, mas que no entanto podem ser acrescentadas com actualizações futuras.[205]

O Polygon deu a pontuação de 7.5/10 e elogiou muito o design ao referir que a PlayStation 4 é "a peça de hardware mais atractiva que a Sony criou". Diz igualmente que o DualShock 4 é o melhor comando de sempre criado pela empresa mas que no entanto tem uma bateria que tem pouca duração quando comparado com os anteriores. Também elogiou o Remote Play mas que no entanto ainda é uma característica limitada, em que se pode perder a ligação facilmente quando o jogador se afasta um pouco do router. O editor conclui a análise a dizer que a consola tem o foco principal nos jogo e apenas nos jogos mas que à data a PlayStation 4 não tem um único jogo que a possa recomendar.[206] Ben Gilbert do Engadegt também tem uma opinião similar ao Polygon e refere que a consola é rápida e poderosa, tem um design bonito, e o DualShock 4 "é o melhor comando de sempre criado pela Sony". Mas no entanto criticou a duração da bateria do comando e a fraca lista de jogos disponíveis.[207]

Kyle Orland da Ars Technica questiona-se que apesar de sete anos de diferença desde a última consola, o "factor de exclamação" em relação aos gráficos não é tão grande como em saltos entre gerações passadas. Orland diz que o DualShock 4 é provavelmente o elemento mais forte da consola apesar de ter elogiado também o Remote Play e o design.[208] The Verge deu a pontuação de 7.7/10 e diz que por agora há pouco incentivo em comprar a consola porque além de ter poucos jogos que valem o preço, a biblioteca vasta que está ao dispor da PlayStation 3 é bem mais atractiva. No entanto diz que a PS4 será a consola que o jogador desejará porque tem um excelente controlador, muito poder e um interface simples e focado em jogos.[209]

James Rivington da TechRadar deu 4 em 5 estrelas e deu como pontos fortes o comando, o desempenho e os gráficos da consola, o Remote Play e o serviço PlayStation Plus. Como pontos fracos refere a falta de jogos, a falta de DLNA e a impossibilidade de ler MP3. No entanto, Rivington será uma questão de tempo para o sistema melhorar referindo que "a PS4 será um sistema completo com mais uns jogos e características" e que "ainda estamos à espera daquele jogo que valha a pena dizer 'sim, é porque causa disto que comprei uma PlayStation 4'".[210] Ryan Fleming da Digital Trends tem opinião semelhante ao referir que a consola tem como pontos fracos a falta de suporte para DLNA e MP3, mas que no entanto muitas das características "ainda estão a caminho" e que o "hardware poderoso ainda não atingiu todo o seu potencial." Elogiou muito o comando, a interface e a possibilidade de se puder fazer várias tarefas ao mesmo tempo e que com a PS4 justifica ter uma PlayStation Vita.[211]

Pouco depois do lançamento, notou-se que alguns jogos lançados em várias plataformas tinha uma resolução maior na PlayStation 4, ao contrário de outras consolas. Kirk Hamilton do Kotaku referiu essas diferenças em jogos como Call of Duty: Ghosts e Assassin's Creed IV: Black Flag que corriam a 720p e 900p na Xbox One, respectivamente, e 1080p na PS4.[212] Paul Tassi da revista Forbes comparou os pontos de vista tendo em conta as resoluções e os frame rates nas duas consolas, concluindo que visto que as diferenças gráficas são imperceptíveis para a maior parte dos jogadores, o facto de se saber que uma tem menos poder, pode persuadir os consumidores a escolherem a PS4 ao invés da Xbox One.[213]

Vendas[editar | editar código-fonte]

Região Unidades vendidas
Estados Unidos da América 9 milhões (20 de outubro de 2015)[214]
França 1 milhão (17 de dezembro de 2014)[215]
África do Sul 40,000 (17 de outubro de 2014)[216]
Alemanha 1.6 milhões (5 de maio de 2015)[217][218]
Japão 1.4 milhões (26 de abril de 2015)[219]
Espanha 700,000 (17 de junho de 2015)[220]
Portugal 100,000 (04 de maio de 2015)[221]
Reino Unido 2 milhões (05 de maio de 2015)[222]
Global 40 milhões (22 de maio de 2016)[223]

Depois da E3 2013, com a excepção de quatro retalhistas, a PlayStation 4 ficou em primeiro lugar como a consola de escolha na grande parte das vendas de pré-reserva.[224] Em Agosto de 2013, já tinham sido feitas mais de um milhão de pré-reservas para a PlayStation 4.[225]

A 17 de Novembro de 2013, a Sony anunciou que nas primeiras 24h foram vendidas mais de um milhão de PlayStation 4 na América do Norte.[226] A 3 de Dezembro de 2013, mais de 2.1 milhões de consolas já tinham sido vendidas mundialmente.[227] No Reino Unido, a PlayStation 4 tornou-se na consola que mais vendeu no lançamento, com mais de 250,000 unidades vendidas em 48 horas, gerando mais de £48 milhões,[228][229] e 530,000 nas primeiras cinco semanas,[230] tornando-se a segunda consola que mais rapidamente chegou ao milhão de unidades vendidas, atrás da Wii.[231] Em Maio de 2015 a Sony afirmou que já tinham sido vendidas mais de 2 milhões de unidades no Reino Unido.[232] Na Austrália tornou-se na consola que mais rapidamente vendeu, batendo recordes de pré-reservas de produtos Sony para aquele país.[233] Em Portugal foram vendidas cerca de 21 mil PS4 desde o lançamento a 29 de Novembro até 31 de Dezembro de 2013, tornando-se no "mais bem-sucedido de todos os lançamentos de consolas" naquele território,[234] totalizando mais de 100,000 unidades em Maio de 2015.[221][235]

A 7 de Janeiro de 2014, Andrew House anunciou durante um discurso no Consumer Electronics Show que a PlayStation 4 já tinha vendido mais de 4.2 milhões de unidades antes do fim de 2013,[236] com mais de 9.7 milhões em vendas de software.[237] A 18 de Fevereiro de 2014, a Sony afirmou que a 8 de Fevereiro, já tinham vendido mais de 5.3 milhões de consolas depois do lançamento nos mercados norte-americanos e europeus; a companhia também revelou que a PS4 foi a consola mais vendida durante o mês de Janeiro de 2014 nos Estados Unidos.[238]

A 25 de Fevereiro de 2014 foi revelado pelo site da revista Famitsu, que foram vendidas 322.083 consolas no Japão durante as primeiras 48hrs.[239] A Famitsu também comparou com o lançamento em 2006 da PlayStation 3 naquele território, que tinha vendido 88.443 unidades no mesmo período homólogo.[239] A 6 de Abril de 2014, 7 milhões de unidades já tinham sido vendidas e a 13 de Abril de 2014, as vendas de software para a PS4 já tinham ultrapassado os 20.5 milhões.[240][241][242] Em Julho de 2014 foi dito que a PlayStation 4 era a consola mais vendida nos E.U.A. pelo sexto mês consecutivo.[243] Em Agosto de 2014, durante a conferência de imprensa da Sony na Gamescom, foi afirmado que a consola já tinha ultrapassado a marca das 10 milhões de unidades vendidas,[244] e na data de 31 de Outubro de 2014, já tinham sido vendidas 3,3 milhões de unidades durante o terceiro quarto de 2014, totalizando um total de 13.5 milhões de consolas vendidas.[245] A 6 de Janeiro de 2015, a Sony referiu em comunicado que durante o período de Natal e Ano Novo foram vendidas 4.1 milhões de PS4 perfazendo um total de mais de 18.5 milhões de unidades vendidas mundialmente.[246]

Em Abril de 2015 a Sony revelou que durante o ano fiscal de 2014 (com final a 31 de Março de 2015), foram vendidas 17,9 milhões de consolas domésticas, dos quais 14,8 milhões correspondem à PS4, totalizando mais de 22,3 milhões de consolas vendidas mundialmente.[247]

Em Junho de 2015, a PlayStation 4 tinha em todos os países da Europa uma quota de mercado de pelo menos 70%, com uma frequência superior a 90% na Europa continental.[248]

A 22 de Novembro de 2015 já tinham sido vendidas mais de 30 milhões de unidades, um recorde para uma consola da Sony, dois meses antes da PlayStation 2, que no final do seu ciclo tinha acumulado 155 milhões de unidades vendidas.[249]

Edições de retalho[editar | editar código-fonte]

Foram lançadas algumas versões para retalho pela Sony, muitas vezes com a cobertura da consola decorada sobre uma série (de jogos ou não) em particular ou de algum pais. Inicialmente, algumas estavam apenas disponíveis no Japão.

A consola e o comando DualShock 4 da edição Star Wars.
  • Uma consola vermelha e preta Final Fantasy foi lançada no Japão em Março de 2015. Inclui uma cópia de Final Fantasy Type-0 HD e um código para a demonstração de Final Fantasy XV.[251]
  • Duas consolas especiais Yakuza 0, da série Yakuza, ficaram disponíveis no Japão: a edição Kazuma Kiryu e a edição Goro Majima. Ambas disponíveis em duas cores e com as icônicas tatuagens respectivas em cada uma.[252]
  • Similar as consolas Yakuza, as edições pretas e brancas de God Eater 2: Rage Burst foram vendidas no Japão quando foi lançado o conteúdo adicional referente ao jogo, em Fevereiro de 2015.[253]
  • Uma consola prateada "metallic slime" foi lançada em Fevereiro de 2015 para marcar o lançamento de Dragon Quest Heroes.[254]
  • Em Dezembro de 2014, para marcar o vigésimo aniversário da PlayStation foi lançada uma PS4 com o mesmo sistema de cores da consola original de 1994.[255]
  • Uma edição limitada do jogo Batman: Arkham Knight, foi anunciada em Março de 2015.[256] Tem cores cinzento/prata com a silhueta de Batman na face principal da consola. Estavam incluídos também uma cópia do jogo e uma versão prateada do comando DualShock 4.
  • Anunciada em Agosto de 2015 durante o evento D23 Expo da Disney, a consola PS4 que tem desenhada o personagem Darth Vader e o logótipo da série Star Wars, faz parte de dois pacotes que serão lançados em Novembro de 2015: o ‘Limited Edition Star Wars Battlefront PS4’ e o ‘Limited Edition Disney Infinity 3.0: Star Wars PS4’. Ambos incluem ainda um comando DualShock 4 personalizado com as cores do personagem, entre outros bônus como jogos e figuras colecionáveis inspirados na série.[257]

Em Julho de 2015, a Sony anunciou uma versão revista da PlayStation 4, com menor consumo, mais silenciosa, um design ligeiramente diferente, botões físicos e com um disco rígido com capacidade de 1TB.[258]

Revisões de Hardware[editar | editar código-fonte]

PS4 Slim (esquerda) e PS4 Pro (direita) com o controlador DualShock 4.

Playstation 4 Slim[editar | editar código-fonte]

O PlayStation 4 Slim (simplesmente comercializado como PlayStation 4 ou PS4) foi revelado em 7 de Setembro de 2016. é uma versão "significativamente mais silenciosa" do hardware do PS4 original e com o tamanho reduzido em 40%; o design é arredondado e o sombreamento de dois tons na parte superior do console foi substituído por um acabamento totalmente fosco, as duas portas USB na parte frontal são mais separadas, e a entrada de áudio óptica foi removida. O controle DualShock 4 também vem com uma mudança, com a barra de luz visível através da parte superior do touchpad. O PS4 Slim foi lançado em 15 de setembro de 2016, com 500 GB de memória, além da opção de expandir até 2 TB, e com o mesmo preço da versão fat. O número de linha do modelo é CUH-2000.

PlayStation 4 Pro[editar | editar código-fonte]

O PlayStation 4 Pro ou simplesmente PS4 Pro (anunciado originalmente com o codinome Neo) também foi revelado em 7 de Setembro de 2016. Seu modelo tem o número de linha CUH-7000. É uma versão atualizada do PlayStation 4, com melhor hardware, incluindo uma GPU atualizada com 4,2 teraflops de poder de processamento e maior capacidade de CPU. Ele foi modelado principalmente para rodar jogos na resolução 4K (alguns títulos rodam em 4K nativo e outros alcançam essa definição através de upscaling), além de streaming de vídeos na mesma resolução (não há suporte para o Blu-Ray Ultra HD nessa versão) e melhor integração ao PlayStation VR. Todos os jogos de PS4 e PS4 Pro são compatíveis entre si, a única diferença é que eles rodarão com melhor qualidade gráfica na versão Pro. [259]

Referências

  1. «Sony’s Manufacturing Operations (Japan)» (PDF) (em inglês). Sony.net. Consultado em 12-8-2014. 
  2. Brian Ashcraft (10-10-2013). «Report: College Students Forced To Make the PlayStation 4 [Update]». Kotaku. Consultado em 27-11-2013. 
  3. a b c d e f g h i j k Sid Shuman (30-10-2013). «PS4: The Ultimate FAQ». PlayStation.Blog. Consultado em 22-11-2013. 
  4. a b c Phillips, Tom (9 September 2013). «PlayStation 4 won't launch in Japan until February 2014». Eurogamer Eurogamer Network [S.l.] Arquivado desde o original em 9 September 2013. Consultado em 9 September 2013. 
  5. a b c d e f g h Leandre, Kenn (18-9-2013). «PlayStation 4 Asia Launch Date Announced». IGN Asia. IGN Entertaintment, Inc. Consultado em 18-9-2013. 
  6. Mohammed N Al Khan (29-9-2013). «Games13: Let the video games begin». The National. Consultado em 22-11-2013. 
  7. a b Wong, Philip (12-11-2013). «Sony announces PS4 pricing for Hong Kong and Taiwan». CNET Asia. CBS Interactive. Consultado em 12-11-2013. 
  8. a b Hinkle, David (20-12-2013). «Sony bringing the PS4 to India on January 6». joystiq.com. Consultado em 20-12-2013. 
  9. a b Leandre, Kenn (13-12-2013). «Philippines, Thailand joins the SEA PS4 Party». IGN Asia. IGN Entertaintment. Consultado em 13-12-2013. 
  10. a b c Eddie Makuch (10-3-2015). «Following Xbox One, PS4 Finally Comes to China Next Week». GameSpot. Consultado em 10-3-2015. 
  11. a b c 2014-05-26, Sony to sell PlayStation 4 console in China, CNET
  12. Anderson Gracias (17-10-2013). «Sony Brasil,Anúncio oficial do preço do PS4 no Brasil». PlayStation.Blog. Consultado em 22-11-2013. 
  13. a b c «Sony's PlayStation 4 Is Running Modified FreeBSD 9». Phoronix. 2013-06-23. 
  14. a b «PlayStation 4 has a secondary processor with 256 MB dedicated RAM». PS4 Daily. 16-11-2013. Consultado em 5-2-2014. 
  15. a b «PlayStation 4 iFixit Teardown». Consultado em 17-1-2014. 
  16. a b Dutton, Fred (22-6-2015). «New 1TB PS4 Ultimate Player Edition launches next month». PlayStation.Blog. Consultado em 22-6-2015. 
  17. a b Aaron Souppouris (25-11-2013). «How much faster is a PlayStation 4 with an SSD?». The Verge. Consultado em 24-2-2014. 
  18. a b Jake Muncy (19-11-2015). «“PlayStation 2 Emulation Coming to PS4, Sony Confirms”». Wired. Consultado em 20-11-2015. 
  19. a b «PlayStation 4 will stream PS1, PS2, PS3 games». 
  20. Nelva, Giuseppe (17-3-2014). «New PS4 Commercial Calls it “The World’s Most Powerful Console,” Boasts Exclusive Games and Content». dualshockers.com. Consultado em 3-11-2014. 
  21. Long, Neil (13-9-2013). «Power struggle: the real differences between PS4 and Xbox One performance». Edge. Consultado em 2-9-2014. 
  22. Andrew (20-2-2013). «PlayStation 4 Revealed». IGN. Consultado em 21-2-2013. 
  23. a b «PlayStation 3 sells out at launch». BBC. 11-11-2006. Consultado em 21-2-2013. 
  24. Minkley, Johnny (23-11-2012). «Sony: it would be "undesirable" for PS4 to launch significantly later than the competition». Eurogamer. Consultado em 21-2-2013. 
  25. Garratt, Patrick (2-1-2012). «PS4: new kits shipping now, AMD A10 used as base». VG247.com. Consultado em 21-2-2013. 
  26. Arthur, Charles (1-2-2012). «PlayStation 4 rumours fly as Sony invitations hint at release». The Guardian. Consultado em 21-2-2013. 
  27. a b (c)Sony Computer Entertainment Inc. (20-2-2013). «Videogame industry's brightest minds convene in New York as part of Sony Computer Entertainment's introduction of PlayStation 4». Sony Computer Entertainment. Consultado em 21-2-2013. 
  28. Bishop, Bryan (20-2-2013). «Sony announces the PlayStation 4». The Verge. Consultado em 20-2-2013. 
  29. Rivington, James (20-2-2013). «The PlayStation 4 has been officially revealed in New York!». TechRadar. Consultado em 21-2-2013. 
  30. Bryan Bishop (20-2-2013). «Sony announces the PlayStation 4». The Verge. Consultado em 20-2-2013. 
  31. Ben Gilbert (20-2-2013). «Sony unveils its next game console, the PlayStation 4». Engadget. Consultado em 20-2-2013. 
  32. «Playstation 4 - Produtores elogiam a nova consola da Sony». Eurogamer. 21-2-2013. Consultado em 21-2-2013. 
  33. «PS4′s first glimpse – console reveal due June 11th 1am GMT at E3». Official PlayStation Magazine. 20-5-2013. Consultado em 27-5-2013. 
  34. a b c d Sony Computer Entertainment Inc. (21-2-2013). «SONY COMPUTER ENTERTAINMENT INC. INTRODUCES PLAYSTATION®4 (PS4™)». Consultado em 25-2- 2013. 
  35. a b c O'Brien, Terrence (20-8-2013). «PlayStation 4 hitting shelves on November 15th in the US for $399, November 29th in Europe». Engadget. AOL. Arquivado desde o original em 20-8-2013. Consultado em 20-8-2013. 
  36. 2014-05-27, Sony Confirms PS4 is Heading to China, IGN
  37. «Sony's Playstation to make China debut». The Telegraph. 26-5-2014. Consultado em 12-12-2014. 
  38. Sony Ecuador (19-9-2013). «El PS4 estará disponible en Ecuador el 29 de noviembre». playstation.com. Consultado em 15-7-2014. 
  39. Dutton, Fred (13-12-2013). «PS4 available in 48 countries from today». playstation.com. Consultado em 15-7-2014. 
  40. Miller, Ewan (7-11-2013). «PlayStation 4 set to launch December 17 in Korea, priced at ₩498,000». VG247. Arquivado desde o original em 10-12-2013. Consultado em 5-12-2013. 
  41. Sony Computer Entertainment Asia (5-12-2013). «PlayStation®4 (PS4™) to be Launched in Indonesia on January 9th, 2014 Preorder Campaign will Start on 5 December!». PlayStation Asia. Sony Computer Entertainment Asia. Arquivado desde o original em 11-12-2013. Consultado em 5-12-2013. 
  42. a b Wesley Yin-Poole (22-2-2013). «PS4: PC-like architecture, 8GB RAM delight developers». Eurogamer. Consultado em 25-2-2013. 
  43. «Five analysts, one consensus: PlayStation 4 impressed». 22-2-2013. Consultado em 25-2-2013. 
  44. a b http://www.computerandvideogames.com/392971/sony-promises-indie-friendly-ps4-publishing-model/
  45. a b c Gilbert, Ben (21-2-2013). «The DualShock 4 is 'near final' hardware, Remote Play is more than an afterthought, and other notes from Shuhei Yoshida». Engadget. AOL. Arquivado desde o original em 22-2-2013. Consultado em 25-2-2013. 
  46. a b c d e f g Richard Leadbetter (22-2-2013). «Análise às especificações : PlayStation 4». Digital Foundry. Eurogamer. Consultado em 22-2-2013. 
  47. Taylor, John (21-2-2013). «AMD and The Sony PS4. Allow Me To Elaborate.». AMD. Arquivado desde o original em 26-5-2013. Consultado em 25-2-2013. 
  48. «SAMD and The Sony PS4. Allow Me To Elaborate.». http://blogs.amd.com. 21-2-2013. Consultado em 21-2-2013.  Ligação externa em |publicado= (Ajuda)
  49. Anand Lal Shimpi (23-5-2013). «AMD’s Jaguar Architecture: The CPU Powering Xbox One, PlayStation 4, Kabini & Temash». AnandTech. Consultado em 27-11-2013. 
  50. a b Matthew Humphries (22-8-2013). «Underappreciated fact: PS4 is the world’s most powerful games console». Geek.com. Consultado em 10-3-2014. 
  51. Shaun Prescott (30-10-2013). «PlayStation 4 CPU 'up to 10 times faster than PS3', Sony claims». Computer and Video Games. Consultado em 27-11-2013. 
  52. a b Peter Brown (27-11-2013). «PlayStation 4 Review». GameSpot. Consultado em 29-11-2013. 
  53. a b c d e f g h i j k l m n o (c)Sony Computer Entertainment Inc. (31-12-2012). «Sony Computer Entertainment Announces Its Next Generation Portable Entertainment System». Scei.co.jp. Consultado em 21-2-2013. 
  54. Femmel, Kevin. «Sony reveals the PS4: New controller, 8GB RAM, doesn’t play PS3 discs and more». Gimme Gimme Games. Consultado em 21-2-2013. 
  55. Sinha, Ravi (16-7-2013). «PlayStation 4 FCC Filing Reveals 2.75 GHz Max Clock Speed Frequency». GamingBolt. Arquivado desde o original em 26-8-2013. Consultado em 12-9-2013. 
  56. Santos, Alexis (22-7-2013). «Sony PlayStation 4 waltzes past the FCC». Engadget. AOL. Arquivado desde o original em 25-7-2013. Consultado em 11-9-2013. 
  57. Femmel, Kevin (February 20, 2013). «Sony reveals the PS4: New controller, 8GB RAM, doesn’t play PS3 discs and more». Gimme Gimme Games. Arquivado desde o original em March 16, 2013. Consultado em February 21, 2013. 
  58. a b c d DF: Hardware Spec Analysis PlayStation 4
  59. «PS4 allows playing games as they're downloading». 20-2-2013. Consultado em 24-2-2013. 
  60. «Articles Register Sony reveals developer-centric PlayStation 4». 20-2-2013. Consultado em 24-2-2013. 
  61. a b «Sony PlayStation 4 games can be played while they are downloading». 20-2-2013. Consultado em 24-2- 2013.  Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "TheVergePlaystation4" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  62. a b «Inside the PlayStation 4 With Mark Cerny». Consultado em 8-6-2013. 
  63. «Is Blu-ray really a good medium for games?». Ars Technica. 17-1-2007. Consultado em 25-2-2013. 
  64. Parfitt , Ben (3-12- 2008). «PS3 will support 400GB Blu-ray discs». MCV. Intent Media. Arquivado desde o original em 6-9-2013. Consultado em 14-9-2013. 
  65. JC Fletcher (21-2-2013). «PS4 will output video in 4K, but not games». Joystiq. Consultado em 21-2-2013. 
  66. a b Alexa Ray Corriea (21-2-2013). «PS4 will support 4K for 'personal contents' like photos, but not games». Polygon. Consultado em 21-2-2013. 
  67. by Xav de Matos on Feb 20th 2013 9:57PM (21-2-2013). «Sony further details PlayStation 4 hardware specs». Joystiq. Consultado em 21-2-2013. 
  68. «Sony's PlayStation 4 Eye is a $59 add-on, PS4 packs an upgradable 500GB HDD inside». engadget.com. 2013-06-10. Consultado em 2013-06-10. 
  69. a b c d e f g h i j k l m n o p q (c)Sony Computer Entertainment Inc. «NEW SLIMMER AND LIGHTER PLAYSTATION®3 TO HIT WORLDWIDE MARKET THIS SEPTEMBER | PRESS RELEASES». Scei.co.jp. Consultado em 21-2-2013.  Texto " Sony Computer Entertainment Inc. " ignorado (Ajuda)
  70. Grant Brunner (2013-06-18). «Sony issues correction: PS4 will not support analog output [Updated]». ExtremeTech. Consultado em 2013-06-20. 
  71. Spencer (20-2-2013). «Jump Back Into A Game With PlayStation 4's Suspend Mode, No Save Point Necessary». Siliconera. Arquivado desde o original em 16-6-2013. Consultado em 13-9-2013. 
  72. a b c Blair Inglis (12/07/2013). «20 Things You (Maybe) Didn’t Know About the PS4». The SixThaxis. Consultado em 12/07/2013. 
  73. Scott McCarthy (11-3-2015). «PS4 Update 2.50 “Yukimura” Preview: Suspend/Resume and More». PlayStation.Blog. Consultado em 12-3-2015. 
  74. Jorge Loureiro (5-11-2014). «Nova atualização para a PS4 já disponível». Eurogamer. Consultado em 5-11-2014. 
  75. Larabel, Michael (23-6-2013). «Sony's PlayStation 4 Is Running Modified FreeBSD 9». Phoronix. Arquivado desde o original em 24-6-2013. Consultado em 14-9-2013. 
  76. a b «Open Source Software used in PlayStation®4». Scei.co.jp. Consultado em 20-11-2013. 
  77. Richard Leadbetter (19-7-2013). «How The Crew was ported to PlayStation 4». Eurogamer. Consultado em 14-1-2014. 
  78. Richard Leadbetter (28-3-2013). «Inside PlayStation 4». Eurogamer. Consultado em 9-1-2014. 
  79. Richard Stenson. «PlayStation® Shader Language for PlayStation®4» (PDF). GDC Europe 2013. Consultado em 26-5-2014. 
  80. Michael Larabel (25-12-2013). «The PlayStation 4 Does Use The FreeBSD Kernel, Mono». phoronix.com. Consultado em 26-5-2014. 
  81. Michael Larabel (24-12-2013). «Why Sony Is Using LLVM/Clang On The PlayStation 4». phoronix.com. Consultado em 26-5-2014. 
  82. a b «PLAYSTATION®4 (PS4™) DESIGN AND PRICE UNVEILED» (PDF). Consultado em 2013-06-11. 
  83. a b c d e f «Finer details about PlayStation 4's DualShock 4 controller, Eye camera». CNET. 21-2-2013. Consultado em 21-2-2013. 
  84. «Yoshida: DualShock 3 won't work with PS4». Joystiq. Consultado em 21-2-2013. 
  85. a b c d McWhertor, Michael (31-1-2013). «PS4 touch-sensitive DualShock 4 controller revealed (update: features, scale detailed)». Polygon. Consultado em 21-2-2013. 
  86. «PlayStation 4 Controller is PC-Compatible 'for Basic Functions'». Kotaku. Kotaku. Consultado em 6-10-2013. 
  87. «Sony descreve funções da barra de luz do DualShock 4». Meio Bit. 6-5-2013. Consultado em 9-7-2013. 
  88. David Hinkle (8-7-2013). «DualShock 4 light bar can't be switched off, says Yoshida». Joystiq. Consultado em 8-7-2013. 
  89. «Sony finally dims DualShock 4 light bar in new 1.70 update». Metro.co.uk. 30-4-2014. Consultado em 5-5-2014. 
  90. Matulef, Jeffrey (8-5-2014). «The DualShock 4's light bar was developed for Project Morpheus». Eurogamer. Gamer Network. Consultado em 8-5-2014. 
  91. Gilbert, Ben (20-2- 2013). «The PlayStation 4 supports the PlayStation Move controller». Engadget. Consultado em 21-2-2013. 
  92. a b Kyle MacGregor (21-2-2013). «PlayStation 4 Eye: Applications of PS4's twin cameras». Destructoid. Consultado em 21-2-2013. 
  93. Chris Scullion (21-2-2013). «Eye spy: Has Sony found its answer to Kinect?». CVG UK. Consultado em 21-2-2013. 
  94. Sean Buckley (20-2-2013). «PS4 Eye promises to unlock your PlayStation at a glance, tips hat to Kinect». Engadget. Consultado em 21-2-2013. 
  95. Conditt, Jessica (20-2-2013). «PS4 Eye has two cameras: One to watch you, one to make you pretty». Joystiq. Consultado em 21-2-2013. 
  96. Eddie Makuch (31-8-2013). «Playstation 4 supports voice recognition». GameSpot. Consultado em 2-9-2013. 
  97. Tom Phillips (21-2-2013). «Sony announces PlayStation 4, shows DualShock controller». EuroGamer. Consultado em 24-2-2013. 
  98. Clark, Matt (19-3-2014). «GDC: Sony Reveals Project Morpheus PlayStation 4 VR Headset». IGN. Consultado em 19-3-2014. 
  99. Tamoor Hussain (15-9-2015). «“PlayStation VR is Sony's Official Name For Project Morpheus”». GameSpot. Consultado em 15-9-2015. 
  100. Eddie Makuch (15-3-2016). «PlayStation VR Price and Release Window Announced». GameSpot. Consultado em 16-3-2016. 
  101. «Michael Denny on PS4's philosophy». Official PlayStation Magazine. 20-3-2013. Consultado em 1-6-2013. 
  102. Eddie Makuch (10-6-2013). «Sony Pictures bringing original programming to PS4». GameSpot. Consultado em 12-7-2013. 
  103. a b Mike Jackson (20-2-2013). «Gaikai tech brings spectating, instant demos, more to PS4». Computer and Video Games. Consultado em 20-2-2013. 
  104. «PlayStation Plus com melhorias aquando do lançamento da PS4». Diário Digital. Consultado em 15-6-2013. 
  105. Galvão, Bruno. «PlayStation 4 precisa do Plus para jogos online?». Eurogamer. Consultado em 15-6-2013. 
  106. «E3 2013: Sony’s Shuhei Yoshida Shares Relevant Details on PlayStation Plus Requirement for Multiplayer on PS4». DualShockers. 2013-06-12. Consultado em 2013-06-12. 
  107. «Further clarification on Sony's DRM policies: No more online pass». Gamasutra. 2013-06-11. Consultado em 2013-06-12. 
  108. a b c Tom Bramwell. «The big interview: Sony's Shuhei Yoshida on PS4». Eurogamer. Consultado em 25-2-2013. 
  109. a b c Laura June (21-2-2013). «Sony completely revamps its user interface for the PlayStation 4». The Verge. Consultado em 21-2-2013. 
  110. a b c Jorge Loureiro (28-2-2013). «Imagens da interface da PlayStation 4». Eurogamer. Consultado em 28-2-2013. 
  111. Niraj Shah (22-2-2013). «PlayStation 4 will support trophies». XTREME PS3. Consultado em 22-2-2013. 
  112. «Netflix, Amazon Instant, More Coming to PlayStation 4». IGN. Consultado em 28-2-2013.  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (Ajuda)
  113. "13 Digital Entertainment Apps on PS4 at Launch". PlayStation.com. 2013-11-07.
  114. "Sony details 11 PS4 entertainment apps available at launch, includes the ones you want". Engadget.com.
  115. "Sony names apps available for US PS4 launch". MCV The Market For Computer & Video Games. 2013-11-08.
  116. Reilly, Luke (12-11-2014). «SONY ANNOUNCES VUE, A CLOUD-BASED TV SERVICE». IGN. Consultado em 13-11-2014. 
  117. Luís Alves (26-11-2013). «Vejam como funciona os comandos por voz na PS4». Eurogamer. Consultado em 27-11-2013. 
  118. Kyle Orland (31-10-2013). «17 things we learned from Sony’s massive PS4 FAQ». Ars Technica. Consultado em 27-11-2013. 
  119. Mike Jackson (12-11-2013). «Post-launch PS4 update to add MP3, DLNA support». Computer and Video Games. Consultado em 20-11-2013. 
  120. HTML5 TEst. «how well does your browser support html5?». Consultado em 14-7-2014. 
  121. «ps4 doesnt require an always on internet connection». Joystiq. Consultado em 25-2-2013. 
  122. a b Jon Fingas. «PlayStation 4 supports remote play on PlayStation Vita». Engadget. Consultado em 20-2-2013. 
  123. Richard Leadbetter (29-5-2013). «Programador PS4: Sony obriga Remote Play Vita para todos os jogos». Eurogamer. Consultado em 30-5-2013. 
  124. Jorge Loureiro (27-11-2015). «“PS4 com Remote Play no PC / Mac”». Eurogamer. Consultado em 27-11-2015. 
  125. Dale North (19-9-2013). «Giving the PS Vita TV the full rundown». Destructoid. Consultado em 20-9-2013. 
  126. Jorge Loureiro (9-9-2013). «Anunciada a PS Vita TV». Eurogamer. Consultado em 20-9-2013. 
  127. Sam Byford (18-9-2013). «PS Vita TV and new PS Vita hands-on: is there life in Sony's portable system?». The Verge. Consultado em 20-9-2013. 
  128. Ben Gilbert (18-9-2013). «Hands-on with the PlayStation Vita TV, Sony's $100 microconsole (update: video!)». Engadget. Consultado em 20-9-2013. 
  129. «PS4 to have social apps geared toward second-screen experiences | TUAW - The Unofficial Apple Weblog». TUAW. Consultado em 20-2-2013. 
  130. Jeff Blagdon (21-2-2013). «Sony's 'PlayStation App' for iOS and Android adds second screen to PS4». The Verge. Consultado em 24-2-2013. 
  131. a b Jorge Loureiro (29-10-2013). «Aplicação da PlayStation estará disponível na Europa a 22 de novembro». Eurogamer. Consultado em 31-10-2013. 
  132. John Gaudiosi (3-3-2013). «Ustream CEO Brad Hunstable Talks PS4, ESports And How Live Streaming Is Changing Everything». Forbes. Consultado em 4-6-2013. 
  133. «Sony announces PlayStation 4, DualShock 4 controller». CBS News. 20-2-2013. Consultado em 22-2-2013. 
  134. «Atualização 3.0 do PlayStation 4 chega amanhã, confira as novidades | SuperGamePlay». Consultado em 2015-09-29. 
  135. Robert Cram (19-6-2013). «PS$ share to YouTube confirmation». CramGaming. Consultado em 2-7-2013. 
  136. Karmali, Luke (10-12-2013). «PS4 Responsible For 10 Percent of All Twitch Streaming». IGN. Arquivado desde o original em 10-12-2013. Consultado em 10-12- 2013. 
  137. Scott McCarthy (12-8-2014). «Upcoming PS4 System Update to v2.00 to Add Share Play, YouTube and More to Come». PlayStation.Blog. Consultado em 14-8-2014. 
  138. «Twitch Confirmed for PlayStation 4». Twitch. 20-8-2013. Consultado em 14-9-2013. 
  139. Niconico Live Streaming Support Available on PS4 shoryuken.com, 16-4-2004.
  140. «Atualização 3.0 do PlayStation 4 chega amanhã, confira as novidades | SuperGamePlay». Consultado em 2015-09-29. 
  141. Martin Robinson (28-10-2014). «What's new in PlayStation 4's firmware update 2.0?». Eurogamer. Consultado em 28-10-2014. 
  142. «PS4's Upcoming Game Sharing Feature Limits You to 60 Minutes Per Session». GameSpot. CBS Interactive. Consultado em 3-9-2014. 
  143. «Gamescom 2014: PS4 System Update 2.0 Introduces Share Play and YouTube Sharing». GameSpot. CBS Interactive. Consultado em 3-9-2014. 
  144. «Killzone Shadow Fall sales top 2.1 million». Joystiq. 2014-01-29. Consultado em 2014-01-29. 
  145. Eddie Makuch (31-7-2015). «PS4's Driveclub Sells 2 Million». GameSpot. Consultado em 18-8-2015. 
  146. Masaaki Yamagiwa (15-9-2015). «“Bloodborne expansion The Old Hunters launches on 24th November”». PlayStation.Blog. Consultado em 15-9-2015. 
  147. Bruno Galvão (15-9-2015). «“Expansão de Bloodborne anunciada para finais de Novembro”». Eurogamer. Consultado em 15-9-2015. 
  148. «Infamous Second Son sales tops 1 million in 9 days». IGN. 2014-04-09. Consultado em 2014-04-13. 
  149. Dunning, Jason (1-9-2014). «The Last of Us Remastered Crosses One Million Sold Worldwide». PlayStation LifeStyle. CraveOnline. Arquivado desde o original em 20-3-2015. Consultado em 13-2-2015. 
  150. «Tretton: PS4 game prices range from $.99 to $60». 22-2-2013. Consultado em 25-2-2013. 
  151. a b «News: Sony: every PS4 title will be available as digital download». ComputerAndVideoGames.com. Consultado em 25-2-2013. 
  152. «Blu-Ray continua “principal veículo de distribuição”». GameOver. 25-2-2013. Consultado em 25-2-2013. 
  153. «The PS4 won't be region-locked». Engadget. 2013-06-11. Consultado em 2013-06-11. 
  154. «Further clarification on Sony's DRM policies: No more online pass». Gamasutra. Consultado em 4-12-2013. 
  155. «Sony: No restrictions on preowned PlayStation 4 games». Gamasutra. Consultado em 8-12-2013. 
  156. Bramwell, Tom (21-2-2013). «Sony tells Eurogamer: PlayStation 4 will not block used games». Eurogamer. Eurogamer Network. Arquivado desde o original em 2-3-2013. Consultado em 25-2-2013. 
  157. Kubba, Sinan. «Sony: PS4 can play used games». Joystiq. AOL. Arquivado desde o original em 30-5-2013. Consultado em 21-2-2013. 
  158. «E3 2013: PlayStation 4 Supports Used Games, Doesn't Require Online Connection». IGN. 11-6-2013. Consultado em 11-6-2013. 
  159. «Sony tells Eurogamer: PlayStation 4 will not block used games • News • PlayStation 4 •». Eurogamer. 22-1-2013. Consultado em 22-1-2013. 
  160. «Sony: PS4 can play used games». Joystiq. 22-1-2013. Consultado em 22-1-2013. 
  161. «Sony will allow indie devs to publish their own games on PlayStation 4». Venture Beat. 2013-06-10. Consultado em 2013-06-13. 
  162. a b Dan Chiappini (11-7-2013). «'Every developer is a publisher' on PlayStation 4 - Sony». GameSpot. Consultado em 12-7-2013. 
  163. «Sony reveals its powerhouse of indie games on PlayStation 4». Venture Beat. 2013-06-10. Consultado em 2013-06-10. 
  164. Bruno Galvão. «Sony: Todos estúdios internos a trabalhar na PS4». Eurogamer. Consultado em 27-2-2013. 
  165. Fletcher, JC (20-2-2013). «PS4 will have support from 'every' major third party». Joystiq. Consultado em 27-2-2013. 
  166. «The PS3's Biggest Complaint Breeds The PS4's Strengths». gamerxchange.net. 2013-05-30. Consultado em 2013-05-30. 
  167. Bruno Galvão (10 Julho 2013). «PS4: Jogos digitais podem ser jogados em qualquer consola». Eurogamer. Consultado em 10 Julho 2013. 
  168. «PS4's PlayGo system explained». vg247.com. 24-4-2013. Consultado em 1-6-2013. 
  169. a b «PlayStation 4 Not Backwards Compatible With Retail or Digital Games». IGN. 21-2-2013. Consultado em 25-2-2013. 
  170. a b «PlayStation 4 will not have native PS3 backwards compatibility». Engadget. AOL Inc. 20-2-2013. Consultado em 25-2-2013. 
  171. a b c «Yoshida: PSN games won't run natively on PS4, no emulation or cloud support yet [update]». Joystiq. AOL Inc. 21-2-2013. Consultado em 25-2-2013. 
  172. «PS4′s Gaikai game streaming service to launch in 2014, Microsoft mum on retaliation». ExtremeTech. Consultado em 8-12-2013. 
  173. Spencer (20-2-2013). «PlayStation 4 Won’t Play PlayStation 3 Games, Coming This Holiday». Siliconera. Consultado em 20-2-2013. 
  174. Orland, Kyle (3-12-2013). «Report: Gaikai streaming coming to PS4 in third quarter of 2014». Ars Technica. Condé Nast Publications. Arquivado desde o original em 3-12-2013. Consultado em 8-12-2013. 
  175. a b «Sony announces PlayStation Now, its cloud gaming service for TVs, consoles, and phones». The Verge. Consultado em 8-1-2014. 
  176. Jorge Loureiro (8 Janeiro 2014). «PlayStation Now precisa de ligação à Internet de 5 Mb/s». Eurogamer. Consultado em 9 Janeiro 2014. 
  177. «PlayStation Now Streaming Game Service Coming this Summer». 2014-01-07. Consultado em 2014-01-07. 
  178. Eddie Makuch (31-7-2014). «PlayStation Now Public Beta Starts Today on PS4 With 100+ Games; Check Out This Walkthrough Video». GameSpot. Consultado em 13-10-2014. 
  179. Alexander Sliwinski. «PlayStation Now offers subscription service, available January 13». Joystiq. Consultado em 26-1-2015. 
  180. a b c d Eddie Makuch (30-10-2013). «PS4 launching with 22 games». GameSpot. Consultado em 31-10-2013. 
  181. «Killzone: Shadow Fall confirmed as PS4 launch game». 21-2-2013. Consultado em 25-2-2013. 
  182. Jordan Mallory (5-6-2013). «Basement Crawl is a PS4 launch title from Bloober Team». Joystiq. Consultado em 5-6-2013. 
  183. Ryan Whitwam (14-6-2013). «The PS4 launch titles we know about so far». Geek.com. Consultado em 2-7-2013. 
  184. Keshav (21-6-2013). «Call of Duty: Ghosts will be a launch title for Xbox One and PS4». charlieintel. Consultado em 3-7-2013. 
  185. Jason Dunning (21-6-2013). «Call of Duty: Ghosts is a PS4/Xbox One Launch Title, Check out the Gameplay Demo on Jimmy Fallon». PlayStationLifeStyle.net. Consultado em 3-7-2013. 
  186. a b Eddie Makuch (20-8-2013). «PS4 launch window titles revealed». GameSpot. Consultado em 22-8-2013. 
  187. Jonathan Toyad. «Warframe coming to PS4». GameSpot. Consultado em 5-6-2013. 
  188. Eddie Makuch (19-6-2013). «Assassin's Creed IV a launch title for Xbox One and PS4». GameSpot. Consultado em 2-7-2013. 
  189. a b Robinson, Andy (2-4- 2013). «Interview: 'We're more Epic than we've ever been' - Mark Rein on Unreal Engine 4, Fortnite and being next-gen ready». CVG. Consultado em 19-11-2013. 
  190. David Lynch. PS4: 'Sony Made Wise Choices' - Carmack nowgamer.com, 21 de Fevereiro de 2013.
  191. Wesley Yin-Poole. PC-like architecture, 8GB RAM delight developers, Eurogamer, 22 de Fevereiro de 2013.
  192. (20-5-2013) "Top Developers React To PlayStation 4"
  193. «E3 2013: Sony's Knock-Out Blow - A review of Sony's opening salvo at the end of E3's first day.». IGN. 11-6-2013. Consultado em 11-6-2013. 
  194. Lowe, Scott (11-6-2013). «E3 2013: PlayStation 4 Hard Drive is Removable, Upgradable». IGN. Consultado em 11-6-2013. 
  195. «PlayStation 4 is the gamer's choice for next-gen». GameSpot. 11-6-2013. Consultado em 11-6-2013. 
  196. «Sony's Triumphant Night». GameSpot. 11-6-2013. Consultado em 11-6-2013. 
  197. Moriarty, Colin (17-10-2013). «In Brazil, PlayStation 4 will cost over $1,800». IGN. Consultado em 22-10- 2013. 
  198. Sarkar, Samit (17-10-2013). «PlayStation 4 to cost more than 1,800 USD in Brazil». polygon.com. Consultado em 22-10- 2013. 
  199. Makuch, Eddie (17-10-2013). «PS4 costs $1,850 in Brazil». GameSpot. Consultado em 22-10- 2013. 
  200. Stanley, Mark (21-10-2013). «GAMERS BRASILEIROS, NÓS OUVIMOS VOCÊS». blog.br.playstation.com. Consultado em 22-10-2013. 
  201. Vinha, Felipe (14-09-2015). «Saiba o que muda após a fabricação do PlayStation 4 no Brasil». www.techtudo.com.br. Consultado em 24-06-2016. 
  202. «PS4 Review - IGN». 13-11-2013. Consultado em 3-2-2014. 
  203. «Xbox One vs PS4 - IGN Versus - IGN». 16-1- 2014. Consultado em 3-2-2014. 
  204. «Sony PlayStation 4 review by The Gadget Show». 27-11-2013. Consultado em 3-2-2014. 
  205. Peter Brown (27-11-2013). «PlayStation 4 review». GameSpot. Consultado em 6-2-2014. 
  206. «PlayStation 4 review». Polygon. Consultado em 7-2-2014. 
  207. Ben Gilbert. «PlayStation 4 review: fast, powerful, worth it». Engadegt. Consultado em 7-2-2014. 
  208. Kyle Orland (15-11-2013). «PlayStation 4 hardware review: Off to a mixed start». Ars Technica. Consultado em 7-2-2014. 
  209. «Sony PlayStation 4 review: Welcome to the next generation». The Verge. 15-11-2013. Consultado em 7-2-2014. 
  210. James Rivington (24-4-2014). «PlayStation 4 is a fantastic console that'll improve with age». TechRadar. Consultado em 9-5-2014. 
  211. Ryan Fleming (13-11-2013). «SONY PLAYSTATION 4 REVIEW». Digital Trends. Consultado em 12-5-2014. 
  212. Hamilton, Kirk (3-12-2013). «Why It Matters That PS4 Games Are Higher-Resolution Than Xbox One». Kotaku. Consultado em 10-2-2015. 
  213. Tassi, Paul (10-10-2014). «Resolution Round-Up: Which Games Will Hit Or Miss 1080p On PS4 And Xbox One?». Forbes. Consultado em 10-2-2015. 
  214. «September 2015 NPD Report: PlayStation 4 hits nine million units in the US». ZhugeEX Blog. 
  215. Christopher Dring (December 18, 2014). «PS4 smashes 1m sales barrier in France». MCVUK [S.l.: s.n.] Consultado em December 30, 2014. 
  216. «PlayStation at OVER 9000 in South Africa». mygaming.co.za. 
  217. Jonas Mäki (16-12-2014). «PS4 holds massive lead vs Xbox One in Germany». Gamereactor. Consultado em 30-12-2014. 
  218. «Sony zieht mit der PS4 in Deutschland der Xbox One von Microsoft davon». boerse-online.de. 
  219. «Xbox One slowly narrows its quarterly sales deficit against the PS4 [Updated]». Ars Technica. 
  220. PS4 Sony has sold 700,000 and 600,000 PS Vita in Spain , elotrolado.net, 17-6-2015.
  221. a b Pedro Martins (4-5-2015). «“Já foram vendidas mais de 100 mil PS4 em Portugal”». Videogamer. Consultado em 6-5-2015. 
  222. «PS4 reaches 2m sales in the UK». MCVUK. 5-5-2015. Consultado em 5-5-2015. 
  223. Sony Interactive Entertainment (26-5-2016). «PLAYSTATION®4 SALES SURPASS 40 MILLION UNITS WORLDWIDE». Sony Interactive Entertainment (SIE). Consultado em 8-9-2016. 
  224. William Usher (16-6-2013). «PS4 Pre-Orders Tops The List For Major Online Retailers Over Xbox One». Cinema Blend. Consultado em 19-6-2013. 
  225. James Orry (21-8-2013). «PS4's one million plus pre-orders are "way over" that of PS2 and PS3». Videogamer. Consultado em 13-9-2013. 
  226. Jorge Soares (17-11-2013). «Sony vende 1 milhão de PS4». Eurogamer. Consultado em 18-11-2013. 
  227. Jorge Loureiro (3-12-2013). «PS4: Sony vendeu 2.1 milhões mundialmente». Eurogamer. Consultado em 9-12-2013. 
  228. «PS4 is fastest-selling console in UK history – sells 100,000 more than Xbox One». Metro.co.uk. 2-12-2013. Consultado em 9-12-2013. 
  229. Jorge Loureiro (2-12-2013). «PS4 já vendeu 250 mil unidades no Reino Unido». Eurogamer. Consultado em 9-12-2013. 
  230. «PS4 outsold Xbox One by 166,000 consoles in UK last year». 1-1-2014. Consultado em 1-1-2014. 
  231. Rob Crossley (8-9-2014). «PS4 Is Second-Fastest Selling Console Ever in UK». GameSpot. Consultado em 9-9-2014. 
  232. Christopher Dring (5-5-2015). «PS4 reaches 2m sales in the UK». MCV. Consultado em 5-5-2015. 
  233. Pitcher, Jenna (5-11-2014). «PLAYSTATION 4 IS THE FASTEST SELLING CONSOLE IN AUSTRALIA». IGN. Consultado em 6-11-2014. 
  234. Jorge Loureiro (16-1-2014). «“PS4 vendeu 21 mil unidades em Portugal”». Eurogamer. Consultado em 17-1-2014. 
  235. Sérgio Meireles (5-5-2015). «“100 Mil ‘gamers’ em Portugal já compraram a PlayStation 4. Agora há promoção…”». PTJornal. Consultado em 6-5-2015. 
  236. RICHARD LAWLER (7-1-2014). «PlayStation 4 sales hit 4.2 million as of December 28th». Engadget. Consultado em 7-1-2014. 
  237. Colin Moriarty (7-1-2014). «9.7 Million PlayStation 4 Games Sold (So Far)». IGN. Consultado em 13-1-2014. 
  238. Natasha Lomas (18-2-2014). «Sony Beats Its PS4 Sales Target, With 5.3M Consoles Sold In 3-Months». TechCrunch. AOL Inc. Consultado em 19-2-2014. 
  239. a b «プレイステーション4が発売2日間で32万2083台を販売» (em japonês). Famitsu. 25-2-2014. Consultado em 25-2-2014. 
  240. Romano, Sal (16-4-2014). «PlayStation 4 sales top 7 million worldwide». gematsu.com. Consultado em 27-4-2014. 
  241. Bruno Galvão (22-5-2014). «PlayStation 4 já dá lucro à Sony». Eurogamer. Consultado em 26-5-2014. 
  242. Matt, Brian (23-5-2014). «Sony's PlayStation 4 is already profitable and on course to beat the PS2's success». Engadget. Consultado em 26-5-2014. 
  243. Moriarty, Colin (17-7-2014). «PlayStation 4, Watch Dogs Top June Sales Charts». IGN. Consultado em 24-7-2014. 
  244. Eddie Makuch (12-8-2014). «PlayStation 4 Sells 10 Million Units, Sony Reveals at Gamescom». GameSpot. Consultado em 14-8-2014. 
  245. Aníbal Gonçalves (31-10-2014). «PLAYSTATION 4 ATINGE NOVA META NAS VENDAS». IGN Portugal. Consultado em 3-11-2014. 
  246. Sal Romano. «PlayStation 4 sales top 18.5 million worldwide». Gematsu. Consultado em 10-3-2015. 
  247. Luís Alves (30-4-2015). «Sony vendeu quase 15 milhões de consolas PS4 no ano fiscal de 2014». Eurogamer. Consultado em 30-4-2015. 
  248. Luís Alves (30-6-2015). «PlayStation 4 domina o mercado de consolas na Europa». Eurogamer. Consultado em 30-6-2015. 
  249. Jorge Loureiro (25-11-2015). «“PS4 com mais de 30 milhões de unidades vendidas”». Eurogamer. Consultado em 25-11-2015. 
  250. Jamie Rigg. «The first limited edition PS4 is a regular PS4 with a gold emblem». Engadget. AOL. Consultado em 26-4-2015. 
  251. «Final Fantasy PS4 Announced for Japan». GameSpot. Consultado em 26-4-2015. 
  252. «PlayStation®4 / PlayStation®Vita / PlayStation®Vita TV 龍が如く0 Edition». ソニーストア. Consultado em 26-4-2015. 
  253. http://www.siliconera.com/2014/12/12/god-eater-2-rage-burst-gets-ps4-vita-playstation-tv/
  254. Brian Ashcraft. «A Special PS4 Covered in Metal Slime». Kotaku. Gawker Media. Consultado em 26-4-2015. 
  255. «PlayStation Turns 20, PS4 20th Anniversary Edition Revealed». PlayStation.Blog. Consultado em 26-4-2015. 
  256. http://www.trustedreviews.com/news/limited-edition-batman-arkham-knight-ps4-bundle-announced/
  257. Adam Boyes (16-8-2015). «“Darth Vader-Inspired PS4 System Revealed, Two Star Wars Bundles Out This November”». PlayStation.Blog. Consultado em 18-8-2015. 
  258. Thier, Dave (26-7-2015). «“New PS4 Finally Hits Stores In the West”». Forbes. Consultado em 26-7-2015. 
  259. «“PS4 Pro, que roda games em 4K, e PS4 Slim são anunciados pela Sony”». ]. 7-9-2016. Consultado em 10-9-2016. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre PlayStation 4


Erro de citação: Existem elementos <ref> para um grupo chamado "nota", mas não foi encontrado nenhum <references group="nota"/> correspondente (ou falta um elemento de fecho </ref>)