Tela

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Tela (desambiguação).
Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a incoerências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde abril de 2008). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a coerência e o rigor deste artigo.
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde Abril de 2008). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Uma tela (português brasileiro) ou ecrã (português europeu) é uma superfície esticada, feita com tecido ou vidro, utilizada para cobrir um vão ou projetar uma imagem sem impedir a passagem de luz.[1] O termo "tela", mesmo no sentido de "suporte de uma imagem", pode se referir a diferentes objetos.

Tela/Ecrã de projeção[editar | editar código-fonte]

Telas de monitor

As telas (ou ecrãs) fazem parte de várias tecnologias de uso da imagem (sobretudo em movimento), principalmente as telas de projeção cinematográfica e as telas de televisão. Até recentemente, a maior parte das telas dos aparelhos televisores era abaulada ou curva, mas estas vêm sendo substituídas por telas planas que, supostamente, distorcem menos a imagem. A principal diferença entre a tela de uma sala de exibição de cinema e a de um televisor é que, enquanto a primeira é fosca (não tem luz própria) e recebe a luz do projetor, a segunda emite luz.

Tela/Ecrã de pintura[editar | editar código-fonte]

Ver também: Lona
Detalhe de tela feita de lona

Artistas geralmente usam pedaços pequenos (ou por vezes bem grandes) de tela (lona) como base para seus trabalhos de arte. Essa tela é esticada numa armação de madeira denominada "tensor" e é coberta com gesso, antes de ser usada (embora alguns artistas modernos, como o pintor Francis Bacon e Helen Frankenthaler pintem sobre a tela nua). As telas antigas eram feitas de linho, um tecido rijo, acastanhado, de considerável resistência. No início do século XX, o algodão começou a ser usado. O algodão, que estica mais e possui uma trama mecânica lisa, é menos preferido do que o linho por artistas profissionais. Todavia, a considerável diferença de preço incentiva muitos iniciantes, e mesmo artistas de nível médio, a escolher o algodão em vez do linho.

Podem-se comprar pequenas telas preparadas que são coladas a um fundo de papelão e revestidas já na fábrica. Todavia, essas telas só estão disponíveis em alguns tamanhos e não estão livres de acidez, de modo que sua vida útil é extremamente limitada. São geralmente utilizadas para esboços rápidos em estúdio. Telas pré-gessadas em tensores também estão disponíveis. Artistas profissionais geralmente preparam as suas telas da maneira tradicional.

Para remover os vincos do material, recomenda-se usar um ferro de passar morno (não quente) e umedecer a tela antes de realizar o procedimento.

Em serigrafia, uma tela de monofilamentos de poliester ou poliamida é utilizada para compor, em negativo, a imagem que receberá a pasta que será transposta para o tecido.

Preparação da tela[editar | editar código-fonte]

Uma das mais evidentes diferenças entre as técnicas atuais de pintura e aquelas dos mestres flamengos e holandeses refere-se à preparação da tela. As técnicas atuais tiram vantagem tanto da textura da tela quanto da própria pintura. Um artista principiante frequentemente descobre ser quase impossível aproximar-se do realismo da arte clássica, apesar de sua habilidade em aplicar a tinta. Na verdade, os mestres renascentistas empregavam medidas extremas para assegurar que nada do relevo da tela sobressaísse. Isto requeria um processo esmerado, de meses de duração, de cobrir a tela nua, geralmente com tinta branco de chumbo, polir a superfície e repetir o processo. O produto final tinha pouca semelhança com tecido, lembrando mais um acabamento brilhante de esmalte. Embora isto possa parecer drástico demais para um pintor contemporâneo, é crucial se o objetivo for a obtenção de um realismo fotográfico.

Com uma tela apropriadamente preparada, o pintor descobrirá que cada camada subsequente de cor desliza sobre a outra, quase como manteiga, e que com a apropriada consistência da aplicação (técnica do "gordo sobre magro"), uma pintura inteiramente desprovida de marcas de pinceladas pode ser rapidamente atingida.

Material[editar | editar código-fonte]

Telas de pintura

Em padronagem, é o ligamento mais simples e que demanda teares menos sofisticados. Possui avesso e direito idênticos, sendo que no reps e canele essa característica se perde; no caso dos panama, mantém-se.

Outros contextos[editar | editar código-fonte]

Em Decoração e Design de interiores, uma tela é utilizada principalmente em janelas para vedar o ambiente sem impedir a passagem de luz e ar, como no caso das telas contra mosquitos e outros insetos (em Portugal e Moçambique chamam-se redes mosquiteiras).

Em termos radiológicos, o ecrã tem como função intensificar e responder aos raios X em forma de luz. A imagem gerada no ecrã é relacionada às diferenças de densidades que compõe o corpo humano, onde as estruturas ósseas geram sombra, pois absorvem os feixes de raios-X, e os tecidos geram no ecrã, emissão de luz. O ecrã é fabricado com elementos químicos da família fosforosa, pois os raios X conseguem durante a interação com esses elementos químicos a fosforescência (emissão de luz). Dentro do chassi, há dois ecrãs, um chamado anterior e outro posterior. Aparentemente os dois parecem ser iguais, mas o posterior é mais grosso que o anterior. Esse sistema foi desenvolvido para sanar a perda da intensidade do feixe principal de raios-X, devido a atenuação decorrente da interação do feixe principal com a parte (paciente), o ecrã anterior e o filme.

O ecrã é muito sensível, por isso ao ecrã posterior (localizado na tampa do chassi) foi acoplado a uma fina chapa de chumbo, para que o chassi, com a tampa voltada para a ampola produtora de raios X não deturpe o filme antes ou depois de utilizado.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. tela in Dicionário infopédia da Língua Portuguesa com Acordo Ortográfico [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-12-30 16:41:38]. Disponível na Internet: https://www.infopedia.pt/dicionarios/lingua-
Ícone de esboço Este artigo sobre Tecnologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.