Tablet

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o dispositivo periférico para desenhar no computador, veja Tablete gráfico.
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde dezembro de 2015). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Nexus 7, tablet do Google e Asus

Um tablet,[1] também conhecido como tablet PC ou simplesmente tablete ou ainda, no Brasil, como táblete,[2] [3] [4] [5] é um dispositivo pessoal em formato de prancheta que pode ser usado para acesso à Internet, organização pessoal, visualização de fotos, vídeos, leitura de livros, jornais e revistas e para entretenimento com jogos. Apresenta uma tela sensível ao toque (touchscreen) que é o dispositivo de entrada principal. A ponta dos dedos ou uma caneta aciona suas funcionalidades. É um novo conceito: não deve ser igualado a um computador completo ou um smartphone, embora possua funcionalidades de ambos.

História[editar | editar código-fonte]

Os primeiros dispositivos deste tipo que chegaram ao mercado foram chamados "tablet PCs". Estes dispositivos eram operados com o toque de uma caneta especial e utilizavam os mesmos sistemas operacionais presentes nos PCs convencionais, às vezes levemente adaptados para o uso com telas sensíveis ao toque.

O primeiro grande lançamento desses dispositivos foi feito pela Microsoft que em um grande evento realizado em 2002, apresentou o Tablet PC com Windows XP, Bill Gates empolgou muitas empresas, e vendeu milhares de unidades logo de inicio, o sucesso era que o aparelho trazia tudo o que um Note Book tinha a oferecer e era touch.

Compaq Tablet PC, da HP, lançado em 2001, rodando Windows XP.

A popularização deste tipo de computador começou a se dar com o lançamento do iPad[6] pela Apple Inc. - que já havia sido responsável pela difusão dos MP3 players e smartphones com o iPod e o iPhone - em janeiro de 2010, que, inspirado no sucesso dos smartphones, utilizava uma tela sensível ao toque dos dedos, dispensando canetas especiais, e um sistema operacional diferente do utilizado nos computadores comuns operados por mouse e teclado.

Após o enorme sucesso do iPad, outras fabricantes passaram a desenvolver tablets com recursos semelhantes utilizando principalmente o sistema operacional Android da Google, embora, na época, o sistema ainda não oferecesse renderização otimizada para tablets, já que havia sido desenvolvido para funcionar apenas em smartphones. O Samsung (Galaxy Tab)[7] foi um dos primeiros competidores a apresentar recursos semelhantes utilizando o sistema Android ainda não otimizado para tablets. Uma nova versão do sistema operacional da Google foi lançada em 2011 para suprir a necessidade de otimização para tablets; apelidada de Honeycomb, a versão 3.0 do Android foi feita especialmente para tablets, e, com ela, surgiu uma nova leva de produtos competidores, agora com maior capacidade de enfrentar o iPad.

Em 2011, a Microsoft anunciou o desenvolvimento de uma nova versão do seu sistema operacional; o chamado Windows 8 teve, entre seus principais alvos, os tablets.

Em 2012, a Companhia Brasileira de Tecnologia Digital lança o primeiro tablet voltado para crianças do mercado brasileiro: o Tablet OZ Meu Primeiro Gradiente, com conteúdos exclusivos e controles de conteúdo. O produto marca a volta da marca Gradiente ao mercado brasileiro.[8]

Número de unidades vendidas[editar | editar código-fonte]

  • 2011 - 72 milhões
  • 2012 - 128,3 milhões (45,8% android)[9]
  • 2013 - 195 milhões (61,9% android)[10] . Em% Portugal 700 mil.[11]
  • 2014 - 233.6 milhões (69.7%android)[10] . Em Portuga 825 mil.[11]

Leitores de livros eletrônicos (e-book readers)[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Três coisas que você deve saber sobre os tablets. Portal MSN Tecnologia, 10/1/2012 9:13. (acesso em 11/01/2012)
  2. «Desmaterializando a Ciência». www.1ficina.com.br. Consultado em 2016-01-05. 
  3. «PM realiza "Pente Fino" na Penitenciária Padrão Regional de Cajazeiras...». www.sertaoinformado.com.br. Consultado em 2016-01-05. 
  4. «Zé Filho inaugura obras no Sul e Sudeste do Piauí - Portal do Governo do Estado do Piauí». www.piaui.pi.gov.br. Consultado em 2016-01-05. 
  5. «Ipatinga (MG) - Coluna» (PDF). 
  6. "Apple iPad." Portal da Apple. (em inglês) (acesso em 30/04/2011)
  7. "Samsung Galaxy Tab". Portal da Samsung. (em inglês) (acesso em 30/04/2011)
  8. "Tablet OZ Meu Primeiro Gradiente" Página da Gradiente (acesso em 1º/07/2012)
  9. «Vendas mundiais de tablets crescem 78% em 2012». 
  10. a b «"Tablets" com sistema Android ultrapassam IPad». 
  11. a b «Tablets: mais de 700 mil unidades vendidas em Portugal». 
  12. "Kindle Wireless Reading Device". Portal "Amazon.com". (acesso em 30/04/2011)
  13. Barnes & Noble "Nook". Portal "bn.com". (em inglês) (acesso em 30/04/2011)
  14. «Samsung Papyrus: Touchscreen ebook reader» (em inglês). sammyhub.com. 24 de março de 2009. Consultado em 23 de dezembro de 2011.