Windows 8

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Windows 8
Versão do sistema operativo Windows
Windows 8 logo and wordmark.svg
Ecrã Inicial do Windows 8.png
A Tela Iniciar do Windows 8.
Produção Microsoft Corporation
Modelo Código fechado
Lançamento 26 de outubro de 2012; há 8 anos[1]
Versão estável Windows 8 RTM (6.2.9200.17617) como mesmo sistema operativo (RTM);[2] 1 de agosto de 2012; há 9 anos e/ou Windows 8.1 RTM (6.3.9600.16384) como outro sistema operativo 23 de agosto de 2013; há 8 anos(Versão estável: Windows 8.1 Update 1 (6.3.9600.17031) 8 de abril de 2014; há 7 anos)
Versão em teste /
Método de atualização Windows Update, Windows Server Update Services, Windows Store
Arquitetura(s) IA-32, x86-64 e ARM[3]
Gestão de pacotes Windows Installer, Windows Store
Núcleo híbrido
Interface Metro UI
Licença Software proprietário comercial
Página oficial windows.microsoft.com/pt-BR/windows-8/meet
Estado de desenvolvimento
Suporte encerrado em 12 de janeiro de 2016. Atualização obrigatória para o Windows 8.1 ou Windows 10 para permanência de suporte.
Cronologia
Windows 7
(2009)
Windows 8.1
(2013)

O Windows 8 é uma versão do Microsoft Windows, uma série de sistemas operacionais desenvolvidos pela Microsoft para computadores pessoais, laptops e tablets.[4] É o sucessor do Windows 7. Foi anunciado oficialmente por Steve Ballmer, diretor executivo da Microsoft, durante a conferência de pré-lançamento do sistema operacional. O Windows 8 Developer Preview, primeiro a beta para o público, no dia 13 de setembro de 2011, sendo seguida pela versão Consumer Preview no dia 29 de fevereiro de 2012.[5] No dia 31 de maio de 2012, foi liberada para download a versão Windows 8 Release Preview. A versão final foi lançada mundialmente em 26 de outubro de 2012.[6]O Windows 8 foi substituído pelo Windows 8.1.

O Windows 8 introduziu grandes mudanças na plataforma e na interface para melhorar a experiência de usuário em tablets, já que o Windows agora competia com sistemas operacionais móveis, o Android e o iOS. Essas alterações incluíram um Windows Shell otimizado para o toque baseado na linguagem de design Metro UI da Microsoft e na nova Tela Iniciar (que exibe aplicativos e conteúdos atualizados dinamicamente em uma grade de Live Titles), uma nova plataforma para o desenvolvimento de "aplicativos" com ênfase na entrada touchscreen, integração com serviços online (incluindo a capacidade de sincronizar aplicativos e configurações entre os dispositivos) e adição da Windows Store, um serviço de distribuição on-line para download e compra de novos softwares que são executados na Tela Iniciar. Muitos desses recursos foram inspirados pelo Windows Phone. O Windows 8 também adicionou suporte para USB 3.0, discos rígidos de formato avançado, comunicação por campo de proximidade (NFC) e computação em nuvem. Recursos adicionais de segurança foram introduzidos, como software um antivírus embutido, integração com o serviço de filtragem de phishing, Microsoft SmartScreen e suporte para o UEFI Secure Boot em dispositivos suportados com firmware UEFI, para evitar que um malware infecte o processo de inicialização.

O Windows 8 foi lançado para uma recepção crítica mista. Reações positivas relacionadas melhorias de desempenho, melhorias de segurança e melhor suporte para dispositivos sensíveis ao toque foram positivas porém a nova interface de usuário do sistema operacional foi amplamente criticada por ser potencialmente confusa e de difícil usabilidade, especialmente quando usada em um dispositivo com teclado e mouse em vez de uma tela sensível ao toque. Apesar dessas deficiências, 60 milhões de licenças do Windows 8 foram vendidas até janeiro de 2013, um número que incluía upgrades e vendas para OEMs para novos PCs.[7][8]

Usuários[editar | editar código-fonte]

A Microsoft divulgou recentemente que mais de 100 milhões de licenças já foram vendidas.[9] Porém, segundo a Moor Insights & Strategy, as 100 milhões de licenças a que a Microsoft se refere foram despachadas para o mercado, mas não foram, necessariamente, ativadas. Se levarmos em consideração somente o número de usuários ativos, o volume cai para cerca de 59 milhões de licenças vendidas.[10] Segundo dados da StatCounter, o Windows 8 representa cerca de 5,94% dos usuários mundiais, ainda muito longe do Windows 7 que é líder, representando 52,62% dos usuários mundiais. O Brasil, até então, é o país que mais utiliza o Windows 8. Segundo dados da StatCounter, o Windows 8 representa 8,2% dos usuários Brasileiros, ainda assim, longe do Windows XP e Windows 7 que representam, respectivamente, 19,28% e 66,13% dos usuários brasileiros.[9]

Recursos[editar | editar código-fonte]

Pendrive Windows To Go

A interface totalmente renovada e os novos aplicativos chamaram atenção do público. Apesar da nova interface, também é possível utilizar a interface de Desktop assim como nos sistemas anteriores.[11]

Tempo de inicialização[editar | editar código-fonte]

O Windows 8 possui um boot (inicialização) cerca de 30% a 70% mais rápido do que nas versões anteriores, podendo chegar a iniciar em apenas dois segundos.[12][13][14][15] Em agosto de 2011, a Microsoft solicitou à United States Patent & Trademark Office, o serviço de patentes dos Estados Unidos, o registo de um sistema chamado "Fast Machine Booting Through Streaming Storage" (inicialização rápida da máquina através de armazenamento streaming).[16][17]

Internet Explorer 10[editar | editar código-fonte]

O Windows 8 inclui o Internet Explorer 10 na sua nova interface e na interface Desktop. O visual do Internet Explorer é mais simples e o navegador é mais rápido.[18] Foi totalmente redesenhado, mas a sua versão Desktop teve poucas mudanças, quando comparada com a versão 9. Já a inclusa na Interface renovada do Windows 8 é mais simples, com menos botões e foi feita uma grande reorganização.

Compatibilidade com o Windows Phone[editar | editar código-fonte]

Segundo o CEO da Nvidia, em entrevista ao CNET, que alguns dos apps feitos para Windows Phone serão compatíveis com o Windows 8 (na nova interface). Referiu também que esta compatibilidade "É uma maneira também de estimular os desenvolvedores a criarem novos aplicativos para o Windows Phone".[19]

Reconhecimento de voz[editar | editar código-fonte]

A Microsoft está planeando adicionar a tecnologia Tellme no Windows 8, capaz de realizar comandos por voz. Esta tecnologia já está presente outros aparelhos da marca como Kinect, Xbox 360, Windows Phone, Azure entre outros.[20]

Suporte a Flash Player[editar | editar código-fonte]

Depois da Microsoft afirmar que o Windows 8 não teria de forma alguma a compatibilidade ao Adobe Flash Player, a empresa voltou atrás e colocou o suporte ao plugin. Além disso, uma parceria feita pela Microsoft e Adobe fará que o Flash tenha atualizações automáticas pelo Windows Update. O Flash agora é um dos únicos plugins que deve funcionar no novo sistema e no Internet Explorer 10.[21] É provável que em versões futuras o Adobe Flash Player não seja mais suportado pelo sistema operacional.

Suporte para USB 3.0[editar | editar código-fonte]

Foi confirmado o suporte para USB 3.0 no Windows 8, garantindo mais velocidade nas cópias e transferências de arquivos do computador para dispositivos móveis. Além disso, algumas partes da cópia e transferência de arquivos foram melhoradas.[22]

Windows To Go[editar | editar código-fonte]

Com um recurso chamado de Windows To Go, é possível executar o Windows 8 inteiramente a partir de um pen drive ou de um disco rígido externo. Tem como foco os usuários corporativos, que podem inicializar seu próprio sistema onde forem. A "desvantagem" fica por conta do fato que os discos internos do computador "host" não são acessíveis através do Windows to Go; o mesmo vale para a partição do Windows to Go quando o dispositivo estiver em um computador com sistema operacional em execução. Esta função está disponível somente no Windows 8 Enterprise.[23]

Recursos removidos[editar | editar código-fonte]

Além da remoção do menu Iniciar, várias características notáveis ​​foram removidos do Windows 8. O suporte para reprodução de DVDs foi removido do Windows Media Player, devido ao custo de licenciar os decodificadores necessários (especialmente para dispositivos que não incluem unidades de disco óptico em tudo) e a prevalência de serviços de streaming como o Netflix. Pelas mesmas razões, o Windows Media Center não está mais incluído por padrão no Windows 8 também, mas o software (que também inclui suporte para reprodução de DVD) pode ser adicionado de volta através do add-on pago "Pro Pack" (para a versão base de Windows 8, que também atualiza o sistema para o Windows 8 Pro) ou "Media Center Pack" (para o Windows 8 Pro). O Windows 8 ainda vai apoiar softwares de terceiros que incluem reprodução de DVD.[24]

Os recursos "Backup e Restauração" e "Versões Anteriores", que costumavam ser Sombras de Cópia, foram removidos no Windows 8 em favor da nova função, chamada Histórico de Arquivos. Ao contrário da Sombra de Cópia, que realiza monitoramento de nível de bloco de arquivos, o Histórico de Arquivos só utiliza o USN Journal para acompanhar as mudanças; e adicionalmente, copia as versões anteriores de arquivos compartilhados armazenados em um computador com Windows Server.[25]

Windows RT 8[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Windows RT 8

O Windows RT, que é uma versão do Windows para sistemas com Arquitetura ARM, só suporta aplicativos incluídos com o sistema (como uma versão especial do Microsoft Office 2013), fornecidos através do Windows Update ou pela Windows Store, para garantir a qualidade dos aplicativos disponíveis em ARM. O Windows RT não suporta a execução de aplicativos IA-32 ou x64.[26] A loja de aplicativos do Windows pode ser compatível entre Windows 8 e Windows RT, ou compilado para suportar uma arquitetura específica.[27]


Críticas[editar | editar código-fonte]

Outra crítica foi em relação ao visual do sistema operacional em modo de Área de Trabalho. O sistema apresenta janelas com bordas retangulares, diferentes das de seus antecessores Vista e 7, que continham bordas arredondadas. O Windows 8 perdeu outra característica inovadora, o Windows Aero, presente nas versões Vista e 7, deixando as barras superiores das janelas sem transparência e centralizando seus títulos, o que gerou certo desconforto visual para alguns usuários (a transparência pode ser gerada por softwares baixados na internet, porém podendo apresentar bugs).


Atualização do Windows 8.1[editar | editar código-fonte]

Aconteceu, em abril de 2014, o lançamento do Windows 8.1 Update 1, que é semelhante a um pequeno Service Pack. Ele trouxe mudanças no visual e desempenho, focando nos computadores com mouse e teclado.

Requisitos[editar | editar código-fonte]

Primeiramente, acesse o centro de compatibilidade da Microsoft, escolha a versão do Windows e verifique se a sua placa mãe está apta para receber o Windows 8. Depois vá ao site do fabricante dos periféricos que dependem de drivers e verifique se estão disponíveis drivers para Windows 8.

Demanda de hardware necessária
Processador 1 gigahertz (GHz) * ou mais rápido com suporte a PAE, NX e SSE2
Memória RAM 1 GB (32 bits) ou 2 GB (64 bits)
Directx Dispositivo gráfico Microsoft DirectX 9 com driver WDDM
Resolução mínima suportada pelo Windows Para acessar a Windows Store e baixar e executar aplicativos, é preciso ter acesso à Internet e resolução de tela mínima de 1024 x 768.

Para ajustar aplicativos, é necessária uma resolução de tela mínima de 1366 x 768.

Espaço livre no disco rígido 16 GB (32 bits) ou 20 GB (64 bits)

Tablets e conversíveis[editar | editar código-fonte]

A Microsoft anunciou os requisitos mínimos de hardware para o novo tablet e dispositivos conversíveis projetados para o Windows 8, e definido um fator de forma conversível como um dispositivo autônomo que combina o PC, monitor e fonte de energia recarregável com um teclado mecânico em anexo e dispositivo apontador em um único chassi. Um conversível pode ser transformado num comprimido, onde os dispositivos de entrada estão conectados escondidos ou removidos, deixando o monitor como o mecanismo de entrada única.[28][29]

Requisitos mínimos de hardware do Windows para tablets[30]
Placa de vídeo DirectX 10 dispositivo gráfico com WDDM 1.2 ou driver superior
Armazenamento 10GB de espaço livre, após a experiência fora-da-caixa completa
Botões padrão 'Força', 'Trava de rotação', 'Tecla Windows', 'Volume-sobe', 'Volume-abaixa'
Tela Touch screen apoio de um mínimo de 5 pontos digitalizadores e resolução de pelo menos 1366x768. As dimensões físicas do painel devem coincidir com a relação de aspecto da resolução nativa. A resolução nativa do painel pode ser maior do que 1366 (horizontalmente) e 768 (verticalmente). Profundidade de cor mínima nativa é de 32-bits.
Câmera 720p no mínimo
Sensor de luz ambiente 1–30k lux capaz com uma gama dinâmica de 5-60K
Acelerômetro 3 eixos com taxas de dados iguais ou superiores a 50 Hz
USB 2.0 Pelo menos, um controlador de porta exposta.
Conectividade Wi-Fi e Bluetooth 4.0 + LE (baixa energia)
Outros Alto-falante, microfone, magnetômetro e giroscópio.

Se um dispositivo de banda larga móvel está integrado num sistema de comprimido ou conversível, em seguida, o GPS assistido de rádio é necessário. Dispositivos que suportam Near Field Communication precisa ter marcas visuais para ajudar os usuários a localizar e utilizar a tecnologia de proximidade. A nova combinação dos botões para Ctrl + Alt + Del é Tecla Windows + Força.


Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Steve Ballmer anuncia Windows 8 para 2012». Abril Info. 24 de maio de 2011. Consultado em 3 de junho de 2011. Arquivado do original em 27 de maio de 2011. Windows 8 em 2012 
  2. «Lançamento do Windows 8 Consumer Preview». Tecmundo. 29 de fevereiro de 2012. Consultado em 29 de fevereiro de 2012. Windows 8 Cosumer Preview 
  3. «Microsoft Announces Support of System on a Chip Architectures From Intel, AMD, and ARM for Next Version of Windows» (em inglês). Microsoft. 5 de janeiro de 2011. Consultado em 14 de outubro de 2011 
  4. «Sinofsky shows off Windows 8 at D9» (em inglês). CNET. Consultado em 14 de Julho de 2011 
  5. «Welcome to Windows 8 – The Developer Preview - Building Windows 8 - Site Home - MSDN Blogs». web.archive.org. 23 de setembro de 2011. Consultado em 5 de setembro de 2021 
  6. Durval Ramos Junior (18 de Julho de 2012). «Windows 8 chega as lojas em 26 de Outubro de 2012». Tecmundo. Consultado em 19 de Julho de 2012 
  7. «Microsoft: 60 million Windows 8 licenses sold to date». ZDNet 
  8. «Top 7 Desktops OSs from Sept 2012 to Sept 2014 | StatCounter Global Stats». StatCounter. Setembro de 2014. Consultado em 7 de outubro de 2014 
  9. a b Kolakowski, Nick (7 de maio de 2013). «Windows 8 Sells 100 Million Licenses, But Faces Long Road Ahead». Slashdot. Dice. Consultado em 15 de maio de 2013 
  10. McGlaun, Shane (13 de maio de 2013). «Report: 59 Million Windows 8 Devices Have Been Activated Since Launch». Daily Tech. DailyTech LLC. Consultado em 15 de maio de 2013. Arquivado do original em 7 de junho de 2013 
  11. «A "nova era" da Microsoft chega esta semana». publico.pt. Consultado em 2 de novembro de 2013. Arquivado do original em 25 de outubro de 2012 
  12. GARATTONI, Bruno (9 de setembro de 2011). «Microsoft mostra nova versão do Windows – que carrega em apenas 2 segundos». Superinteressante. Consultado em 11 de setembro de 2011. Arquivado do original em 13 de janeiro de 2012 
  13. «Windows 8 terá boot de apenas 2 segundos». Tecmundo. 9 de setembro de 2011 
  14. «Delivering fast boot times in Windows 8» (em inglês). MSDN Blogs. 8 de setembro de 2011 
  15. «Novo Windows inicia em apenas 8 segundos - Lifestyle - Virgula». archive.ph. 3 de dezembro de 2012. Consultado em 5 de setembro de 2021 
  16. «Tecmundo». Tecmundo. 18 de agosto de 2011 
  17. «United States Patent Application: 0110197052». archive.ph. 9 de julho de 2012. Consultado em 5 de setembro de 2021 
  18. «Internet Explorer no Windows 8 Release Preview». archive.ph. 17 de julho de 2012. Consultado em 5 de setembro de 2021 
  19. «Apps do Windows Phone funcionarão no Windows 8». Tecmundo. 7 de setembro de 2011 
  20. «Windows 8 irá reconhecer a voz dos usuários». Tecmundo. 12 de agosto de 2011 
  21. «Windows 8 vai oferecer atualizações para o Flash Player a partir do Windows Update». www.tecmundo.com.br. Consultado em 5 de setembro de 2021 
  22. «Suporte para USB 3.0 e novidades visuais confirmadas para o Windows 8». Tecmundo. 23 de agosto de 2011 
  23. «Windows To Go: scenario overview». web.archive.org. 3 de março de 2012. Consultado em 5 de setembro de 2021 
  24. Albanesius, Chloe (4 de maio de 2012). «Microsoft Dropping DVD Playback Support in Windows 8» (em inglês). PCMag. Consultado em 20 de maio de 2012 
  25. «Windows and Windows Server Developer Preview Compatibility Cookbook» (em inglês). Microsoft. 27 de março de 2012. Consultado em 26 de outubro de 2012 
  26. «Building Windows for the ARM processor architecture» (em inglês). Microsoft. 9 de fevereiro de 2012. Consultado em 14 de fevereiro de 2012 
  27. «Welcome to Windows 8 - The Developer Preview» (em inglês). Microsoft. Consultado em 11 de março de 2012 
  28. Crothers, Brooke (17 de janeiro de 2012). «Microsoft lays out Window 8 tablet hardware requirements &#124» (em inglês). CNET News. Consultado em 22 de abril de 2012 
  29. Newman, Jared (27 de janeiro de 2012). «Windows 8 Tablet Requirements Revealed» (em inglês). PCWorld. Consultado em 22 de abril de 2012 
  30. «Windows 8 Hardware Certification Requirements» (em inglês). Msdn.microsoft.com. Consultado em 22 de abril de 2012 

Notas[editar | editar código-fonte]

Nenhum, de momento


Ligações externas[editar | editar código-fonte]