Adobe Flash Player

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Adobe Flash Player
Adobe Flash
Autor FutureWave
Macromedia
Desenvolvedor Adobe Systems (precedido pela Macromedia)
Plataforma x86 e x64
Lançamento 1996 (22–23 anos)
Versão estável 32.0.0.238 (13 de agosto de 2019)
Versão em teste [+/-]
Idioma(s) 50 idiomas
Linguagem C++
Sistema operativo Windows, Linux, Mac OS X
Gênero(s) Tocador de mídia e Plug-in de Navegador
Licença Freeware
Estado do desenvolvimento Ativo
Tamanho 22.47 MB
Página oficial https://get.adobe.com/br/flashplayer/

O Adobe Flash Player, ou apenas Flash Player, é um reprodutor de multimídia e aplicações amplamente distribuído[1], anteriormente criado e disponibilizado pela Macromedia, mas que agora pertence à Adobe Systems.[2]

Em julho de 2017, a Adobe anunciou[3] que encerraria o suporte para o Flash Player no final de 2020 e continuaria a incentivar o uso de padrões HTML5 abertos no lugar do Flash.[4][5] O anúncio foi coordenado com a Apple,[6] Facebook,[7] Google,[8] Microsoft[9] e Mozilla.[10]

Características[editar | editar código-fonte]

Definindo de uma maneira técnica, é uma máquina virtual usada para executar arquivos SWF (ou arquivos Flash) que podem ser criados (desenvolvidos) pelo Adobe Flash, Adobe Flex ou por outras ferramentas da Macromedia ou de terceiros. O arquivo swf é executável mas não pode ser editado. Já o arquivo fla, que serve para salvar seus projetos não é executável, mas pode ser editado.[11]

Contém suporte a uma linguagem de script chamada ActionScript (abreviada como AS), a qual é baseada na ECMAScript. A partir do início do ActionScript, houve um amadurecimento de uma sintaxe de script sem variáveis para uma que suportasse código orientado a objetos, e hoje em dia pode ser comparada em capacidade ao JavaScript (outra linguagem de script baseada na ECMAScript).[12][13]

O Flash Player foi designado inicialmente para exibir animações vetoriais bidimensionais, mas posteriormente se tornou adequada para aplicações de Internet Rica e streaming de vídeo e áudio e para animações tridimensionais.[1][14] Faz uso de gráficos vetoriais para minimizar o tamanho do arquivo e criar arquivos que economizam largura de banda e tempo de carregamento. Flash é um formato comum para jogos, animações e GUIs embutidos em páginas web.

Está embutido em alguns navegadores e está disponível como um plugin para outros (como Mozilla Firefox, Konqueror, Opera, Safari, Internet Explorer).[15][16] Cada versão do plugin possui compatibilidade reversa.

Plataformas suportadas[editar | editar código-fonte]

Oficialmente, o plugin da última versão do Flash Player, a versão 10 (até Outubro de 2009), está disponível para Windows (2000, XP, Vista e 7; as versões 8, 8.1 e 10 tem um mecanismo semelhante nativo), Linux (apenas x86), Mac OS X 10.4 - 10.6 e Solaris. A versão 9 é a mais recente disponível para Windows 98/ME e Mac OS X 10.1 - 10.3. A versão 7 é a mais recente disponível para Pocket PC e a versão 6 é a mais recente para HP-UX. Alguns sistemas mais antigos têm suporte às versões 7 e anteriores.[17][18][19]

O Kodak Easyshare One inclui o Flash Player. A Sony integrou a versão 6 ao navegador do PlayStation Portable[20][21], e a Nintendo integrou a versão 7 ao Internet Channel no Wii.[16]

Até o momento (fevereiro de 2008), nenhuma versão x86-64 do Flash Player está disponível, mas engenheiros da Adobe declararam que versões de 64 bits estão em desenvolvimento para todas plataformas suportadas.

O Flash é um formato proprietário, sendo que a Adobe não tem intenções de disponibilizar o código fonte ou especificações detalhadas do formato de arquivo para o desenvolvimento de uma versão livre alternativa ao Flash Player — apenas uma especificação básica está disponível. A principal alternativa é o Gnash, mas é um tanto incompleto visto a falta de tais especificações e a necessidade de engenharia reversa.

Criticismo[editar | editar código-fonte]

Apple criticou o Flash Player por "ser proprietário", "impedir o acesso à web", "instável", entre outras razões. Por isso, Apple não permite que o Flash Player seja utilizado em seus produtos.[22]

Jonathon Horsman, em Arctic Kiwi, disse que Flash Player não é necessário, já que dificulta a leitura, é lento, entre outras razões.[23]

Softpedia diz que o Flash Player pode ser substituído por tecnologias mais novas como HTML5.[24]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Adobe Flash Player | Download». TechTudo. Consultado em 21 de agosto de 2019 
  2. «Macromedia - Press Room : Adobe to Acquire Macromedia». web.archive.org. 10 de outubro de 2008. Consultado em 21 de agosto de 2019 
  3. «Flash & The Future of Interactive Content». Adobe Blog (em inglês). 25 de julho de 2017. Consultado em 21 de agosto de 2019 
  4. «Get ready to finally say goodbye to Flash — in 2020». TechCrunch (em inglês). Consultado em 21 de agosto de 2019 
  5. Warren, Tom (25 de julho de 2017). «Adobe will finally kill Flash in 2020». The Verge. Consultado em 21 de agosto de 2019 
  6. avis (25 de julho de 2017). «Adobe Announces Flash Distribution and Updates to End». WebKit. Consultado em 21 de agosto de 2019 
  7. «Migrating Games from Flash to Open Web Standards on Facebook». Facebook for Developers. Consultado em 21 de agosto de 2019 
  8. «Saying goodbye to Flash in Chrome». Google (em inglês). 25 de julho de 2017. Consultado em 21 de agosto de 2019 
  9. «The End of an Era – Next Steps for Adobe Flash». Microsoft Edge Blog (em inglês). 25 de julho de 2017. Consultado em 21 de agosto de 2019 
  10. «Plugin Roadmap for Firefox». MDN Web Docs (em inglês). Consultado em 21 de agosto de 2019 
  11. «Open Screen Project». web.archive.org. 2 de março de 2014. Consultado em 21 de agosto de 2019 
  12. «Dev update: Integrated Adobe Flash Player Plug-in». Chrome Releases (em inglês). Consultado em 21 de agosto de 2019 
  13. «The road to safer, more stable, and flashier Flash». Chromium Blog (em inglês). Consultado em 21 de agosto de 2019 
  14. «roadmap». www.adobe.com. Consultado em 21 de agosto de 2019 
  15. «Instale o plugin Flash para visualizar vídeos, animações e jogos | Ajuda do Firefox». support.mozilla.org. Consultado em 21 de agosto de 2019 
  16. a b «Internet Channel at Nintendo :: Wii :: Wii Channels». web.archive.org. 9 de julho de 2008. Consultado em 21 de agosto de 2019 
  17. «Flash Player issues on Windows 8». helpx.adobe.com. Consultado em 21 de agosto de 2019 
  18. «Flash Player Issues | Windows 10 | Internet Explorer». helpx.adobe.com. Consultado em 21 de agosto de 2019 
  19. «Adobe Flash Player issues with Windows 10 (Microsoft Edge)». helpx.adobe.com. Consultado em 21 de agosto de 2019 
  20. «Adobe I/O». www.adobe.io. Consultado em 21 de agosto de 2019 
  21. «PSP® Update History | System Updates | Support - PlayStation.com». web.archive.org. 24 de maio de 2011. Consultado em 21 de agosto de 2019 
  22. «Thoughts on Flash - Apple.com» 
  23. «10 reasons why we hate Flash on the web - Arctic Kiwi» 
  24. Softpedia.com

Ligações externas[editar | editar código-fonte]