Zinf

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Zinf
Zinf.png
Zinf tocando um arquivo de música
Desenvolvedor [1]
Versão estável 2.2.5 (17 de fevereiro de 2004)
Sistema operacional multiplataforma
Gênero(s) Reprodutor de mídia
Licença GPL
Página oficial www.zinf.org

Zinf é um Reprodutor de mídia de código aberto lançado sob a GNU General Public License. Ele roda em sistemas operacionais Unix e Windows. Zinf é uma continuação do projeto FreeAmp e usa o mesmo código fonte.

Características Técnicas[editar | editar código-fonte]

Zinf pode tocar arquivos de som em formatos MP3, Vorbis, e WAV, entre outros. Suporta skins e faz parte da rede MusicBrainz. O Reprodutor usa uma versão otimizada do decodificador Xing MPEG, um poderoso navegador de música e editor de playlist, e um gerenciador de download embutido que suporta baixar arquivos de sites usando o processo de download RMP (RealJukebox). Zinf também foi notável por manipular todos os arquivos de som baseados em sua metadata (Autor, Álbum, Música Título), e escondendo detalhes mais técnicos como localização atual e nomes de arquivo (mas essas características são agora padrão em muitos reprodutores).

Nome[editar | editar código-fonte]

Zinf é um acrônimo recursivo que significa "Zinf Is Not FreeA*p!" ("Zinf não é FreeA*p").

O uso do nome FreeAmp teve de ser descontinuado por causa de questões de marca registrada: "AMP" é uma marca registrada de PlayMedia Systems, Inc.[1]

História[editar | editar código-fonte]

O projeto FreeAmp foi originalmente fundado pela EMusic, que pagou os salários de 3 desenvolvedores trabalhando no reprodutor. Depois, Relatable juntou-se a EMusic para ajudar na continuação do desenvolvimento.[2] Em Janeiro de 2001, depois de 2 anos desde o fundamento do projeto a EMusic tirou seu suporte, e consequentemente demitiu os desenvolvedores.[3] O projeto Zinf estava inabilitado de encontrar outro patrocinador, e o desenvolvimento continuou lentamente. O lançamento mais recente foi feito no começo de 2004. Em 2008, quase todo o desenvolvimento do Zinf terminou.[4]

Adoção[editar | editar código-fonte]

Uma vez um popular reprodutor de mídia de código aberto para Linux, está agora largamente superado por novos como Audacious, Amarok, Exaile, Banshee e (mais recentemente) Songbird. Isso se dá principalmente porque Zinf não fez nenhum lançamento oficial desde o começo de 2004, e muitas novas características que agora são padrão nos reprodutores rivais não foram implementadas, como arte de capa e letras das músicas.

Referências

  1. «FreeAmp becomes Zinf!» 
  2. «EMusic and Relatable Team to Offer Open Source Audio» 
  3. «Important project update» 
  4. As estatísticas do projeto no Sourceforge e suas listas de e-mail não mostram alguma significante atividade recente

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre software é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.