CBS Corporation

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde outubro de 2010).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2017). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
CBS Corporation
Razão social CBS Corporation Inc.
Tipo Pública
Cotação Classe A NYSE: CBS
Classe B NYSE: CBSA
Indústria Radiodifusão, produção televisiva e publicação
Fundação 31 de janeiro de 2005
Sede Manhattan,  Nova Iorque,  Estados Unidos
Área(s) servida(s)  Estados Unidos
Proprietário(s) National Amusements, Inc. (79%)
Presidente Leslie Moonves
Pessoas-chave Summer Redstone (Presidente do conselho de administração)
Empregados 20,915 (2011)
Produtos CBS, Showtime, The CW, Simon & Schuster, CBS Television Studios...
Subsidiárias Showtime Networks, The CW, Simon & Schuster, CBS Sports Network
Receita Lucro US$ 14,245 Bilhões (2011)
Renda líquida Lucro US$1.305 Milhões (2011)
Antecessora(s) Viacom (1971-2005)
Westinghouse Electric Corporation
Website oficial cbscorporation.com

CBS Corporation Inc. (ou abreviadamente CBS Corp.) é um conglomerado de mídia norte-americano. Foi criado em 31 de janeiro de 2005, com a divisão da Viacom, sendo a CBS Corporation sua sucessora. A Viacom atual é um spin-off da empresa maior.

A CBS Corporation possui controle da CBS, CBS Radio, CBS Television Studios, CBS Television Distribution, CBS Studios International, Simon & Schuster, Showtime Networks, CBS Sports Network, CBS Television Stations, CBS Records, CBS Films, CBS Outdoor, CBS Interactive e MountainWest Sports Network. A CBS possui também metade da The CW Television Network.

História[editar | editar código-fonte]

Primórdios[editar | editar código-fonte]

Viacom foi criada em 1970 como uma divisão da CBS, e foi desmembrada em 1971. No entanto, em 1999, a Viacom, adquiriu a antiga empresa-mãe, por esta altura também chamada CBS Corporation, anteriormente Westinghouse Electric Corporation. Naquela época, possuia o CMT e The Nashville Network (atual Spike), mas a CBS não possuía UPN, Showtime, Paramount Television, Paramount Parks, ou Simon & Schuster. Em março de 2005, a Viacom anunciou planos de dividir a empresa em duas companhias de capital aberto, em meio a questões do preço estagnado das ações.

Em 14 de junho de 2005, o conselho de administração da Viacom aprovou a cisão da companhia em duas empresas. A CBS Corporation seria revivida por uma das empresas, a ser liderada pelo executivo de televisão (e co-presidente da Viacom) Leslie Moonves, e incluiria a CBS, UPN, Infinity Broadcasting, Viacom Outdoor, Showtime Networks, e Paramount Television, assim como outros estúdios televisivos.

A divisão foi estruturado de tal forma que a "nova" Viacom foi separada da "velha" Viacom, que foi renomeado=a para CBS Corporation. Em certo sentido, esta foi uma repetição da cisão de 1971.

A cisão foi concluída em 31 de dezembro de 2005, e as duas novas empresas passaram a ser negociadas na NYSE, no dia útil seguinte, 3 de janeiro de 2006.

2004[editar | editar código-fonte]

Neste ínterim, a Viacom/CBS estava envolvida em uma série de transações. Em 2 de dezembro de 2004 Viacom adquiriu KOVR-TV afiliada da CBS em Sacramento, da Sinclair Broadcast Group. Viacom também adquiriu duas emissoras em West Palm Beach.

2005[editar | editar código-fonte]

CBS anunciou em 3 de novembro de 2005, que iria adquirir College Sports TV (agora CBS Sports Network) por 325 milhões de dólares. A transação foi concluída em janeiro de 2006.

2006[editar | editar código-fonte]

Anunciado no início de 2006, CBS e DIC Entertainment assinaram um acordo de vários anos para fornecer três horas de programação que atendem aos padrões da FCC para a programação educacional. O bloco seria chamado de "KOL Secret Slumber Party in CBS" - que é também uma parceria com um serviço Kids KOL da AOL e estreou em 16 de setembro de 2006. Originalmente era para ser chamado de "Saturday CBS Morning Secret Slumber Party",.

Em 24 de janeiro de 2006, a CBS Corporation e a Warner Bros. anunciaram que estavam a criar uma nova rede de televisão, The CW Television Network. A rede foi lançada em 20 de setembro. A rede é o resultado de uma fusão da The WB (rede de TV da Warner) e UPN (rede da CBS Corporation). CBS Corporation e Time Warner, cada uma, tem 50% da rede.

Três dias após o anúncio da The CW, em 27 de janeiro, a CBS anunciou que estava vendendo a Paramount Parks. Em 23 de maio de 2006, a Paramount Parks foi vendido para a Cedar Fair Entertainment Company. Com esta aquisição, a Cedar Fair se torna a terceira maior operadora de parques temáticos. Em 30 de junho de 2006, a Cedar Fair anunciou que completou a aquisição da Paramount Parks por 1,24 bilhões dólares.

2007[editar | editar código-fonte]

Em 7 de fevereiro, a CBS anunciou que estava vendendo sete emissoras em Providence, Rhode Island, Austin, Texas, Salt Lake City e West Palm Beach, Flórida para a Cerberus Capital Management por $ 185 milhões. Ela vendeu outra estação, WFRV-TV, e da sua estação de satélite, WJMN-TV para Liberty Media em 13 de fevereiro de 2007. Em 26 de fevereiro, a CBS anunciou que irá investir em Electric Sheep, um desenvolvedor de conteúdo do mundo virtual. CBS contratou Electric Sheep para desenvolver alguns projetos, como a criação de "The L Word in Second Life". CBS também filmou um comercial dentro do mundo virtual Second Life, para promover o seu show "Two and a Half Men".

  • 20 de março: CBS/CSTV anunciou que tinha adquirido a rede de esportes MaxPreps.
  • 12 de abril: CBS Corporation anuncia a criação da CBS Interactive Audience Network .
  • 30 de maio: CBS Interactive anunciou que tinha comprado Last.fm por £ 140 milhões.

2008[editar | editar código-fonte]

  • 15 de maio: CBS Interactive anunciou que tinha concordado em comprar CNET Networks por 1800 milhões de dólares.

Empresas[editar | editar código-fonte]

Redes de TV[editar | editar código-fonte]

Rádio[editar | editar código-fonte]

Produção e Distribuição de TV[editar | editar código-fonte]

Canais de TV a cabo[editar | editar código-fonte]

Publicação[editar | editar código-fonte]

Internet[editar | editar código-fonte]

Outros[editar | editar código-fonte]

Licenciamento: CBS Consumer Products e Westinghouse Electric Corporation
Gravação: CBS Records
Vídeo doméstico: CBS Home Entertainment
Produção de Filmes: CBS Films

Emissoras de TV[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências