Texas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Texas (desambiguação).
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde junho de 2017). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Texas
State of Texas
Estado dos Estados Unidos Estados Unidos
Cognome(s): The Lone Star State (estado da estrela solitária)
Lema(s): Friendship (do inglês: Amizade)
Gentílico(s): texano[1]
Mapa dos EUA com a Texas em destaque
Capital Austin
Maior cidade Houston
Condados 254
Governador Greg Abbott (R)
Língua oficial Nenhuma. O inglês é de facto.
Representantes 36
Colégio eleitoral 38 votos
Senadores Ted Cruz (R)
John Cornyn (R)
Limites Oklahoma (norte); Arkansas (nordeste); Louisiana (leste); Golfo do México (sudeste); Coahuila de Zaragoza, Tamaulipas e Nuevo León, todos no México (sul); Chihuahua, no México (sudoeste) e Novo México (oeste)
Área 695 661,56[2] km² (2º maior)
 - Terra 676 586,95 km²
 - Água 19 074,61 km² (2,74%)
População (2010)
 - População 25 145 561[2] (2º mais populoso)
 - Densidade 37,17 hab/km² (26º mais denso)
 - PIB US$ 1,208,432 trilhões (2º mais rico)[3]
Entrada na União
 - Data 29 de dezembro de 1845[4]
 - Ordem 28º
Fuso horário Central: UTC-6/-5

Montanhas: UTC-7/-6

Latitude 25°50'N - 36°30'N
Longitude 93°31'O - 106°38'O
Comprimento N-S 1 065 km
Comprimento E-O 1 270 km
Altitude
 - Altitude média 520 m
 - Ponto mais elevado 2 667 m
 - Ponto menos elevado 0 m
Abreviações
 - USPS TX
 - ISO 3166-2 US-TX
Página oficial texas.gov
Portal Portal Estados Unidos

O Texas é um dos 50 estados dos Estados Unidos, localizado na região sul do país. Possui como limites o estado de Oklahoma ao norte, Novo México ao oeste, Arkansas ao nordeste, Louisiana ao leste e pelo México ao Sul. O apelido do Texas é Lone Star State, por causa da estrela solitária na bandeira. A palavra Texas deriva de Tejas, uma palavra indígena que significa "amigos".

O Texas é o segundo maior estado dos Estados Unidos e o maior entre os 48 dos Estados Unidos Contíguos Continentais. Com seus 695 621,06 km²,[2] é maior do que os territórios da Alemanha e da Polônia juntas. O Texas também é o segundo estado mais populoso do país; com aproximadamente 25 milhões de habitantes e com uma população crescendo rapidamente devido à imigração, possui mais habitantes do que qualquer outro estado norte-americano com exceção da Califórnia.

Geograficamente, o Texas é um estado de contrastes. Enquanto as partes norte e leste estão cobertas por vários rios, lagos e florestas e possuem um clima propício à agricultura, as partes sul e oeste possuem um clima mais árido, desértico em várias regiões. Foi nestas áreas escassamente povoadas que os Cowboys surgiram, com o intuito de cuidar do gado da região, bem como defendê-lo de ataques indígenas. Os Cowboys tornaram-se rapidamente um símbolo do estado e até hoje existem em várias áreas rurais.

O Texas foi explorado e colonizado inicialmente pelos espanhóis. Passou ao controle mexicano quando o México tornou-se independente da Espanha, em 1821. A crescente migração de norte-americanos para o Texas fez com que movimentos pró-secessão do México crescessem. Em 1836, uma rebelião em Alamo foi extinguida pelos mexicanos, que mataram todos os norte-americanos participantes desta rebelião, com exceção de algumas mulheres, crianças e escravos. Os mortos em Alamo tornaram-se heróis no Texas e nos Estados Unidos. Ainda no mesmo ano, o Texas tornou-se independente do México, tornando-se uma república. Nove anos depois, tornou-se um estado norte-americano, sendo admitido como o vigésimo oitavo estado da União em 29 de dezembro de 1845.

Atualmente, a economia do Texas possui um importante papel na economia norte-americana. Inicialmente um estado agropecuário, desde o início do século XX sua economia diversificou-se e atualmente, são as indústrias petrolífera e aeroespacial, bem como o setor financeiro, que possuem maior importância na economia do Texas.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

O nome Texas, baseado na palavra Caddo taysha (ou tayshas) que significa "amigos" ou "aliados", foi aplicado pelos espanhóis aos próprios Caddo e à região de seu assentamento no leste do Texas.[5][6]

Durante o domínio colonial espanhol, a área era oficialmente conhecida como Nuevo Reino de Filipinas: La Provincia de Texas (Inglês: New Kingdom of the Philippines: The Province of Texas;[7] Português: Novo Reino das Filipinas: A Província do Texas).

Geografia[editar | editar código-fonte]

O Texas é o segundo maior estado em área dos Estados Unidos, e o maior em área localizado nos Estados Unidos continental. Limita-se com o Novo México a oeste; com Oklahoma a norte; com a Luisiana e o Arkansas a leste; com o Golfo do México a sudeste; e com o México (estados de Chihuahua, Coahuila, Nuevo León e Tamaulipas) ao sul.

Lago Caddo, nas Planícies Litorâneas.
Hill Country, na Planície dos Praires

O Texas possui um total de 591 quilômetros de litoral. Contando-se todas as regiões banhadas pelo mar - baías, estuários e ilhas oceânicas - este número salta para 5 409 quilômetros. Uma série de barreiras de areia ao longo do litoral do Texas protege o estado de tempestades tropicais e de tsunamis. Além disso, o Texas não possui nenhum vulcão ativo e está longe de qualquer limite de placa tectônica, tornando desastres naturais de grandes proporções raros no estado.

O ponto mais alto é o Monte Guadalupe, com seus 2 667 metros de altitude. Também destaca-se o rio Grande, que separa o Texas do México, servindo como fronteira natural entre o México e os Estados Unidos.

O Texas pode ser dividido em cinco distintas regiões geográficas:

  • As Planícies Litorâneas, localizada ao longo do extremo sul e do leste do Texas, acompanhando o litoral, com o golfo do México. A região é caracterizada por sua fertilidade, de clima subtropical. A altitude média da região é de 91 metros acima do mar. Devido à sua fertilidade, muito dos produtos agrícolas são plantados aqui. O norte desta região possui florestas de tamanho considerável.
  • A Planície dos Praires, caracterizada por solo fértil, ideal para agricultura. Está localizada imediatamente ao norte e a oeste das Planícies Litorâneas.
  • As Planícies do Noroeste, que localizam-se no centro-norte do estado. É uma região de terreno acidentado, de crescente altitude (aproximadamente trezentos metros), onde grandes depósitos de petróleo estão localizados.
  • As Grandes Planícies, que estendem-se imediatamente ao norte das Planícies Litorâneas e a oeste das Planícies dos Praires e até o extremo nordeste do estado. Possui altitudes variadas, variando entre 213 metros de altitude no leste a mais de 1,2 mil metros no noroeste. É caracterizada pelo seu clima árido e pelo seu solo rochoso e pobre.
  • O Deserto de Trans Peco, localizado no sudoeste do estado. É caracterizado pelo clima extremamente árido e pelo terreno muito acidentado, com um solo muito pobre e rochoso, onde a agricultura é quase inexistente e a prática da pecuária é comum.

Clima[editar | editar código-fonte]

Neve nas Montanhas Franklin em El Paso.

Devido ao seu tamanho, o clima no Texas varia de região para região. No extremo sul, o clima é tropical, enquanto que na região sul em geral o clima é subtropical. O extremo ocidente possui um clima desértico, com grandes variações ao longo do dia – na média, a temperatura do extremo oriente é amena no inverno e baixa, em comparação com outras regiões do estado no verão. Já o norte possui um clima temperado leve. As regiões ao longo do golfo do México possuem um clima ameno, com menores variações de temperatura.

No verão, as temperaturas mais altas são registradas no extremo sul e no sudoeste, e as temperaturas mais baixas estão no extremo ocidente do estado. As partes ao longo do golfo do México apresentam uma temperatura média de 31°C, com baixas variações de temperatura durante o dia e a noite, enquanto as regiões do extremo ocidente possuem temperatura média de 26 °C no verão (embora com altas temperaturas durante o dia e baixas temperaturas durante a noite).

A região em torno de Dallas também apresenta médias maiores do que 30 °C no verão, enquanto o extremo norte possui médias menores do que 25 °C. Máxima de 36 °C em Dallas e 34 °C ao longo do golfo do México.

No inverno, as temperaturas mais altas são registradas no extremo sul, com médias de 15 °C. À medida que se prossegue para o norte, a temperatura média cai, chegando a 1 °C no extremo norte. Máximas são de 14 °C em Dallas e de 20 °C ao longo do golfo do México. Mínimas são de 0 °C em Dallas e de 6 °C ao longo do Golfo do México.

A taxa de precipitação média anual do Texas é baixa, de apenas 117 centímetros, embora isto varie entre mais de 150 centímetros no extremo oriente a menos de 30 centímetros no extremo ocidente. Em média, Dallas regista 82 dias de precipitação por ano, enquanto a média das regiões ao longo do golfo do México é de 72 centímetros anuais de chuva. A estação chuvosa é o inverno, e a estação seca é o verão. A precipitação de neve é uma rara ocorrência no Texas (onde várias regiões não registram precipitação de neve há anos), ocorrendo mais comumente no norte, e muito mais raramente no restante estado.

História[editar | editar código-fonte]

O México em 1824. Na época, o Texas fazia parte do México, ocupando a região nordeste desse país.
Ver artigo principal: História do Texas

A história do Texas como parte dos Estados Unidos começa em 1845, mas a ocupação da região data do período paleolítico superior, cerca de 10.000 A.C.. Sua história foi formada em volta dos seis países independentes, que realizaram sua colonização: Espanha, França, México, a República do Texas, os Estados Confederados da América e os Estados Unidos. Começando na década de 1820, imigrantes norte-americanos e europeus começaram a chegar a esta área. Com os tejanos hispânicos, fizeram uma revolução contra o México em 1836, e derrotaram uma invasão armada. Uma década depois, já como um país independente, o Texas iniciou sua participação na União (dos Estados Unidos) em 1845, o que deu origem a um conflito com o México.

O estado, que faz fronteira com o oeste dos Estados Unidos, caracterizou-se pela criação de gado em larga escala e pela produção de algodão. No século XX, cresceu rapidamente, transformando-se no segundo maior estado em população desde 1994. É bastante diversificado economicamente, com uma crescente base na alta tecnologia.

O estado foi formado pela interação das culturas do sul dos Estados Unidos, da Espanha, dos tejanos, dos nativos norte-americanos, dos afro-americanos e dos alemães.[8]

Governo e política[editar | editar código-fonte]

A capital do Texas é Austin. O Capitólio estadual do Texas é similar ao Capitólio dos Estados Unidos, localizado em Washington, DC, mas o capitólio estadual do Texas está pintado em granito cor-de-rosa. No topo do capitólio do Texas está uma estátua, a Deusa da Liberdade. Ao contrário dos capitólios dos estados do norte, e em comum em relação a outros capitólios sulistas, o do Texas aponta para o sul, ao invés de para o norte. O capitólio do Texas é mais alto, porém, menos massivo do que o capitólio de Washington, DC.

A atual constituição do Texas foi adotada em 1876. Constituições mais antigas foram adotadas em 1845, 1866 e 1869. Emendas à constituição precisam ser aprovadas por ao menos dois terços dos membros da Câmara dos Representantes e da Câmara do Senado, para então serem colocadas a votação para o público, em um referendo. Se a maioria dos eleitores votarem a favor da nova emenda, esta é então adicionada à constituição do estado. O Texas não permite a adoção de novas emendas através de convenções constitucionais ou abaixo-assinados.

O maior oficial do poder executivo do Texas é o governador. Este é eleito pela população para mandatos de até quatro anos de duração, podendo reeleger-se quantas vezes puder.

O poder legislativo do Texas é constituído pelo Senado e pela Câmara dos Representantes. O Senado é composto por 31 membros, enquanto que a Câmara dos Representantes é composta por 150 membros representantes. O Texas está dividido em 31 distritos senatoriais e 150 distritos representativos, sendo que os eleitores em cada um destes distritos elegem um senador e um representante, que atuará como representante da região de suas respectivas câmaras no poder legislativo. Senadores são eleitos para mandatos de até quatro anos de duração, e os representantes, para mandatos de até dois anos de duração. O poder legislativo possui o poder de criar e aprovar leis - embora estas leis tenham de ser aprovadas também pelo governador.

A maior corte do poder judiciário do Texas é a Suprema Corte do Texas.

Mapa do Texas e de seus 254 condados.

No Texas existem cerca de 180 cidades com mais de cinco mil habitantes. Tais cidades possuem o direito de estabelecer suas próprias leis municipais, de planejar seu desenvolvimento urbano e de coletar seus próprios impostos. Em cidades e vilas com menos de cinco mil habitantes, este dever cabe ao condado do qual a cidade ou a vila faz parte.

O Texas possui mais condados do que qualquer outro estado norte-americano: está dividido em 254 condados diferentes. Cada condado é governado por um conselho composto por um juiz e quatro oficiais – vindos de diferentes partes do condado em questão. Estes são escolhidos pela população do condado para mandatos de até quatro anos de duração. Este conselho administra as finanças do condado e possui o poder de coletar um pequeno imposto (de no máximo 1%) no condado.

Desde que o Texas tornou-se um estado norte-americano, até a década de 1970, foi dominado politicamente pelo Partido Democrático. Por apenas cinco vezes o Texas foi governado por políticos não-democratas - com quatro republicanos e um sem afiliação política tendo governado o estado. Porém, o Partido Republicano passou a ganhar crescente força política desde a década de 1960. Atualmente, o Texas é dominado primariamente pelos republicanos. O governador do Texas, Greg Abbott, é um republicano, bem como seu antecessor, Rick Perry.

Economia[editar | editar código-fonte]

Em parte por causa de sua grande população, a economia do Texas é uma das maiores do país. O produto interno bruto do Texas, de 982,4 bilhões de dólares em 2005, é o terceiro maior dos Estados Unidos, atrás somente da Califórnia e de Nova Iorque. A renda per capita do Estado, por sua vez, foi de 30 222 dólares em 2004. A taxa de desemprego do Texas é de 6,1%.

O setor primário do Texas é responsável por 1% do PIB do Texas. A agricultura e a pecuária - que já foram anteriormente as principais fontes de renda do estado - empregam juntas aproximadamente 500 mil pessoas. O Texas possui no total cerca de 227 mil fazendas (popularmente chamadas de ranchos no Estado) - mais do que qualquer outro Estado americano - que cobrem cerca de 75% do Estado. A maior parte destas fazendas são utilizadas para a criação de gado bovino. O Texas possui o maior rebanho bovino do país. Os principais produtos produzidos pela indústria agropecuária do Texas são carne e leite bovino, algodão, arroz, trigo e peru (ave)s. Os efeitos da pesca e da silvicultura são negligíveis na economia do Estado. O valor anual da pesca coletada no Estado é de cerca de 230 milhões de dólares.

O algodão já foi uma das principais fontes de renda do Texas, mas atualmente, sua importância para a economia do Estado é pequena.

O setor secundário do Texas responde por 25% do PIB do Texas - mas já chegou a responder por mais da 75%, durante os anos da Segunda Guerra Mundial. Os produtos fabricados anualmente no estado possuem um valor total de mais de 130 bilhões de dólares. O Texas é o terceiro Estado que mais emprega trabalhadores na área da manufatura - atrás somente da Califórnia e de Nova Iorque. A mais importante indústria do Estado é a indústria de alta tecnologia - fábricas produtoras de equipamentos eletrônicos avançados, softwares e computadores estão localizadas primariamente em Houston e em Austin. O Texas é o maior produtor de produtos químicos em geral - fertilizantes, ácido sulfúrico e remédios são os mais importantes. Por causa da imensa população, o processamento de alimentos é a terceira maior indústria do Estado. E o Texas é o maior produtor de petróleo, gás natural, e derivados, dos Estados Unidos, possuindo as maiores reservas destes recursos naturais, do país. A indústria de manufatura emprega mais de 900 mil pessoas, e responde sozinha por 14% do PIB do Estado. A mineração emprega mais de 250 mil pessoas e responde por 6% do PIB estadual. E a indústria de construção responde por 5% do PIB do Estado, empregando mais de 750 mil pessoas.

Um poço de petróleo no Texas.

O setor terciário do Texas responde por mais de 74% do PIB do Texas. Dallas é sede de várias das mais importantes empresas financeiras dos Estados Unidos, enquanto Houston sedia as principais empresas petrolíferas do país. Serviços comunitários e pessoais respondem por 20% do PIB do Estado, e empregam mais de 3,5 milhões de pessoas. O comércio por atacado e varejo responde por 17% do PIB do Estado e empregam 2,5 milhões de pessoas. Serviços financeiros e imobiliários empregam aproximadamente 885 mil pessoas e respondem por 14% do PIB do Estado. Serviços governamentais empregam 1,7 milhão de pessoas e responde por 12% do PIB do Estado. Transportes, telecomunicações e utilidades públicas respondem por 11% do PIB estadual, empregando aproximadamente 630 mil pessoas. O Texas é o maior produtor de eletricidade do país. Cerca de 50% da eletricidade gerada no Estado é produzida por usinas termelétricas a gás natural, 40% por usinas termelétricas a carvão, e a maior parte do restante é gerada por usinas nucleares.

Tributação[editar | editar código-fonte]

De acordo com a Tax Foundation, a carga tributária local e estadual dos texanos está entre as mais baixas do país, a 7ª mais baixa do país; os impostos estaduais e municipais custam US$ 3.580 per capita, ou 8,4% dos rendimentos dos residentes. O Texas é um dos sete estados que não possuem um imposto de renda estadual.[9][10]

Em vez disso, o estado arrecada a receita de impostos sobre a propriedade (embora estes são coletados no condado, cidade (município) e níveis de distrito escolar; o Texas tem uma proibição constitucional estadual contra um imposto predial estadual) e impostos sobre vendas de produtos em geral. A taxa de imposto sobre vendas do estado é de 6,25%,[9][11] mas as jurisdições tributárias locais (cidades, condados, distritos com fins especiais e agências de trânsito) também podem impor sobre as vendas e usar impostos de até 2% por cento para uma taxa combinada máxima total de 8,25 por cento.[12]

Texas é um "estado doador de impostos"; em 2005, para cada dólar que os texanos pagavam ao governo federal em impostos federais, o estado recebia cerca de US$ 0,94 em benefícios.[9] Para atrair investimentos, o Texas tem programas de incentivo no valor de US$ 19 bilhões por ano (2012); mais do que qualquer outro estado dos EUA.[13][14]

Em 2002, o governo estadual gastou 70,274 bilhões de dólares, tendo gerado 60,588 bilhões de dólares, a dívida governamental do Texas é de 24,008 bilhões de dólares, e a dívida per capita é de 1 104 dólares, o valor dos impostos estaduais per capita é de 1 319 dólares, e o valor dos gastos governamentais per capita é de 3 233 dólares.[carece de fontes?]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Mapa da distribuição da densidade populacional do Texas.
Crescimento populacional
Censo Pop.
1850212 592
1860604 215184,2%
1870818 57935,5%
18801 591 74994,5%
18902 235 52740,4%
19003 048 71036,4%
19103 896 54227,8%
19204 663 22819,7%
19305 824 71524,9%
19406 414 82410,1%
19507 711 19420,2%
19609 579 67724,2%
197011 196 73016,9%
198014 229 19127,1%
199016 986 51019,4%
200020 851 82022,8%
201025 145 56120,6%
Fonte: US Census[15][16][17]

Os habitantes do Texas, historicamente conhecidos como texianos, são atualmente nomeados, geralmente, de texanos. A população do Texas no censo de 2000 foi de 20 851 820 habitantes, com um crescimento de 23% em relação à população em 1990, de 16 986 510 habitantes. Uma estimativa realizada em 2005 estima a população em 22 859 968 habitantes, um crescimento de 34,5% em relação à população em 1990; de 9,6% em relação à população do Estado em 2000; e de 1,7% em relação à população estimada em 2004.

O crescimento populacional natural do Texas entre 2000 e 2005 foi de 1 155 182 habitantes - 1 948 398 nascimentos menos 793 216 óbitos. O crescimento populacional causado pela imigração foi de 663 161 habitantes, enquanto que a migração interestadual resultou no ganho de 218 722 habitantes. Entre 2000 e 2005, a população do Texas cresceu em 2 008 176 habitantes, e entre 2004 e 2005, em 388 419 habitantes.

7,8% da população do Texas possui menos de cinco anos de idade, 28,2% da população possui menos de 18 anos de idade, e 9,9% da população possui mais de 64 anos de idade. Mulheres compõem 50,4% da população do estado.

Raça e etnias[editar | editar código-fonte]

Mais de um terço dos habitantes do Texas são hispânicos. Alguns deles são imigrantes recentes do México, América Central ou da América do Sul - ou os descendentes diretos destes imigrantes. Já outros hispânicos, conhecidos como tejanos, são descendentes de mexicanos que viviam na região muito anteriormente da independência do Texas - ou, ao menos, por várias gerações.

Texa, década de 1930.

Outras etnias majoritárias no Texas incluem descendentes de alemães, poloneses, suecos, noruegueses, checos e franceses. A imigração destas etnias começou a partir da década de 1850, e continuou em números consideráveis até o fim da segunda guerra mundial. A influência destes imigrantes, vindas das mais diversas partes da Europa, sobrevive nos nomes das cidades, estilos arquitetônico, estilos musicais e na culinária da região.

Em tempos recentes, a população de asiáticos têm crescido na região, especialmente em Houston e em Dallas. Etnias incluem chineses, vietnamitas, filipinos, tailandeses e paquistaneses.

Atualmente, os brancos são maioria na população do estado. Devido à crescente imigração - especialmente de hispânicos - o Texas tornou-se o quarto estado norte-americano cuja população não terá uma maioria definida, em agosto de 2005. Se as taxas de imigração continuarem nos níveis atuais, os hispânicos serão a maioria por volta da década de 2030.

Composição racial da
população do Texas
2004 2003 2002 2001 2000
Total 22 490 022 22 103 374 21 723 220 21 334 855 20 851 790
Brancos (não hispânicos) 10 986 937 11 049 172 11 094 951 11 138 076 11 190 222
49,8% 50,4% 51,1% 51,8% 52,7%
Hispânicos 7 781 211 7 519 603 7 258 302 6 993 458 6 669 666
34,6% 34,0% 33,4% 32,8% 32,0%
Afro-americanos 2 535 285 2 500 125 2 463 047 2 426 088 2 378 444
11,3% 11,3% 11,3% 11,4% 11,4%
Asiáticos 695 293 666 261 636 223 604 846 567 526
3,1% 3,0% 2,9% 2,8% 2,7%
Nativos norte-americanos 77 662 76 071 74 538 72 762 70 405
0,3% 0,3% 0,3% 0,3% 0,3%
Duas etnias ou mais 210 349 203 238 196 159 188 529 178 812
0,9% 0,9% 0,9% 0,9% 0,9%

Os principais grupos étnicos do estado são: mexicanos (que compõem 24,3% da população), afro-americanos (11,5%), alemães (9,9%), ingleses (7,2%) e irlandeses (7,2%).

Religião[editar | editar código-fonte]

Percentagem da população do Texas por afiliação religiosa:
Total de Cristãos Protestantes Católicos Outras religiões Sem religião
86 % 57 % 29 % 2 % 12 %

Cultura[editar | editar código-fonte]

Símbolos do Estado[editar | editar código-fonte]

Principais cidades[editar | editar código-fonte]

Educação[editar | editar código-fonte]

Escritório principal da Texas Education Agency.

À época da independência do Texas, em 1836, do México, o Texas possuía poucas escolas públicas, a maioria em péssimo estado e que ensinavam apenas em espanhol. A falta de ensino primariamente anglófono de qualidade foi uma das razões da rebelião dos colonos americanos do Texas contra o governo mexicano. Em 1854, o já Estado americano de Texas instituiu um sistema estadual de ensino público escolar.

Atualmente, todas as instituições educacionais no Texas precisam seguir regras e padrões ditadas pelo Conselho Estadual de Educação do Texas. Este conselho controla diretamente o sistema de escolas públicas do Estado, que está dividido em diferentes distritos escolares. Cada cidade primária (city), diversas cidades secundárias (towns) e cada condado, é servida por um distrito escolar. Nas cidades, a responsabilidade de administrar as escolas é do distrito escolar municipal, enquanto que em regiões menos densamente habitadas, esta responsabilidade é dos distritos escolares operando em todo o condado em geral. O Texas permite a operação de escolas charter - escolas públicas independentes, que não são administradas por distritos escolares, mas que dependem de verbas públicas para operarem. Atendimento escolar é compulsório para todas as crianças e adolescentes com mais de seis anos de idade, até a conclusão do segundo grau ou até os dezoito anos de idade.

Em 1999, as escolas públicas do Estado atenderam cerca de 3,992 milhões de estudantes, empregando aproximadamente 267,9 mil professores. Escolas privadas atenderam cerca de 227,6 mil estudantes, empregando aproximadamente 19,8 mil professores. O sistema de escolas públicas do Estado consumiu cerca de 22,43 bilhões de dólares, e o gasto das escolas públicas foi de aproximadamente 6,2 mil dólares por estudante. Cerca de 77,2% dos habitantes do Estado com mais de 25 anos de idade possuem um diploma de segundo grau.

O Sistema de Universidades de Texas, estabelecido pela Constituição de Texas em 1876, consistia em nove universidades acadêmicas, seis instituições de saúde, bem como os quartéis-generais da empresa, em 2004. 182 752 estudantes estudaram em uma das instituições controladas pelo Sistema de Universidades de Texas, fazendo desta empresa um dos maiores sistemas de educação superior nos Estados Unidos. Em 2004, somente na Universidade de Texas em Austin, a maior das instituições administradas pelo Sistema de Universidades de Texas, foram registrados 50 377 estudantes.

O Texas possui atualmente 540 sistemas de bibliotecas públicas, que movimentam anualmente uma média de 4,2 livros por habitante. O Estado possui atualmente 200 instituições de educação superior, dos quais 109 são públicas e 91 são privadas. O Sistema de Universidades do Texas é o sistema público de instituições de educação superior do Texas, bem como o maior sistema educacional do Estado. A Universidade do Sudoeste é a instituição de educação superior mais antiga do Texas, tendo sido fundada em 1840, em Georgetown.

A Universidade do Texas em Austin já foi no passado a maior instituição de ensino superior de todo os Estados Unidos, mas atualmente, a universidade caiu para a terceira posição. É considerada a décima quinta melhor universidade do mundo [1]. Sete programas de doutorado estão entre os dez melhores do país, e um total de 22 programas de doutorado da Universidade de Texas em Austin aparecem entre os 25 melhores de todo os Estados Unidos. Em 2004, a University of Texas Southwestern Medical Center at Dallas foi considerada a décima sexta melhor escola médica dos Estados Unidos. Esta instituição de ensino superior formou 11 estudantes que posteriormente ganhariam o Prêmio Nobel.

O Sistema de Universidades do Texas A&M é a segunda maior sistema de instituições de ensino superior do Texas. Sua sede é a Universidade do Texas A&M, localizada em College Station, e é a instituição de educação superior mais antiga do estado. As pesquisas realizadas pela A&M recebem geralmente mais verbas do governo, e a A&M está entre as dez melhores no país, em pesquisas e estudos. Além disso, a A&M é também uma das dez maiores sistema de instituições de ensino superior do país.

O Sistema de Universidades de Houston é o maior sistema de instituições de educação superior urbana na costa do Golfo do México, além de ser o terceiro maior sistema de instituições de ensino superior do Texas. Este sistema administra quatro diferentes universidades, das quais três delas estão localizadas em Houston. A sede deste sistema é a Universidade de Houston. Está especializado em supercondutividade, na indústria aeroespacial, na engenharia biológica, economia, educação, exploração petrolífera e administração. Além disso, a UH Law Center's Health Law and Policy Institute, que ensina direito, é considerada a melhor do país na área, com a Property Law Program em quinto.

Também localizada em Houston é o Centro Médico de Texas, a maior concentração de pesquisas, estudos e instituições relacionados com saúde, tais como a Faculdade Baylor de Medicina, University of Texas Health Science Center at Houston e a The University of Texas M. D. Anderson Cancer Center. A University of Texas M. D. Anderson Cancer Center é considerada uma das insituições de ensino superior mais produtivas e qualificadas do mundo na área - tratamento de câncer.

Além disso, Houston abriga sedes de várias instituições de ensino superior privadas, tais como a Universidade Rice, que possui o maior número de estudantes estudando economia e finanças do mundo.

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

O High Five Interchange em Dallas é um intercâmbio de cinco níveis.

Os texanos historicamente tiveram dificuldades em atravessar o Texas devido ao grande tamanho e ao terreno acidentado do estado. O Texas compensou construindo o maior sistema rodoviário e ferroviário dos Estados Unidos. A agência reguladora, o Departamento de Transportes do Texas (Em inglês: TxDOT), mantém o imenso sistema rodoviário do estado, regula a aviação,[18] e sistemas de transporte público.[19]

Localizado centralmente na América do Norte, o estado é um importante centro de transportes. Da área de Dallas/Fort Worth, os caminhões podem alcançar 93% da população do país em 48 horas e 37% em 24 horas.[20] Texas tem 33 zonas de comércio exterior (FTZ), a mais no país.[21] Em 2004, um total combinado de US$ 298 bilhões em mercadorias passou pelas FTZs do Texas.[21]

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Placa de trânsito com "Welcome to Texas" (Bem-vindo ao Texas)

A primeira autoestrada do Texas foi a Gulf Freeway inaugurada em 1948 em Houston.[22] A partir de 2005, 79 535 milhas (127 999 km) de estradas públicas entrecruzadas no Texas (Eram 71 000 milhas (114 263 km) em 1984).[23] Para financiar o crescimento recente nas rodovias estaduais, o Texas possui 17 rodovias com pedágios, com várias propostas adicionais de pedágio.[24] No centro do Texas, a seção sul da rodovia estadual 130 tem um limite de velocidade de 85 milhas por hora (137 km/h), a mais alta da nação.[25] Todas as estradas federais e estaduais no Texas estão pavimentadas.

Aeroportos[editar | editar código-fonte]

Texas tem 730 aeroportos, o segundo mais de qualquer estado do país. Maior do Texas em tamanho e passageiros atendidos, Aeroporto Internacional de Dallas/Fort Worth (Em inglês: DFW) é o segundo maior por área nos Estados Unidos, e quarto no mundo com 18 076 acre(s)s (73 km2).[26] No tráfico, DFW é o mais movimentado do estado, o quarto mais movimentado dos Estados Unidos,[27] e sexto em todo o mundo.[28] American / American Eagle da American Airlines Group, a maior companhia aérea do mundo no total de passageiros-milhas transportadas e tamanho da frota de passageiros,[29] usa DFW como seu maio e ligação principal. Southwest Airlines, sediada em Dallas, tem suas operações no Dallas Love Field.[30] Ela é considerada a maior companhia aérea dos Estados Unidos por número de passageiros transportados internamente por ano e a maior companhia aérea do mundo em número de passageiros transportados.[31]

A segunda maior instalação aérea do Texas é o Aeroporto Intercontinental George Bush de Houston (IAH). Ele serviu como a maior ligação da antiga Continental Airlines, sediada em Houston; serve como a maior ligação da United Airlines, a terceira maior companhia aérea do mundo, em milhas voadas.[32][33] IAH oferece serviços para os destinos mais mexicanos de qualquer aeroporto dos EUA.[34][35] Os próximos cinco maiores aeroportos do estado, todos atendem a mais de 3 milhões de passageiros anualmente; incluem o Aeroporto Internacional de Austin-Bergstrom, o Aeroporto William P. Hobby, o Aeroporto Internacional de San Antonio, o Dallas Love Field e o Aeroporto Internacional de El Paso. O menor aeroporto do estado a ser designado aeroporto internacional é o Aeroporto Internacional Del Rio.

Portos[editar | editar código-fonte]

Cerca de 1.150 portos marítimos pontilham a costa do Texas com mais de 1 000 milhas (1 600 km) de canais.[36] Os portos empregam quase um milhão de pessoas e processam uma média de 317 milhões de toneladas.[37] Os portos do Texas se conectam com o restante da costa atlântica dos EUA com a seção do Golfo da via navegável intracostal.[36] O Porto de Houston hoje é o porto mais movimentado dos Estados Unidos em tonelagem estrangeira, o segundo em termos de tonelagem geral e o décimo mundial em tonelagem.[38] O Houston Ship Channel se estende por 530 pés (160 m) estendido por 45 pés (14 m) com profundidade de 50 milhas (80 km) de comprimento.[39]

Ferrovias[editar | editar código-fonte]

Parte da tradição dos cowboys do estado é derivada das enormes manadas de gado que seus fazendeiros organizaram no século XIX para levar gado a ferrovias e mercados no Kansas, para embarque para o leste. As cidades ao longo do caminho, como Baxter Springs, a primeira cidade de vacas no Kansas, desenvolveram-se para lidar com os trabalhadores sazonais e com dezenas de milhares de cabeças de gado sendo conduzidas.

A primeira ferrovia a operar no Texas foi a Ferrovia Buffalo Bayou, Brazos e Colorado, inaugurada em agosto de 1853.[40] A primeira ferrovia a entrar no Texas a partir do norte, concluída em 1872, foi a ferrovia Missouri-Kansas-Texas.[41] Com o aumento do acesso às ferrovias, os fazendeiros não precisavam levar seu gado até o meio-oeste e embarcavam carne bovina para fora do Texas. Isso causou um declínio nas economias das cidades vaqueiras.

Desde 1911, o Texas liderou a nação em extensão de milhas ferroviárias dentro do estado. Comprimento ferroviário do Texas atingiu o pico em 1932 em 17 078 milhas (27 000 km), mas declinou para 14 006 milhas (23 000 km) em 2000. Enquanto a Comissão Ferroviária do Texas originalmente regulava as ferrovias estaduais, em 2005, o estado reprojetou esses deveres para o TxDOT.[42]

Dallas e Houston possuem sistemas de veículo leve sobre trilhos. A Dallas Area Rapid Transit (DART) construiu o primeiro sistema ferroviário leve no sudoeste dos Estados Unidos, concluído em 1996.[43] O serviço ferroviário suburbano Trinity Railway Express (TRE), que liga Fort Worth e Dallas, é fornecido pela Agência de Transporte de Fort Worth (o T) e pelo DART.[44] Na área de Austin, a Agência de Transporte Metropolitano de Capital opera um serviço ferroviário suburbano conhecido como Capital MetroRail para os subúrbios do noroeste. A Agência de Trânsito Metropolitano do Condado de Harris, no Texas (METRO), opera linhas ferroviárias leves na área de Houston.

Amtrak fornece ao Texas um serviço ferroviário de passageiros interurbano limitado. Três rotas programadas atendem ao estado: o diário Texas Eagle (Chicago-San Antonio); o trissemanal Sunset Limited (Nova Orleans-Los Angeles), com paradas no Texas; e o diário Heartland Flyer (Fort Worth-Oklahoma City).

Referências

  1. Correia, Paulo (Direção-Geral da Tradução – Comissão Europeia) (Verão de 2015). «Os estados dos Estados Unidos da América» (PDF). «a folha» – Boletim da língua portuguesa nas instituições europeias (n.º 48). ISSN 1830-7809. Consultado em 24 de setembro de 2015. 
  2. a b c «GCT-PH1 - Population, Housing Units, Area, and Density: 2010 - State -- County / County Equivalent» (em inglês). United States Census Bureau. Consultado em 13 de setembro de 2011. 
  3. US Government Revenue
  4. «Annexation of Texas» (em inglês). Handbook of Texas. Consultado em 27 de fevereiro de 2010. 
  5. Davis, Lucile (2003). Caddo of Texas. [S.l.]: Rosen Publishing. p. 5 
  6. L., FRY, PHILLIP (15 de junho de 2010). «TEXAS, ORIGIN OF NAME». Handbook of Texas (em inglês). Texas State Historical Association. Consultado em 18 de junho de 2018. 
  7. F., DE LA TEJA, JESUS (15 de junho de 2010). «NEW PHILIPPINES». Texas State Historical Association (em inglês). Handbook of Texas (online ed.). Consultado em 17 de junho de 2018. 
  8. D. W. Meinig, Imperial Texas: An Interpretive Essay in Cultural Geography (1969)
  9. a b c «Texas». Research Areas. The Tax Foundation. 2010. Consultado em 15 de outubro de 2010. 
  10. «State Individual Income Taxes». Federation of Tax Administrators. Consultado em 12 de outubro de 2008.. Cópia arquivada em 3 de outubro de 2008 
  11. «Why does Texas (Taxus) have the highest property taxes and 3rd highest sales tax?». Alltaxtips.com. 9 de maio de 2011. Consultado em 15 de agosto de 2011. 
  12. «FAQ: Texas Sales Tax». Window.state.tx.us. Consultado em 10 de janeiro de 2011. 
  13. Story (1 de dezembro de 2012). «Lines Blur as Texas Gives Industries a Bonanza». The New York Times 
  14. «UNITED STATES OF SUBSIDIES, Texas». The New York Times. 1 de dezembro de 2012 
  15. «GCT-PH1 - Population, Housing Units, Area, and Density: 2010 - State -- County / County Equivalent» (em inglês). United States Census Bureau. Consultado em 11 de setembro de 2011. 
  16. «GCT-PH1-R - Population, Housing Units, Area, and Density (geographies ranked by total population): 2000 - Geography: State -- County - State -- County / County Equivalent» (em inglês). United States Census Bureau. Consultado em 15 de agosto de 2011. 
  17. «Censo histórico do Texas (1900 a 1990)» (em inglês). United States Census Bureau. Consultado em 18 de junho de 2010. 
  18. «Aviation Division». Texas Department of Transportation. Consultado em 22 de julho de 2009. 
  19. «Transportation Division». Texas Department of Transportation. Arquivado do original em 1 de maio de 2008 
  20. «5 Reasons To Choose the Dallas/Fort Worth Metroplex As A Distribution Hub» (PDF). JDF Distribution. Arquivado do original (PDF) em 28 de outubro de 2008 
  21. a b «Texas and General Foreign Trade Zones Information» (PDF). Office of the Governor of Texas. Agosto de 2007. Arquivado do original (PDF) em 14 de fevereiro de 2015 
  22. «Interstate 45 South, the Gulf Freeway». TexasFreeway.com. 28 de maio de 2001 
  23. «LoneStarRoads – Highways of Texas». AARoads. 9 de fevereiro de 2008 
  24. «Global List of Toll Facilities – United States». International Bridge, Tunnel and Turnpike Association. 2005. Arquivado do original em 13 de janeiro de 2009 
  25. Owens, Owens; Sunseri, Gina (24 de outubro de 2012). «Speeding Through Texas: Going 85 MPH on the Nation's Fastest Highway». ABCNews.com. Consultado em 28 de outubro de 2012. 
  26. «Facts about DFW». Dallas/Fort Worth International Airport. Arquivado do original em 12 de setembro de 2008 
  27. Jennifer LeClaire. «10 Great Places for Aviation and Aerospace». Southern Business and Development. Arquivado do original em 6 de julho de 2011 
  28. «Dallas-Fort Worth International Airport». USAToday. Arquivado do original em 30 de junho de 2007 
  29. Investor Relations. «American Airlines | Investor Relations | News Release». Phx.corporate-ir.net 
  30. «We Weren't Just Airborne Yesterday». Southwest Airlines. 2 de maio de 2007 
  31. International Air Transport Association. «Scheduled Passengers Carried». Arquivado do original em 28 de setembro de 2007 
  32. «United Continental Holdings, Inc. – Investor Relations – News». Ir.unitedcontinentalholdings.com. 8 de janeiro de 2014. Arquivado do original em 18 de março de 2014 
  33. Com base na medida padrão do setor de passageiro-quilômetro/milhas de receita liquida.
  34. «About George Bush Intercontinental Airport». Houston Airport System. Arquivado do original em 13 de outubro de 2007 
  35. «Houston Emerges As The Premier Gateway In The U.S. For Travelers To Mexico» (Nota de imprensa). Houston Airport System. 12 de abril de 2005. Arquivado do original em 28 de setembro de 2007 
  36. a b «About Texas Ports». Texas Ports Association 
  37. «Benefits of Texas Ports». Texas Ports Association 
  38. «General Information». The Port of Houston Authority. 31 de março de 2008. Arquivado do original em 9 de maio de 2008 
  39. "Welcome to the Houston-Galveston Navigation Channel Project Online Resource Center" (descrição), United States Army Corps of Engineers, Dezembro de 2005, United States Army Corps of Engineers Arquivado em 9 de janeiro de 2009 no Wayback Machine.
  40. C., WERNER, GEORGE (12 de junho de 2010). «BUFFALO BAYOU, BRAZOS AND COLORADO RAILWAY». Texas State Historical Association (em inglês). Handbook of Texas (online ed.). Consultado em 17 de junho de 2018. 
  41. L., HOFSOMMER, DONOVAN (15 de junho de 2010). «MISSOURI-KANSAS-TEXAS RAILROAD». Texas State Historical Association (em inglês). Handbook of Texas (online ed.). Consultado em 18 de junho de 2018. 
  42. «Former Rail Division». Texas Railroad Commission. 1 de outubro de 2005. Consultado em 4 de maio de 2008.. Arquivado do original em 6 de maio de 2008 
  43. Myerson, Allen R. (14 de junho de 1996). «Dallas Opening Southwest's First Rail Transit». New York Times. Consultado em 11 de maio de 2008.. Arquivado do original em 19 de setembro de 2008 
  44. «Trinity Railroad Express». Consultado em 11 de junho de 2008. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Texas