Tchecos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tchecos
Češi
Vratislaus IICharles IVJan Hus

ComeniusFrantišek PalackýJan Evangelista Purkyně
Alfons Mucha

Antonín DvořákTGM
População total

República Checa 6 732 104 – 9 246 784

Regiões com população significativa
 Eslováquia: 46,000

 Argentina: 38,000
 Austrália: 21,196[1]
 Áustria: 20,000<  Israel: 8,000
 Suécia: 7,175 (2001)
 Irlanda: 5,278[2]
Flag of Spain.svg Espanha: 5,622 (2006)
 Rússia: 5,000–6,000
 Brasil: 5,000[3]
 Países Baixos: 3,500
 Romênia: 3,339 (2002)
 Polónia: 3,000
África do Sul: 2,300
 Sérvia: 2,211 (2002)
 México: 2,000
 Bósnia e Herzegovina: 600–1,000[4]
 Bulgária: 436
in the Czech Republic include

Línguas
Religiões

Os tchecos ou checos (em checo: češi) são um povo eslavo ocidental da Europa Central, vivendo predominantemente na República Tcheca. Pequenas populações de tchecos vivem também na Eslováquia (cerca de 45 mil), Áustria (cerca de 20 mil), Estados Unidos (cerca de 1,26 milhão), Canadá (cerca de 80 mil), Alemanha (cerca de 50 mil), Rússia (cerca de seis mil), Austrália (cerca de 20 mil), Suíça (cerca de 20 mil), Ucrânia (cerca de onze mil), França (cerca de onze mil), Croácia (cerca de onze mil), Israel (cerca de oito mil), Suécia (cerca de sete mil), Bulgária (cerca de oito mil), Reino Unido (cerca de seis mil), Brasil (cerca de cinco mil)[5], além de outros países. Eles falam a língua tcheca, que é muito próxima da eslovaca.

Os tchecos são descendentes de antigas tribos eslavas que habitaram a região da Boêmia a partir do século VI. Eles eram chamados até o começo do século XX de boêmios quando o termo foi gradualmente substituído pelo atual.

Um pequeno número de habitantes da antiga província da Morávia no leste do país se auto-consideram membros da distinta nação moraviana. Eles falam dialetos moravianos da língua tcheca.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]