Eslavos orientais

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Eslavos do Leste, século IX.

Os eslavos orientais ou eslavos do leste foram um grupo étnico que evoluiu nos povos russo, ucraniano e bielorrusso. Cada uma das várias nacionalidades da Rússia tem uma história separada e origens complexas. As origens históricas do estado russo, no entanto, partilham raízes com os eslavos orientais e os povos fino-úgricos assimilados no nordeste da Europa.

Povoamento das Planícies da Europa Oriental[editar | editar código-fonte]

Pouco se sabe sobre os eslavos orientais antes do século IX. A razão para isto vem da falta de uma linguagem escrita (o cirílico só foi criado por volta de 863 especialmente para ser adotado pelos eslavos) e do facto de as terras onde se estabeleceram serem muito remotas em relação a terras onde já se conhecia a escrita. O pouco que é conhecido vem de escavações arqueológicas, de visitantes estrangeiros que ocasionalmente visitavam a área e de resultados de análises comparativas de línguas eslavas por linguistas. Exceto pelo controverso Livro de Veles, existem muito poucos documentos russos datadas de antes do século XI, e nenhum de antes do século IX. O mais antigo manuscrito conhecido contendo informação sobre a História da Rússia é a Crônica Primária, escrita entre o fim do século XI e o começo do século XII. Fala sobre as doze plemena (uniões tribais ou nações) que se estabeleceram no século IX entre o Mar Báltico e o Mar Negro. Estas plemenas são os polanos, drevlianos, dregoviques, radimiques, viatiques, criviques, ilmenianos (eslovenos), dulebes (depois conhecidos como volínios buzanos) croatas brancos, severianos, uliques e os tivertsi.

Com base em evidências arqueológicas e linguísticas, alguns historiadores acreditam que se formaram como um grupo étnico em meados do II milênio a.C. na área que hoje é dividida entre a Polônia, Eslováquia, República Tcheca, noroeste da Ucrânia e oeste da Bielorrússia. No século VIII a.C., os eslavos entraram na Idade do Ferro e iniciaram sua expansão gradual para o leste e para o sul.

Nos séculos seguintes, colonos eslavos se encontraram com muitos outros grupos étnicos que viviam ou se moveram para a Planície da Europa Oriental. O mais bem conhecido desses grupos eram os nômades citas, que ocuparam a região da actual Ucrânia e sul da Rússia durante aproximadamente os séculos VI e II a.C. e cujas habilidades como guerreiros são legendárias. No século I a.C. os citas desapareceram, porém este termo foi utilizado algumas vezes em documentos romanos posteriores para se referir aos eslavos orientais. Entre os séculos I e IX, passaram, em suas migrações pela região, os godos, hunos, ávaros e magiares.

Apesar de alguns deles terem subjugado os eslavos na região, estas tribos tiveram pouca ou nenhuma importância. O mais significativo deste período foi a expansão dos Eslavos, os quais eram agricultores e apicultores assim como caçadores, pescadores, pastores e armadilheiros. No século VI, os eslavos eram o grupo dominante no Leste Europeu. Em 600, os Eslavos se dividiram linguisticamente em ramos meridionais, ocidentais e orientais. Os Eslavos Orientais se estabeleceram ao longo do rio Dniepre onde é hoje a Ucrânia; eles, então, se espalharam em direção ao norte nas bacias dos rios Dniestre setentrional e Bug Ocidental, nas actuais Moldávia e Ucrânia. Sua localização os possibilitou controlar as rotas comerciais entre a Escandinávia e os restos orientais do Império Romano, particularmente o Império Bizantino e as colônias gregas na costa norte do Mar Negro. Eles mantiveram relações comerciais tanto com os viquingues como com os bizantinos. Kiev, a futura capital de Rus', foi estabelecida no século V-VI como uma fortaleza que controlava o Rio Dniepre e foi utilizada para coletar taxas dos barcos vindos de Bizâncio. Muitas outras cidades foram construídas nos 500 anos seguintes.

Nos séculos VIII e IX, algumas tribos eslavas pagaram tributos aos cazares, um povo de língua turca cuja casta governante adotou o judaísmo no fim do século VIII ou no século IX e que vivia nas regiões do baixo Volga e do Cáucaso.

História da Rússia
Flag of Russia.svg
Eslavos orientais
Cazares
Rússia de Quieve
Principado de Vladimir-Susdália
Bulgária do Volga
Invasão Mongol
Canato da Horda Dourada
Grão-Principado de Moscou
Canato de Cazã
Czarado da Rússia
Opríchnina
Império Russo
Revolução de 1905
Revolução de 1917
Revolução de Fevereiro
Revolução de Outubro
Guerra Civil
União Soviética
Era Stalin
Era Khrushchov
Era da Estagnação
Corrida espacial
Perestroika e Glasnost
Federação da Rússia
edite esta caixa