Rdio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rdio
Razão social Rdio Inc.
Privada
Slogan Unlimited Music. Everywhere.
Indústria Streaming
Fundação 3 de agosto de 2010
Fundador(es) Niklas Zennström e Janus Friis
Encerramento 22 de dezembro de 2015
Sede São Francisco, California
Estados Unidos
Área(s) servida(s) Vários Países[1]
Presidente Drew Larner
Pessoas-chave Drew Larner, CEO
Carter Adamson, COO
Produtos Streaming
Website oficial www.rdio.com

Rdio foi um serviço de streaming de músicas extinto em 2015. Permitia escutar músicas pesquisando por artista, álbum ou listas de reprodução criadas pelos usuários. Esteve disponível em sua plataforma online, em aplicativos clientes para sistemas operacionais Microsoft WindowsMac OS X e em aplicativos para iOS, Android, Windows Phone, BlackBerry e Google Chromecast, que desempenham uma função de cache para reprodução offline. Houve também clientes para o Sonos e Roku. O serviço contou com mais de 35 milhões de músicas em sua biblioteca.

História[editar | editar código-fonte]

O Rdio foi criado pelos fundadores do Skype Niklas Zennström e Janus Friis. O teste beta privado foi disponível em 3 de agosto de 2010. Os fundadores também foram responsáveis pela rede de compartilhamento de arquivos Kazaa.

No dia 16 de novembro de 2015, decretou falência e suas atividades foram encerradas no dia 22 de dezembro de 2015. [2][3]

Referências

  1. Rdio.com. «Rdio - Disponibilidade». Consultado em 4 de março de 2014. 
  2. «Rdio will shut down for good in one week». Engadget. AOL Inc. Consultado em 16 de dezembro de 2015. 
  3. «Rdio vai fechar as portas;eis como exportar suas playlists» 

Links externos[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Internet é um esboço relacionado ao Projeto Internet. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.