Rádio São Paulo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Rádio São Paulo
Rádio São Paulo Ltda
País Brasil Brasil
Frequência(s) FM 79.5 MHz
Sede São Paulo SP
Fundação 1934
Fundador João Batista do Amaral
Paulo Machado de Carvalho
Pertence a Igreja Universal do Reino de Deus
Proprietário(s) Edir Macedo[1][2]
Gênero religioso, jornalismo, esportes
Afiliações Rede Aleluia
Idioma Língua Portuguesa
Prefixo ZYK 689
Prefixo(s) anterior(es) PRA 5
PRB 24
ZYE 95
ZYR 217
Dados técnicos Potência: 50 kW
Página oficial [1]

Rádio São Paulo é uma estação de rádio brasileira. Sediada em São Paulo, ela opera no dial FM na frequência 79.5 MHz, já operou por muitos anos em AM 960 KHz. Atualmente pertence à Igreja Universal do Reino de Deus e funciona em conjunto com a 99.5 FM. Seus transmissores estão localizados na Torre Grande Avenida, onde está a antena da RecordTV. [3]

História[editar | editar código-fonte]

A emissora surgiu a partir da Rádio Club de São Paulo, fundada em 1924 por João Batista "Pipa" do Amaral e extinta em 1930. A Rádio São Paulo PRA 5 foi fundada em 1934 pelo próprio João Batista do Amaral e por seu cunhado Paulo Machado de Carvalho. No mesmo ano, estreou o programa humorístico A Cascatinha do Genaro.[4]

Em 25 de janeiro de 1936, no aniversário de São Paulo, o repórter João Ferreira Fontes iniciou o serviço de reportagem volante, fato inédito no Brasil e na América do Sul, cobrindo as festividades pela cidade. Posteriormente a emissora especializou-se em radionovelas[5], mantendo um grande elenco de radioatores e autores, como Oduvaldo Vianna e Waldemar Ciglioni, chegando a transmitir 16 radionovelas diárias.[6]

Em 1940 juntou-se às Emissoras Unidas controladas por Paulo Machado de Carvalho, entre as quais faziam parte a Rádio Record a Rádio Cultura e a Rádio Excelsior, e viriam a fazer parte a Rádio Panamericana e a Rádio Bandeirantes.[7] Foi na Rádio São Paulo onde em 1972, um desconhecido locutor chamado Eli Corrêa iniciou sua trajetória de sucesso no rádio.[8]

Em meados da década de 1970, a família Saad, da Rede Bandeirantes, assumiu a emissora e a rebatizou como Rádio Jornal de São Paulo,[9] que foi assim chamada até 1981, quando voltou a se chamar Rádio São Paulo, que no ano seguinte mudou-se para a frequência de 960 kHz, antes pertencente à Rádio Difusora.[10] Em 1989 a emissora foi vendida para Edir Macedo. Atualmente transmite a programação da Igreja Universal do Reino de Deus transmitida pela Rede Aleluia. A emissora tem uma programação religiosa e de jornalismo.

Em agosto de 2022, a emissora foi autorizada a operar em 79.5 MHz do FM Estendido em caráter experimental, e entrou no ar em outubro do mesmo ano. [11] [12]

Referências

  1. «A verdade sobre a Igreja Universal!». members.fortunecity.com. Consultado em 12 de fevereiro de 2011 
  2. «Morre Paulinho Machado de Carvalho». estadao.com.br. Consultado em 12 de fevereiro de 2011 
  3. «Rádio São Paulo tem sua migração AM-FM autorizada pela Anatel na capital paulista». tudoradio.com 
  4. MELO, José Marques de (2004). São Paulo na Idade Mídia. São Paulo: Arte & Ciência. p. 133. ISBN 8574731498 
  5. «Os galãs da Rádio São Paulo - Diário do Grande ABC». Jornal Diário do Grande ABC 
  6. MELO, José Marques de (2004). São Paulo na Idade Mídia. São Paulo: Arte & Ciência. p. 138. ISBN 8574731498 
  7. «paulinho-machado-de-carvalho-morre-aos-86-ano». tnonline.com.br. Consultado em 24 de janeiro de 2011 
  8. «Eli Corrêa - Biografia» 
  9. «Presidência da República - Decreto de 26/07/2010» 
  10. «Diário Oficial da União (DOU) de 12/02/1982, pág 69, seção 1» 
  11. «Mapa da atualização». tudoradio.com 
  12. «Rádio São Paulo tem sua migração AM-FM autorizada pela Anatel na capital paulista». tudoradio.com 


Ver também[editar | editar código-fonte]