Scalla FM

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Scalla FM
Sistema Maior de Comunicação Ltda.
País  Brasil
Cidade de concessão Cubatão, SP
Frequência(s) FM 102.9 MHz
Sede Cubatao bandeira.png Cubatão, SP
Pertence a Rede Mundial de Comunicações
Proprietário(s) Paulo Masci de Abreu
Gênero Easy Listening
Idioma (português brasileiro)
Prefixo ZYU 943
Cobertura Baixada Santista

Scalla FM é uma estação de rádio brasileira, Entre 2011 e 2013, operou na frequência de 102.9 MHz. Sua sintonia era restrita ao município de Cubatão, sede da sua concessão, mas após ajustes técnicos recentes a cobertura foi ampliada para as outras cidades da Baixada Santista[1], devido a mudança de sua classe de operação de B1 para A3, tendo o seu contorno protegido ampliado de 16,5 Km para 30 Km, ou seja, abrangendo com um sinal local todas as cidades da Baixada Santista.[2] Ela executa programação musical orquestrada (Easy Listening).

Desde que passou a ser administrada pela Rede Mundial de Comunicações, a Scalla FM tem tido um histórico intermitente no dial paulistano, sem conseguir se firmar continuamente no ar e passando por diferentes frequências, como 102.1 MHz (ocupado atualmente pela Estilo FM), 100.5 MHz (voltado para a Top FM em Sorocaba), 95.7 MHz (ocupado atualmente pela Rádio Mundial FM) e 92.5 MHz (ocupado atualmente pela Kiss FM).[3][4][5] Desde então, ela transmite desde Sumaré para a região de Campinas nos 96.7 MHz. [6]


Histórico[editar | editar código-fonte]

O nome e o formato de programação da emissora foram inspirados na antiga Scalla FM de São Paulo (Rádio Diário do Grande ABC S.A.), emissora que foi comprada pela Igreja Universal do Reino de Deus na metade dos anos 1990. Esta nova versão, lançada pela Rede Comunicações Brasil Sat (atual Rede Mundial de Comunicações), ocupava inicialmente a frequência 100.5 MHz. Porém, a estação jamais conseguiu estabilidade para permanecer no ar no dial paulistano, tampouco operar em uma frequência fixa na FM.[3][4]

Sintonizada em 102.1 MHz no começo da década de 2000, cedeu a frequência para a Kiss FM em 2001.[5] Foi para a frequência 100.5 MHz, mas acabou saindo do ar ainda naquele ano.[7] Em meados de 2002, migrou para 92.5 MHz, antiga Rádio Marconi.[8] Em 2008, novamente a Scalla FM saiu do dial paulistano, cedendo lugar a Mit FM.[9]

Desde então, a Scalla FM está ausente do mercado radiofônico da Grande São Paulo, e a Rede Mundial de Comunicações tem procurado uma vaga no dial paulistano.[10]

Em julho de 2009, esse grupo midiático obteve permissão para explorar serviço de radiodifusão sonora em FM na cidade de Junqueirópolis, tendo conseguido mudar posteriormente para Cubatão.[11][12] Desse modo, a Scalla FM teve seu alcance restrito a Baixada Santista.[10] Atualmente a frequência 102.9 é ocupada pela Kiss FM,[13] e a emissora é transmitida para a região de Campinas nos 96.7 MHz, em Sumaré. [14]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Rádio é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.