Rádio Brasil Atual

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rádio Brasil Atual
País  Brasil
Cidade de concessão Mogi das Cruzes
Frequência(s)
Sede Band MCruzes.jpg Mogi das Cruzes, SP
Fundação 28 de agosto de 2012 (6 anos)
Fundador Fundação Sociedade,Comunicação,Cultura e Trabalho
Pertence a Fundação Sociedade, Comunicação, Cultura e Trabalho
Formato Emissora de rádio Comercial
Idioma Português
Prefixo ZYW 663
Emissoras irmãs TV dos Trabalhadores
Cobertura Grande São Paulo,região metropolitana de São Paulo e Vale do Paraíba
Dados técnicos Potência: 6 kW [1]
Classe: A1
RDS: Sim
Página oficial www.redebrasilatual.com.br/radio

Rádio Brasil Atual é uma emissora de rádio brasileira sediada em Mogi das Cruzes, que operando nos 98.9 MHz em FM, para ouvintes da Região Metropolitana de São Paulo. A rádio também pode ser sintonizada em 93.3 MHz (Baixada Santista) e 102.7 MHz (Noroeste Paulista).[2]

A Rádio Brasil Atual pertence à Fundação Sociedade, Comunicação, Cultura e Trabalho, entidade mantida pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em conjunto com o Sindicato dos Bancários de São Paulo e a Central Única dos Trabalhadores (CUT).[2][3][4] As entidades também são associadas na Editora Atitude. A Editora é responsável pela produção da Revista do Brasil,[5] criada em 2006, e pelo portal Rede Brasil Atual. [6] A Fundação detém a outorga das concessões da [[TV dos Trabalhadores] (TVT), o primeiro canal aberto conduzido por entidades de trabalhadores no Brasil, criada em 2010, e também da Rádio Brasil Atual, que entrou no ar, em agosto de 2012. [3]

A programação da Rádio Brasil Atual é composta por notícias - um jornal diário, boletins informativos da Empresa Brasil de Comunicação e dois programas da TV dos Trabalhadores (Bom Para Todos e Melhor e Mais Justo) adaptados para rádio - mesclados com música brasileira.[2]

História[editar | editar código-fonte]

A experiência da Rádio dos Bancários, nos anos 1990 (1992-1994, pela rádio Gazeta AM, de São Paulo) apontou alguns caminhos para o radiojornalismo alternativo, ligado aos movimentos sociais, bem como à defesa dos direitos humanos e dos trabalhadores. No começo dos anos 2000, a CUT e seus principais sindicatos voltaram a investir firmemente em comunicação. O projeto de radiojornalismo que daria origem à rádio Brasil Atual nasceu em 2004, no programa Jornal dos Trabalhadores, da Rádio Nove de Julho 1600 AM. O programa, que também era transmitido pela Rádio Brasil de Campinas e por uma rede de emissoras comunitárias. Posteriormente, o programa passou a se chamar Jornal Brasil Atual e, em 2007, passou a ser transmitido em FM (primeiro, pela 94,1 FM e, depois, pela 98,1 FM). Em 2012, a rádio ganhou "casa própria", com o início das atividades na Rede Brasil Atual de Rádio (98,9 FM São Paulo; 93,3 FM Litoral Paulista; 102,7 FM Noroeste Paulista).[6]

A Rádio Brasil Atual consolidou seu núcleo de jornalismo, e duas de suas jornalistas receberam o Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos. [7]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Rádio é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.