Rede Transamérica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Transamérica FM)
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox important.svg
Este artigo ou seção parece estar escrito em formato publicitário ou apologético.
Por favor ajude a reescrever este artigo para que possa atingir um ponto de vista neutro, evitando assim conflitos de interesse.
Para casos explícitos de propaganda, em que o título ou todo o conteúdo do artigo seja considerado como um anúncio, considere usar {{spam}}, regra n° 6 da eliminação rápida.
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde janeiro de 2016)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde janeiro de 2016).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Rede Transamérica
{{{alt}}}
Transamérica Produções Ltda.
País  Brasil
Cidade de concessão São Paulo, São Paulo
Frequência(s) Belo Horizonte - 88.7 MHz
Recife - 92.7 MHz
Curitiba - 95.1 MHz e 100.3 MHz
São Paulo, Brasília e Salvador - 100.1 MHz
Rio de Janeiro - 101.3 MHz
Canais Sky: Canal 788
Sede São Paulo
Slogan A sua rádio onde você estiver
Fundação 22 de agosto de 1973 (1973-08-22)
Fundador Aloysio de Andrade Faria
Pertence a Grupo Alfa
Proprietário(s) Aloysio de Faria
Formato Rede de rádio comercial
Género Música pop
Faixa etária publico 20 a 34 anos
Idioma Português
Prefixo ZYD 803
Cobertura 150
Potência 400
RDS Sim
Webcast Ouvir o sinal online
Página oficial radiotransamerica.com.br

Rede Transamérica é uma rede brasileira de rádio FM[1]. Existem três vertentes da rede: Transamérica Pop, Transamérica Hits e Transamérica Light. A Transamérica Pop é dirigida ao público jovem, das classes socioeconômicas A, B e C, de 20 a 34 anos, e está presente nas principais cidades brasileiras. A Transamérica Hits apresenta uma programação eclética, voltada ao segmento popular, atingindo uma faixa etária mais abrangente, dos 15 aos 39 anos. A Transamérica Light é dirigida ao público adulto qualificado, com mais de 30 anos, das classes socioeconômicas A e B.

História[editar | editar código-fonte]

A primeira emissora Transamérica foi inaugurada em Recife, no ano de 1976. Hoje está presente nas principais cidades do país, e tornou-se um grupo de comunicação referência no meio rádio. Com o advento das emissoras jovens na década de 1980, a Transamérica conquistou uma elevada fatia do mercado, liderando a audiência em São Paulo. É precursora de um formato de programação de sucesso, graças ao conteúdo produzido e pela realização de promoções inéditas, até hoje reverenciadas pelos ouvintes.

Com o início das transmissões via satélite, na década de 1990, a Transamérica tornou-se a primeira rede de rádios FM a gerar sua programação ao vivo simultaneamente para várias localidades. Assim, ocorreu o fortalecimento e a ampliação da Rede Transamérica em todo o Brasil.

No final da década de 1990, a Transamérica implementou uma estratégia de crescimento, com o lançamento de formatos diversificados de programação, transmitidos via satélite para públicos distintos. Com novas possibilidades artísticas, a emissora expandiu sua atuação nacional através do sistema de franquias. Foram lançadas as vertentes Transamérica Hits, Transamérica Pop e Transamérica Light. Apesar das divisões, a Transamérica continuou por alguns anos a executar canções de ritmos variados em algumas vertentes, como música pop e rock nas versões Hits ou Pop.[2]

A Transamérica transmitiu nas 3 portadoras (Pop, Hits e Light) a Copa do Mundo FIFA Brasil 2014, de 12 de junho a 13 de julho, com os profissionais que são referência no jornalismo esportivo liderados por Eder Luiz e pelo Garotinho José Carlos Araújo.

Nos últimos 10 anos a experiência com a marca Transamérica é realizada de forma mais intensa, através do meio digital com destaque para as redes sociais, utilizadas como forma de relacionamento e repercussão de seu conteúdo entre os seguidores.

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Em sua trajetória de sucesso, pelo quarto ano consecutivo a Transamérica recebeu em 2012 mais uma premiação da APCA (Associação Paulista dos Críticos de Arte), que ressalta a qualidade e diversidade de seu conteúdo. O prêmio foi para o quadro humorístico “Rachando o Bico”, idealizado e interpretado por Alexandre Porpetone.

Em 2011, a emissora se destacou com o “Papo de Craque” na categoria “Melhor programa esportivo”.

Já em 2010, foi a vez do programa “Segunda-Feira Sem Lei”, comandado por Pitty e Daniel Weskler, vencer o prêmio na categoria “Programa Revelação”.

Em 2009, o “Galera Gol” comandado por Thomaz Rafael ganhou o prêmio na categoria “Melhor Programa de Humor”.

Credibilidade, referência em programação e audiência consolidada destacam-se entre suas conquistas, além de marcos históricos registrados pelo veículo, tais como: primeira rede de rádio FM via satélite do Brasil e a construção da maior torre de transmissão da América do Sul.

Produtos[editar | editar código-fonte]

A atuação da Rede Transamérica vai muito além das transmissões radiofônicas via satélite. Atenta à conectividade e à velocidade de consumo de seus ouvintes, a Transamérica também oferece diversos produtos no segmento on-line e mobile: o "Transhopping" (www.transhopping.com.br) é um comparativo de preços dos mais variados produtos e serviços entre milhares de lojas. Já o "Mercado da Música" (www.mercadodamusica.com.br) é o maior e mais variado catálogo de músicas para download.

No segmento mobile, o "Transmobile" oferece promoções e serviços para celulares, onde é registrada a participação de milhares de ouvintes e a interação direta com programas da emissora.

Além de contar com um aplicativo próprio, disponível para Android e iPhone, a Transamérica também está presente no maior aplicativo de rádios do mundo, o TuneIn, que conta atualmente com quarenta milhões de usuários. É uma das emissoras de maior acesso on-line no Brasil, conquistando a liderança em eventos pontuais, como a transmissão de importantes partidas de futebol e shows ao vivo dos principais nomes da música nacional e internacional.

Programas[editar | editar código-fonte]

O "Transalouca 4.0" é um programa de humor com mais de vinte anos de história no rádio brasileiro. Atualmente, é apresentado por Rodrigo Pizcioneri, Fuzil, Gavião e Micheli Machado, De segunda a sexta, às 13 horas, a atração traz entrevistas com artistas, notícias, temas apimentados, música e a participação de ouvintes de todo o Brasil.[3] Foi premiado como "Melhor Programa de Variedade de Rádio" na 6ª edição do prêmio AIB (Associação de Imprensa da Barra da Tijuca) no ano de 2010. Angélica Morango, jornalista e DJ que participou da décima edição do Big Brother Brasil, deixou a rádio e o Brasil, depois de 6 anos, depois de participar do programa a partir de 2010.

O programa "2 em 1" aborda diariamente diversos temas como sexo, saúde, relacionamento e atualidades de forma irreverente e bem-humorada. A atração é comandada por Gislaine Martins e Ricardo Sam, de segunda a sexta-feira, das 8h às 10h, em rede nacional. O programa conta ainda com a colaboração mensal da sexóloga Carla Cecarello e do consultor financeiro Gustavo Cerbasi.

O programa "Adrenalina" toca o melhor da dance music atual e existe a cerca de 3 décadas onde sempre algum DJ é convidado para tocar na programação.

Vertentes[editar | editar código-fonte]

Transamérica Hits[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Transamérica Hits

A vertente Hits da Rede Transamérica possui sede em Belo Horizonte, onde também é sua cidade de concessão, e gera seu sinal em São Paulo para toda a rede. A emissora exibe programação de segmento popular. Segundo dados de 2006, a Transamérica Hits é considerada a "maior rede de rádios popular do Brasil".[4]

Transamérica Pop[editar | editar código-fonte]

A vertente Pop da Rede Transamérica possui sede em São Paulo, de onde é transmitida via satélite para várias localidades do Brasil e também pela internet. Tem programação dirigida ao público jovem composta por pop, rock e dance music.[4]

A emissora deixou de usar o sobrenome Pop assim como a portadora popular e eclética visando reposicioná-la no mercado utilizando só o nome Transamérica. O sobrenome é usado apenas na apresentação comercial.

Programas[editar | editar código-fonte]

Atuais
  • Dois em Um
  • Transalouca 4.0 (de segunda á sexta-feira, das 13h até ás 14h)
  • #da Bola (de segunda á sexta-feira, das 20h até ás 22h, quando houver feriado, o programa vai ao ar das 19h até as 21h)
  • Desperta
  • Adrenalina
  • Sarcófago
  • insônia
  • Programação Musical (durante a manhã, tarde e noite vai ao ar apenas localmente, ou em algumas afiliadas; durante a madrugada vai ao ar em rede)
  • Estação Transamérica
  • Transamérica Esportes
  • Vibe Transamérica
  • Super Transa
  • As Mais Pedidas da Transamérica
  • Estúdio Ao Vivo
Antigos
  • Conectados
  • Clube da insônia
  • Hora Extra
  • Reprise dos Anos
  • Transnotícias (transmitido para todas as portadoras da Rede Transamérica)[5]
  • Jornal da Transamérica
  • Rachando o Bico
  • Toca 1
  • Segunda-Feira Sem Lei
  • Transamérica Colecttion
  • Transamérica Rock Motor
  • Arquivo Transamérica
  • Galera Gol, depois Galera Show
  • The Vibe
  • Parada Obrigatória
  • Naftalina
  • Transtronic
  • Nitroglicerina
  • Transa 3
  • Playlist Transamérica
  • Download Transamérica (Rede, menos São Paulo)
  • Bônus
  • Seleção Transamérica
  • Hot Hits e entre outros

Transamérica Light[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Transamérica Light

A vertente Light da Rede Transamérica possui sede em Curitiba e possui programação adulto-contemporâneo.[4]

Transamérica Esportes[editar | editar código-fonte]

Lançada em 2001, a vertente Esportes é responsável pela equipe esportiva da Rede Transamérica. Por não possuir emissoras próprias, a equipe tem espaço na programação de rede em conjunto com a Transamérica Hits e Pop, revezando em alguns momentos com a vertente Light nas jornadas esportivas.[6][7][8] A Transamérica Esportes possui equipes nas emissoras de São Paulo, Curitiba, Recife e Rio de Janeiro.

Referências

  1. [1]
  2. Magaly Prado (23 de dezembro de 2000). «Pensata». Folha Online. Consultado em 23 de janeiro de 2017 
  3. Magaly Prado (3 de agosto de 2001). «Transalouca da rede Transamérica muda de cara». Folha Online. Consultado em 23 de janeiro de 2017 
  4. a b c «Rádio Transamérica Hits muda coordenador artístico». Folha Online. 21 de fevereiro de 2006. Consultado em 23 de janeiro de 2017 
  5. Magaly Prado (24 de novembro de 2001). «Rede de rádio estréia jornalismo». Folha Online. Consultado em 23 de janeiro de 2017 
  6. Daniel Starck (29 de dezembro de 2007). «Transamérica Esportes prepara transmissão para 2008». Tudo Rádio. Consultado em 23 de janeiro de 2017 
  7. Carlos Massaro (8 de abril de 2016). «Transamérica lança campanha para comemorar os 15 anos da "Transamérica Esportes"». Tudo Rádio. Consultado em 23 de janeiro de 2017 
  8. Daniel Starck (15 de junho de 2007). «Mais esportes na grade da Transamérica». Tudo Rádio. Consultado em 23 de janeiro de 2017 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]