Banco Real

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde agosto de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Banco Real
Razão social Banco Real S.A.
Tipo Empresa de capital fechado
Slogan O banco da sua vida
Indústria Serviços financeiros
Gênero Privada
Fundação 1925 como Banco da Lavoura
1971 como Banco Real
Fundador(es) Clemente Faria
Sede São Paulo, SP
Proprietário(s) Grupo Santander
Pessoas-chave Clemente Faria (Fundador)
Aloísio de Faria (CEO)
Empregados 33.202 (2008)
Produtos Banco
Banco Múltiplo
Acionistas Grupo Santander (100%)
Ativos Aumento R$ 90.2 Bilhões (2007)
Lucro Aumento R$ 1.6 Bilhões (2007)
Faturamento Aumento R$ 14.7 Bilhões (2007)
Antecessora(s) Banco da Lavoura
Sucessora(s) Banco Santander do Brasil
Website oficial www.bancoreal.com.br

Banco Real foi uma instituição bancária brasileira, e que atualmente pertence ao Grupo Santander.

História[editar | editar código-fonte]

Teve início como Banco da Lavoura de Minas Gerais, com sede em Belo Horizonte, fundado em 1925 por Clemente Faria. Em 1971, após negociação entre os irmãos Gilberto Faria e Aloísio de Faria muda o nome para Banco Real. Dois anos depois estava estabelecido em São Paulo. Em julho de 1998 o ABN AMRO compra o Banco Real de seu antigo controlador Aloísio de Faria e em 2000 acontece a integração dos dois bancos. Neste período o ABN AMRO adquire também os bancos Bandepe e o Banco Sudameris. Em 2007 é vendido para o consórcio formado pelo Royal Bank of Scotland, pelo espanhol Santander e pelo belgo-holandês Fortis.

Em 1967, conquistou uma concessão para emissão de sinais de televisão em Belo Horizonte. Surge assim a TV Vila Rica, afiliada primeiramente à Rede Excelsior e depois à Rede Bandeirantes. Em 1976, a Vila Rica é vendida para o Grupo Bandeirantes de Comunicação, e passa a se chamar TV Bandeirantes Minas.

Em 1999, o Banco Real lançou um site para crianças, o Brincando na Rede. No estilo dos sites comunitários, as crianças compartilham piadas, charadas e desenhos. Um dos serviços do site, lembra o "Yahoo Answers": nele as crianças enviam suas dúvidas para serem respondidas por outras crianças. Em outro serviço, o site contrata escritores de livros infantis renomados para escreverem uma história seguindo sugestões e críticas dos pequenos leitores.

Após intensa disputa com o banco britânico Barclays, em 8 de Outubro de 2007, um consórcio de bancos, formando pelo britânico RBS (Royal Bank of Scotland), o belga-holandês Fortis e o espanhol Santander anunciou a compra de 86% das ações do banco holandês ABN Amro por 71 bilhões de euros. Este é considerado o maior negócio da história da indústria bancária no mundo. Como no Brasil o ABN Amro controla o Banco Real, portanto, haveria uma fusão com o Santander Brasil, preservando inicialmente as duas marcas.

A fusão entre o Santander Brasil e o Banco Real foi autorizada pelo CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) e Banco Central do Brasil, iniciando-se em 25 de julho de 2008 com o desmembramento formal do Banco Real de seu antigo controlador holandês ABN AMRO e transferência de seu controle ao Banco Santander.[1]

Em 2010, o Grupo Santander deu início à mudança das agências para a marca Santander.

Agências[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Cade aprova compra do Banco Real pelo Santander». Portal G1. 12 de Dezembro de 2007. Consultado em 3 de Fevereiro de 2015 


Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Banco Real