Banrisul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Banrisul
Razão social Banco do Estado do Rio Grande do Sul S.A.
Tipo Empresa de capital aberto
Slogan O grande banco do sul.
Cotação BM&F Bovespa: BRSR3, BRSR5, BRSR6
Indústria Banco de varejo
Gênero Sociedade de economia mista
Fundação 1928 (89 anos)
Sede Porto Alegre,  Rio Grande do Sul,  Brasil
Área(s) servida(s) RS
Locais Porto Alegre e outras cidades gaúchas
Proprietário(s) Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Presidente Luiz Gonzaga Veras Mota
Empregados aproximadamente 11.500 [1]
Produtos Serviços bancários
Lucro AumentoR$ 848,08 Milhões de Reais (2015)
Significado da sigla Banco do Estado do
Rio Grande do
Sul
Antecessora(s) Banco do Rio Grande do Sul (BERGS)
Website oficial http://www.banrisul.com.br

Banrisul, Banco do Estado do Rio Grande do Sul S/A, (BM&F Bovespa: BRSR3, BRSR5, BRSR6) é um banco estatal gaúcho, com foco de negócios na Região Sul do Brasil.

História[editar | editar código-fonte]

Foi autorizado pelo Decreto Federal 18.374, de 28 de agosto de 1928, o funcionamento do Banco do Rio Grande do Sul, sociedade anônima de crédito real, rural e hipotecário, com sede em Porto Alegre. No dia 6 de setembro o governo estadual aprovou seus estatutos da nova sociedade bancária, publicando o Decreto no. 4.139.

Finalmente foi criado em 12 de setembro de 1928, pelo então presidente do Estado, Getúlio Dornelles Vargas, criado com o objetivo primeiro de empréstimos de longo prazo, uma solicitação insistente dos pecuaristas locais. Suas letras hipotecárias tinham garantia do Estado, facilitando sua colocação no mercado interno, e no exterior, a principal fonte de recursos para empréstimos de longo prazo. Entretanto, como os créditos hipotecários tinham baixo retorno, o Banco criou desde o início uma carteira de empréstimos de curto prazo, oferecendo um fluxo contínuo de empréstimos tanto à lavoura (principalmente de arroz), como à pecuária e à indústria do charque - crédito ansiado pelos pecuaristas gaúchos

Em setembro de 1965 contava com uma rede de 135 agências, em 6 estados do Brasil. No ano seguinte, perseguindo a meta de se tornar a "Maior rede bancária gaúcha", inaugurou mais dez agências, atendendo 108 municípios gaúchos, em nove estados, com 3524 funcionários.[2] Num processo de conglomeração, a partir de 1965 adquiriu a Companhia União de Seguros Gerais e a Companhia de Armazéns Gerais do Rio Grande do Sul, em 1969 incorporou o Banco Regional de Pernambuco, em 1970 o Banco do Sul do Brasil sediado em Blumenau e com dez agências em Santa Catarina.[2]

Em 1971, visando uma imagem mais positiva e popular, mudou sua sigla de BERGS, para outra mais eufônica: BANRISUL.[2] Ao final de 1972 era o maior banco gaúcho, com 161 agências.[2]

Em 1998 o Banrisul incorporou a Caixa Econômica Estadual do Rio Grande do Sul através do Decreto 38.536 de 27 de maio de 1998.[3]

Atualidade[editar | editar código-fonte]

Sua missão atual é promover o desenvolvimento econômico e social do Rio Grande do Sul. É uma instituição que atende pessoas de todos os segmentos econômicos e sociais. É uma sociedade de economia mista, sob forma de sociedade anônima, cujo maior acionista é o Estado do Rio Grande do Sul, com 56,97 % de participação. Possui 536 agências em 10 estados brasileiros. No Rio Grande do Sul participa em 98,52% da população gaúcha, com 491 agências.

Como banco múltiplo estadual atua nas carteiras comercial, crédito financiamento e investimento, crédito imobiliário, desenvolvimento, arrendamento mercantil e de investimento.

Na carteira comercial desenvolve produtos, viabiliza investimentos, fortalece as relações com o setor público, o agronegócio, micro, pequenas e médias empresas e setor de serviços. Como banco de desenvolvimento, é articulador de negócios e principal parceiro da cadeia produtiva. Na atuação social, dedica-se a fomentar projetos para melhorar a qualidade de vida dos gaúchos, principalmente, nas áreas da educação, cultura, esporte e meio ambiente.

O foco de atuação são as pessoas físicas, micros, pequenas e médias empresas. Para atender aos 2,9 milhões de clientes, a rede de atendimento do Banrisul conta com 536 agências, 202 postos, 2 agências no exterior (Nova Iorque e Grand Cayman) e 533 pontos de Banrisul Eletrônico, além de 9.126 funcionários (dados de agosto de 2008).

O grupo Banrisul está constituído pelo Banco do Estado do Rio Grande do Sul S.A., Banrisul S.A. Administradora de Consórcios, Banrisul S.A. Corretora de Valores Mobiliários e Câmbio, Banrisul Armazéns Gerais e Banrisul Serviços Ltda e Banrisul Cartões S.A.

O seu atual presidente é Luiz Gonzaga Veras Mota.

Resultados positivos[editar | editar código-fonte]

No primeiro semestre de 2006, o Banrisul registrou um lucro líquido de R$ 188,9 milhões, que correspondeu a uma rentabilidade de 29% sobre o patrimônio líquido final de R$ 1,2 bilhão, superior em 11% a junho de 2005. Os ativos totais registraram, em 30 de junho de 2006, R$ 14,6 bilhões. Desses recursos, R$ 6,2 bilhões foram alocados em operações de crédito. No ano de 2006 o lucro do Banrisul chegou a R$ 361 milhões, considerado um excelente resultado.[4]

Filial do Banrisul na Tijuca, Rio de Janeiro

No ano de 2007 o Banrisul alcançou lucro recorde de sua história chegando a R$ 916,4 milhões. O patrimônio do banco chegou a R$ 2,79 bilhões. O índice de retorno sobre o patrimônio líquido foi superior a 44%, o melhor de todos os bancos brasileiros que divulgaram seus rendimentos.[5][6][7]

Para o ano de 2008, segundo a revista Exame, o Banrisul é uma das melhores empresas para se investir.[8]

Também em 2008 segundo a publicação norte-americana Forbes o Banrisul passou a integrar o grupo das duas mil maiores empresas do mundo, juntamente com outras 33 empresas brasileiras.[9]

Em 2008, o Banrisul foi escolhido como o Melhor Conglomerado Financeiro do País no segmento público em 2007 pela revista Conjuntura Econômica, editada pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV), do Rio de Janeiro.

O lucro do banco em 2008 atingiu a cifra de R$ 504,7 milhões, descontando crédito tributários, um valor 30,1% maior do que ano anterior.[10]

Em 2010, de acordo com a revista norte-americana Forbes, o Banrisul é o 4º maior banco do Brasil, atrás apenas do Bradesco, Banco do Brasil e Itaú.[11]

Preferência dos gaúchos[editar | editar código-fonte]

Em 2007, o Banrisul venceu novamente na categoria Bancos como o banco preferido dos gaúchos através da Pesquisa Marcas de quem decide do Jornal do Comércio. O Jornal do Comércio publica anualmente essa pesquisa que vem sendo sistematicamente vencida pelo Banrisul.

Capitalização[editar | editar código-fonte]

Em 2007, o Banrisul passou por um processo de capitalização onde se firmou como um dos maiores bancos públicos do Brasil. O Banrisul voltou a ter uma quantidade razoável de free float na Bovespa. A ação foi considerada um sucesso, pois além de manter o controle da instituição com o governo do Estado do Rio Grande do Sul o banco aumentou seu patrimônio líquido consideravelmente.

As ações negociadas foram as preferenciais, que não dão direito a voto. O Banrisul participa como empresa do Nível 1 do índice de Governança Corporativa. Os códigos das ações são BRSR3, BRSR5 e BRSR6.

Banricompras[editar | editar código-fonte]

O Banricompras é um produto do Banrisul para seus clientes que permite utilizar o cartão de conta corrente para o pagamento à vista, a prazo ou parcelado nos estabelecimentos conveniados. É considerado inovador pois pertence ao Banrisul o cliente, a bandeira do cartão, a rede de conveniados e as soluções tecnológicas.

O Banricompras é o cartão mais utilizado no Brasil, mesmo estando mais concentrado em uma área específica, o Rio Grande do Sul, a expansão da rede de conveniados acontece exponencialmente e, com a abertura de mais 25 agências no estado de Santa Catarina previstas para o final de 2009, o Banrisul, além de preencher a lacuna deixada pelo BESC, inicia o processo de ampliação da rede para outros estados.[12][13][14]

Slogans[editar | editar código-fonte]

  • 2003 - 2006 - Banrisul o Banco do Estado do Rio Grande do Sul
  • 2007 - 2010 - Quem tem Banrisul tem tudo
  • 2010 - 2012 - Banrisul e você. Essa história tem futuro
  • 2012 - 2016 - Evoluindo sempre com você [8]
  • 2016 - O grande banco do Sul

Museu Banrisul[editar | editar código-fonte]

Aberto ao público, em Porto Alegre, na Casa de Cultura Mário Quintana e no Memorial do Estado do Rio Grande do Sul, o museu mostra toda a trajetória do Banco do Estado do Rio Grande do Sul S.A.

O Banrisul, através do seu Museu, reúne um acervo representativo da História do Estado, por sua existência sintonizadas com o contexto sócio-econômico e cultural do Rio Grande do Sul.

O Museu Banrisul abriu suas portas para visitação pública em 15 de março de 1994. Suas peças foram coletadas junto às agências do Estado e do país, entre elas destacamos: documentos, máquinas, relógios, fotografias, mobiliário, enfim, objetos que denotam a rotina bancária, recebendo, também, doações de material, feitas pelas agências, clientes ou simpatizantes da instituição.

Além de sua exposição de caráter permanente, realiza-se exposições de eventos ligados à história do Banco e do Estado. O Museu Barinsul preserva para o futuro o legado de nossa história no Memorial do Rio Grande do Sul e na Casa de Cultura Mário Quintana. Estes espaços estão à disposição dos pesquisadores e à visitação de escolas, turistas e população em geral.

Centro de treinamento[editar | editar código-fonte]

O Banrisul possui em Porto Alegre um Centro Social e de Treinamento para seus colaboradores. Está localizado na Estrada da Serraria, 3100, no bairro Ponta Grossa.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Banrisul