Infraero

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Infraero
Razão social Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária
Estatal
Atividade Aeroportuária [1]
Fundação 31 de maio de 1973 (45 anos)[2][3]
Sede Brasília, DF
Área(s) servida(s) Nacional
Presidente Hélio Paes de Barros Jr.
Empregados 9 978 (2017)[4]
Lucro Aumento 505,4 milhões R$ (2017)[4]
LAJIR Aumento 552,9 milhões R$ (2017)[4]
Renda líquida Aumento 505,4 milhões R$ (2017)[4]
Website oficial www.infraero.gov.br

A Infraero [1] (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) é uma empresa pública federal brasileira de administração indireta vinculada ao Ministério da Infraestrutura. Foi fundada em 31 de maio de 1973,[2][3] sendo responsável pela administração dos principais aeroportos do país.

Em 2011, então com 66 aeroportos, a Infraero movimentou mais de 180 milhões de passageiros, além de contar com 81 unidades de apoio à navegação aérea. Obteve lucro líquido de 370,8 milhões de reais em 2011.

Aeroportos administrados pela Infraero[editar | editar código-fonte]


Região Norte[editar | editar código-fonte]

Região Nordeste[editar | editar código-fonte]

Região Centro-Oeste[editar | editar código-fonte]

Região Sudeste[editar | editar código-fonte]

Região Sul[editar | editar código-fonte]

Aeroportos concedidos[editar | editar código-fonte]

Os aeroportos abaixo deixaram de ser administrados pela INFRAERO, conforme o Decreto Presidencial nº 7.531, de 21 de julho de 2011[5].

Início das atividades da concessionária: 30 de novembro de 2012

Início das atividades da concessionária: 14 de novembro de 2012

Início das atividades da concessionária: 15 de novembro de 2012

Início das atividades da concessionária: 12 de agosto de 2014

Início das atividades da concessionária: 12 de agosto de 2014

Início das atividades da concessionária: 03 de janeiro de 2018

Início das atividades da concessionária: 03 de janeiro de 2018

Início das atividades da concessionária: 03 de janeiro de 2018

Início das atividades da concessionária: 03 de janeiro de 2018

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Aeroportos mais movimentados em número de passageiros (2017)
Rank Aeroporto Estado Passageiros
1 Aeroporto de São Paulo / Congonhas São Paulo São Paulo 21.858.816
2 Aeroporto do Rio de Janeiro / Santos Dumont Rio de Janeiro Rio de Janeiro 9.246.700
3 Aeroporto Internacional de Porto Alegre Rio Grande do Sul Rio Grande do Sul 8.009.735
4 Aeroporto Internacional de Recife Pernambuco Pernambuco 7.774.369
5 Aeroporto Internacional de Salvador Bahia Bahia 7.687.927
6 Aeroporto Internacional de Curitiba Paraná Paraná 6.721.455
7 Aeroporto Internacional de Fortaleza Ceará Ceará 5.929.404
8 Aeroporto Internacional de Florianópolis Santa Catarina Santa Catarina 3.846.208
9 Aeroporto Internacional de Belém Pará Pará 3.312.101
10 Aeroporto de Goiânia Goiás Goiás 3.088.501
11 Aeroporto Internacional de Vitória Espírito Santo (estado) Espírito Santo 3.001.640
12 Aeroporto Internacional de Cuiabá Mato Grosso Mato Grosso 2.881.720
13 Aeroporto Internacional de Manaus Amazonas Amazonas 2.598.250
14 Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçú Paraná Paraná 2.177.725
15 Aeroporto Internacional de Maceió Alagoas Alagoas 2.067.439
Aeroportos mais movimentados em número de toneladas (2017)
Rank Aeroporto Estado Toneladas de Carga
1 Aeroporto Internacional de Manaus Amazonas Amazonas 108.942.353
2 Aeroporto de São Paulo / Congonhas São Paulo São Paulo 50.255.039
3 Aeroporto Internacional de Fortaleza Ceará Ceará 42.571.552
4 Aeroporto Internacional de Recife Pernambuco Pernambuco 35.297.655
5 Aeroporto Internacional de Curitiba Paraná Paraná 28.180.697
6 Aeroporto Internacional de Salvador Bahia Bahia 28.114.290
7 Aeroporto Internacional de Vitória Espírito Santo (estado) Espírito Santo 26.927.296
8 Aeroporto Internacional de Belém Pará Pará 20.214.861
9 Aeroporto Internacional de Porto Alegre Rio Grande do Sul Rio Grande do Sul 19.048.211
10 Aeroporto de Goiânia Goiás Goiás 7.562.807
Aeroportos mais movimentados por número de operações anuais (2017)
Rank Aeroporto Estado Operações
1 Aeroporto de São Paulo / Congonhas São Paulo São Paulo 217.919
2 Aeroporto do Rio de Janeiro / Santos Dumont Rio de Janeiro Rio de Janeiro 102.067
3 Aeroporto Internacional de Porto Alegre Rio Grande do Sul Rio Grande do Sul 79.474
4 Aeroporto Internacional de Salvador Bahia Bahia 76.642
5 Aeroporto Internacional de Recife Pernambuco Pernambuco 75.097
6 Aeroporto Campo de Marte São Paulo São Paulo 69.132
7 Aeroporto Internacional de Curitiba Paraná Paraná 67.457
8 Aeroporto de Goiânia Goiás Goiás 59.881
9 Aeroporto do Rio de Janeiro / Jacarepaguá Rio de Janeiro Rio de Janeiro 59.186
10 Aeroporto Internacional de Fortaleza Ceará Ceará 52.290

Fusão[editar | editar código-fonte]

Em 21 de dezembro de 2018 o Diário Oficial da União publicou a medida provisória nº 866, de 20 de dezembro de 2018 que autoriza a criação da empresa pública NAV Brasil Serviços de Navegação Aérea S.A. em decorrência da cisão parcial da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária - INFRAERO, a NAV Brasil Serviços de Navegação Aérea S.A. - NAV Brasil, empresa pública sob a forma de sociedade anônima, com personalidade jurídica de direito privado e patrimônio próprio, vinculada ao Ministério da Defesa, por meio do Comando da Aeronáutica.[10]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

  1. a b c d e f g h «Infraero formou cartel para obras em aeroportos, diz delator». G1 Política / Operação Lava Jato. 16 de abril de 2017. Consultado em 17 de abril de 2017. Cópia arquivada em 17 de abril de 2017 
  2. a b INFRAERO: 40 ANOS SERVINDO PESSOAS, EMPRESAS E O BRASIL. Página visitada em 01/10/2014. [em linha]
  3. a b «Infraero conta trajetória da empresa em livro comemorativo». Infraero. Consultado em 1 de outubro de 2014. Arquivado do original em 6 de outubro de 2014 
  4. a b c d «Infraero divulga resultados de 2017 em Relatório da Administração» (PDF). Infraero. Consultado em 17 de setembro de 2018 
  5. «Decreto nº 7.531 de 21/07/2011 - Inclusão dos aeroportos no PND (Programa Nacional de Desestatização)» 
  6. «INFRAMERICA» 
  7. «Aeroportos Brasil Viracopos» 
  8. «GRU Airport» 
  9. «RIOGaleão» 
  10. BRASIL. Medida provisória nº 866, de 20 de dezembro de 2018. Autoriza a criação da empresa pública NAV Brasil Serviços de Navegação Aérea S.A. DOU/Portal da Imprensa Nacional. Acesso em 21 de dezembro de 2018.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]