Aeroporto de Paulo Afonso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Paulo Afonso
Aeroporto
Aeroporto de Paulo Afonso
IATA: PAV - ICAO: SBUF
Características
Tipo Público
Administração Infraero
Serve Microrregião de Paulo Afonso
Localização Paulo Afonso, BA, Brasil
Inauguração 1972
Altitude 269 m (883 ft)
Movimento de 2014
Passageiros 26.015 passageiros
Carga 3,4 t de carga
Aéreo 1.666 aeronaves[carece de fontes?]
Capacidade anual 90 mil passageiros[carece de fontes?]
Website oficial Página oficial
Pistas
Cabeceira(s) Comprimento Superfície
14/32 1 800  m (5 906 ft) Asfalto

Embraer 195 da Azul no pátio do aeroporto.
Área de verificação de entrada (check-in).
Ver artigo principal: Paulo Afonso

O Aeroporto de Paulo Afonso, (IATA: PAVICAO: SBUF) é um aeródromo público localizado na Rodovia BA-210, em município de mesmo nome, no estado da Bahia. Na Unidade Territorial de Planejamento - UTP de Paulo Afonso[nota 1] existem dois aeródromos, um no próprio município e o outro em Canindé do São Francisco, mas o primeiro era o único que operava vôos regulares. Fica a uma distância de cinco quilômetros do centro da cidade e próximo dos seguintes aeroportos: Aeroporto Internacional de Aracajú (SBAR), Aeroporto Internacional de Petrolina (SBPL) e Aeroporto de Juazeiro do Norte (SBJU). [1][2]

Histórico[editar | editar código-fonte]

Construído em meados de 1972, o aeroporto tinha como objetivo apoiar a construção da usina hidrelétrica homônima da Companhia Hidroelétrica do São Francisco (CHESF) e, consequentemente, impulsionar o desenvolvimento da região de Paulo Afonso, município considerado como de interesse da segurança nacional até 20 de dezembro de 1984.[3][4][5]

Características estruturais[editar | editar código-fonte]

O sítio aeroportuário ocupa uma área de 1.466 metros quadrados. O terminal de passageiros possui 2.150 metros quadrados, nos quais há um estacionamento gratuito com capacidade para 62 veículos e instalações para 6 unidades comerciais assim distribuídas:

  • 1 ponto com 12,5 m² para Varejo;
  • 2 pontos para Serviços em 13,35 m²;
  • 2 pontos para Alimentação em 27,7 m²;
  • 1 ponto com 4 m² para Ações Eventuais. [6]

A operação da pista é diurna e noturna. O farol rotativo de aeródromo possui luz verde e branca. Dispõe de biruta como indicador de direção de pouso. As luzes localizam-se nas laterais, cabeceira e final de pista. A frequência do rádio é 125,85 megahetz.[carece de fontes?]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

O movimento de passageiros em 2014 no aeroporto apresentou a evolução crescente, conforme tabela abaixo.[carece de fontes?]

Mês Embarque Desembarque
Janeiro 623 881
Fevereiro 728 691
Março 647 637
Abril 781 814
Maio 1.046 1.044
Junho 1.054 1.069
Julho 1.367 1.241

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Aeroporto de Paulo Afonso

Notas

Referências

  1. «Aeroporto de Paulo Afonso - Análise de Gestão Aeroportuária Categoria I» (PDF). Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil. 2018. pp. 24–25;27. Consultado em 29 de junho de 2020 
  2. «Informações gerais - Aeroporto de Paulo Afonso (SBUF)». Ministério da Infraestrutura - Secretaria Nacional de Aviação Civil. Consultado em 30 de junho de 2020 
  3. OLIVEIRA DE, Cecília Maria Bezerra; SILVA DA, José Renato Melo. «PAULO AFONSO: Desenvolvimento econômico e a doutrina de segurança nacional durante o governo de exceção político-militar (1964-1985)». Revista Eletrônica do Centro Universitário do Rio São Francisco. Consultado em 30 de junho de 2020 
  4. BRASIL, Lei⠀nº 5449, de 18 de junho de 1968. Declara de interêsse da segurança nacional, nos têrmos do art. 16, § 1º, alínea b, da Constituição os Municípios que especifica, e dá outras providências .
  5. BRASIL, Decreto-Lei⠀nº 2183, de 20 de junho de 1984. Descaracteriza como de interesse da Segurança Nacional os municípios que especifica. .
  6. «Aeroporto Paulo Afonso - BA, Características». Infraero Aeroportos. Consultado em 30 de junho de 2020