Aeroporto de Aracaju

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Aeroporto Internacional de Aracaju
Santa Maria
Aeroporto de Aracaju.jpg
IATA: AJU - ICAO: SBAR
Tipo Público
Administração Infraero e FAB com o SCDTA - AR (Serviço de Controle do Tráfego Aéreo - Aracaju)
Serve Brasão de Aracaju.svg  Aracaju, Região Metropolitana e SergipeSergipe
Localização Avenida Senador Júlio César Leite S/N, bairro Aeroporto
Inauguração 30 de outubro de 1952


Altitude 7 m (23 ft)
Movimento em 2014 Aumento1.400.234 passageiros (BR: 24º)
Aumento3.579.658 t de carga (2013)
Aumento31.828 aeronaves
Capacidade anual 4,3 milhões [1][2][3])
Website oficial Página oficial
Pistas
Cabeceiras Comprimento Superfície
11/29 2 785 m (9 137 ft) Asfalto

O Aeroporto de Aracaju - Santa Maria (IATA: AJUICAO: SBAR) é um aeroporto brasileiro, situado na cidade de Aracaju, no estado de Sergipe.

Está situado em uma área de mais de 5 milhões de metros quadrados. Diariamente, cerca de 6 mil pessoas circulam pelo terminal. Mais 900 funcionários trabalham no complexo aeroportuário para atender uma média mensal de 200 mil passageiros. Possui 54 voos diários, 27 voos chegam e 27 voos partem.[4]

Diariamente, o aeroporto possui operações intensas de helicópteros com o intuito de transportar funcionários para as plataformas de petróleo, localizadas no litoral de Sergipe.

Para aprofundar os estudos sobre a história da aviação, o aeroporto possui um espaço cultural, um memorial da aviação civil e um centro de pesquisa com textos, documentos, reproduções em grandes formatos.

Dista 12 km do centro de Aracaju e fica na região sul da cidade a 3,5 km das principais praias e hotéis da capital. Além dos voos regulares diários da TAM, GOL/VARIG, AVIANCA, AZUL, TAP Portugal (em estudos) e PASSAREDO (em estudos) [5]

Foi confirmada a liberação de mais de R$ 300 milhões em recursos para a construção de um novo terminal de passageiros, ampliação da pista de pouso e decolagem e do novo pátio de estacionamento de aeronaves. As obras só se iniciaram em 2013 com prazo para a conclusão em 2014. [6][7][8].

No ano de 2014 surge o movimento em torno da alteração da nomeclatura do aeroporto[9]. Visando homenagear o até então governador petista Marcelo Déda, que faleceu em dezembro de 2013 em plena vigência do seu mandato, o ato busca reconhecer um dos maiores reformadores do movimento político da história do estado de Sergipe. Fato este que tem acirrado o ânimo político local[10] com a possibilidade de nomeação do conhecido parlamentar Pedro Valadares que faleceu no mesmo acidente com o até então presidenciável Eduardo Campos[11] em 2014[12]. Mais recentemente outros nomes mais tradicionais e verdadeiramente representativos da cultura local também têm sido mencionados, tais como Silvio Romero e Tobias Barreto. A sintomática resistência parlamentar por efetuar a troca de nomenclatura tem enfurecido demais grupos religiosos os quais tem ironizado que bens públicos não podem representar parcialmente a sociedade ao privilegiar um grupo especifico em detrimento de outros. Alegam, assim, a imparcialidade dos bens públicos no que concerne as projeções culturais. Deveras, é inegável também que o cunho atual não tem sequer representatividade específica da cultura local mas sim de um determinado grupo religioso hegemônico que arbitrariamente comanda bens públicos.[13]

A partir de 2015 o aeroporto Internacional de Aracaju passa por nova fase de reformas. Nesta etapa, após se finalizar a feitura de mais um gate/portão de desembarque, implementou-se melhorias na instrumentalização no pátio de suporte a aeronaves maiores bem como aumento da capacidade de gerenciamento de aeronaves no pátio, inclusive de taxiways. Ao final de 2015, ações de redução de impostos locais e que causam ônus às companhias aéreas foram implementados, fato este que ocasionou o incremento de 6 novos vôos diários aumentando, assim, o fluxo de passageiros na cidade[14] em 2014[15].

Em contrapartida ao cenário supracitado, novas demandas estão sendo analisadas. Novas perspectivas de se estabelecerem vôos da Passaredo Linhas Aéreas e vôos internacionais pela TAP Portugal, American Airlines e GOL, entre outras linhas aéreas estão em estudo de viabilidade com o intuito de acelerar a conectividade local com cidades ao redor do globo terrestre.

Comemorações em 2012[editar | editar código-fonte]

Em 2012, o Aeroporto completará 60 anos de operacionalidade. Como brinde à festa, em 2011 alcançou a marca de mais de 1 milhão de passageiros transportados anualmente.[16] Ademais, o aeroporto se consagra como um dos que mais consistentemente crescem no país, segundo o aumento contínuo em altas margens percentuais dos dados divulgados pela Infraero nos últimos anos.[17]

No primeiro semestre de 2012 tem sido constatado o crescimento da pujança do aeroporto. Isso porque, segundo dados divulgados pela Infraero, a localidade tem sido destaque nacional ao se tornar uma das maiores apostas de crescimento do setor aéreo. No período supracitado e mediante a apresentação de novos voos,[18] os índices apontaram um crescimento de 26,3% no fluxo de passageiros, destacadamente o maior do Nordeste brasileiro.[19][20]

Ademais, continuadamente ao seu crescimento no período do segundo semestre de 2012, precipitadamente já no mês de setembro quebra a marca histórica de 1 milhão de passageiros transportados. Os resultados se comprovaram mediante projeção até o fim do ano de 2012 ao se chegar a um volume de movimentacão superior à capacidade do aeroporto: 1.3 milhão de pessoas. Tal feito refletiu o maior crescimento no número de passageiros dentre os aeroportos da região Nordeste e um dos maiores de todo o território brasileiro.[21][22]

História[editar | editar código-fonte]

Sua história tem início no dia 30 de outubro de 1952, com a construção de uma pista de pouso de 1.200 metros de comprimento, porém, a operacionalização só se efetivou em 1958, após a construção da estrada de acesso.

A inauguração Oficial aconteceu no dia 19 de janeiro de 1958, quando um bimotor Convair (CV) 440 Metropolitan da Real, procedente de Recife, trouxe o presidente Juscelino Kubitschek a Aracaju, marcando o início do funcionamento do novo aeroporto. Anos antes houvera ali o único acidente aéreo de Aracaju. Em 12 de Julho de 1951 um Douglas DC-3/C-47 de prefixo PP-LPG, operando um voo do Lóide Aéreo Nacional mas com registro da LAP, voando de Maceió para Aracaju, após abortar o pouso em condições adversas em Aracaju, arremeteu e iniciou uma manobra para direita em baixa altitude. O avião caiu durante a manobra. Todos os 33 passageiros e tripulantes morreram, entre os mortos, o político potiguar Governador Dix-Sept Rosado.

Três anos depois, em 1961, foi dado início à primeira ampliação da pista de pouso e do terminal de passageiros, sendo inaugurado em 1962. Naquela época, Aracaju contava com um dos mais modernos aeroportos do nordeste. O edifício do terminal passou dos 800m² para 1.200m² e ganhou novas áreas para embarque e desembarque. O saguão foi ampliado, criando novas salas para a DAC e a FAB.

O pátio tinha capacidade para atender todas as aeronaves das empresas aéreas que voavam para a capital (Varig, Panair do Brasil, Consórcio Real, Cruzeiro do Sul, Vasp, Lóide e Sadia), operando com quadrimotores Douglas DC-4 e DC-6.

Em fevereiro de 1975, o Aeroporto de Aracaju foi incorporado à administração da Infraero, sendo aplicados novos investimentos, como a criação do novo terminal de cargas, a implantação da SCI (Seção Contra Incêndio) e aumento da pista em 200m.

Em novembro de 1993, a Infraero inaugurou a ampliação da pista em 500m, passando para os atuais 2.200m. Pouco mais de 3 anos após a reforma da pista, inicia-se a construção de um novo complexo aeroportuário. Com a obra, inaugurada em setembro de 1998, o terminal de passageiros passa a ter 8.000 m², com capacidade para atender a aproximadamente um milhão de passageiros por ano. Foi construída uma área para estacionamento com capacidade para 300 vagas, climatização das salas de embarque e desembarque, elevadores, escadas rolantes, sistema de TV e vigilância e sistemas informativos de voos.

Atualmente há uma necessidade de reforma e ampliação do aeroporto. Aracaju é uma cidade em expansão e o acanhamento do aeroporto não condiz com seu crescimento. Há problemas de vazamento e formação de poças durante a época de chuvas, falta de esteiras, falta de fingers e baixa capacidade do pátio de aeronaves.

Localização[editar | editar código-fonte]

O aeroporto está localizado na zona de expansão de Aracaju, muito próximo das principais praias que abrangem a cidade. Situa-se a apenas 3,5 quilômetros do importante marco dos Arcos da Orla de Aracaju onde se encontram os principais áreas de lazer, hotéis e restaurantes da cidade, a 12 quilômetros do centro comercial da capital e a 18 quilômetros do Porto de Aracaju que, localizado no município metropolitano de Barra dos Coqueiros, serve de principal via de escoamento por via fluvial de Sergipe.

Atende às demandas diretas da Região Metropolitana de Aracaju que possui por volta de 1 milhão de potenciais consumidores e serve como base aeroviária maior para todo o estado de Sergipe, que é caracterizado populacionalmente por 2 milhões de consumidores. Com a facilitação do acesso viário pela recuperação da BR-235 em nível de via expressa, projeta-se agregar o potencial de mais de 700 mil consumidores presentes na região do pólo de Juazeiro-Petrolina, totalizando-se uma acessibilidade à experiência aérea internacional a aproximadamente 3 milhões de novos consumidores.

Companhias aéreas e destinos[editar | editar código-fonte]

Nacionais[editar | editar código-fonte]

Companhias Destinos Aeronaves
Brasil Avianca Logo.svg Brasília, Salvador e São Paulo(Guarulhos) Airbus A320-200
Brasil Azul Brazilian Airlines logo.png Campinas, Recife e Salvador ATR-72-600, Embraer 190, Embraer 195.
BrasilGol new logo.png Rio de Janeiro,Salvador e São Paulo (Guarulhos) e (Congonhas) Boeing 737-700, Boeing 737-800.
BrasilLatam-logo.jpg Brasília e São Paulo (Guarulhos) Airbus A320-200, Airbus A321-200
BrasilPassaredo Linhas Aéreas logo.png (Em Estudos) ATR-72-600
PortugalTAP Portugal Logo.svg PortugalLisboa(Em Estudos) A340-300 A330-200

Integração multimodal de deslocamento urbano - IMDU[editar | editar código-fonte]

Visto a sua proximidade das principais localidades e pontos turísticos da cidade, segue em pleno andamento o projeto de infraestrutura para a associação e dinamização da região do Aeroporto ao acesso às demais regiões da cidade. Tal facilitação ocorre com as mais variadas formas modais: pela instalação de pontos de acesso a bicicletas compartilhadas, incremento de itinerário de ônibus públicos, facilitação de aproveitamento da linha por transportes particulares e melhoria do condução viária pela região.

Bicicletas[editar | editar código-fonte]

Desde o desembarque na cidade, o viajante pode obter a experiência que oferece a Capital da Qualidade de Vida. Isso porque encontra disponível já na região do aeroporto o inovador sistema de deslocamento urbano chamado de Caju Bike.[23] Trata-se de plataformas com bicicletas espalhadas no decorrer da cidade, onde se pode utilizá-las para prática de atividade física mas também como meio de transporte limpo e eficiente.[24] Neste último caso, propicia importante integração entre o aeroporto e os principais terminais de ônibus, nas imediações das principais faculdades e áreas de lazer da cidade. Além disso, o aeroporto oferece a facilidade de um bicicletário particular e um sistema de armários compartilhados (lockers) condizente com o custo para mochileiros, os mundialmente conhecidos backpackers.

Ônibus[editar | editar código-fonte]

Em 2011, foram lançadas novas linhas de ônibus facilitando, desse modo, o acesso à região do aeroporto de Aracaju.[25] Segundo a diretora de Transporte Público da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), Shirley Barbosa Martins, "novas linhas atenderão a demanda de passageiros da região do Aeroporto, que vem crescendo vertiginosamente nos últimos anos".[26] Isso decorre também visto que o crescimento imobiliário está se dando de forma acelerada na região do seu entorno, aumentando assim concomitantemente a demanda geral de passageiros que utilizam o transporte público nessa localidade.

É importante frisar que Aracaju utiliza do Sistema Integrado de Transporte Urbano, ou seja, se pode circular por toda a cidade pagando uma única passagem, da origem ao destino, trocando se necessário, de ônibus nos terminais de integração. Dentre estes destacam-se: Terminal D.I.A., Terminal Zona Sul (Orla), Terminal Centro, Terminal Mercado, Terminal Zona Oeste, Terminal Maracaju, Terminal Campus UFS, Terminal Luiz Garcia Sistema, Terminal Conj. Augusto Franco, Terminal Conj. Bugio e Terminal Av. Rio Branco.

O andamento das linhas de ônibus pode ser monitorado em tempo real aqui[27]

Linha Em circulção Origem Empresa Tarifa
008 Frota 8 ônibus Porto Sul / Bairro Industrial via Aeroporto(Atualizado em julho/2015)[28][29] Viação Modelo R$ 3,10
502 Frota 2 ônibus Santa Tereza (via Aeroporto) ↔ Terminal de integração Zona Sul (Arcos da Orla)[30] Viação Paraiso R$ 3,10
405 Frota 5 ônibus Santa Tereza (via Aeroporto) ↔ Bairro Industrial (Zona Norte Revitalizada)[31] Viação Paraíso R$ 3,10

Números do atual terminal[editar | editar código-fonte]

Sítio aeroportuário
  • Área: 5.925.502,59 m²
Pátio das aeronaves
  • Área: 22.356 m²
Terminal de passageiros
  • Área: 10.600 m²
Estacionamento
  • Capacidade: 201 vagas
Estacionamento de aeronaves
  • Número de posições: 7 posições para aeronaves de categoria M (média), como por exemplo B738 (GOL), A320, A321 (TAM), A318, A319, A320 (Avianca) e E195 (AZUL).
  • Ilhas de Helicóptero: O aeroporto possui 4 posições circulares, chamadas de ilhas, que servem para estacionamento de helicópteros.
  • Há também a área da aviação geral. O número de vagas varia em função do tamanho das aeronaves estacionadas.
Pista
  • Dimensões(m): 2.585 x 45
  • Taxiway(m): 200, juntos, deixam com que a pista fique com 2.785m
  • Asfalto

Números com o novo terminal[editar | editar código-fonte]

Capacidade de passageiros/ano
  • 4.300.000
Pátio das aeronaves
  • Área: 33.568 m²
Terminal de passageiros
  • Área: 36.042 m²
Estacionamento de aeronaves
  • Número de posições: 15
  • Número de pontes de des/embarque: 6
Estacionamento de carros
  • Capacidade: 1080 vagas
Área construída
  • 69.610 m²

Serviços[editar | editar código-fonte]

Fonte: Infraero [32]

Bancos[editar | editar código-fonte]

Órgãos públicos[editar | editar código-fonte]

Informações Úteis[editar | editar código-fonte]

  • Aeroporto de Aracaju
  • Distância do centro: 12 km
  • Distância dos Arcos da Orla de Aracaju: 3,5 km
  • Aracaju - Sergipe

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Déda e presidente da Infraero assinam acordo para construção do novo aeroporto de Aracaju.Com o ato, será viabilizada a construção de um novo aeroporto na capital sergipana, cuja estrutura permitirá receber mais de 4 milhões de passageiros por ano». 12/05/2013. Consultado em 12/05/2013. 
  2. «AEROPORTO TERÁ CAPACIDADE QUADRUPLICADA». 15/08/2012. Consultado em 30/10/2012. 
  3. «Obra de ampliação do aeroporto de Aracaju já tem data para iniciar. Graças ao empenho do governador Marcelo Déda, a Infraero divulgou um documento revelando que as obras de ampliação da pista de pouso e decolagem e de construção do novo terminal de passageiros terão início em junho de 2012». Agência Sergipe de Notícias. 10 de setembro de 2011. Consultado em 11 de setembro de 2011. 
  4. «Novos voos chegam em janeiro a Sergipe. Aeroporto Santa Maria vai receber a partir do mês de janeiro mais dois novos voos.». Emsergipe.com. 24 de dezembro de 2011. Consultado em 24 de dezembro de 2011. 
  5. «Movimento Operacional da REDE INFRAERO de Janeiro a Novembro de 2011.» (PDF). iNFRAERO. 1 de dezembro de 2011. Consultado em 22 de janeiro de 2012. 
  6. «Reforma da pista do Aeroporto de Aracaju está próxima de ser licitada». Seinfra/SE. 25 de agosto de 2011. Consultado em 26 de agosto de 2011. 
  7. «Obras de ampliação do aeroporto terão início em junho de 2012. Segundo a Infraero, a pista será ampliada e um novo Terminal de Passageiros será construído». Emsergipe.com. 11 de setembro de 2011. Consultado em 11 de setembro de 2011. 
  8. «Obras de reforma do Aeroporto de Aracaju devem ser iniciada no 2º semestre». G1 Sergipe. 28 de janeiro de 2012. Consultado em 26 de fevereiro de 2012. 
  9. «Aeroporto de Aracaju receberá nome de Déda. Na justificativa da proposta, o parlamentar ressaltou a importância da homenagem ao fazer uma ampla apresentação da trajetória política do governador Marcelo Déda.». JornaldaCidade.Net. 05/12/13. Consultado em 15/12/13. 
  10. «Almeida Lima acirra mudança de nome do aeroporto de Aracaju». Universo Político. 05/12/13. Consultado em 15/12/13. 
  11. «Aeroporto de Aracaju pode levar o nome de Pedro Valadares.». ClickSergipe. 16/09/2014. Consultado em 18/09/2014. 
  12. «Câmara analisa propostas de homenagem a Eduardo Campos e Pedro Valadares.». Câmara dos Deputados. 15/09/2014. Consultado em 18/05/2015. 
  13. «Deputado quer mudar nome do aeroporto de Aracaju.». Infonet. 16/09/2015. Consultado em 18/09/2015. 
  14. «Aeroporto de Aracaju pode levar o nome de Pedro Valadares.». ClickSergipe. 16/09/2014. Consultado em 18/09/2014. 
  15. «Com redução do ICMS, Aeroporto de Aracaju ganha novos voos. Número de voos sobe de 18 para 24. 'Aeroporto de Aracaju vai registrar um crescimento de 10%', diz Infraero.». portal G1. 27/12/2015. Consultado em 22/02/2016. 
  16. «Aeroporto de Aracaju atinge a marca de um milhão de passageiros.». Agência Sergipe de Notícias. 14 de dezembro de 2011. Consultado em 16 de dezembro de 2011. 
  17. «Sergipe contará com duas novas linhas aéreas.Aeroporto Santa Maria terá mais dois voos em janeiro.». UOL. 26 de Dezembro de 2011. Consultado em 16 de Maio de 2012. 
  18. «Novos voos chegam ao aeroporto de Aracaju.Expectativa é que fluxo de passageiros aumente.TAM e Azul reforçam voos para Sergipe.». G1 Sergipe. 06/07/2012. Consultado em 07/07/2012. 
  19. «Aeroporto de Aracaju tem o maior fluxo de passageiros da região NE.Infraero aponta que o fluxo aumentou 26,3% de janeiro a maio de 2012 Movimento superou cidades como Fortaleza, Maceió, Recife e Salvador.». G1 Sergipe. 28/06/2012. Consultado em 07/07/2012.  line feed character character in |título= at position 136 (Ajuda)
  20. «Aeroporto Augusto Severo fica em oitavo (entre as nove capitais do Nordeste) em crescimento de janeiro a maio.». G1 Sergipe. 28/06/2012. Consultado em 07/07/2012. 
  21. «Aeroporto de Aracaju atinge 1 milhão de passageiros em setembro.Visitantes chegam em Sergipe em busca dos belos atrativos turísticos do estado e da tranquilidade de Aracaju, considerada a capital brasileira da qualidade de vida.». ASN. 21 de Setembro de 2012. Consultado em 30 de Setembro de 2012. 
  22. «Aeroporto de Aracaju teve o maior crescimento do Nordeste.Aeroporto de Aracaju teve um crescimento de passageiros de 25,64% em relação ao ano de 2011.». ASN. 15 de Janeiro de 2013. Consultado em 27 de Janeiro de 2013. 
  23. «Prefeito entrega o Caju Bike.». PMA. Consultado em 30 de março de 2014. 
  24. «Grupo usa bicicleta e fotografia para mudar manhãs em Aracaju.». Folha de S.Paulo. Consultado em 18 de abril de 2014. 
  25. «Reunião visa firmar parceria entre SMTT e Setur». PMA. 24/04/2012. Consultado em 05/05/2012. 
  26. «PMA investe em melhorias no transporte público». SMTT. 19 de Setembro de 2011. Consultado em 27 de novembro de 2011. 
  27. «Usuários de ônibus podem rastrear itinerário e horário das linhas». SMTT. 13/08/2012. Consultado em 13/12/2013. 
  28. . 17 de julho de 2015 http://www.infonet.com.br/cidade/ler.asp?id=174666. Consultado em 17 de julho de 2015.  Falta o |titulo= (Ajuda)
  29. «Linhas, Horários e Itinerários dos Ônibus.». SMTT. 14 de dezembro de 2011. Consultado em 14 de dezembro de 2011. 
  30. «Linhas, Horários e Itinerários dos Ônibus.». SMTT. 14 de dezembro de 2011. Consultado em 14 de dezembro de 2011. 
  31. «Linhas, Horários e Itinerários dos Ônibus.». SMTT. 4 de janeiro de 2011. Consultado em 4 de janeiro de 2012. 
  32. «Serviços do Aeroporto de Santa Maria». Infraero. Consultado em 22 de janeiro de 2012. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]