Aeroporto de Juazeiro do Norte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes
Aeroporto
Juazeiro do Norte
IATA: JDO - ICAO: SBJU
Características
Tipo Público
Administração EspanhaAena Internacional[1]
Serve Região Metropolitana do Cariri
Localização Juazeiro do Norte, CE, Brasil
Inauguração 15 de setembro de 1954 (65 anos)
Coordenadas 7° 13' 06" S 39° 16' 18" O
Altitude 424 m (1 391 ft)
Movimento de 2017
Passageiros 541,966 passageiros
Carga 1,610,172 Kg
Aéreo 8,710 decolagens
Capacidade anual 800,000 passageiros
Principais companhias Gol Linhas Aéreas Inteligentes, Azul Linhas Aéreas Brasileiras
Website oficial Página oficial
Mapa
SBJU está localizado em: Brasil
SBJU
Localização do aeroporto no Brasil
Pistas
Cabeceira(s) Comprimento Superfície
13 / 31 1 940  m (6 365 ft) Asfalto
Notas
Dados do DECEA[2] e da ANAC[3]

O Aeroporto de Juazeiro do Norte, ou Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes[4], ou Aeroporto Regional do Cariri, está localizado na Região Metropolitana do Cariri do estado do Ceará, mais precisamente no município de Juazeiro do Norte. Integrando a rede Infraero desde o dia 14 de março de 2002, o Aeroporto de Juazeiro do Norte atende às regiões centro-sul do Ceará, noroeste de Pernambuco e sertão da Paraíba, representando um dos principais instrumentos para o desenvolvimento econômico da região.

O aeroporto se caracteriza como um dos maiores e mais e mais atuantes do interior Nordestino, e atende durante todo o ano, o mais variado público, devido às muitas potencialidades da Região Metropolitana do Cariri, destacando-se os turismos religioso, de negócios, de cultura, belezas naturais, tesouros paleontológicos da Chapada do Araripe e instituições de ensino superior.

O Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes, foi comprado pela Aena Desarrollo Internacional em 15 de Março de 2019,ela foi a vencedora do leilão da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para assumir a administração, ampliação e exploração do aeroporto.A compra saiu por o valor de R$ 1.9 bilhões (Inclui o bloco Nordeste completo).

História[editar | editar código-fonte]

Em 23 de setembro de 1953 foi sancionada a Lei Municipal de doação dos terrenos do município para união. A inauguração ocorreu em aproximadamente um ano, em 15 de setembro de 1954, data do Feriado Municipal da Padroeira da cidade de Juazeiro do Norte/CE – Nossa Senhora das Dores, na época foi denominado de Aeroporto Regional do Cariri.

O Aeroporto Regional do Cariri teve seu terminal de passageiros construído no período de 1979 a 1981 Antes era utilizado apenas como pista de pouso e operava nas instalações do antigo Aeroclube. Desde então, passou pela administração Municipal por vários anos até que foi repassado para o Governo do Estado e durante anos não passou por mudanças significativas na sua infraestrutura.

Desde a década de oitenta recebe voos regulares, iniciando as operações com empresa aérea Varig com os seguintes destinos: Recife/Petrolina/São Paulo.

A administração da INFRAERO iniciou em 1997 quando da administração compartilhada com o Governo do Estado do Ceará e Município de Juazeiro do Norte, com apenas um empregado orgânico. Foi incorporado a rede Infraero no dia 14 de março de 2002, através do Convênio INFRAERO/Governo do Estado (SEINFRA), Nº 003/2002/0010.

Atualmente conta com vôos da Gol Linhas Aéreas Inteligentes, para São Paulo(Guarulhos), e Azul Linhas Aéreas Brasileiras, para Recife, Campinas, e Fortaleza.

Em Agosto de 2016, a LATAM Airlines Brasil, suspendeu as operações no aeroporto, mas três anos depois a companhia anunciou a possível volta das operações.

Acessos[editar | editar código-fonte]

O Aeroporto Orlando Bezerra de Meneses comunica-se com o centro de Juazeiro do Norte através da Avenida Virgílio Távora. A partir do Terminal de passageiros, muda-se a transição municipal para Estadual, ligando-se através da CE-292 a cidade de Missão Velha pelo entroncamento com a CE-293.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Movimento Operacional
Ano Passageiros % Diferença Aeronaves % Diferença
2003 30.126 Estável 2.377 Estável
2004 56.644 Aumento 88,02% 3.084 Aumento 29,74%
2005 62.022 Aumento 9,49% 3.335 Aumento 8,13%
2006 110.309 Aumento 77,85% 3.559 Aumento 6,71%
2007 152.398 Aumento 38,15% 3.712 Aumento 4,29%
2008 170.853 Aumento 12,10% 4.517 Aumento 21,68%
2009 247.775 Aumento 45,02% 5.341 Aumento 18,24%
2010 244.776 Baixa 1,21% 5.847 Aumento 9,47%
2011 342.958 Aumento 40,11% 7.026 Aumento 20,16%
2012 451.087 Aumento 31,53% 8.250 Aumento 17,42%
2013 387.990 Baixa 13,99% 7.378 Baixa 10,57%
2014 418.895 Aumento 7,96% 7.277 Baixa 1,38%
2015 441.089 Aumento 5,29% 7.923 Aumento 8,87%
2016 534.712 Aumento 21,22% 8.482 Aumento 7,05%
2017 541.966 Aumento 1,35% 8.710 Aumento 2,68%
2018 560.246 Aumento 3,26 8.524 Baixa 2,18%
Até Out/2019 434.277 - 5.953 -

Infra-estrutura[editar | editar código-fonte]

Sítio Aeroportuário: 1.284.465,30 m2

Pátio de Aeronaves: 7.800 m2

Terminal de Passageiros: 1.050 m2

Estacionamento de veículos: 200 vagas (estacionamento gratuito)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Aena adquiere el grupo aeroportuario del Nordeste de Brasil» (em espanhol). www.aena.es. 15 de março de 2019. Consultado em 2 de setembro de 2019 
  2. «Publicação Auxiliar de Rotas Aéreas (ROTAER)» (PDF). Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA). 2016. Consultado em 1 de outubro de 2016. Cópia arquivada (PDF) em 1 de outubro de 2016 
  3. «Dados Estatísticos» (XLSB). Agência Nacional de Aviação Civil. 2015. Consultado em 2 de outubro de 2016. Cópia arquivada em 2 de outubro de 2016 
  4. Alcântara, Anísio. «LEI Nº 13.088, DE 20.12.00(DO 30.12.00)»