Petrolândia (Pernambuco)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outras cidades com este nome, veja Petrolândia.
Município de Petrolândia
"Nova Petrolândia"
"Terra de Pedro"
"Capital Pernambucana da Coconicultura"
Praça dos Três Poderes

Praça dos Três Poderes
Bandeira de Petrolândia
Brasão de Petrolândia
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 1 de julho
Fundação 1 de julho de 1909 (109 anos) — velha cidade
6 de março de 1988 (30 anos) — nova cidade
Gentílico petrolandense[1]
Lema "Eu Acredito"
Padroeiro(a) São Francisco de Assis
CEP 56460-000
Prefeito(a) Janielma Maria Ferreira Rodrigues Souza (PSB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Petrolândia
Localização de Petrolândia em Pernambuco
Petrolândia está localizado em: Brasil
Petrolândia
Localização de Petrolândia no Brasil
08° 58' 45" S 38° 13' 10" O08° 58' 45" S 38° 13' 10" O
Unidade federativa Pernambuco
Região
intermediária

Serra Talhada IBGE/2017[2]

Região
imediata

Serra Talhada IBGE/2017[2]

Municípios limítrofes Floresta, Jatobá, Tacaratu e o estado da Bahia
Distância até a capital 404 km
Características geográficas
Área 1 056,595 km² [1]
População 36 187 hab. estatísticas IBGE/2018[3]
Densidade 34,25 hab./km²
Altitude 282 m
Clima semiárido BSh
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,623 médio PNUD/2010[4]
PIB R$ 853 633,90 IBGE/2015[5]
PIB per capita R$ 24 153,53 IBGE/2015[5]
Página oficial
Prefeitura www.petrolandia.pe.gov.br
Câmara www.camarapetrolandia.pe.gov.br

Petrolândia é um município brasileiro do estado de Pernambuco, Região Nordeste do país. Sua população estimada em 2018 era de 36 187 habitantes.[3]

Está localizado às margens do Rio São Francisco e a uma distância de aproximadamente 404 km da capital pernambucana, Recife. Tem o sexto maior PIB e o quarto maior PIB per capita do estado[6], onde ganha destaque nos setores da indústria, comércio, agropecuária e turismo e por abrigar a Usina Hidrelétrica Luiz Gonzaga.

Petrolândia é a Capital Pernambucana da Coconicultura, no que confere a Lei Nº 14.591, de 21 de março de 2012 [7].

História[editar | editar código-fonte]

Igreja Matriz da antiga Petrolândia.

A colonização da região começou no século XVIII, quando foram fundadas as fazendas Brejinho da Serra e Brejinho de Fora. Os primeiros núcleos de povoamento surgiram onde havia uma frondosa árvore de jatobá e um bebedouro para o gado. Por causa disso, o povoado ficou conhecido como Bebedouro de Jatobá.

Em 1877, a região recebeu a visita do Imperador D. Pedro II, que ordenou a construção de um cais e de uma ferrovia que ligava economicamente o alto e o baixo São Francisco.

Em 1887, a sede do município de Tacaratu é transferida para o povoado de Jatobá que, mais tarde, seria elevada à categoria de cidade em 1 de julho de 1909. O município recebeu a atual denominação em homenagem ao Imperador D. Pedro II.

A história do município passou por uma enorme transformação nos anos 80 devido à construção da Usina Hidrelétrica Luiz Gonzaga (também conhecida como Usina Hidrelétrica de Itaparica), que resultou na inundação da antiga cidade pelo lago de Itaparica e obrigou a transferência dos moradores para a atual cidade em 1988. O município de Petrolândia vem se tornando nos últimos anos um dos mais importantes da região.

Geografia[editar | editar código-fonte]

De acordo com a divisão do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística vigente desde 2017,[8] o município pertence às Regiões Geográficas Intermediária e Imediata de Serra Talhada.[2] Até então, com a vigência das divisões em microrregiões e mesorregiões, o município fazia parte da microrregião de Itaparica, que por sua vez estava incluída na mesorregião do São Francisco Pernambucano.[9]

Localiza-se a uma latitude 08º58'45" sul e a uma longitude 38º13'10" oeste, estando a uma altitude de 282 metros.

Limites[editar | editar código-fonte]

Noroeste: Floresta Norte: Floresta Nordeste: Tacaratu
Oeste: Floresta e Estado da Bahia Rosa de los vientos.svg Leste: Tacaratu
Sudoeste: Estado da Bahia Sul: Estado da Bahia Sudeste: Jatobá

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

O município está inserido na bacia do Rio São Francisco. [10]

Clima[editar | editar código-fonte]

O clima do município é o clima semiárido, do tipo Bsh. Os verões são quentes e úmidos, é neste período em que praticamente quase toda chuva do ano cai. Os invernos são mornos e secos, com a diminuição de chuvas; as mínimas podem chegar a 15 °C. As primaveras são muito quentes e secas, com temperaturas muito altas, que em que algumas ocasiões podem chegar a mais de 35 °C.

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), referentes ao período de 1961 a 1975 (até 31 de agosto), a temperatura mínima absoluta registrada em Petrolândia foi de 8,2 °C em 19 de junho de 1971,[11] e a maior atingiu 38 °C em 15 de novembro de 1973.[12] O maior acumulado de precipitação registrado em 24 horas foi de 126,8 milímetros em 23 de abril de 1962.[13] O menor índice de umidade relativa do ar foi de 16% em 25 de outubro de 1974.[14]

Dados climatológicos para Petrolândia
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima recorde (°C) 37,2 35,4 37,2 34,4 31,8 32 32,9 30,5 36 37,6 38 37,4 38
Temperatura máxima média (°C) 32,1 32 31,6 30,5 27,9 26,1 25 25,8 28,3 30,4 31,9 32 32,1
Temperatura média (°C) 26,3 26,1 26 25,4 23,6 22 20,9 21,4 23,3 24,8 25,9 26 24,3
Temperatura mínima média (°C) 20,5 20,3 20,5 20,3 19,3 17,9 16,9 17 18,3 19,2 20 20,1 20,5
Temperatura mínima recorde (°C) 16,6 17,4 14 10,4 10 8,2 9 9 12,6 9 8,8 15,6 8,2
Precipitação (mm) 49,8 69,1 112 68,2 22,1 11 14,1 2,4 3,2 10,4 14,8 51 428,1
Dias com precipitação (≥ 1 mm) 3 4 7 4 3 2 3 1 0 1 2 3 33
Umidade relativa (%) 63,8 66,9 69,3 70,5 73,8 75,2 75,4 70,3 64,6 59,5 58,2 60,6 67,3
Fonte: Instituto Nacional de Meteorologia (precipitação, dias com precipitação e umidade, 1961-1990;[15][16][17][18][19] recordes de temperatura máxima: 10/1971, 09/1973 a 01/1974, 09/1974 a 08/1975 e mínima de 1961 a 1975);[11][12]
Fonte #2: Climate Data (médias de temperatura).[20]

Subdivisões[editar | editar código-fonte]

Distritos[editar | editar código-fonte]

  • Distrito Icó - Mandantes

Bairros[editar | editar código-fonte]

  • Bairro Quadra CE (Centro)
  • Bairro Quadra CS
  • Bairro Quadra 01
  • Bairro Quadra 02
  • Bairro Quadra 03
  • Bairro Quadra 04
  • Bairro Quadra 05
  • Bairro Quadra 06
  • Bairro Quadra 07
  • Bairro Quadra 08
  • Bairro Quadra 09
  • Bairro Quadra 10
  • Bairro Quadra 11
  • Bairro Quadra 12
  • Bairro Quadra 13
  • Bairro Quadra 14
  • Bairro Quadra 15
  • Bairro Quadra 16
  • Bairro Quadra 17
  • Bairro Nova Esperança
  • Bairro Alto da Conquista

Povoados[editar | editar código-fonte]

  • Atalho
  • Brejinho da Serra
  • Brejinho de Fora
  • Sitio Serra Vermelha
  • Projeto Apolônio Sales

Relevo[editar | editar código-fonte]

O relevo de petrolandia é remontado basicamente pelo Planalto da Borborema, localizado a leste, uma das principais causas pela secura do sertão, já que o planalto impede a chegada de chuvas a região, causando grandes estiagens, a Bacia do Rio Parnaíba, a oeste, e algumas elevações, como as chapadas e os planaltos, um exemplo é a Chapada de Diamantina. Ao litoral vemos as planícies.. [21]

Solo[editar | editar código-fonte]

Em relação aos solos, nos Patamares Compridos e Baixas Vertentes do relevo suave ondulado ocorrem os Planossolos, mal drenados, fertilidade natural média problemas de sais; Topos e Altas Vertentes, os solos Brunos não Cálcicos, rasos e fertilidade natural alta; Topos e Altas Vertentes do relevo ondulado ocorrem os Podzólicos, drenados e fertilidade natural média e as Elevações Residuais com os solos Litólicos, rasos, pedregosos e fertilidade natural média. [22]

Geologia[editar | editar código-fonte]

O município de Petrolândia é constituída pelos litotipos dos complexos Gnáissico-migmatítico Sobradinho-Remanso e Riacho Seco, dos gnaisses Arapuá, Bangê e Bogó, do Complexo Saúde, dos Granitóidessin e póstectônicos. [23]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Segundo a estimativa 2018 do IBGE, Petrolândia possui uma população de 36.187 habitantes, distribuídos numa área de 1.056,595 km², tendo assim, uma densidade demográfica de 34,25 hab/km². [24]

Política[editar | editar código-fonte]

O poder executivo do município é exercido por Janielma Maria Ferreira Rodrigues Souza, do partido PSB, e o poder legislativo é presidido pelo vereador Delano, do partido PSB. [25]

Ano Prefeito (a) Partido Vice - Prefeito (a)
1977/1982 José Dantas de Lima ARENA
1983/1986 Francisco Simões de Lima Itamar Leite
1987/1988 Itamar Leite
1989/1992 José Dantas de Lima PMB
1993/1996 Amadeu de Souza Lima PDT Francisco Simões de Lima
1997/2000 Francisco Simões de Lima PMDB Cícero Moura Freire
2001/2003 Francisco Simões de Lima (in memoriam) PMDB Antônio Marcos de Souza
2003/2004 Antônio Marcos de Souza PPS Cargo Vago
2005/2008 Antônio Marcos de Souza PPS Antônio Vieira Teles
2009/2012 Lourival Antônio Simões Neto PR Antônio Vieira Teles
2013/2016 Lourival Antônio Simões Neto PR Janielma Maria Ferreira Rodrigues Souza
2017/2017 Ricardo Rodolfo Souza Leal (renunciou ao cargo) PR Janielma Maria Ferreira Rodrigues Souza
2017/hoje Janielma Maria Ferreira Rodrigues Souza PSB Cargo Vago

Economia[editar | editar código-fonte]

Segundo dados sobre o produto interno bruto dos municípios, divulgado pelo IBGE referente ao ano de 2011, a soma das riquezas produzidos no município é de 631.870 milhões de reais (19° maior do estado). Sendo o setor da indústria o mais mais representativo na economia petrolandense, somando 401.510 milhões. Já os setores de serviços e da agricultura representam 191.112 milhões e 15.440 milhões, respectivamente. O PIB per capita do município é de 19.212,21 mil reais (6° maior do estado), um dos maiores do Estado. [26]

Estrutura[editar | editar código-fonte]

Educação[editar | editar código-fonte]

Nova Petrolândia vista da serrota.

A cidade conta com uma quantidade boa de escolas, escolas estaduais, Particulares e principalmente municipais, que são elas:

  • Escola de Referência em Ensino Fundamental Anos Finais João Rodrigues de Almeida
  • Escola de Referência em Ensino Médio Maria Cavalcanti Nunes
  • Escola de Referência em Ensino Médio Jatobá
  • Escola Delmiro Gouveia
  • Escola Icó Mandantes
  • Escola São Francisco
  • Escola Santa Filomena
  • Escola Vinícius de Moraes
  • Escola 1° de Julho
  • Escola 1° de Maio
  • Escola 4 de Outubro
  • Escola 7 de Setembro
  • Escola Paulo Freire
  • Escola José Araujo da Silva
  • Escola Caruá
  • Escola Professora Maria de Lourdes da Silva
  • Escola Elvira Pereira
  • Escola Ângela Maria Ferraz de Sá
  • Escola 6 de Março
  • Escola Chapada
  • Escola Lino Manoel Viana
  • Escola Sandálias do Pescador
  • Escola Itamar Leite
  • Escola Xique Xique
  • Escola Santa Inês
  • Escola Aveloz
  • Escola Juá
  • Escola Agropecuária José de Carvalho Alcântara
  • Escola Macambira
  • Escola Atalho
  • Escola Canafístula
  • Escola Baraúna
  • Escola Monteiro Lobato
  • Escola Dr. Trajano Pires da Nóbrega
  • Escola Serrota
  • Escola Quixabeira
  • Escola Salão
  • Escola Brasil
  • Escola Tio Patinhas
  • Escola Eudes Gustavo Ferraz de Sá
  • Escola Lagoinha
  • Escola Dom João Bosco
  • Escola Pau de Ferro
  • Escola Limão Bravo
  • Escola Barriguda
  • Escola Criança Feliz
  • Escola Logradouro
  • Escola Costa e Silva
  • Escola Jurema
  • Escola Angico
  • Escola São Pedro
  • Escola Dr. Francisco Simões de Lima
  • Escola Santo Antônio
  • Escola Mandacaru
  • Escola Aroeira
  • Peti Atividade Complementar
  • Escola Hotelzinho Park

Saúde[editar | editar código-fonte]

A cidade conta com 12 estabelecimentos de saúde, sendo 10 deles públicos municipais e dois privados. [27]

Transportes[editar | editar código-fonte]

O município é cortado pela BR-316 e BR-110. Estando a pouco mais de 70 km do aeroporto de Paulo Afonso, no Estado da Bahia.

Comunicação[editar | editar código-fonte]

O município recebe o sinal de TV do município de Caruaru, Petrolina e Recife.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Igreja Matriz da antiga Petrolândia submersa pelas águas do rio São Francisco.
Parque de Vaquejada João Pernambuco.

Passeios de barco pelo rio São Francisco[editar | editar código-fonte]

Favorável ao banho e à pesca, as trilhas ecológicas, serras e furnas.

Mirante da Serrota[editar | editar código-fonte]

Oferece uma visão privilegiada de Petrolândia, destacando-se a Praia do Toco Fluvial. O local é o preferido pelos que buscam caminhadas ecológicas. No mirante, há uma imagem de São Francisco esculpida em granito.

A casa de farinha[editar | editar código-fonte]

São oito casas, situadas na zona rural do município, onde os turistas podem conhecer de perto a fabricação da farinha de mandioca, beiju e tapioca através de um processo manual. O dia ideal para visitar as casas de farinha é a quinta-feira.

Artesanato[editar | editar código-fonte]

Os bordados, a tapeçaria (usando como matéria-prima a linha e o lacê), as peças em crochê e as esculturas em madeira. A Cestaria também é um artesanato forte, principalmente na região dos lagos, onde pode ser encontrado cestas de todos os tipos e gostos. [28]

Ilha de Rarrá[editar | editar código-fonte]

A ilha é banhada pelas águas do Rio São Francisco (Velho Chico), tem dunas de areias branquinhas, conforto, diversão, culinária típica da região e exploração de ruínas antigas, submersas e inesquecíveis.

Esporte[editar | editar código-fonte]

A cidade de Petrolândia possuiu um clube no Campeonato Pernambucano de Futebol, o Grêmio Lítero Recreativo de Petrolândia, que jogava no Estádio Municipal Manoel Anísio Mota ou Galegão. [29]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). «Petrolândia». Consultado em 30 de agosto de 2018.. Cópia arquivada em 30 de agosto de 2018 
  2. a b c Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 30 de agosto de 2018. 
  3. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de agosto de 2018). «Estimativas da população residente no Brasil e unidades da federação com data de referência em 1º de julho de 2018» (PDF). Consultado em 30 de agosto de 2018. 
  4. Atlas do Desenvolvimento Humano (29 de julho de 2013). «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Consultado em 9 de setembro de 2013.. Cópia arquivada (PDF) em 8 de julho de 2014 
  5. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2015). «Produto Interno Bruto dos Municípios - 2015». Consultado em 30 de agosto de 2018.. Cópia arquivada em 30 de agosto de 2018 
  6. [1]
  7. «Visualizar página - Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco - Alepe Legis - Legislação do Estado de Pernambuco». Consultado em 6 de novembro de 2013. 
  8. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Divisão Regional do Brasil». Consultado em 30 de agosto de 2018.. Cópia arquivada em 30 de agosto de 2018 
  9. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1990). «Divisão regional do Brasil em mesorregiões e microrregiões geográficas» (PDF). Biblioteca IBGE. 1: 52–53. Consultado em 30 de agosto de 2018.. Cópia arquivada (PDF) em 30 de agosto de 2018 
  10. http://www.cnps.embrapa.br/publicacoes/pdfs/circtec29_2004_petrolandia.pdf
  11. a b «Série Histórica - Dados Diários - Temperatura Mínima (ºC) - Petrolândia». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 21 de junho de 2015. 
  12. a b «Série Histórica - Dados Diários - Temperatura Máxima (ºC) - Petrolândia». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 21 de junho de 2015. 
  13. «BDMEP - Série Histórica - Dados Diários - Precipitação (mm) - Petrolândia». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 21 de junho de 2015. 
  14. «BDMEP - Série Histórica - Dados Diários - Umidade Relativa (%) - Petrolândia». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 21 de junho de 2015. 
  15. «Temperatura Mínima (°C)». Instituto Nacional de Meteorologia. 1961–1990. Consultado em 18 de junho de 2015.. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014 
  16. «Precipitação Acumulada Mensal e Anual (mm)». Instituto Nacional de Meteorologia. 1961–1990. Consultado em 18 de junho de 2015.. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014 
  17. «Número de Dias com Precipitação Maior ou Igual a 1 mm (dias)». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 18 de junho de 2015.. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014 
  18. «Insolação Total (horas)». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 18 de junho de 2015.. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014 
  19. «Umidade Relativa do Ar Média Compensada (%)». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 18 de junho de 2015.. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014 
  20. «Clima: Petrolândia». Climate Data. Consultado em 21 de junho de 2015.. Cópia arquivada em 21 de junho de 2015 
  21. http://www.cnps.embrapa.br/publicacoes/pdfs/circtec29_2004_petrolandia.pdf
  22. http://www.cnps.embrapa.br/publicacoes/pdfs/circtec29_2004_petrolandia.pdf
  23. http://www.cnps.embrapa.br/publicacoes/pdfs/circtec29_2004_petrolandia.pdf
  24. http://www.cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?lang=&codmun=261100
  25. http://www.cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?lang=&codmun=261100
  26. http://www.cidades.ibge.gov.br/xtras/temas.php?lang=&codmun=261100&idtema=125&search=pernambuco%7Cpetrolandia%7Cproduto-interno-bruto-dos-municipios-2011
  27. http://www.uniregistro.com.br/cidades-do-brasil/pernambuco/petrolandia/
  28. http://www.ferias.tur.br/informacoes/5388/petrolandia-pe.html
  29. http://www.rsssfbrasil.com/tablesfq/pe1998.htm

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Petrolândia
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Pernambuco é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.