São Caetano (Pernambuco)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Município de São Caetano
"São Caetano da Raposa"
Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Hino
Aniversário 11 de setembro
Fundação 2 de maio de 1844
Gentílico são-caetanense
CEP 55130-000
Prefeito(a) Jadiel Codeiro Braga (PSDB)
Localização
Localização de São Caetano
Localização de São Caetano em Pernambuco
São Caetano está localizado em: Brasil
São Caetano
Localização de São Caetano no Brasil
08° 19' 33" S 36° 08' 34" O08° 19' 33" S 36° 08' 34" O
Unidade federativa Pernambuco
Mesorregião Agreste Pernambucano IBGE/2008 [1]
Microrregião Vale do Ipojuca IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Caruaru, Tacaimbó, Altinho, Cachoeirinha, Brejo da Madre de Deus e Belo Jardim
Distância até a capital 148 km
Características geográficas
Área 382,475 km² [2]
População 36 626 hab. (PE: 51º) –  estatísticas IBGE/2014[3]
Densidade 95,76 hab./km²
Altitude 552 m
Clima Tropical As'
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,591 (PE: 150º) – baixo PNUD/2010 [4]
PIB R$ 198 997 mil IBGE/2012[5]
PIB per capita R$ 5 597 03 IBGE/2012[5]
Página oficial
Prefeitura www.saocaetano.pe.gov.br

São Caetano (também grafado erroneamente São Caitano[6][7][8]) é um município brasileiro do estado de Pernambuco. Administrativamente, o município é formado pelos distritos de Tapiraim, Maniçoba e pelo povoado de Santa Luzia.

Tem uma população residente de 35.416 habitantes, sendo o 51° município mais populoso de Pernambuco, e o 830° do Brasil.

História[editar | editar código-fonte]

A povoação do município tem início em 1838 com a chegada do senhor José Pedro de Pontes, proveniente do município pernambucano de Bezerros. Primeiramente ele estabeleceu-se onde hoje se localiza a sede municipal. No ano seguinte, ergueu uma igreja sob a inovação do São Caetano de Thiene com bênção da imagem do padroeiro feita por um vigário do município de Altinho.

Posteriormente, desenvolveu-se um povoado ao redor do templo, de modo que, em 1844, o povoado foi elevado à categoria de freguesia, denominada Freguesia de São Caetano, e criado o distrito homônimo, pertencente ao município de Bezerros. Mais tarde, a sede da freguesia foi transferida para o povoado de Caruaru, elevada à Matriz, retornando a sua situação anterior em 1859. A localidade tornou-se vila em 1909. Dois anos depois, o distrito de São Caetano passou a integrar parte do território do município de Caruaru.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localização[editar | editar código-fonte]

São Caetano localiza-se no interior do estado de Pernambuco, no agreste pernambucano. Está a uma altitude média de 552 metros acima do nível do mar. O município abrange uma área territorial de 382,4 quilômetros quadrados. São Caetano faz limite com os municípios de Brejo da Madre de Deus ao norte, ao sul com Altinho e Cachoeirinha, com Caruaru a leste, e a oeste com Belo Jardim e Tacaimbó.

População[editar | editar código-fonte]

O município possui 35.416 habitantes (densidade demográfica de 92,6 hab/km²), segundo estimativas do IBGE em 2011. Em 1991 a população era estimada em 29.598 habitantes, ou seja, em vinte[9] anos houve um aumento de 5.818 pessoas. Em 2000 o Índice de Desenvolvimento Humano era de 0,580, considerado mediano.

Clima[editar | editar código-fonte]

Gráfico climático para São Caitano
JFMAMJJASOND
 
 
33
 
29
18
 
 
50
 
28
18
 
 
98
 
28
18
 
 
117
 
26
17
 
 
132
 
26
18
 
 
172
 
24
17
 
 
129
 
23
16
 
 
72
 
25
16
 
 
47
 
26
15
 
 
20
 
28
17
 
 
25
 
30
17
 
 
29
 
29
18
Temperaturas em °CPrecipitações em mm
Fonte: Jornal do Tempo

São Caetano está situado em uma área de clima tropical do tipo semiárido, mas que devido a altitude modesta apresenta um quadro de aridez menos severa.

Durante o inverno, há muitos dias nublados e chuvosos, mas a chuva geralmente é leve, então o acumulado não é grande. Devido a esses dias nublados, a temperatura pouco varia ao longo do dia. Às vezes, massas de ar atingem a região e faz a temperatura cair muito durante a madrugada.

Subdivisões[editar | editar código-fonte]

Em São Caetano está localizado o povoado de Garrote Velho.[10]

Pontos turísticos[editar | editar código-fonte]

Fundação Música e Vida de São Caetano

APRESENTAÇÃO

A Fundação Música e Vida de São Caetano é uma instituição sem fins lucrativos e atualmente é a sede do Ponto de Cultura Música Vida e Continuidade, (Parceria com a FUNDARPE/ Órgão Governamental). Idealizada pelo Maestro Mozart Vieira, símbolo de luta e resistência cultural em defesa dos menos favorecidos, através da Arte Musical.

Inaugurada em outubro de 1993, escola de música do interior do Estado de Pernambuco é situada na rua Pedro Torres de Abreu, 31, no município de São Caetano.

Seu objetivo é promover a educação e a profissionalização musical de crianças e jovens de baixa renda da rede pública de ensino, com idade média entre 05 (cinco) a 18 (dezoito) anos, de São Caetano e região.

A Fundação Música e Vida de São Caetano busca melhor integrar estas crianças e jovens nos seus âmbitos familiar e escolar, através da prática musical, preparando para o mercado de trabalho, através da formação técnica-pedagógica oferecida.

HISTÓRIA

No ano de 1978, em São Caetano - PE, na região nordeste do Brasil, o jovem maestro Mozart Vieira, originário de uma família tradicional de músicos instrumentistas, tem a ideia de utilizar a música como um veículo de socialização de menores de baixa renda.

Desta forma, crianças e jovens da cidade e da zona rural, descobrem a teoria da música e a arte de cantar e tocar um instrumento. Este trabalho tem como objetivo resgatar o caráter político sociocultural destas crianças e jovens.

A Banda Sinfônica do Agreste, conhecida atualmente como Banda dos Meninos de São Caetano, nasce em 1987 e é fruto desta iniciativa. A Banda de São Caetano conhece o auge de sua popularidade no país na década de 90, viajando e tornando-se conhecida por quase todo o país e exterior.

FILOSOFIA

Contribuir, através da Educação Musical, para a formação de cidadãos conscientes, com caráter cívico e moral elevado, preservando em sua plenitude humanística a competência técnico artístico musical, entendendo que a música tem efeito transformador em suas vidas.

Museu Histórico[editar | editar código-fonte]

Além do vasto conteúdo de São Caitano, o museu apresenta um grande acervo cultural e histórico sobre o Sertão nordestino, Agreste e Zona da Mata, apresentando o estilo de vida dos sertanejos.

O visitante pode encontrar material sobre a Guerra de Canudos, Antônio Conselheiro, Luiz Gonzaga, Padre Cícero, o poeta José Marcolino, Patativa do Assaré, Zumbi dos Palmares, além de amplo histórico sobre o cangaço brasileiro, inclusive com vídeos originais da rotina do cangaceiro Lampião e seu bando, etc.

O rico acervo rendeu ao museu o título de segundo maior museu de história do sertão no Brasil, perdendo apenas para o Museu do Homem do Nordeste, no Recife. Participou da Feira dos Municípios no Parque do Cordeiro, Recife, e foi premiado como a maior atração do evento.

O museu de São Caetano é, hoje, uma larga fonte de conhecimento para trabalhos escolares e estudos dos mais diversos tipos. Diariamente recebe turmas de escolas, faculdades, turistas e moradores da cidade.

O acervo histórico do museu é rico em objetos e artefatos que fizeram e fazem parte da história do Município desde a sua fundação até os dias de hoje. Além das fotografias, documentários, fitas de vídeo, etc.

Muitas peças históricas vindas de outras cidades do Estado, que contribuem para a história, além dos documentários escritos, muitas literaturas do passado e literaturas atuais, muitas reportagens e documentários em vídeo, estão à mostra.

Além disso, objetos históricos, como um despaldador de café que era usado nas décadas passadas, quando a cidade de São Caetano já contribuía muito para o crescimento do Estado através dos seus cafezais, estão expostos.

Pedra do Cachorro[editar | editar código-fonte]

Na paisagem seca da caatinga, destaca-se a Pedra do Cachorro, afloramento rochoso de 475 metros de altura - um grande desafio para aventureiros e amantes dos esportes radicais.

Este é o cenário da terceira Reserva Particular do Patrimônio Natural de Pernambuco, uma propriedade de 23 hectares, dos quais 18 foram transformados em unidade de conservação. O título de RPPN foi concedido pela Agência Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (CPRH) em junho de 2002, devido a bela paisagem natural encontrada na fazenda, além da diversidade da fauna e da flora da região.

Após a titulação, o proprietário, Guaraci Cardoso, assinou um termo de compromisso, assumindo a responsabilidade pela preservação da reserva, um dos requisitos exigidos pelo Decreto Estadual nº 19.815/97, que regulamenta a criação de unidades de conservação de caráter particular em Pernambuco.

Além do valor paisagístico, o levantamento botânico da região, embora tenha sido realizado num curto período de tempo, identificou espécies como a catingueira, o araçá nativo e o angico-de-caroço, espécies de porte médio, presentes em fragmentos bem conservados da vegetação.

Cruzeiro[editar | editar código-fonte]

O Cruzeiro de Padre Cícero e Frei Damião foi construído no ano de 1984, há cerca de cinco quilômetros do centro de São Caitano e é referência religiosa na cidade.

O início das peregrinações foi marcado pelo réveillon de 1899 para 1900, quando alguns fiéis católicos ergueram no alto da serra uma cruz. A data foi escolhida por ser considerada como tempo forte.

Hoje, mais de cem anos depois, ainda podemos perceber a consistência da tradição: São centenas de fiéis que saem de suas casas durante a madrugada da Sexta-Feira Santa para acompanhar a Via Sacra, meditando as 14 estações da morte e paixão do Senhor.

Durante todo o dia da sexta-feira a Igreja é aberta aos fiéis. A partir das 15h, que é a hora em que Cristo morreu começa a celebração da Paixão, e em seguida a procissão com a imagem do Senhor morto, seguindo pelas principais ruas e avenidas, arrastando grande número de pessoas.

Educação[editar | editar código-fonte]

Esta é uma lista das redes de ensino da cidade. A cidade não possui faculdades.

Rede Estadual[editar | editar código-fonte]

  • Escola de Referência em Ensino Médio Agamenon Magalhães
  • Escola Pio XII
  • Colégio Joaquim Ribeiro da Rocha

Rede Municipal[editar | editar código-fonte]

  • Colégio Carmelita Gomes da Silva
  • Escola Coronel Camilo Pereira Carneiro
  • Escola Maria do Socorro Pontes Braga
  • Escola Intermediária João Almeida Lima
  • Escola Tenente José Francisco Graciano
  • Escola Manoel Joaquim dos Santos
  • Grupo Escolar Sizenando Leite de Macedo
  • Centro Educacional Professora Albertina Teles Pontes

Rede Privada[editar | editar código-fonte]

  • Colégio Pequeno Príncipe
  • Colégio Ideal
  • Centro Educacional Dom Pedro I
  • Colégio Geração Futura
  • Colégio Cecília Meirelles
  • Centro Educacional Paulo Freire
  • Escola Mundo Maravilhoso

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010. 
  3. «Estimativa Populacional 2014». Estimativa Populacional 2014. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Agosto de 2014. Consultado em 29 de agosto de 2014. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 01 de outubro de 2013.  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2012». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2014. 
  6. Histórico de São Caitano
  7. REsultados das eleições 2012 - TRE-PE
  8. Lei nºº 642, 4 de dezembro de 2013
  9. «Censo IBGE 2010» (PDF). Estimativas de População. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 28 de agosto de 2010. Consultado em 30 de novembro de 2010. 
  10. www.denorteasul.com.br. «Voce sabia que... São Sebastião é padroeiro de várias cidades do Brasil, e que dia 20 de janeiro é celebrado o dia dele...». Consultado em 2 de agosto de 2013. 
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Pernambuco é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.