Águas Belas (Pernambuco)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Águas Belas.
Águas Belas
  Município do Brasil  
Hino
Gentílico águas-belense
Localização
Localização de Águas Belas em Pernambuco
Localização de Águas Belas em Pernambuco
Águas Belas está localizado em: Brasil
Águas Belas
Localização de Águas Belas no Brasil
Mapa de Águas Belas
Coordenadas 9° 06' 39" S 37° 07' 22" O
País Brasil
Unidade federativa Pernambuco
Municípios limítrofes norte: Buíque e Pedra; sul: estado de Alagoas; leste: Iati e oeste: Itaíba.
Distância até a capital 303 km
História
Fundação 1871
Aniversário 13 de junho
Administração
Prefeito(a) Luiz Aroldo (PT, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [1] 885,981 km²
População total (estatísticas IBGE/2014[2]) 48 000 hab.
Densidade 54,18 hab./km²
Clima Semiárido (BSh)
Altitude 376 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010[3]) 0,526 baixo
PIB (IBGE/2012[4]) R$ 219 294 mil
PIB per capita (IBGE/2012[4]) R$ 5 377,75

Águas Belas é um município brasileiro do estado de Pernambuco. Localiza-se a uma latitude 09º06'41" sul e a uma longitude 37º07'23" oeste, estando a uma altitude de 376 metros. Sua população estimada em 2010 era de 42.291 habitantes. O município é formado pelo distrito-sede e pelos povoados de Campo Grande, Curral Novo, Garcia, e Tanquinhos.

História[editar | editar código-fonte]

A região onde está situada a cidade de Águas Belas era habitada, originalmente, pelos índios tupiniquins, que teve sua tribo unificada com a tribo Carnijós, que residia nas imediações da Serra dos Cavalos. A aldeia era conhecida como Lagoa, devido a uma lagoa existente no local, onde hoje se encontra a matriz de Nossa Senhora da Conceição, depois a povoação ganhou o nome de Ipanema. Consta que, por volta do ano de 1700, apareceu na região o primeiro homem branco (João Rodrigues Cardoso), com objetivo de unificar as duas tribos existentes na região.

A denominação Águas Belas surgiu quando o Ouvidor Jacobina, durante uma viagem, encontrou no local água potável de excelente qualidade e teria falado: "Águas Belas, as desta povoação que a chamam de Ipanema, quando lhe deviam chamar, antes, Águas Belas". Desmembrado do município de Buíque, em 13 de junho de 1871, tornando-se emancipada politicamente. Águas Belas foi elevada à categoria de cidade a 24 de maio de 1904 (naquela época, as vilas tornavam-se emancipadas politicamente, para depois serem elevadas a categoria de cidade).

As terras indígenas foram demarcadas em 1875, embora os conflitos pela terra não tenham sido completamente sanados, entretanto, é necessário a re-demarcação. Em 2010, a FUNAI esteve em Águas Belas para iniciar o processo de re-demarcação, entretanto, o processo ainda se encontra em fase e identificação. A cidade de Águas Belas encontra-se dentro da reserva indígena. Foram construídas dentro da reserva edificações, como a rodovia 423, que corta o lote dos índios pela metade.

Hoje cerca de 5.000 índios Fulni-ôs também habitam uma área dividida em 427 lotes individuais, que totalizam 11505 ha.[5] Vivem do artesanato e agricultura de subsistência. São ainda os únicos índios da região nordeste, com exceção as etnias do Maranhão(Kanela (Apanyekra e Ramkokamekra), Krikati, Gavião (Pukobyê),  Kokuiregatejê, Timbira do Pindaré e Krejê) com o idioma próprio, o Yaathê ,nas praticas culturais encontra-se alguns rituais como o Toré e Cafurna e o Ouricuri.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Possui uma área de 887,56 km². Fica a aproximadamente a 303 km de Recife.

O município está incluído na área geográfica de abrangência do semiárido brasileiro, definida pelo Ministério da Integração Nacional em 2005.[6] Esta delimitação tem como critérios o índice pluviométrico, o índice de aridez e o risco de seca.

Referências

  1. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. «Estimativa Populacional 2014». Estimativa Populacional 2014. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Agosto de 2014. Consultado em 29 de agosto de 2014 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 1 de outubro de 2013 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2012». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2014 
  5. «Fulni-ô. Povos Indígenas de Pernambuco. Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Etnicidade. Universidade Federal de Pernambuco» .
  6. «Ministério da Integração Nacional, 2005. Nova delimitação do semiárido brasileiro». Consultado em 28 de dezembro de 2009. Arquivado do original em 15 de julho de 2010 .

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Pernambuco é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

escolas: