Tacaratu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Tacaratu
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Tacaratu
Bandeira
Hino
Gentílico tacaratuense
Localização
Localização Tacaratu em Pernambuco
Localização Tacaratu em Pernambuco
Tacaratu está localizado em: Brasil
Tacaratu
Localização Tacaratu no Brasil
Mapa Tacaratu
Coordenadas 9° 6' 9" S 38° 8' 57" O
País Brasil
Unidade federativa Pernambuco
Municípios limítrofes Floresta (Norte), Estado de Alagoas (Sul), Inajá e estado de Alagoas (Leste) e Petrolândia (Oeste)
Distância até a capital 453 km
História
Fundação 13 de maio de 1954 (68 anos)
Administração
Prefeito(a) Washington Angelo de Araújo[1] (MDB, 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total [2] 1 264,541 km²
População total (estatísticas IBGE/2015[3]) 24 626 hab.
 • Posição PE: 87°
Densidade 19,5 hab./km²
Clima Semiárido (BSh)
Altitude 514 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010 [4]) 0,573 baixo
 • Posição PE: 130°
PIB (IBGE/2013[5]) R$ 118 000 mil
 • Posição PE: 116°
PIB per capita (IBGE/2013[5]) R$ 4 951,11
Sítio http://www.tacaratu.pe.gov.br (Prefeitura)

Tacaratu é um município brasileiro do estado de Pernambuco, localizado na região do Médio São Francisco.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

O nome Tacaratu é de origem indígena Pankararu, que significa "serra de muitas pontas ou cabeços", devido às muitas serras pontiagudas na região.[6]

História[editar | editar código-fonte]

Originalmente, Taracatu foi um distrito, criado por alvará de 24 de maio de 1808, elevado depois à condição de vila pela lei provincial nº 248, de 16 de junho de 1849, com sede na povoação de Tacaratu. Em 1887, a lei provincial nº 1.885 transfere de Tacaratu para a povoação de Jatobá a sede do município. A lei estadual nº 991, de 1º de julho de 1909, eleva Tacaratu à condição de cidade, com a denominação de Jatobá. Essa denominação se manteve até 1928, quando a lei estadual nº 1.931 transferiu a sede do município de volta a Tacaratu, renomeando o município. Essa configuração se manteve até 9 de dezembro de 1938, quando o decreto-lei estadual nº 235 transferiu de Tacaratu para Itaparica a sede do município, passando este a se chamar Itaparica — e Tacaratu, rebaixado à condição de distrito. Somente em 30 de dezembro de 1953, por força da lei estadual nº 1.819, Taracatu é definitivamente elevado à categoria de município, desmembrando-se de Petrolândia (antiga Itaparica).[7]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Dois distritos compõem o município: Taracatu (sede) e Caraibeiras.[7]

Além dos distritos, o município tem mais de 90 povoados, incluindo as comunidades indígenas.[8]

  • Sítio Água Preta
  • Sítio Alto do Angico
  • Sítio Baixa da Quixaba
  • Sítio Baltazar
  • Sítio Barra
  • Sítio Boa Esperança
  • Sítio Coelho
  • Sítio Coito
  • Sítio Curralinho
  • Sítio Croatá
  • Sítio Gabriel
  • Sítio Lages
  • Sítio Laginha
  • Sítio Lúcio
  • Sítio Olho Dágua do Bruno
  • sítio Olho Dágua do Julião
  • Sítio Ouricuri
  • Sítio Malhada do Saco
  • Sítio Morcego
  • Sítio Paquiu
  • Sítio Pingos
  • Sítio Pitombeira
  • Sítio Rodrigues
  • Sítio Salgadinho
  • Sítio Tacaicó
  • Sítio Tacaratuzinho
  • Sítio Tiririca
  • Sítio Traíra
  • Sítio Viera do Moxotó

Limites[editar | editar código-fonte]

Noroeste: Floresta e Petrolândia Norte: Floresta Nordeste: Inajá
Oeste: Petrolândia Rosa de los vientos.svg Leste: Inajá
Sudoeste: Itacuruba Sul: Estado da Bahia Sudeste: Estado de Alagoas

Clima[editar | editar código-fonte]

O clima do município é o clima semiárido, do tipo Bsh. Os verões são quentes e secos, é neste período em que praticamente quase não há chuvas. Os invernos são mornos e úmidos, com o aumento de chuvas; as mínimas podem chegar a 14°C. As primaveras são muito quentes e secas, com temperaturas muito altas, que em que algumas ocasiões podem chegar a mais de 35°C.

  • Tipo de clima: Semiárido [9]
  • Precipitação pluviométrica: 733 mm/ano[9]

Relevo[editar | editar código-fonte]

O município localiza-se na unidade ambiental da depressão sertaneja, com relevo suave a ondulado. [8]

Vegetação[editar | editar código-fonte]

A vegetação do município é composta por caatinga hiperxerófila. [8]

Solo[editar | editar código-fonte]

Em relação aos solos, nos Patamares Compridos e Baixas Vertentes do relevo suave ondulado ocorrem os Planossolos, mal drenados, fertilidade natural média problemas de sais; Topos e Altas Vertentes, os solos Brunos não Cálcicos, rasos e fertilidade natural alta; Topos e Altas Vertentes do relevo ondulado ocorrem os Podzólicos, drenados e fertilidade natural média e as Elevações Residuais com os solos Litólicos, rasos, pedregosos e fertilidade natural média. [8]

Geologia[editar | editar código-fonte]

O município de Tacaratu é constituída pelos litotipos dos complexos Gnáissico-migmatítico Sobradinho-Remanso e Riacho Seco, dos gnaisses Arapuá, Bangê e Bogó, do Complexo Saúde, dos Granitóidessin e póstectônicos. [8]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Segundo o censo 2013 do IBGE, Tacaratu possui uma população de 23.833 habitantes, distribuídos numa área de 1.264,531 km², tendo assim, uma densidade demográfica de 17,45 hab/km². [10]

Economia[editar | editar código-fonte]

Segundo dados sobre o produto interno bruto dos municípios, divulgado pelo IBGE referente ao ano de 2011, a soma das riquezas produzidos no município é de 99.198 milhões de reais (116° maior do estado). Sendo o setor de serviços o mais representativo na economia tacaratuense, somando 75.389 milhões. Já os setores industrial e da agricultura representam 13.262 milhões e 7.233 milhões, respectivamente. O PIB per capita do município é de 4.418,63 mil reais (177° maior do estado), um dos menores do estado. [11]

Referências

  1. «Candidatos a vereador Tacaratu-PE». Estadão. Consultado em 2 de junho de 2021 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Estimativa da população 2015 » População estimada » Comparação entre os municípios: Pernambuco». Estimativa Populacional - 2015. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Agosto de 2015. Consultado em 11 de dezembro de 2015 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 1 de outubro de 2013 
  5. a b «Pernambuco » Tacaratu » Produto Interno Bruto dos municípios - 2013». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2015 
  6. «Prefeitura de Tacaratu». Consultado em 20 de março de 2016. Arquivado do original em 5 de abril de 2016 
  7. a b «Tacaratu». IBGE Cidades. Consultado em 19 de abril de 2022 
  8. a b c d e «Cópia arquivada» (PDF). Consultado em 28 de janeiro de 2014. Arquivado do original (PDF) em 2 de fevereiro de 2014 
  9. a b {{citar web|URL=https://www.apac.pe.gov.br/%7Ctítulo=Agência Pernambucana de Águas e Clima|publicado=APAC|acessodata=11 de junho de 2014
  10. http://www.cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?lang=&codmun=261480&search=pernambuco%7Ctacaratu
  11. http://www.cidades.ibge.gov.br/xtras/temas.php?lang=&codmun=261480&idtema=125&search=pernambuco%7Ctacaratu%7Cproduto-interno-bruto-dos-municipios-2011