Carnaubeira da Penha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Carnaubeira da Penha
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Carnaubeira da Penha
Bandeira
Hino
Gentílico carnaubeirense
Localização
Localização de Carnaubeira da Penha em Pernambuco
Localização de Carnaubeira da Penha em Pernambuco
Carnaubeira da Penha está localizado em: Brasil
Carnaubeira da Penha
Localização de Carnaubeira da Penha no Brasil
Mapa de Carnaubeira da Penha
Coordenadas 8° 19' 19" S 38° 44' 38" O
País Brasil
Unidade federativa Pernambuco
Municípios limítrofes a norte com Mirandiba e Salgueiro, a sul com Belém do São Francisco, a leste com Floresta (Pernambuco), e a oeste com Belém de São Francisco
Distância até a capital 501 km
História
Fundação 11 de abril de 1896 (126 anos)
Administração
Prefeito(a) Elizio Soares Filho[1] (MDB, 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total [2] 1 004,667 km²
População total 13 117 hab.
Densidade 13,1 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)

</ref>

| altitude = 446 | clima = Semiárido | sigla_clima = BSh | idh = 0.573 | idh_pos = PE: 129° | data_idh = PNUD/2010[3] | pib = 77 877 mil | pib_pos = PE: 155° | data_pib = IBGE/2017[4] | pib_per_capita = 6022,06 | data_pib_per_capita = IBGE/2017[4] | site_prefeitura = https://www.carnaubeiradapenha.pe.gov.br }} Carnaubeira da Penha é um município brasileiro do estado de Pernambuco.

História[editar | editar código-fonte]

A ocupação do território começou no ciclo do gado, que iniciou nesta região após a expulsão dos holandeses (1654), a partir da Casa da Torre. Os Garcia D´Ávila concederam grandes extensões de terra a seus familiares pelos vales do São Francisco e Pajeú, estabelecendo as primeiras fazendas. Estas ocupações enfrentaram a resistência dos índios que viviam no Vale do Pajeú, do Piancó e do Piranha entre 1694 e 1702, na chamada "guerra dos bárbaros". Esta resistência fez com que muitos abandonassem suas fazendas. A mando da Casa da Torre, o fazendeiro do São Francisco, o coronel Manoel Araújo de Carvalho, combateu os índios e retomou as terras. Os fazendeiros e vaqueiros tornaram a ocupá-las.

A partir da Lei Imperial do Registro de Terras de 1850 iniciou-se a legalização das propriedades. O governo imperial extinguiu os aldeamentos indígenas em Pernambuco entre 1860 e 1880 e os povos indígenas que habitavam a região se deslocaram para locais de difícil acesso, como as serras de Umã e Arapuá.

Pela Lei Municipal nº 02, em 11 de Abril de 1896 o prefeito de Floresta, o coronel Casé, criou o distrito da Penha, a partir de uma povoação existente na região. Chamava-se Penha em homenagem à padroeira, Nossa Senhora da Penha. O povoado vivia principalmente da pecuária bovina e caprina e da agricultura de subsistência (feijão, algodão, milho, arroz, mandioca e batata-doce).

Segundo a lei municipal nº 2, de 19 de Janeiro de 1948 foi criado no município de Floresta o distrito de Carnaubeira, nome dado devido à quantidade de Carnaúbas existente na região.

Foi elevado à categoria de município com a denominação de Carnaubeira da Penha, pela lei estadual nº 10.626, de 01 de Outubro de 1991, desmembrado de Floresta. A Sede passou a ser no antigo distrito de Carnaubeira, atual Carnaubeira da Penha.

Segundo o Instituto Socioambiental, "a Serra do Arapuá possui 47 núcleos populacionais denominado pelos indígenas de “aldeias”, entre eles a Serra da Cacaria, que geograficamente se distingue dos demais por ser um relevo independente". Nestas aldeias habitam índios Pankará, que estão em processo de territorialização, pequenos agricultores não-índios e médios fazendeiros. Segundo o IBGE, também habita na Serra do Arapuá uma comunidade quilombola, chamada Tiririca dos Crioulos.

Na Serra Umã está a Reserva Indígena dos Índios Atikum, que vivem da agricultura de subsistência.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 08º19'09" sul e a uma longitude 38º44'41" oeste, estando a uma altitude média de 446 metros acima do nível do mar.

Limites[editar | editar código-fonte]

Noroeste: Mirandiba e Salgueiro Norte: Mirandiba Nordeste: Floresta
Oeste: Belém de São Francisco Rosa de los vientos.svg Leste: Floresta
Sudoeste: Itacuruba e Floresta Sul: Belém de São Francisco e Itacuruba Sudeste: Belém de São Francisco

[5]

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

O município encontra-se na bacia do rio Pajeú.[5]

Clima[editar | editar código-fonte]

Gráfico climático para Afrânio
JFMAMJJASOND
 
 
88
 
33
21
 
 
100
 
32
21
 
 
171
 
32
19
 
 
130
 
31
20
 
 
37
 
29
21
 
 
54
 
28
19
 
 
22
 
29
19
 
 
8
 
30
19
 
 
26
 
32
20
 
 
10
 
34
22
 
 
35
 
35
22
 
 
66
 
33
22
Temperaturas em °CPrecipitações em mm

Fonte: Jornal do Tempo

O clima do município é o clima semiárido, do tipo BSh. Os verões são quentes e úmidos, é neste período em que praticamente quase toda chuva do ano cai. Os invernos são mornos e secos, com a diminuição de chuvas; as mínimas podem chegar a 16 °C. As primaveras são muito quentes e secas, com temperaturas muito altas, que em que algumas ocasiões podem chegar a mais de 40 °C.

Relevo[editar | editar código-fonte]

O município localiza-se na unidade ambiental da Depressão Sertaneja, com relevo suave a ondulado.[5]

Vegetação[editar | editar código-fonte]

A vegetação predominante é a caatinga hiperxerófila.[5]

Solo[editar | editar código-fonte]

Em relação aos solos, nos patamares compridos e baixas vertentes do relevo suave ondulado ocorrem os planossolos, mal drenados, fertilidade natural m édia problemas de sais; topos e altas vertentes, os solos brunos não cálcicos, rasos e fertilidade natural alta; topos e altas vertentes do relevo ondulado ocorrem os podzólicos, drenados e fertilidade natural média e as elevações residuais com os solos litólicos, rasos, pedregosos e fertilidade natural média.[5]

Geologia[editar | editar código-fonte]

O município de Carnaubeira da Penha está inserido na unidade geológica da Província da Borborema, sendo constituído pelos complexos de Floresta, Sertânia, Cabrobó, São Caetano e Lagoa das Contendas.[5]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Segundo estimativa de 2020 do IBGE, Carnaubeira da Penha possui uma população de 13.025 habitantes, distribuídos numa área de 1.004,667 km², tendo assim, uma densidade demográfica de 12,87 hab/km².[6]

Subdivisões[editar | editar código-fonte]

Distritos[editar | editar código-fonte]

  • Sede
  • Barra do Silva
  • Olho d'Água do Padre [5]

Economia[editar | editar código-fonte]

Segundo dados sobre o produto interno bruto dos municípios, divulgado pelo IBGE referente ao ano de 2017, a soma das riquezas produzidos no município é de 77.877 milhões de reais (155° maior do estado). O PIB per capita do município está entre os menores do Estado e da sua região, com apenas 6.022,06 mil reais (155° maior do estado).[7]

Saúde[editar | editar código-fonte]

A cidade conta com 6 estabelecimentos de saúde, sendo todos os 6 públicos.[8]

Cultura[editar | editar código-fonte]

É costume dos habitantes do município comemorar o dia da padroeira da cidade, Nossa Senhora da Penha, com shows e eventos religiosos. Em seu folclore há ainda as manifestações pastoris e as quadrilhas apresentadas por grupos escolares em certas épocas do ano.[9]


Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Pernambuco é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.