Caetés (Pernambuco)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outras cidades com este nome, veja Caeté (desambiguação).
Município de Caetés
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 13 de setembro
Fundação 18 de agosto de 1834
Gentílico caeteense
Prefeito(a) Armando Duarte de Almeida (PTB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Caetés
Localização de Caetés em Pernambuco
Caetés está localizado em: Brasil
Caetés
Localização de Caetés no Brasil
08° 46' 22" S 36° 37' 22" O08° 46' 22" S 36° 37' 22" O
Unidade federativa  Pernambuco
Mesorregião Agreste Pernambucano IBGE/2008[1]
Microrregião Garanhuns IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Venturosa (N), Paranatama (S), Garanhuns (L) e Pedra (O).
Distância até a capital 252 km
Características geográficas
Área 330,472 km² [2]
População 27 959 hab. estatísticas IBGE/2014[3]
Densidade 84,6 hab./km²
Altitude 849 m
Clima Tropical de Altitude Cs'a
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,522 baixo PNUD/2010[4]
PIB R$ 142 747 mil IBGE/2012[5]
PIB per capita R$ 5 297 53 IBGE/2012[5]
Página oficial

Caetés é um município brasileiro localizado no interior de Pernambuco (Agreste). Sua população foi estimada pelo IBGE em 26.386 habitantes (2005). Caetés é formado pelo distrito sede e pelos povoados de Ponto Alegre, Atoleiro, Barriguda, Bastiões, Vila Araçá, Várzea Comprida, Várzea Suja e Queimada Grande. A cidade é bastante conhecida em todo o Brasil por ser a terra natal do ex-presidente da república Luiz Inácio Lula da Silva. O município também está se tornando um pólo na geração de energia eólica no país.

História[editar | editar código-fonte]

A cidade de Caetés surgiu de um povoado fundado por Miguel Quirino dos Santos. Até 1918 a localidade chamava-se "São Caetano". O topônimo mudou para Caetés por influência do jornalista, historiador e publicista da língua tupi, Mário Melo. Segundo este historiador, caetés é uma corruptela de caá-etê, significando "mato real ou verdadeiro, mata virgem". Emancipou-se como município em 13 de dezembro de 1963, desmembrando-se do município de Garanhuns.

Geografia[editar | editar código-fonte]

O município localiza-se no Planalto da Borborema. A vegetação predominante é a caatinga hiperxerófila.[6]

O município está incluído na área geográfica de abrangência do semiárido brasileiro, definida pelo Ministério da Integração Nacional em 2005.[7] Esta delimitação tem como critérios o índice pluviométrico inferior a 800 mm, o índice de aridez até 0,5 e o risco de seca maior que 60%.

O clima é Tropical de Altitude Cs'a com chuvas no inverno, a estação chuvosa ocorre de janeiro/fevereiro até setembro/outubro.[6]

Seus principais produtos agrícolas são a mandioca, milho, feijão e algodão, registrando também atividade pecuária. Elevação: 849m.

Energia Eólica[editar | editar código-fonte]

Foi inaugurado em 29 de setembro de 2015 o complexo Ventos de Santa Brígida é formado por sete parques eólicos, distribuídos entre os municípios de Caetés, Pedra e Paranatama, no agreste pernambucano. No total, há 107 aerogeradores instalados, com capacidade de gerar 181.9 MW, energia suficiente para abastecer 350 mil casas. O empreendimento, cuja energia foi comercializada no Leilão de Energia Reserva(LER) de 2013, recebeu investimento de R$ 864 milhões e foi responsável pela geração de aproximadamente 1000 empregos diretos e 2000 indiretos, com prioridade para mão de obra local. Este complexo cumpriu o cronograma de execução – dois anos a partir do leilão.

O segundo projeto eólico da região chama-se Ventos de São Clemente, está localizado nas proximidades do complexo eólico Santa Brígida e pode ser interpretado como uma segunda fase de um grande conglomerado de parques eólicos. Este projeto está em fase de obras civis e terá início de operação comercial no segundo semestre de 2016. O complexo eólico Ventos de São Clemente é formado por oito parques eólicos, que totalizam 216.1 MW, localizados nos municípios de Caetés, Pedra, Venturosa e Capoeiras. Este projeto, quando somado a Ventos de Santa Brígida, fará desta região um dos maiores polos de geração de energia eólica do país.

Caeteenses ilustres[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010. 
  3. «Estimativa Populacional 2014». Estimativa Populacional 2014. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). agosto de 2014. Consultado em 29 de agosto de 2014. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 01 de outubro de 2013. 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2012». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2014. 
  6. a b Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas cprm
  7. Ministério da Integração Nacional, 2005. Nova delimitação do semiárido brasileiro.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Pernambuco é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.