Mesorregião do Agreste Pernambucano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mesorregião do Agreste Pernambucano
Unidade federativa  Pernambuco
Mesorregiões limítrofes Zona da Mata Pernambucana; Sertão Pernambucano; Agreste Alagoano (AL); Leste Alagoano (AL); Sertão Alagoano (AL); Agreste Paraibano (PB); Borborema (PB)
Área 24 400 km²
População 2.374.348 hab. IBGE/2016[1]
Densidade 97,3 hab/km²
Indicadores
PIB R$ 24 325 061 mil IBGE/2014[2]
PIB per capita R$ 10 390 20 IBGE/2014[3]

A mesorregião do Agreste Pernambucano é uma das cinco mesorregiões do estado brasileiro de Pernambuco. É formada pela união de 71 municípios distribuídos em seis microrregiões.

Estende-se por uma área aproximada de 24 400 km², inserida entre a Zona da Mata e o Sertão. Representa 24,7% do território pernambucano e conta com uma população de cerca de 1,8 milhão de habitantes (um quarto da população do estado).

Aspectos físicos[editar | editar código-fonte]

Geologicamente a região está situada sobre o Planalto do Borborema em uma altitude média entre 400 a 800 metros, sendo que em alguns pontos como nas microrregiões de Garanhuns e do Vale do Ipojuca, as altitudes podem chegar 1000 metros.

A região está inserida na área de abrangência do Polígono das Secas, mas apresentando, um tempo de estiagem menor que a do sertão, devido a sua proximidade do litoral. Os índices pluviométricos podem variar em cada microrregião.

A região está situada em parte no planalto da Borborema, o que confere à região um clima mais ameno em relação ao semiárido e com maior índice pluviométrico. A região apresenta estações do ano bem definidas, em comparação ao litoral e ao oeste pernambucano.

O índice pluviométrico, temperatura e umidade relativa do ar fica a cargo do relevo, pois o Agreste é a transição entre a zona da mata e o sertão, as chuvas são mal distribuídas em grande parte da região. A umidade relativa do ar fica entre 10% a 100%, as chuvas são frequentes entre abril a junho, e o período menos chuvoso é entre setembro a janeiro, com chuvas não ultrapassando os 295 mm na estação chuvosa e 25 mm os estação seca.

Os climas presentes na região são: clima semiárido e o Clima mediterrânico. As temperaturas raramente ficam abaixo dos 8°C e dificilmente ultrapassam os 37°C.

Vista do município de Caruaru no Vale do Ipojuca que é a microrregião mais populosa e mais rica do Agreste pernambucano.
Microrregião PIB 2014 Per capita Pop. 2016
Vale do Ipojuca     11.975.009.000,00      13.194,69        923.116
Garanhuns       4.302.482.000,00        9.329,84        465.328
Alto Capibaribe       3.178.431.000,00      10.578,55        309.282
Médio Capibaribe       2.085.483.000,00        8.051,37        259.389
Brejo Pernambucano       1.602.807.000,00        7.192,23        223.671
Vale do Ipanema       1.180.849.000,00        6.211,57        193.562
Total     24.325.061.000,00      10.390,20     2.374.348

Municípios mais populosos[editar | editar código-fonte]

Seus trinta municípios mais populosos segundo a estimativa do IBGE de 2016:[4]

Municípios mais populosos do Agreste Pernambucano
Posição Município População Posição Município População


Caruaru
Vista do Monte do Bom Jesus - Caruaru - Pernambuco - Brasil.jpg
Garanhuns
Floral clock - Garanhuns, Pernambuco, Brazil.jpg

Santa Cruz do Capibaribe
Vista do Bairro Nova Santa Cruz em Santa cruz do capibaribe.jpg


1 Caruaru 351 686 16 Lajedo 39 570
2 Garanhuns 137 810 17 Bom Jardim 38 976
3 Santa Cruz do Capibaribe 103 660 18 Bonito 38 069
4 Gravatá 82 579 19 São Caetano 36 895
5 Belo Jardim 75 729 20 João Alfredo 33 217
6 Pesqueira 66 524 21 Passira 28 935
7 Surubim 63 780 22 Caetés 28 326
8 Bezerros 60 469 23 Taquaritinga do Norte 27 981
9 São Bento do Una 58 251 24 Tupanatinga 26 727
10 Buíque 57 120 25 Panelas 26 440
11 Limoeiro 56 203 26 Itaíba 26 362
12 Brejo da Madre de Deus 49 624 27 Sanharó 25 521
13 Bom Conselho 47 991 28 Canhotinho 24 799
14 Toritama 43 174 29 Agrestina 24 454
15 Águas Belas 42 831 30 Cupira 23 909

Clima

O Agreste Pernambucano,possui um clima seco e quente,com diminuição de chuvas no verão e temperatura média sempre superior a 25°C,a mínima no verão geralmente fica entre 20 e 25°C,e a máxima entre 30 e 35°C,a seca chega níveis críticos em quase todos os anos,nesses anos de muita seca,fica entre 4 meses a 1 ano sem uma gota de chuva.O índice pluviométrico é sempre inferior a 600 mm acumulado em todos os anos.

Vista panorâmica de Garanhus, uma das cidades mais frias da região.

Microrregiões (e seus municípios)[editar | editar código-fonte]

1-Microrregião do Vale do Ipanema 2-Microrregião do Vale do Ipojuca 3-Microrregião do Alto Capibaribe 4-Microrregião de Garanhuns 5-Microrregião do Brejo Pernambucano 6-Microrregião do Médio Capibaribe.
Municípios que formam o agreste pernambucano.

Microrregião do Alto Capibaribe[editar | editar código-fonte]

Microrregião do Brejo Pernambucano[editar | editar código-fonte]

Microrregião de Garanhuns[editar | editar código-fonte]

Microrregião do Médio Capibaribe[editar | editar código-fonte]

Microrregião do Vale do Ipanema[editar | editar código-fonte]

Microrregião do Vale do Ipojuca[editar | editar código-fonte]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas