Saltar para o conteúdo

Rondonópolis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Rondonópolis
  Município do Brasil  
Do topo, da esquerda para a direita: Vista panorâmica de Rondonópolis; Prefeitura Municipal; Vista noturna; Parque Estadual Dom Osório; Reserva João Basso.
Símbolos
Bandeira de Rondonópolis
Bandeira
Brasão de armas de Rondonópolis
Brasão de armas
Hino
Gentílico rondonopolitano
Localização
Localização de Rondonópolis em Mato Grosso
Localização de Rondonópolis em Mato Grosso
Localização de Rondonópolis em Mato Grosso
Rondonópolis está localizado em: Brasil
Rondonópolis
Localização de Rondonópolis no Brasil
Mapa
Mapa de Rondonópolis
Coordenadas 16° 28' 15" S 54° 38' 09" O
País Brasil
Unidade federativa Mato Grosso
Municípios limítrofes Juscimeira, Poxoréu, São José do Povo, Itiquira, Pedra Preta, Santo Antônio de Leverger
Distância até a capital 210 km
História
Fundação 10 de agosto de 1915 (108 anos)
Emancipação 10 de dezembro de 1953 (70 anos) - de Poxoréu
Administração
Prefeito(a) José Carlos do Pátio[1] (PSB, 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total [2] 4 165,232 km²
 • Área urbana  est. Embrapa[3] 38,7 km²
População total (Estatísticas IBGE/2022[4]) 244 897 hab.
 • Posição MT: 3º
Densidade 58,8 hab./km²
Clima Tropical com estação seca (Aw)
Altitude 227 m
Fuso horário Hora do Amazonas (UTC−4)
CEP 78700
Indicadores
IDH (PNUD/2010[5]) 0,755 alto
 • Posição MT:
Gini (est. IBGE 2003[6]) 0,470
PIB (IBGE/2023[7]) R$ 17,295 Bilhões
 • Posição BR: 78º; MT: 2º
PIB per capita (IBGE/2023[7]) R$ 72 181,58
Sítio http://www.rondonopolis.mt.gov.br/ (Prefeitura)
http://www.rondonopolis.mt.leg.br/ (Câmara)

Rondonópolis é um município brasileiro do estado de Mato Grosso, localizado na região Sudeste do estado, a 210 km da capital Cuiabá. É a cidade mais populosa do interior do estado com 244 897 habitantes segundo o censo demográfico em 2022.

Rondonópolis tem o segundo maior produto interno bruto (PIB) do estado de Mato Grosso. Está localizada estrategicamente no entroncamento das Rodovias BR-163 e BR-364 e é a ligação entre as regiões norte e sul do país. Por estas vias são transportadas toda a produção agrícola e industrial para os grandes centros metropolitanos e portos do Brasil.

Com uma importante localização geográfica, a cidade tem na industrialização um novo salto de crescimento. Hoje, a diversificação de segmentos industriais tem gerado títulos importantes para o município: maior polo de esmagamento, refino e envase de óleo de soja do Brasil, maior polo misturador de fertilizante do interior brasileiro, maior produção estadual de ração e suplementos animais, frigoríficos com padrões internacionais e prepara-se para se consolidar como um dos principais polos têxteis do centro-oeste, através do incentivo e investimento na indústria de tecelagem e confecções. Mais recentemente, Rondonópolis começa a receber investimentos no setor de metalurgia.

Representa um importante polo que atende 21 municípios e cerca de 560 mil habitantes. Investe em qualificação profissional, infraestrutura, tecnologia e desenvolvimento humano, como incentivo para o crescimento da produção agropecuária, da indústria, do comércio e do turismo, gerando emprego, renda e qualidade de vida a todos que aqui vivem e investem.

História[editar | editar código-fonte]

Os vestígios mais antigos de populações humanas em terras do atual município de Rondonópolis foram encontrados no sítio arqueológico Ferraz Egreja e datam de pelo menos cinco mil anos atrás.[8]

Desde o final do século XIX, a região é povoada por índios Bororo e pelo destacamento militar de Ponte de Pedra (1875-1890); posteriormente chegaram comitivas em busca de ouro e pedras preciosas. Entre 1907 e 1909, chegaram as expedições de Cândido Rondon para a construção das Linhas Telegráficas para interligar Mato Grosso e Amazonas ao restante do Brasil. O posto telegráfico do Rio Vermelho foi inaugurado em 1922.[8]

E por volta de 1902 e 1907 famílias começaram a se instalar no Vale do Rio Vermelho vinda de Goiás, a viagem foi longa. Depois de quatro meses de cavalgada pelo Centro Oeste, perdendo objetos, morrendo novilhas, chegaram ao seu destino. Luis Esteves dos Santos e Manuel Conrado encontraram uma terra habitada por índios. Muito cerrado, córregos d‘agua e um imenso rio de água vermelha conhecido pelos índios como Rio Poguba (tendo o mesmo significado pela sua cor avermelhada). Este rio muito profundo era coberto de pedregulhos, lugares rochosos, arenosos, poções, areias um tanto movediças, e canais profundos. A forte correnteza das águas vermelhas transportava no seu leito de água doce e saborosa, patos, marrecos, coriangos, centenas de anhumas, garças, emas, diversos pássaros menores, sabiás, rolinhas, pombas, juritis, beija-flores e também entre as tantas o vítreo encantado das borboletas azuis. O sol já declinava no poente quando acamparam perto da Cachoeirinha, avizinhando-se do Rio Vermelho este casal, juntando todas as tralhas, estenderam no solo uma pequena capa e cochonilo tempo ali colocaram as crianças menores, as quais já cansadas pela viagem vão conciliar num sono de inocência.[9] Neste inicio de colonização as famílias viviam da sua força de trabalho e coragem, pois haviam muitas doenças, a falta de alimentos e condições de moradia precárias era prejudicial para a sobrevivência. Com essas dificuldades as famílias instaladas no rio vermelho pediram ajuda. José Rodrigues dos Santos um ex político e um dos grandes fazendeiros de Palmeiras de Goiás , estando a par dos acontecimentos. Imediatamente, arrumou uma escolta de carregamento e provisões em geral. Encheu os carros de boi de mantimentos, equipando-se de tudo, trouxe recursos e víveres para a família de seu irmão Manuel Conrado, e assim é fundado Rondonópolis.[9]

Em 1915, setenta famílias habitavam a localidade e o então Presidente de Estado do Mato Grosso reservou 2.000 hectares para a povoação do Rio Vermelho, que viria a se converter na cidade de Rondonópolis. Em 1918, Otávio Pitaluga conclui a medição e o projeto urbano para a localidade (desenho que foi aproveitado por Domingos de Lima, em 1948, para o traçado do quadrilátero central). Em 1918, Pitaluga alterou o nome do povoado para Rondonópolis (homenagem a Rondon). Em 1920, Rondonópolis é convertida em distrito de Santo Antônio do Leverger e comarca de Cuiabá.[8]

Na década de 1920, acontecem enchentes, epidemias e desentendimentos entre os moradores em Rondonópolis; e João Arenas descobre diamante em Poxoréo. Isso leva ao despovoamento de Rondonópolis, entre 1931 e 1947. Como a migração aconteceu para a vizinha Poxoréo, este é elevado a município em 1938 e Rondonópolis se converte em seu distrito. A partir de 1947, Rondonópolis volta a crescer por conta da política de colônias agrícolas implantada pelo Governo do estado. A emancipação política de Rondonópolis aconteceu em dezembro de 1953.[8]

Em 2023, a língua Boe Bororo foi cooficializada no município.[10]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Rondonópolis localiza-se a uma latitude 16º28'15" sul e a uma longitude 54º38'08" oeste, estando a uma altitude de 227 metros.[11] Sua população em 2022 era de 244.911 habitantes, o que coloca Rondonópolis em 118º lugar no Brasil, 8° lugar dos municípios do Centro-Oeste e 3º lugar no estado.[12] Sua microrregião possui 270.798 habitantes e está dividida em oito municípios. E sua mesorregião possui 526.445 habitantes segundo estimativas do IBGE/2013.[13]

Localizado em posição privilegiada, no entroncamento das rodovias BR-163 e BR-364,[14] além dos trilhos da Ferronorte,[15] Rondonópolis faz limite com os municípios de Juscimeira,[16] Poxoréu,[17] Itiquira,[18] São José do Povo,[19] Pedra Preta[19] e Santo Antônio de Leverger.[20] A cidade é banhada pelos rios Vermelho,[21] Tadarimã,[22] Arareau,[23] Ponte de Pedra, Guiratinga, e Jurigue.

A região tem vegetação típica do cerrado, e o clima é tropical quente e úmido, com chuvas concentradas na primavera e no verão. Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), referentes ao período de 1995 a 2021, a menor temperatura registrada em Rondonópolis foi de 3,3 °C em 01 de julho de 2021,[24] e a maior atingiu 43,5 °C em 5 de outubro de 2020.[24] O maior acumulado de precipitação em 24 horas foi de 187,5 milímetros (mm) em 10 de janeiro de 2012. Outros grandes acumulados iguais ou superiores a 100 mm foram 113,6 mm em 11 de outubro de 2011, 109 mm em 6 de maio de 1995, 105,4 mm em 31 de janeiro de 1999 e 103 mm em 16 de janeiro de 1999. Janeiro de 2012, com 572,2 mm, foi o mês de maior precipitação.[25]

Dados climatológicos para Rondonópolis
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima recorde (°C) 37,5 37,4 36,8 36,8 36 36,6 37,5 40,1 42,7 43,5 38,7 38,1 43,5
Temperatura mínima média (°C) 22,1 22 21,9 20,5 17,2 15,6 - 16,6 19,7 21,7 21,9 22,2 -
Temperatura mínima recorde (°C) 14,8 16,2 18,9 10,1 6,2 4,5 3,1 7,9 9,7 16,5 16,3 15,8 3,1
Precipitação (mm) 265,2 193,7 146 95,3 36 11,2 - 6,5 36,7 121 145,1 244,9 -
Umidade relativa compensada (%) 87,9 87 87,2 - 78,4 72,9 63,2 53 58,4 72,1 79,6 86 -
Fonte: Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) (normal climatológica de 1981-2010;[26] recordes de temperatura: 01/02/1995 - presente)[27][28]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Crescimento populacional
Censo Pop.
196022 997
197062 609172,2%
198082 49031,8%
1991123 17149,3%
2000150 22722,0%
2010195 47630,1%
Fonte: IBGE

A população do município de Rondonópolis foi verificada como sendo de 195 476 habitantes em 2010, segundo dados do Censo 2010. Naquele ano, era o terceiro município mais populoso do estado do Mato Grosso, depois de Cuiabá e de Várzea Grande, e o mais populoso do interior do estado. De acordo com o mesmo censo, destes 195 mil habitantes, 98 197 pertenciam ao sexo masculino (50,23% do total) e 97 279 pertenciam ao sexo feminino (49,77% do total), sendo que 188 028 habitantes (96,19% do total) viviam na área urbana do município e 7 448 na área rural (3,81% do total).

IDH-M[editar | editar código-fonte]

O IDHM (Índice de Desenvolvimento Humano Municipal) de Rondonópolis, segundo dados do PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento) de 2010, é de 0,755 (desconsiderando a desigualdade de renda), considerado "alto", acima da média estadual, que foi de 0,725 no mesmo período, e da média nacional, de 0,727 em 2010, nos mesmos termos. De acordo com o PNUD, o IDHM-E, ou seja, o IDHM referente a educação, foi de 0,698 naquele ano (acima da média do estado do Mato Grosso, foi de 0,635), considerado "médio", enquanto o IDHM-L, o IDHM referente a longevidade foi de 0,823 (ligeiramente acima da média estadual de 0,821), considerado "muito alto", e o IDHM-R, o IDHM referente a renda foi de 0,749 (enquanto o IDHM-R médio estadual foi de 0,732). Em 2010, a expectativa de vida média em Rondonópolis era de 74,37 anos, e a renda per capita era de R$843,62.[29]

Cemitério da Vila Aurora
Cemitério da Vila Aurora

No ranking do ano de 2010, entre os municípios mato-grossenses, Rondonópolis ocupava a 4ª posição, depois da capital, Cuiabá (0,785), de Lucas do Rio Verde (0,768) e de Nova Mutum (0,758), possuindo um IDHM ligeiramente superior ao de Sinop (0,754), na 5ª posição. Entre todos os cinco mil municípios do país naquele ano, Rondonópolis aparecia na 453ª posição, empatado com Alto Bela Vista (SC), Aparecida (SP), Brodowski (SP), Cianorte (PR), Coronel Fabriciano (MG), Formiga (MG), Montenegro (RS), Orleans (SC), Pongaí (SP), Saudades (SC), São José do Ouro (RS), São Ludgero (SC), São Pedro (SP).

Em 2000, de acordo com o PNUD, o IDHM do município era de 0,638, enquanto que em 1991 era de 0,480.[29]

Filhos Ilustres[editar | editar código-fonte]

São naturais dessa cidade a dupla sertaneja Cacique e Pajé, Zé Henrique da dupla sertaneja Zé Henrique & Gabriel, o compositor Airo Barcelos, Vanderson de Oliveira Campos e Ana Vitória convocados para as seleções brasileiras de futebol masculina e feminina respectivamente em 2023, Jakelyne Oliveira a Miss Brasil no ano de 2013.

Economia[editar | editar código-fonte]

Rondonópolis é hoje a 2ª maior economia do estado de Mato Grosso e está entre as 100 maiores economias do país,[30][31] com um PIB de 17 bilhões de reais (IBGE/2021) a cidade já é considerada a mais industrializada do estado.[32] Nos últimos anos houve um intenso processo de industrialização e verticalização da economia.[33] Diversas indústrias se instalaram no município, a Cervejaria Petrópolis (Crystal),[34] a TBM Têxtil,[35] Nortox Agrotóxicos,[36] Bunge Alimentos,[37] ADM,[38] Agra, e outras são exemplo dessa industrialização.[39]

O agronegócio já não é a principal fonte de economia, e sim a "mola propulsora" para diversos outros setores secundários da economia local.[39] Rondonópolis já foi considerada a "Capital Nacional do Agronegócio",[40] hoje volta seus ideais para a indústria, com o objetivo de agregar valores a seus produtos como soja e algodão, com instalação de grandes esmagadoras de soja e indústrias têxteis.[39] A cidade também é um importante polo comercial, além de ser considerada "capital regional", por sua importância econômica. A edição de Janeiro/2010 da Revista "Pequenas Empresas & Grandes Negócios", mostra estudo exclusivo, feito pela consultoria paulistana Geografia de Mercado que deu origem à lista de 25 cidades boas para se empreender e Rondonópolis está no 7º lugar da lista das cidades, entre 100 e 200 mil habitantes. Rondonópolis está entre as 40 maiores cidades exportadoras do Brasil.[41]

Centros Comerciais[editar | editar código-fonte]

Rondon Plaza Shopping
Rondon Plaza Shopping

Hoje Rondonópolis conta com o "Rondon Plaza Shopping", o único no estilo shopping center na cidade e que passa por uma extensa reforma.[42][43] O "Shopping Popular", mais conhecido como "Camelódromo", localizado no Cais, ponto turístico e de lazer da cidade.[44][45] Além de várias lojas de ruas na região central da cidade, e grandes redes de departamento. A cidade tem projeto pra uma futura construção de um novo shopping, já confirmada.[46]

Atualmente existem estudo de criação de um CPAR (Centro político administrativo de Rondonópolis) no lote entre a UFR e o Parque de exposições, já em andamento.[47][48]

Turismo[editar | editar código-fonte]

O Turismo de Rondonópolis é movimentado pelo agronegócio, mas devido às belezas naturais da região, o ecoturismo já surge como atração para o setor. Outra área que começa a atrair visitantes é o Esporte devido a vários campeonatos de diversas modalidades. As feiras agropecuárias como a Agrishow Cerrado (feira internacional de tecnologias agrícolas), que acontece em abril e a Exposul (exposição agropecuária oficial da cidade), realizada em agosto atraem milhares de pessoas de todo o Brasil para o município. Também ocorrem movimentações para a abertura do Parque Estadual Dom Osório Stoffel criado em 2002 e somente após 20 anos, será oficialmente aberto.[49][50][51]

O Parque Ecológico João Basso (área de preservação ambiental particular) é formado por cachoeiras, grutas, inscrições rupestres e trilhas que levam à Cidade de Pedra.[52][53][54] Há também por toda a região de Rondonópolis uma série de cachoeiras e rios propícios para os amantes da boa pescaria, para a prática de esportes radicais como o rapel ou simplesmente para contemplar a natureza exuberante do cerrado. Os campeonatos de skate,[55][56] motocross,[57] Fórmula Uno,[58] Festival de Arrancadas[59] e o Circuito Banco do Brasil de Vôlei de Praia também contribuem para o Turismo local.[60][61]

Para atender a demanda de turistas e visitantes a cidade de Rondonópolis dispõe de um Aeroporto Municipal que faz a ligação aérea com Cuiabá, Campinas e Brasília,[62][63] e um terminal rodoviário composto por 22 empresas de transportes que ligam o município a todos os outros Estados do Brasil.

Pontos turísticos de Rondonópolis

  • Cidade de pedra, um complexo rochoso e sítio arqueológico (Fechado desde 2005);[54]
  • Parque Ecológico João Basso, uma Reserva Particular do Patrimônio Natural;[52][53][54]
  • Rio Ponte de Pedra, local de prática de esportes radicais;
  • Rondon Horto
    Horto Florestal em Rondonópolis
    Cais, às margens do Rio Vermelho, local para lazer, com um belo entardecer;[64][65]
  • Horto Florestal, lugar ideal para realizar caminhadas ao amanhecer e ao entardecer;[66]
  • Museu Municipal Rosa Bororo;[67]
  • Praça Brasil, no centro da cidade;
  • Avenida Lions, ao longo da avenida estão alguns do principais bares e restaurantes da cidade;
  • Rodovia do Peixe, além de belas paisagens a muitas pousadas e restaurantes ao longo da rodovia que margeia o Rio Vermelho;[68]

Estrutura Urbana[editar | editar código-fonte]

Educação[editar | editar código-fonte]

Ensino Superior

Rondonópolis conta com uma universidade federal, a Universidade Federal de Rondonópolis (UFR), que oferece os seguintes cursos superiores: Administração, Biblioteconomia, Ciências Biológicas, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Enfermagem, Engenharia Agrícola e Ambiental, Engenharia Mecânica, Geografia, História, Sistemas de Informação, Letras Inglês, Letras Português, Matemática, Medicina, Pedagogia, Psicologia e Zootecnia.[69]

O Núcleo Pedagógico de Rondonópolis, da Universidade Estadual de Mato Grosso (UNEMAT), iniciou as atividades no município em 2017 com a oferta dos cursos de Bacharelado em Ciência da Computação e Licenciatura em Letras, já o curso de Direito teve início em 2018 em formato de turma única fora de sede [70], tendo como sede o Campus da UNEMAT de Alto Araguaia. Em dezembro de 2019, o Núcleo Pedagógico de Rondonópolis se tornou Câmpus Avançado da UNEMAT [71][72]. Atualmente, os cursos ofertados no município funcionam provisoriamente na Escola Estadual Professora Stela Maris Valeriano da Silva. Existem projetos de construção de um prédio da UNEMAT em Rondonópolis e a possibilidade de criação de novos cursos [73][74][75][76].

A cidade também possui um campus do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT), que oferta cursos superiores: Licenciatura em Ciências da Natureza e Técnico em Análise e Desenvolvimento de Sistemas; e cursos técnicos: Técnico em Secretariado, Técnico em Alimentos, Técnico em Informática, Técnico em Química e Técnico em Administração.[77]

A cidade conta com dois campi da UNIC (Kroton Educacional) oferta em suas unidades os cursos de: Administração, Agronegócios, Psicologia, Gestão de Recursos Humanos,Marketing, Ciências Contábeis, Direito, Enfermagem, Educação Física, Engenharia Civil, Engenharia de Produção, Sistemas de Informação, Odontologia, Farmácia, Fisioterapia. Após a incorporação do campus da Anhanguera Educacional, a faculdade UNIC integrou a sua marca também os cursos de Arquitetura e Urbanismo, Agronomia, Ciência da Computação, Engenharia Mecânica, Engenharia de Controle e Automação, Pedagogia.[78]

Como parte do Acordo de Controle de Concentração (ACC) firmado entre o grupo Kroton e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) em 2014, que visava a fusão com o grupo Anhanguera, a Faculdades Integradas de Rondonópolis (Unic-FAIR) foi vendida ao grupo ASSELVI, mantenedora da faculdade UNIASSELVI, que passou a ofertar presencialmente os cursos de Administração, Ciências Contábeis, Direito e Sistema de Informação, além de todo o leque de cursos EAD que o grupo já ofertava.

A unidade da Faculdade FASIPE de Rondonópolis, teve seu credenciamento e autorizações de cursos publicados em D.O.U no mês de setembro de 2019, a instituição deverá entrar em funcionamento até fevereiro de 2020, com os cursos de Ciências Contábeis, Direito, Enfermagem, Engenharia Civil e Odontologia.[79][80]

Fazem parte do cenário educacional superior várias Faculdades EAD entre elas UNOPAR Virtual, CESUMAR Virtual.

Escola particular de ensino técnico profissionalizante, Mais Sistema de Ensino, que conta com cursos voltados para a área da saúde, como Técnico em Enfermagem e Técnico em Radiologia.

Além de escolas de ensino técnico SENAI, SENAC, SEST/SENAT e SECITEC.

Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio:

  • Rede Municipal de Ensino – Rondonópolis tem 52 unidades de Educação Infantil, Ensino fundamental e Educação para Jovens e Adultos - EJA, com cerca de 17.500 alunos matriculados;
  • Rede Estadual de Ensino – São 34 unidades de Ensino Fundamental, Médio e EJA, com cerca de 31.000 alunos matriculados;
  • Rede Particular de Ensino – São 30 Escolas de Educação Infantil, Ensino Fundamental, Médio e Especial, além da EJA, com cerca de 7.500 alunos matriculados;
Santa Casa de Misericórdia

Saúde[editar | editar código-fonte]

Rondonópolis conta com 155 leitos de internação no Sistema Único de Saúde – SUS, 8 Unidades de Terapia Intensiva – UTI para adultos e 10 leitos de UTI Neonatal.

Áreas Verdes[editar | editar código-fonte]

Rondonópolis tem o parque ecológico do Escondidinho, o Horto Florestal, o Parque das Águas e as praças em diversos bairros da cidade.

Transporte[editar | editar código-fonte]

Rondonópolis é cortada pelas Rodovias Federais BR-163 e BR-364, e pelas Estaduais MT-130 e MT-270. Além dos trilhos da Ferronorte. As principais Avenidas da cidade são: Avenida Fernando Correa da Costa, Avenida Bandeirantes, Avenida Lions, Avenida Brasil, Avenida Presidente Médici, Rua Dom Pedro II, e a Rua Barão do Rio Branco.

  • O Transporte Coletivo é feito por uma única empresa, a Cidade de Pedra;
  • Terminal Rodoviário Alberto Luz, situado no Jardim Novo Horizonte, possui destinos a cidades dos estados de MT, AC, RO, PA, MS, GO, DF, PR, SC, RS, SP, MG, RJ, BA, SE, AL e PE;
  • O Aeroporto Municipal Maestro Marinho Franco, localizado a 16 km do centro da cidade, com voo para Campinas operado pela Azul. O aeroporto foi entrega a concessão privada no início de 2019 e a expectativa é que tenha melhorias e mais vôos.
  • O Terminal Intermodal de Rondonópolis, administrado pela empresa ALL (América Latina Logística). O Terminal é considerado o maior da América Latina;

Frota[editar | editar código-fonte]

Rondonópolis tem a segunda maior frota de veículos do estado com 149.970 veículos (Fonte: Ministério das Cidades, Departamento Nacional de Trânsito - DENATRAN - 2016).

TIPO DE VEÍCULO QUANTIDADE
Automóveis 52.958
Caminhões 4.734
Caminhões-trator 4.722
Caminhonetes 14.444
Caminhonetas 2.748
Micro-ônibus 197
Tratores 6
Motocicletas 49.028
Motonetas 19.418
Ônibus 527
Utilitários 1.193
Catedral Santa Cruz

Cultura[editar | editar código-fonte]

Rondonópolis é uma referência cultural. Embora haja o projeto para a construção de um Teatro Municipal, não houve anúncio formal para sua efetiva implementação. Todavia, há lugares destinados à cultura e ao lazer, podendo ser citados o Caiçara Tênis Clube, no Rondon Plaza, Anfiteatro da Escola CIE e o Museu Municipal Rosa Bororo.[81]

Esporte[editar | editar código-fonte]

Estádio Lutero Lopes

Rondonópolis conta com o Estádio Engenheiro Luthero Lopes, com capacidade para cerca de 18 mil torcedores,[82] local de jogos muito importantes pelo Campeonato Estadual de Futebol, organizado pela FMF (Federação Mato-grossense De Futebol). Possui no município três times: União Esporte Clube (campeão estadual em 2010), Sociedade Esportiva Vila Aurora (Campeão estadual em 2005), o Rondonópolis Esporte Clube, e o mais novo clube da cidade Academia Futebol Clube (Vice-Campeão 2ª Divisão estadual 2021).[83][84]

O município também dispõe de um ginásio de esporte, o Ginásio Marechal Rondon.[85] O Parque das Águas (que é utilizado para a prática esportivas como o skate, a caminhada, o vôlei e o bicicross), e o Horto Florestal.[86] Além das praças municipais, onde quase todas contam com campo de areia, ou de futsal.

Serviços[editar | editar código-fonte]

O serviço de água e esgoto é servido pela empresa Sanear (Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis), a empresa é uma autarquia municipal. Já a distribuição de energia é feito pela Energisa. 99,9% da cidade é servida de água tratada, e cerca de 70% (em 2014) do esgoto da cidade é coletado e tratado, a previsão é de que até o fim de 2016 todo esgoto da cidade seja coletado e tratado.

Comunicação[editar | editar código-fonte]

Os principais meios de comunicação são a internet, as rádios, os jornais impressos, a televisão e as companhias de telefonia fixa e móvel. O DDD local é o 66.

As principais empresas responsáveis pela telefonia fixa na cidade são a Claro, Vivo e a Oi. Já a telefonia móvel fica a cargo da Vivo, Tim, Claro e Oi. As principais operadoras de Internet e TV por Assinatura são Vivo, Oi, Sky e a NET e ViaCabo.

Os canais de TV de Rondonópolis, o sinal analógico de TV começou a ser desligado em dezembro de 2018. As emissoras afiliadas são:

Dig. UHF Emissora Afiliação
02.1 22 Tv Brasil Oeste Rede Brasil de Televisão
04.1 41 TV Cidade Verde Rede Cidade Verde
05.1 38 TV Cidade RecordTV
08.1 45 SBT Rondonópolis SBT
12.1 36 TV Centro América Sul Rede Globo
15.1 15 TV Aparecida (Rede) TV Aparecida
18.1 43 Rede Vida (Rede) Rede Vida
20.1 34 Canção Nova (Rede) Canção Nova
23.1 23 RIT (Rede) Rede Internacional de Televisão
24.1 24 TV Evangelizar (Rede) TV Evangelizar
26.1 26 TV Pai Eterno (Rede) TV Pai Eterno
33.1 33 Tv Novo Tempo (Rede) TV Novo Tempo
34.1 32 Record News (Rede) Record News
48.1 48 Rede Brasil (Rede) Rede Brasil de Televisão

As rádios FM sintonizadas em Rondonópolis são:

Freq. Prefixo Nome
91,5 ZYT 657 Gazeta FM**
94,1 ZYI 401 Massa FM
97.7 ZYI 441 Rádio Deus é Amor
99,3 ZYX 673 Band FM*
101,5 ZYT 659 Centro América Hits FM
102,9 ZYI 416 Jovem Pan FM**
104,1 ZYC 915 104 Amorin FM
105,7 ZYL 659 105 FM
106,3 ZYT 642 Vitória FM
106,7 106 FM
107,5 ZYL 670 Shalon FM

*Concessão Rádio em Pedra Preta;

**Concessão Rádio em Poxoréu.

Na internet os canais mais utilizados para informações de notícias da região são as fanpages do Facebook e sites de notícias locais.

Os sites de Notícias de Rondonópolis são:

Nome URL Facebook
Agora Mato Grosso https://www.agoramt.com.br https://www.facebook.com/agoramt
A Tribuna Mato Grosso http://www.atribunamt.com.br https://www.facebook.com/atribunamt
Saiba Tudo Mato Grosso https://www.saibatudomt.com.br https://www.facebook.com/saibatudomt/

Cidades Irmãs[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Candidatos a vereador Rondonópolis-MT». Estadão. Consultado em 23 de junho de 2021 
  2. IBGE; IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Urbanização das cidades brasileiras». Embrapa Monitoramento por Satélite. Consultado em 30 de Julho de 2008 
  4. IBGE, IBGE (27 de agosto de 2021). «Estimativas da população residente no Brasil e Unidades da Federação com data de referência em 1º de julho de 2021» (PDF). ibge.gov.br. Consultado em 28 de agosto de 2021 
  5. «IDHM Municípios 2010». Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 11 de outubro de 2013 
  6. «Indice GINI». Cidade Sat. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2000. Consultado em 6 de agosto de 2011. Arquivado do original em 30 de abril de 2012 
  7. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística https://cidades.ibge.gov.br/brasil/mt/rondonopolis/pesquisa/38/47001?tipo=ranking. Consultado em 22 de dezembro de 2023  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  8. a b c d «História». www.rondonopolis.mt.gov.br. Consultado em 14 de abril de 2024 
  9. a b Cury, Carmelita (1973). Do bororo ao Prodoeste. Rondonópolis: Alvorada 
  10. «Rondonópolis passa a ter língua Boe Bororo reconhecida por Lei - Primeira Hora». web.archive.org. 1 de outubro de 2023. Consultado em 14 de abril de 2024 
  11. Caxias, Dados RondonópolisMorada postal RondonópolisAv Duque de; MT, 526-Vila AuroraRONDONÓPOLIS-; Rondonópolis, 78740-100BrasilTelefone Rondonópolis3411-3500Internacional: +55 66 3411-3500Endereço electrónico RondonópolisSítio Web Rondonópoliswww rondonopolis mt gov br Outra informaçãoCidade Brasil : RondonópolisCertidão de nascimento; Rondonópolis, Certidão de óbito. «Rondonópolis, Mato Grosso, Brasil - Cidades e vilas do mundo». pt.db-city.com. Consultado em 28 de abril de 2024 
  12. cidades.ibge.gov.br https://cidades.ibge.gov.br/brasil/mt/rondonopolis. Consultado em 28 de abril de 2024  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  13. «A microrregião geográfica de Rondonópolis-MT». Unesp. Consultado em 28 de abril de 2024 
  14. «BR-163: tráfego no 'Trevão' terá alteração para melhora na fluidez | Rota do Oeste». rotadooeste.com.br. Consultado em 28 de abril de 2024 
  15. Petroli, Luiz Patroni, Viviane (4 de novembro de 2022). «Ferrovia Estadual entre Rondonópolis e Campo Verde deve começar a operar em 2026». Canal Rural Mato Grosso. Consultado em 28 de abril de 2024 
  16. Juscimeira, Prefeitura Municipal de. «Dados | Prefeitura Mun. de Juscimeira». Prefeitura Municipal de Juscimeira. Consultado em 28 de abril de 2024 
  17. «Dados do Município». Câmara Municipal de Poxoréu. 21 de janeiro de 2020. Consultado em 28 de abril de 2024 
  18. MT, Do G1 (25 de julho de 2015). «Seis municípios de Mato Grosso deverão ter divisas atualizadas». Mato Grosso. Consultado em 28 de abril de 2024 
  19. a b «Rondonópolis - Informações sobre o município e a prefeitura». www.cidade-brasil.com.br. Consultado em 28 de abril de 2024 
  20. «AL realiza audiência para debater limites de Santo Antônio do Leverger». www.al.mt.gov.br. Consultado em 28 de abril de 2024 
  21. MT, Do G1 (3 de novembro de 2015). «Série mostra rios que banham as três cidades mais populosas de MT». Mato Grosso. Consultado em 28 de abril de 2024 
  22. Braga, André Junior; Lima, Ronei Coelho de (11 de fevereiro de 2020). «CARACTERIZAÇÃO AMBIENTAL DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO TADARIMANA EM RONDONÓPOLIS-M». 1 páginas. ISBN 978-85-5722-418-6. Consultado em 28 de abril de 2024 
  23. Silva, Samilli Santilli Braga da; Vasconcelos, Monalisa Janaya Castelo da Silva; Aguiar, Leonardo Orlando Campos de; Macedo, Luís Otávio Bau (2 de agosto de 2022). «Efeitos da Urbanização para a Degradação das Áreas de Preservação Permanente: O Caso do Córrego Arareau no Município de Rondonópolis, Mato Grosso». Fronteira: Journal of Social, Technological and Environmental Science (2): 331–341. ISSN 2238-8869. doi:10.21664/2238-8869.2022v11i2.p331-341. Consultado em 28 de abril de 2024 
  24. a b «Clima e Tempo». Ministério da Agricultura e Pecuária. Consultado em 14 de abril de 2024 
  25. «BDMEP - série histórica - dados diários - precipitação (mm) - Rondonópolis». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 18 de setembro de 2019 
  26. «NORMAIS CLIMATOLÓGICAS DO BRASIL». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 27 de junho de 2018 
  27. «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura mínima (°C) - Rondonópolis». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 27 de junho de 2018 
  28. «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura máxima (°C) - Rondonópolis». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 27 de junho de 2018 
  29. a b «Rondonópolis». Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil. www.atlasbrasil.org.br 
  30. «Produto Interno Bruto dos municípios 2019». Produto Interno Bruto dos Municípios. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 17 de dezembro de 2021. Consultado em 18 de dezembro de 2021 
  31. «Estimativas da população residente nos municípios brasileiros». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 1 de julho de 2019. Consultado em 9 de junho de 2021 
  32. «Economia». www.rondonopolis.mt.gov.br. Consultado em 29 de abril de 2024 
  33. «Economia de Rondonópolis - MT». Caravela. Consultado em 29 de abril de 2024 
  34. «Cervejaria Petrópolis investe R$ 200 milhões em fábrica em Rondonópolis». SEFAZ-MT. 20 de julho de 2007. Consultado em 28 de abril de 2024 
  35. «RESOLUÇÃO N.º 120/2008». SEFAZ-MT. 25 de março de 2008. Consultado em 28 de abril de 2024 
  36. «Nortox». www.nortox.com.br. Consultado em 29 de abril de 2024 
  37. «BUNGE | BUNGE ALIMENTOS SA em Rondonópolis, MT - Consulta Empresa». Econodata. Consultado em 29 de abril de 2024 
  38. «ADM vai construir primeira fábrica de biodiesel - TN». tnpetroleo.com.br. Consultado em 29 de abril de 2024 
  39. a b c «Rondonópolis: O segundo maior pólo industrial de Mato Grosso». A Tribuna MT. 25 de junho de 2019. Consultado em 28 de abril de 2024 
  40. «História». www.rondonopolis.mt.gov.br. Consultado em 29 de abril de 2024 
  41. «Plano Diretor e Revisão da Legislatura Urbanística» (PDF). Prefeitura Municipal de Rondonópolis. Dezembro de 2017. Consultado em 28 de abril de 2024 
  42. «Mudanças: Shopping anuncia primeira ampliação da sua história». A Tribuna MT. 22 de setembro de 2023. Consultado em 28 de abril de 2024 
  43. «Há 20 anos, Rondon Plaza Shopping transformava o comércio de Rondonópolis». pautapronta.com.br. Consultado em 29 de abril de 2024 
  44. «CAMELODROMO | ASSOCIACAO DOS CAMELOS DE RONDONOPOLIS MT em Rondonópolis, MT - Consulta Empresa». Econodata. Consultado em 29 de abril de 2024 
  45. «MT: empresário é executado com cinco tiros em shopping de Rondonópolis | Metrópoles». www.metropoles.com. 1 de janeiro de 2023. Consultado em 29 de abril de 2024 
  46. Redação, Da (6 de março de 2024). «Grupo anuncia construção de novo shopping em MT | FOLHAMAX». Grupo anuncia construção de novo shopping em MT | FOLHAMAX. Consultado em 29 de abril de 2024 
  47. «Prefeitura autoriza doação de área para novo Fórum de Rondonópolis». Primeira Hora. 15 de dezembro de 2022. Consultado em 22 de dezembro de 2022 
  48. «Obras de construção da avenida principal do CPA chega a 85% - Prefeitura Municipal de Rondonópolis». Prefeitura Municipal de Rodonópolis (em inglês). 22 de novembro de 2022. Consultado em 22 de dezembro de 2022 
  49. Tribuna, A (11 de fevereiro de 2023). «Meio ambiente: Plano de Manejo do Parque Dom Osório é aprovado». A Tribuna. Consultado em 5 de abril de 2023. Cópia arquivada em 5 de abril de 2023 
  50. «Sema aprova destinação de R$ 20 milhões para unidades de conservação estaduais e municipais | Gazeta Digital». Sema aprova destinação de R$ 20 milhões para unidades de conservação estaduais e municipais | Gazeta Digital. Consultado em 5 de abril de 2023 
  51. «Decreto 38 2023 de Mato Grosso MT». iframe.leisestaduais.com.br. Consultado em 5 de abril de 2023 
  52. a b «Atrativos Naturais». www.rondonopolis.mt.gov.br. Consultado em 28 de abril de 2024 
  53. a b «Reserva Particular Do Patrimônio Natural Parque Ecológico João Basso - Ecoturismo no Brasil». www.ecoturismonobrasil.com.br. Consultado em 28 de abril de 2024 
  54. a b c MT, Mapas (9 de dezembro de 2016). «Cidade de Pedra». Mapas MT. Consultado em 28 de abril de 2024 
  55. «Rondonópolis vai sediar etapa de abertura do Primeiro Campeonato de Skate de MT - REGIONALMT». www.regionalmt.com.br. 19 de julho de 2022. Consultado em 28 de abril de 2024 
  56. «Competição de skate deve movimentar o Cais de Rondonópolis - Prefeitura Municipal de Rondonópolis». Prefeitura Municipal de Rodonópolis (em inglês). 13 de fevereiro de 2015. Consultado em 28 de abril de 2024 
  57. «Rondonópolis sedia etapa do estadual de motocross». ge. Consultado em 28 de abril de 2024 
  58. «Autocross vai ao Norte e a F-Uno à Rondonópolis | Gazeta Digital». Autocross vai ao Norte e a F-Uno à Rondonópolis | Gazeta Digital. Consultado em 28 de abril de 2024 
  59. «Rondonópolis deve ter primeira pista de arrancadas - Prefeitura Municipal de Rondonópolis». Prefeitura Municipal de Rodonópolis (em inglês). 6 de setembro de 2018. Consultado em 28 de abril de 2024 
  60. «Comitiva vem a Rondonópolis lançar etapa do Circuito BB de vôlei de praia - Prefeitura Municipal de Rondonópolis». Prefeitura Municipal de Rodonópolis (em inglês). 13 de maio de 2014. Consultado em 28 de abril de 2024 
  61. RioMarca (21 de julho de 2014). «CIRCUITO BANCO DO BRASIL SUB-23: Rondonópolis (MT) recebe nova geração em 'aperitivo' ao Challenger». CBV. Consultado em 28 de abril de 2024 
  62. «Aeroporto Municipal de Rondonópolis». COA. Consultado em 28 de abril de 2024 
  63. Gianotto, Juliano (13 de fevereiro de 2024). «Novo terminal de passageiros do Aeroporto de Rondonópolis (MT) é entregue pela COA». AEROIN. Consultado em 28 de abril de 2024 
  64. «Patrimônio: Lazer & Turismo - Revista Eletrônica - UNISANTOS». www.unisantos.br. Consultado em 29 de abril de 2024 
  65. MT, Mapas (15 de setembro de 2016). «Cais». Mapas MT. Consultado em 29 de abril de 2024 
  66. «Horto Florestal será revitalizado por meio de parceria público-privada - Prefeitura Municipal de Rondonópolis». Prefeitura Municipal de Rodonópolis (em inglês). 25 de janeiro de 2018. Consultado em 28 de abril de 2024 
  67. «Museu Rosa Bororo lembra a vida de Marechal Rondon - Prefeitura Municipal de Rondonópolis». Prefeitura Municipal de Rodonópolis (em inglês). 2 de maio de 2012. Consultado em 28 de abril de 2024 
  68. Blatt, Guilherme (12 de maio de 2022). «Governo lança licitação para recuperar Rodovia do Peixe em Rondonópolis». SINFRA. Consultado em 28 de abril de 2024 
  69. «Curso | UFR - Graduação Presencial». ufr.edu.br. Consultado em 28 de abril de 2024 
  70. «Unemat chega a Rondonópolis com garantia de expansão para novos cursos - Notícias - mt.gov.br». www.mt.gov.br. Consultado em 31 de julho de 2020 
  71. «Conselheiros aprovam Câmpus Avançados em Lucas do Rio Verde e Rondonópolis». UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO. Consultado em 31 de julho de 2020 
  72. «Deputado Thiago Silva anuncia aprovação do Campus Avançado da Unemat em Rondonópolis». AGORA MT - Portal de Notícias em MT. 5 de dezembro de 2019. Consultado em 31 de julho de 2020 
  73. «Prefeitura lança construção da sede da Unemat em Rondonópolis». www.rondonopolis.mt.gov.br. Consultado em 31 de julho de 2020 
  74. Redação (11 de março de 2020). «A Tribuna | Investimentos: Rezende garante emenda de R$ 5 milhões para Unemat de Rondonópolis». A Tribuna. Consultado em 31 de julho de 2020 
  75. «Deputado Claudinei destina R$ 170 mil para Unemat de Rondonópolis». GazetaMT. 29 de julho de 2020. Consultado em 31 de julho de 2020 
  76. Redação (26 de julho de 2020). «A Tribuna | Construção do prédio da Unemat em Rondonópolis começa a ganhar corpo». A Tribuna. Consultado em 31 de julho de 2020 
  77. «Campus Rondonópolis». roo.ifmt.edu.br. Consultado em 31 de julho de 2020 
  78. «Cursos». UNIC. Consultado em 28 de abril de 2024 
  79. «Faculdade Fasipe Rondonópolis». Faculdade Fasipe Rondonópolis. Consultado em 28 de abril de 2024 
  80. «FASIPE inaugura sua primeira unidade em Rondonópolis». Faculdade Fasipe Rondonópolis. Consultado em 28 de abril de 2024 
  81. «Atrativos Culturais». www.rondonopolis.mt.gov.br. Consultado em 28 de abril de 2024 
  82. «Obras de reforma do estádio Luthero Lopes estão "bem adiantadas" - Prefeitura Municipal de Rondonópolis». Prefeitura Municipal de Rodonópolis (em inglês). 8 de fevereiro de 2019. Consultado em 28 de abril de 2024 
  83. «Estádio Luthero Lopes, em Rondonópolis, vai ganhar iluminação de LED». ge. 20 de abril de 2023. Consultado em 28 de abril de 2024 
  84. «IBGE | Biblioteca | Detalhes | [Vista aérea da cidade] : Estádio Luthero Lopes : vista panorâmica : Rondonópolis (MT)». biblioteca.ibge.gov.br. Consultado em 28 de abril de 2024 
  85. «Após reforma, Ginásio Marechal Rondon é reinaugurado em Rondonópolis». Agora MT. 1 de setembro de 2022. Consultado em 28 de abril de 2024 
  86. «Sem manutenção: Parques estão abandonados pela Prefeitura». A Tribuna MT. 9 de março de 2024. Consultado em 28 de abril de 2024 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]