Lucas do Rio Verde

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Lucas do Rio Verde
"LRV"
"Lucas"
"Cidade Modelo"
Bandeira de Lucas do Rio Verde
Brasão de Lucas do Rio Verde
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 5 de agosto
Fundação 5 de agosto de 1982 (33 anos)
Emancipação 4 de julho de 1988 (27 anos)
Gentílico luverdense
Lema Fazendo o melhor pela vida
Padroeiro(a) Nossa Senhora de Fátima
CEP 78455-000
Prefeito(a) Otaviano Olavo Pivetta (PDT)
(2013–2016)
Localização
Localização de Lucas do Rio Verde
Localização de Lucas do Rio Verde no Mato Grosso
Lucas do Rio Verde está localizado em: Brasil
Lucas do Rio Verde
Localização de Lucas do Rio Verde no Brasil
13° 01' 59" S 55° 56' 38" O13° 01' 59" S 55° 56' 38" O
Unidade federativa  Mato Grosso
Mesorregião Norte Mato-grossense IBGE/2008[1]
Microrregião Alto Teles Pires IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes
Distância até a capital
Características geográficas
Área 3 645 km² (BR: 414º)[2]
Distritos Groslândia
População 57 285 hab. (MT: 10º) – estimativa populacional - IBGE/2015[3]
Densidade 15,72 hab./km²
Altitude 398[4] m
Clima Tropical úmido Cfa(h)
Fuso horário UTC−4
Indicadores
IDH-M 0,768 alto PNUD/2010[5]
Gini 0,46 PNUD/2010[6]
PIB R$ 1 669 888,179 mil (BR: 295º) – IBGE/2010[7]
PIB per capita R$ 51 771,45 IBGE/2008[7]
Página oficial
Prefeitura www.lucasdorioverde.mt.gov.br
Câmara www.camaralucasdorioverde.mt.gov.br
Outras informações
Macrorregião Centro-Oeste
Vereadores 9[8]
Partidos representantes PSDB, PMDB, PPS, PT, PDT, PSD e PV[8]
Mandato 2013-2016[8]
Eleitores 37 790 eleitores est. TRE-MT[9]
Arrecadação R$ 164 747 386,32 est. Impostômetro 2015[10]
Orçamento R$ 201 780 000,00 est. Prefeitura de Lucas do Rio Verde 2016 [11]
IFGF 0,6933 est. 2013 [12]
População censitária 45 556 hab. Censo IBGE/2010 [13]
População masculina 24 016 hab. Censo IBGE/2010[13]
População feminina 21 540 hab. Censo IBGE/2010[13]
População urbana 42 455 hab. Censo IBGE/2010[13]
População rural 3 101 hab. Censo IBGE/2010[13]
Domicílios 13,748 un. (BR: 698º IBGE 2010[13] '[3]'
Frota total 36 291 veículos est. Denatran 2014[14] '[4]'
Frota automóveis 11 603 veículos est. Denatran 2014[14]
Frota motocicletas 8 948 veículos est. Denatran 2014[14]
População economicamente ativa 35 943 trab. PNUD/2010
Renda per capita R$ 1 029,94 (BR: 270º) IBGE/2010[15]
Empresas ativas 6 065 unidades (BR: 446º) est. Empresômetro[16]
Potencial de consumo R$ 1 064 000,000 mil est. IPC Marketing 2014[17]
IFDM 0,8584 (MT: 1º) est. 2015 [18]

Lucas do Rio Verde é um município brasileiro no interior do estado de Mato Grosso, Região Centro-Oeste do pais. Pertence a microrregião de Alto Teles Pires e mesorregião do norte-matogrossense, distante 333 km a norte de Cuiabá, capital estadual. Localiza-se a uma latitude 13° 01' 59" sul e a uma longitude 55° 56' 38'' oeste, estando a uma altitude de 398 metros. Conhecida com a sua alta qualidade de vida e alto Índice de Desenvolvimento Humano. Sua população estimada em 2015 é de 57.285 habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

A colonização foi incentivada pelo regime militar que pretendia ocupar os "vazios demográficos do país". A cidade se originou através de um Projeto de Assentamento do INCRA. Vários colonos do sul do país foram assentados em lotes de 200 ha. Na segunda metade da década de 70, nós do INCRA de Diamantino, trabalhamos nesta área. Informações oficiais e seguras, consultem o INCRA de Cuiabá. Fortaleza-CE.

Lucas do Rio Verde é uma cidade que se desenvolveu muito rápido, pois até o final dos anos 90 não era servida a rede de energia elétrica, possuía apenas motores geradores a óleo para o abastecimento da cidade.

Até o início dos anos 2000, a cidade era predominantemente sulista, mas com a divulgação do prodígio dos monocultores pessoas de várias regiões do país migraram para a cidade, principalmente depois da chegada de empresas multinacionais.

O dia 5 de agosto de 1982 passou a ser comemorado a data de fundação da agrovila, ainda então pertencente ao município de Diamantino. Em 17 de março de 1986, o núcleo urbano foi elevado à condição de Distrito e no dia 4 de julho de 1988, quando a sua emancipação política-administrativa, já contava com 5.500 habitantes.

Pressionadas pelas inúmeras dificuldade daquele período, muitas deles desistiram de seus senhos e outras perderam terreno para a agricultura extensiva que começava a ocupar a vastidão do cerrado.

Três décadas depois da instalação acompanhamento do 9º BEC, às margens do Rio Verde, esta moderna e dinâmica cidade cujo nome rende uma homenagem a Francisco Lucas, antigo seringalista e desbravador da região, em nada lembra aquele vilarejo onde tudo era difícil e precário.

Origem do nome[editar | editar código-fonte]

A denominação é relacionada ao Rio Verde, curso d’água que corta o território municipal, assim chamado pela cor esverdeada que apresenta e em homenagem a Francisco Lucas de Barros, um dos pioneiros.

Francisco Lucas de Barros foi um seringalista, desbravador de sertões.

Este homem, afeito à rudeza da selva, via na extração do látex sua motivação de vida. Profundo conhecedor da região, teve seu nome perpetuado pela história ao emprestá-lo ao município de Lucas do Rio Verde.

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

O município é um modelo nesse quesito, tendo 100% de suas ruas pavimentadas dentro de seu perímetro urbano, um plano de mobilidade urbana com a capacidade de até 130 mil habitantes, uma moderna infraestrutura na coleta de lixo com 100% de mecanização e sem a utilização de gari, contendo dois contêiner à cada 50 metros em toda a cidade para a separação de lixo úmido e reciclável e então ser levado ao Ecoponto Municipal, se tornando a terceira cidade do pais a adotar o sistema e a unica da região Centro-Oeste, possui água tratada em todos os domiciliários luverdenses, rede e tratamento de esgoto em alguns bairros. Na saúde, possui um Hospital em ampliação, quando terminado no segundo semestre de 2016, contara com 20 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), sendo 10 adultos e 10 pediátrico/neonatal, salas de cirurgia, consultórios médicos, farmácia e centro de imagem, o município ainda conta com 16 PSF(Programa Saúde da Família) dentro e fora da região urbana, um centro de imagem, um laboratório e uma farmácia popular municipal.

Urbanismo[editar | editar código-fonte]

Apesar de ser uma cidade jovem, possui grandes avenidas, arborização, plantação de flores, grama e iluminação com super postes em suas principais avenidas e canteiro da cidade, além de contar com ciclovias e ciclofaixas nas mesmas. Existe um incentivo aos donos de domicílios quanto a plantação de grama e também no calçamento de sua residência com descontos no IPTU.

Possui 59 km entre ciclovia e ciclofaixa no perímetro urbano e mais 9 km de ciclovia no interior do município, assim se tornando uma das cidades que mais possuem quilômetros de ciclovias no Brasil.

A aguá e esgoto do município é administrado pelo Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Lucas do Rio Verde (SAAE), que também disponibiliza o serviço de coleta residencial e industrial do óleo de cozinha em parceria com empresas do município para seu destino correto.

A cidade está em possesso de expansão em sua coletora de esgoto sanitário, estão sendo implementados 120 quilômetros de tubulação para abranger todas as residências do município e a construção de cinco estações elevatórias e duas estações de tratamento. Atualmente apenas 30% da cidade conta o sistema implantado, sendo nos bairro Centro, Pioneiro, Menino Deus, Jardim Cerrado, Parque das América, Téssele Junior e Jaime Seitti Fujii.

Abrange uma moderna coleta mecanizada em todo o município, com a separação de lixo úmido e reciclável, utiliza se de dois contêiner a cada 50 metros em toda a cidade para a captação dele. O deslocamento desse lixo é feito com caminhões adequados para isso, além de contar com outros para a limpeza desses contentores. O lixo separado reciclável é levado ao Ecoponto Municipal para a separação e enviado ao destino correto, administrado pela Associação dos Coletores de Materiais Recicláveis de Lucas do Rio Verde e assim revertido em benefícios para os membros da associação, o lixo não reciclável é levado ao aterro sanitário do município. A coleta do lixo de jardinagem é terceirizada e é recolhida uma vez por semana em toda a cidade.

Educação[editar | editar código-fonte]

No que refere-se à educação, o Município de Lucas do Rio Verde é modelo para o Estado e o País, o que comprova-se pelos resultados do último IDEB: "das dez melhores escolas públicas de Mato Grosso, segundo o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), três são da rede municipal de Lucas do Rio Verde".

Em sua infraestrutura, Lucas do Rio Verde conta com instituições públicas e privadas que atendem desde a Educação Infantil até o Ensino Superior.

Entre as escolas públicas de educação básica, estão 16 municipais e 5 estaduais. Na cidade existem mais 7 escolas, que são privadas.

No ensino superior, desde 2008, o Município conta com a presença da Rede La Salle de Educação [19] , uma rede mantida pelo Instituto dos Irmãos das Escolas Cristãs, fundada por São João Batista de La Salle, Padroeiro Universal dos Professores.

O Município de Lucas do Rio Verde conta ainda com um campus do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT), disponibilizando cursos como Biotecnologia, Construção Civil e Mecânica.

No ano de 2015 o não governamental Instituto Alfa e Beto, destacou que Lucas do Rio Verde tem a melhor educação municipal da região Centro-Oste e está entre as quatro melhores de todo o país. O instituto utiliza como base os resultados obtidos na Prova Brasil, exame do governo federal que avalia estudantes ao final dos anos iniciais e anos finais do ensino fundamental e que influenciam na formação do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica).

Esportes[editar | editar código-fonte]

A cidade possui um estádio municipal, o Passo das Emas, com capacidade de 10.000 pessoas, utilizado pela agremiação esportiva Luverdense Esporte Clube, fundada em 2004. O clube atualmente está na primeira divisão do Campeonato Mato-Grossense. Em 2013, o Luverdense atingiu seu maior objetivo no ano[20] : obter o acesso à Série B do Campeonato Brasileiro de 2014, mandando suas partidas na Arena Pantanal, localizada na capital Cuiabá-MT.

O clube participou também de três edições da Copa do Brasil de Futebol. Na edição de 2013, o Luverdense chegou até as oitavas de final, mas foi eliminado pelo S.C. Corinthians Paulista. Das participações do clube na Copa do Brasil, esta edição foi aonde chegou mais longe no torneio.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Ver também: Parque dos Buritis

Com uma localização geográfica privilegiada, Lucas do Rio Verde desponta como um dos principais polos de desenvolvimento agrícola do Estado. Na década de 70, imigrantes do Sul do Brasil resolveram instalar-se no centro de Mato Grosso. É considerado o primeiro município a colher soja no país e maior produtor de milho safrinha do Brasil.

Embora a distribuição de ecossistemas definida pelo IBGE considere a região como área de tensão ecológica entre a Floresta Amazônica e o Cerrado a predominância florística corresponde à cerrado.

Localização geográfica[editar | editar código-fonte]

Cidade de Lucas do Rio Verde vista do alto em 2009

Encontra-se em uma latitude 13° 01' 59" sul e a uma longitude 55° 56' 38' oeste, situada no Médio Norte Mato-Grossense e na Microrregião de Alto Teles Pires, estando a uma altitude de 398 metros. Tendo uma extensão territorial em 3.927,32 km², representa menos de 1% da extensão territorial do Brasil.

Evolução Demográfica[editar | editar código-fonte]

Clima[editar | editar código-fonte]

Equatorial, quente e úmido, com 4 meses de seca de maio a agosto, estes são também os meses com baixa umidade relativa do ar em torno dos 30%. Precipitação anual de 2.000 mm, com intensidade máxima em janeiro, fevereiro e março. Temperatura média anual de 24 °C, máxima extra oficial foi de 44,2 °C com sensação térmica de 57,4 °C no mês de agosto. A maior oficial foi de 43 °C e menor 6 °C.

Nuvola apps kweather.svg Dados climatológicos para Lucas do Rio Verde Weather-rain-thunderstorm.svg
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima absoluta (°C) 38,1 41,6 35,9 39,0 39,2 38,0 39,5 41,5 43,6 41,0 40,3 39,2 43,6
Temperatura máxima média (°C) 33,7 33,7 33,1 33,5 32,3 32,4 32,7 34,2 35,8 35,4 34,1 33,5 32,0
Temperatura média (°C) 28,5 28,5 28,5 28,0 26,5 25,5 25,0 27,0 28,5 29,5 29,0 28,5 27,7
Temperatura mínima média (°C) 24,0 24,3 24,1 23,6 21,1 19,6 18,0 20,5 22,6 24,6 24,9 24,0 22,5
Temperatura mínima absoluta (°C) 15,9 18,0 13,2 14,2 10,8 7,9 6,0 8,0 12,0 17,0 15,0 17,9 6,0
Precipitação (mm) 349,0 340,7 378,4 139,5 37,0 16,0 4,3 3,1 67,4 176,8 246,5 312,8 2 079,6
Umidade relativa (%) 81,3 87 86,6 83,2 81,8 78,6 73,5 72,6 75,1 81,6 85,4 84,6 81,2
Horas de sol 131 128 125 122 119 118 119 121 124 127 131 132 1 497
Fonte: Foreca/MSN[21] 10 de Agosto de 2015

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010. 
  3. «Censo Populacional 2015» (PDF). IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). agosto de 2015. Consultado em agosto de 2015. 
  4. http://altitude.cidademapa.com.br/altitude-de/lucas-do-rio-verde/5196/
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 22 de agosto de 2013. 
  6. «Perfil Municipal: Lucas do Rio Verde (MT)». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 18 de junho de 2014. 
  7. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2006-2010». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 19 dezembro 2013. 
  8. a b c [1] - Câmara Municipal de Lucas do Rio Verde
  9. [2] - TRE MT
  10. «DECRETO N. 2939» (PDF). Prefeitura Municipal de Lucas do Rio verde. Prefeitura. 2015. Consultado em 09 de abril de 2016. 
  11. «Orçamento de Lucas do Rio verde ppara 2016» (PDF). Prefeitura Municipal de Lucas do Rio Verde. Consultado em 09 de abril de 2016. 
  12. Índice Firjan de Gestão Fiscal - Sistema Firjan
  13. a b c d e f «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 09 de abril de 2016. 
  14. a b c Frota - Denatran
  15. «Censo demográfico 2010: resultados da amostra - rendimento». IBGE - Cidade Sat. Consultado em 09 de abril de 2016. 
  16. «Empresas ativas por cidade». Empresômetro, Perfil Empresarial Brasileiro. Consultado em 09 de abril de 2016. 
  17. «IPC Marketing - Brasil em foco - 500 maiores municipios brasileiros em consumo». Ptdocz. 2014. Consultado em 09 de abril de 2016. 
  18. Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal - Sistema Firjan
  19. http://www.lasalle.edu.br/faculdade/lucas/
  20. http://www.al.mt.gov.br/TNX/imprime.php?cid=39361&sid=257
  21. http://www.msn.com/pt-br/clima/records/Lucas-do-Rio-Verde,MT,Brasil/we-city--13.064,-55.922?iso=BR&ocid=spartanntp.  Falta o |titulo= (Ajuda)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Mato Grosso é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.